História Makeup artistic of monsta x - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias IKON, Monsta X
Personagens B.I, Bobby, Hyung Won, I'M, Jinhwan, Joo Heon, Ki Hyun, Min Hyuk, Show Nu, Won Ho
Tags Hentai, Makeup, Monstax, Romance, Yaoi
Visualizações 28
Palavras 2.362
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Hentai, Lemon, Orange, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


A capa vai ser esses bebês lindos e a proxima provávelmente o bobby meu neenem .
Aproveitem a leitura e espero que gostem

Capítulo 16 - Passado x verdade


Fanfic / Fanfiction Makeup artistic of monsta x - Capítulo 16 - Passado x verdade

-Lu você sumiu nunca mas vi você, soube pelo minhyuk,  que você anda vendo I.m ne sua safadinha, me fala tudo agora.

- Então, um dia nos encontramos por acaso em umas dessas banquinhas e eu estava um pouco bêbada e ele também e restava apenas nós dois na mesa e entao resolvemos sentar juntos e conversa, e conversa vai e vem , soju vai e vem ,começou a rola um química muito louca entre nós, quando começamos a falar sobre séries malucas e acabamos a nos agarra ali mesmo, ele me beijou loucamente.
E como estavamos em um lugar que poderia ter outras pessoas fomos a um parque abandonado que tinha ali perto, e quando chegamos obviamente estava trancado, Mas isso não seria um problema para a Mister Lu kk _isso foi o I.m disse e então pulamos o portanzinho que havia ali e entramos olhando tudo e explorando o lugar e ele viu tipo uma sala de espelhos não me lembro bem e saiu correndo ate la e eu louca fui junto claro, a adrenalina ja subiu dos pés a cabeça. Ele entra e entro logo em seguida mas não o vejo e comecei a chama-lo.E quando ele apareceu estava sem camisa , com o lábio inferior levemente sagrando.

-Lu vamos jogar um jogo bem legal??huh

-Qual seria esse jogo? Se for bom talvez e aceite !talvez.

- Vamos fingir que eu sou um vampiro  e estou preste a te morde, mas por algum motivo eu decido te dar um chance de sai dali , mais para isso você tera que me convencer a isso , você pode usar tudo ao seu favor tem espelhos e você e um pole dance. Me surpreenda!!!.

Quando ele terminou de falar isso senti um formigamento em meu corpo e tudo que ele falou soou tão excitante e sensual que topei.
Fingir correr e também cair e ele se aproximava mas e mas de mim, quando estavamos com os corpos quase colados, ele virou meu rosto deixando meu pescoço a mostra.

- Esse seu cheiro sempre me enloqueceu!!_Passando a língua por toda extensão do meu pescoço.

-Por favor não faça isso e-eu preciso viver!

- Pois me deixe feliz e me convença a não mata-lá agora mesmo, e Apenas duas coisas me deixam feliz_riu zambando.-Seu sangue claro e um sexo enloquecedor. Fora essas duas coisas nada mais me deixa tão feliz e realizado ,Por isso me surpreenda agora.

Ele me empurrou me fazendo cair no chão,  Lili o modo que ele atuava e falava aquilo me deixava tão submissa e excitada que eu não consegui sequer tirar os olhos dele.
Então ele pegou uma cadeira que havia ali e sentou. Eu levantei rapidamente e soltei meus cabelos e por acaso eu usava uma lingerie preta com as meias bem sensuais pensando nisso ate parecia que eu havia planejado.

Fui até o pole dance e comecei a dancar rebolar ao som de uma musica qualquer que coloquei no celular.
E cada suspiro que ele dava eu tirava  lentamente uma peça de roupa e quando estava com apenas a lingerie e as meias ele levantou e veio ate a mim com um olhar devorador.

- Como você e gostosa, não falo pelo fato de estar apenas de lingerie,  mais pelo fato do seu sangue doce e ao mesmo tempo enlouquecedor  me faz querer morde-la e possui-la.
E e isso que vou fazer.

Lili nessa momento eu até me assustei  mas não foi uma coisa ruim , ele me mordeu no pescoso, mas também chupava deixando uma marca ali.
-Lili o que foi? Volta aqui

- Espera vou pegar chocolate que fiz ta na geladeira porque sinto que a parte melhor virá agora

- Claro que vem_diz com sorrisos maliciosos.

- Vai fala to preparada agora!!

- Então no momento seguinte  ele tirou a calça que usava , ficando apenas de numa cueca box da Calvin Klein , e tira meu sutiã e começou chupando meus seios e logo brincando com o outro , fazendo oh ficar com elevação e nessa hora eu já estava louca , quando sinto seus dedos adentrarem minha calcinha invadindo totalmento meu interior e depois passando os dedos levemente no meu clitóris,  lili eu gemi , mais eu gemi alto cara o clima o lugar tava tudo muito excitante e eu so queria senti-lo me possuindo , mas antes disso eu chupei ele cara e ele gemia chamando meu nome toda vez que passava minha língua em sua glande ou sugava fazendo um estalo que ele amava e assim foi até transamos e o que foi mais louco ainda ele dizia coisas desconexas enquanto me estocava com muita força e eu so sabia gemer e cravar minhas unhas em suas costas e morde-lo e quanto mais eu fazia isso,  com mais tesão ele ficava e foi assim até  gosarmos e agora estamos saindo e e isso_ diz logo apos um sorriso debochado.

- Nossa que inveja,  que vidinha animada , enquanto a minha so nada e esse teatro de vocês amei, vou tentar isso quando eu finalmente namora o que vai demorar haha.

-Talvez não!!

-Talvez sim.

- Você so tem que se preocupar menos e viver , Lili eu sei que e difícil gostar de dois caras , mais você tem que resolver isso.

- Nossa tá tão na cara que eu gosto deles??

- A pergunta e mais que óbvia ne more!!.

E assim ficamos ate quase a noite , conversando e sorriso , mas eu não iria dormi na casa da Lu por isso sai mais cedo umas 19:40 queria comer antes de voltar  a minha realidade.

                     
                       ****

Acho que vou querer esse senhora por favor.

Pego meu espeto de linguiça e saiu andando em direção ao dormitório,  andando e cantarolando um pouco e vejo uma pessoa deitada no chão encolhido em seus braços parecia estar com fome , me aproximo e me espanto ao ver de quem se trata.

-Martin?

- Lili e você_logo seus olhos começam a lacrimejar.

-O que faz aqui?? Porque ta assim ? Aqui ta frio_retiro um dos meus casacos dando a ele.

-E-eu não tenho mais onde morar lili e estou a dias sem comer e tem uns 2 dias que durmo aqui_logo após dizer isso eu que já não segurava minhas lágrimas.

- Mas como isso ACONTECEU?  Sua familia e tão rica eu pensei que já  tinha voltado pra sua cidade,porque?

-Lili_diz com a voz pesada e afogando em seu choro - depois que o math morreu e-eu não quis mais viver e saber que foi minha culpa, culpa do meu vicio eu não merecia viver e então , depois daquele dia eu sumir comprei muitas drogas que durarão apenas  dias e quando eu menos percebi Ja estava vendendo minhas coisas pra paga meu vicio e fui afundando dia após dia , eu já não ia a faculdade mas e quando o efeito passava  eu chorava constantemente, lembrando do math e dos nossos momentos e por duas vezes tentei me matar ,mais eu não sei o que aconteceu que quando eu estava quase me vinha na cabeça o math me chamando e dizendo para eu não fazer isso e por isso ainda estou vivo.  Eu parei com as drogas e fui até meu pai , mas como larguei a faculdade ele disse que não me ajudaria mais e que se eu não queria ser ninguém na vida eu não podia culpa-lo , pois foi eu quem estragou tudo._ eu escutava tudo atentamente e não controlava minhas lágrimas,  por tanto tempo o odiei e culpei pela morte do meu  amado amigo  e nem sequer por um momento me coloquei em seu lugar,  me senti culpada por ser tão egoista.

-Martin pega suas coisas por hoje você dormi no meu apartamento e amanhã te levarei pra casa da minha mãe se você quiser claro e la você pode ficar no meu antigo quarto e ajudar meus pais no restaurante deles , eu estava mesmo caçando uma pessoa ha muito tempo ,pois eles ja estão velhos e e cansativo demais pra eles, você aceita??

-Lili e-eu _seu choro e constante..- pensei que me odiava pelo o que ACONTECEU!!

- Odiava,  passado , por muito tempo odiei eu não sabia como voce estava e agora te vendo eu so consigo pensar em te ajudar , pelo math, aliás você foi o amor da vida dele por isso você e especial pra mim e vou cuidar de você.

Me aproximo e o abraço e ficamos ali por alguns minutos até nosso choro se cessar,  pegamos suas coisas em um antigo apartamento  dele e fomos ate o meu,  lhe dei comida , ele banhou e dormiu , seu sono estava bem pesado pra uma pessoa que ha dias não dormia bem ou até não dormia.

Enquanto ele dormia arrumei umas coisas que tinha comprado pro meus pais e coloquei umas peças de roupa também ficaria uns dois dias pelo menos na cidade onde meus pais moram.

                           ***

- Minhyuk se alguem perguntar eu fui para casa dos meus  pais,  como você tambem estão de folga não vão precisa de mim , eu preciso ir ajuda uma pessoa. Bjus.

-Ok nunna.

                       {09:00am}

-Nonna ta ai?? Por favor responde, nonna_ chamo e ninguém sai affs.

Antes de entrar no dormitório Bobby passa por mim indo em direção ao quarto da nonna, será que ela ta la??

- Dite??? Ta em casa???

- Acho que ela não está ai , chamei varias vezes e nada!

- Pra onde será que ela foi?

-Não e você o sabe tudo , me diga você?

- Nem tudo Horney, nem tudo.

-Não me chama assim, vo-c... fui enterropido pelo minhyuk.

-Ela saiu cedo com um cara e disse que ia pra casa dos pais , fazer alguma coisa  não  lembro o que?
So disse que era especial.

-Especial ?? To curioso demais pra ficar aqui.

-Aonde você vai Bobby??

- Ue atrás dela, se quiser vim não vou falar nada. So espero não ser o que eu estou pensando.

- Tabom vamos

           [♤]

-Ali não e a lili Horney?  _ apontando para a mesma entrando no restaurante da sua família.

- Acho que e!.

-Vamos Horney !!

Eles caminham rapidamente até  o local, e quando abrem as portas ,lili logo os ver.

-Ah oi , primeiro o que estão fazendo aqui? E segundo você estão juntos sem querer matar um ao outro to impressionada_ diz com um tom risonho.

-Espertinha desviando o assunto , te conheço querida.- e primeiro eu oh chamei porque você simplesmente viaja com um cara que não sabemos  quem e,  e você me conhece , minha curiosidade me supera as vezes e segundo eu não odeio o jooheon pelo contrário apenas algumas das suas atitudes me deixam triste e um pouco irritado.

- Vamos supor que e mais ou menos isso que ele disse_ jooheon diz com tom baixo.

- Ta , ele e o Martin lembra Bobby?

- Ah sim e porque ele estar aqui??

- Eu o encontrei na rua passando frio e sua aparência destruida e quis ajudar.

-Mas el-ee...

- Eu sei mais todos merecem uma segunda chance e por isso estou aqui

-Entendi.

- Mais eu nao , inclusive to mais perdido que cego em tiroteio_ exclama jooheon.

- Bobby explica ah ele enquanto eu levo martin pra falar com meus pais e mostrar aonde ele ira ficar de agora em  diante.

- Ok dite, vai daqui a pouco nos vemos.

Lili sai indo em direção a martin que estava meio perdido com tudo.

-Eu sei que aquele e o bobby, nunca muda sempre um ciumento apaixonado_ diz rindo , ah muito tempo  nao via esses sorriso.- Ja o outro nao conheço!!.

- Longa história.

- Se quiser podemos conversar, sou bom em ouvir.

- Vamos até meu quarto la lhe conto okay_ ele afirma e logo passamos por meu pais falamos rapidamente e eu disse que na janta contaria tudo a eles.

                          *****

- Então e isso eu gosto do jooheon mas tambem gosto do bobby e não eu não vejo nenhum dos dois como amigos ou irmão e não nao estou confundido sentimentos, eu não sei o que fazer martin eu gosto deles isso e errado eu sei , mais o que posso fazer??

- Primeiro , não e errado gostar  de duas pessoas e bem mais normal do que parece o dificil mesmo e saber se vai da certo vocês e se não iram sofrer com tudo isso , essa e a parte que tem que ser pensada.

- E o que menos quero e  magua- los,  por isso estou sozinha.

-Entã-_alguém abre a porta.

- Estou interrompendo algo??

- Não nao ja terminamos Horney.

- Lili e que sabe ja ta tarde e e perigoso sabe volta pra Seul agora e nos dois , somos meio que famosos , a gente pode dormi aqui??? Diz que sim.

- Bobby bobby , vocês planejaram isso??

-Ah não claro que não_ os dois dizem ao mesmo tempo.

- Sei , vou fingir que não, eu vou pegar algumas cobertas pra dormimos,  porque o martin vai dormi na mimha cama ele precisa descansa , passou por momentos muito ruins, vocês podem banhar e depois do jantar digo onde irão dormi e antes que perguntem , ainda tem umas 3 roupas do bobby aqui , que ele deixou antes de se mudar e você pode usar jooheon e você também bobby , vou pegar as toalhas e nos vemos em minutos.

Eles não reclamaram ou ao menos se olharam ruim apenas concordaram, o que foi totalmente novo pra mim,  mas decidi não questionar.

                            (.....)




-Seus pais são o máximo lili , eles não so aceitaram martin como também deixaram nos dormimos aqui hoje, obrigado  por me apresentar sua familia._ jooheon diz com um sorriso.

-Eles são otimos sempre me trataram bem ne lili_ diz bobby mechendo nas mechas do cabelo de lili que estava ao seu lado e ao lado de lili jooheon.

-Ah sim , agora podemos dormi eu estou cansada pode ser meus bebês_ diz com ironia.

-Claro omma_bobby diz e jooheon ri.

O que era pra ser uma noite de brigas e desavenças,  acabou sendo uma otima noite e todos dormiram tranquilamente, Jooheon do lado direito e bobby atras de lili do lado esquerdo e la estava os 3 mais uma vez unidos pelo destino. Bobby fazia quase que uma conxinha com lili, enquanto jooheon segurava sua mao e seu rosto estava bem próximo ao de lili. Os três harmoniosos em sintonia. O amor estava ali so precisava ser descoberto.


Notas Finais


Ai to amando escrever esses capitulos to bem mais a vontande e to melhorando minha escrita eu acho.
Espero que gostem
Bjus ate o próximo.
Meu twt @lydyasoussa
Quiserem conversa to la


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...