História Maktub. - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Luan Santana
Personagens Luan Santana, Personagens Originais
Tags Bruna Santana, Luan Santana, Maju
Visualizações 0
Palavras 1.221
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura! De noite volto com 2 capítulos 😘

Capítulo 1 - Shopping.


Fanfic / Fanfiction Maktub. - Capítulo 1 - Shopping.

- Maju Narrando -

Mais um dia se inicia, mais uma semana e eu não poderia estar mais feliz, meu pai entrou em férias, Cadu também e agora iríamos aproveitar esse tempo em família.

- Bom dia meus amores - eu disse chegando na cozinha onde eles me esperavam para tomarmos café da manhã.

- bom dia minha princesa! - meu pai respondeu sorridente. - dormiu bem? Estávamos te esperando!

- bom dia baixinha, dormiu bem? - meu irmão perguntou e eu concordei.

- dormi muito bem, obrigada - sorri - e baixinha é sua bunda Carlos Eduardo! - eu disse vendo ele bufar, ele odiava que o chamassem pelo nome.

- por favor Maria Júlia! É Cadu e você sabe - ele disse e eu ri fazendo ele revirar os olhos.

- vamos parar os dois, hoje começa nosso momento em família e nada e nem ninguém irá atrapalhar isso, entendido? - meu pai perguntou.

- sim senhor! - responde batendo continência e ele riu, após uma conversa para decidirmos o que faríamos naquele dia e nos próximos, tomamos nosso café e já saímos para o shopping, hoje compraríamos algumas coisas e depois iríamos almoçar por lá mesmo e para fechar o dia um cinema em família, éramos muito unidos, tudo só ficou assim após minha mãe ir embora sem ao menos explicar, eu tinha apenas 13 anos e até hoje não consigo entender o que deu nela, minha mãe me parecia ser uma mulher tão apaixonada e uma mãe tão dedicada, mas do nada ela sumiu e nos deixou, foi horrível para todos nós, Cadu tinha 16 anos e foi o que mais sofreu, mesmo que calado, hoje não temos mais contato com ela e nem sabemos onde ela está e nem com quem, mas hoje tentamos não pensar nisso, tentamos sempre só lembrar das coisas boas que vivemos ao lado dela, as vezes as pessoas acham que ela morreu já que sempre comentamos que vivemos ótimos momentos ao lado dela, mas ela morreu para nós, ela quis assim, ela preferiu nos deixar! Mas nosso pai nos deu todo o amor que precisávamos, todo carinho e atenção, nos ajudou nos momentos mais difíceis, tanto que sempre contamos tudo a ele, e nesse tudo inclui meus namoradinhos e tudo mais, meu pai é meu melhor amigo, assim como meu irmão.

Ao chegar no shopping começamos a comprar, eu já comprei 3 tênis só na primeira loja, eu amava tênis e tinha uma coleção, meu pai amava nos presentear, ele se alegrava com isso e nós ainda mais, meu pai era empresário tinha 3 pizzarias aqui em São Paulo e mais 1 no RJ, ele estava conseguindo expandir e eu ficava feliz por ele, as vezes eu pensava em estudar para administrar as pizzarias, mas não era isso que eu queria e nem Cadu, então meu pai se envolvia sozinho nisso e jamais nos cobrou, quando estava quase indo embora resolvi ficar mais um pouco, meu pai e Cadu foram embora e eu fiquei, resolvi comer um sorvete ali no McDonald's, comi olhando aquele movimento todo, era tanta gente que eu adorava ficar olhando e vendo cada tipo de roupa, cada jeito, as vezes eu ria sozinha e me divertia assim, senti olhares sobre mim e olhei para a mesa do lado, onde tinha uma menina que aparentava ter a minha idade e um garoto mais velho, olhei e sorri abanando para eles, o garoto seguiu me olhando sério e a garota sorriu alegre, como se fosse uma vitória, me levantei rápido sem vergonha alguma, pegando meu lanche e indo até a mesa deles.

- oi - sorri - poso me sentar com vocês? - perguntei.

- oiiii! Pode sim, senta - a menina disse puxando uma cadeira ao seu lado.

- pode sim - o garoto apenas respondeu isso, me sentei e então comecei a conversar.

- como vocês se chamam? - perguntei dando mais uma lambida no meu sorvete.

- prazer, me chamo Bruna e você? - ela perguntou apertando minha mão e eu ri.

- muito prazer Bruna, me chamo Maju! - eu disse rindo e ela riu também. - e você marrento? Qual seu nome? - perguntei atrevida e ele arqueou a sobrancelha me olhando sério.

- me chamo Luan - ele disse simples e eu concordei sorrindo.

- é Luan Rafael Maju - Bruna disse e ele fuzilou ela com o olhar, pelo jeito são irmãos.

- prefiro o Rafael, posso te chamar assim? - perguntei e ele me olhou.

- não - respondeu simples e seguiu comendo seu lanche.

- ele é chato assim Maju, não dá bola! - Bruna disse e eu concordei olhando ainda para o marrento que nem sequer me olhava, descobri que sim eram irmãos, Luan era o mais velho, eram só eles e moravam no mesmo prédio que eu, mas eles estavam morando a pouco ali então por isso não havia visto eles, já que eu moro desde os 7 anos ali, nesse tempo já combinamos de Bruna ir posar lá em casa, eu havia encontrado uma amiga, do jeito mais estranho possível, mas eu estava feliz demais em ter alguém perto de mim para conversar, além do meu pai e meu irmão.

- Luan narrando -

Hoje Bruna acordou emocionada, queria sair e fazer tudo que tinha direito, como meu pai estava viajando e minha mãe não gostava de dirigir sobrou para mim. Desci para o café e encontrei Bruna já pronta toda sorridente sentada ao lado da nossa mãe.

- bom dia meu amor - minha mãe disse assim que me aproximei e deixei um beijo em sua testa.

- bom dia mamusca - sorri - está tudo bem?

- sim querido - ela sorriu e seguiu lendo seu jornal.

- tá pronto pi? - Bruna perguntou e eu revirei os olhos. - prometo que quando eu tiver carteira você nem vai me ver mais - ela disse piscando os olhos e eu levantei às mãos para o alto.

- ansioso demais para esse dia Bruna! - eu disse sentando e comendo algumas frutas, não demorei muito e logo saímos, Bruna não tinha muitas amigas já que éramos novos em SP, mas ela fazia amizade fácil e com certeza conseguiria logo logo amigos, já eu não, e na verdade nem quero, prefiro ficar assim, a única vez que achei que tinha um amigo de verdade na primeira oportunidade ele me traiu, não só ele, mas todos que se diziam meus amigos, jamais irei perdoar, e jamais quero eles novamente em minha vida, na verdade acho que não quero mais ninguém na minha vida, já basta minha familia.

Depois de horas no shopping, muitas compras e muita conversa da Bruna nos sentamos para comer, lá ela viu uma garota que me parecia estranha demais, ela ria de tudo e principalmente das pessoas que se vestiam estranhamente, Bruna ficou encantada e ria toda vez que ela gargalhava, eu tava achando tudo estranho demais, mas quando eu achei que não poderia piorar, a menina estranha sentou aqui conosco e começou a conversar, o nome dela era Maju e ela tem 18 anos e mora no mesmo prédio que nós, fiquei surpreso por não ter visto ela ainda lá, mas eu nem teria como ver já que o que eu menos faço é sair de casa.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...