História Maktub - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amizade, Ballett, Brigas, Colégio, Dança, Hip-hop, Múscia, Namoro, Skate
Visualizações 83
Palavras 2.907
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Musical (Songfic), Poesias, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


SÓ SEI DIZER QUE ESSE CAPÍTULO TÁ TIRO PORRADA E BOMBA E O PRÓXIMO VAI ESTAR MAIS AINDA!

Capítulo 31 - Capítulo 31



Helena Medeiros 
- ELA SENTOU, ELA REBOLOU, ELA QUICOU E QUICOU SEM PARAR... - eu e Isabella cantamos pulando enquanto estamos no meio de todo mundo na festa das cores. 
Nós estamos praticamente abraçadas uma na outra enquanto pulamos. Já está todo mundo colorido de pó de tinta, todo mundo se divertindo com o DJ. 
- Olha quem tá ali! - Isabella gritou próximo do meu ouvido e eu me virei procurando a tal pessoa. - O Henrique. - falou e eu revirei os olhos.
- Tu sabe que eu não me importo com ele. - falei e ela riu, dando de ombros.
- Oi, linda! - senti alguém segurar a minha cintura e olhei para um menino desconhecido.  
- Oi. - respondi me afastando do seu toque. Isa continua ao meu lado.
- Desculpa, cara, mas essa gatinha aqui já tem companhia. - escutei a voz de Gustavo e logo ele parou ao meu lado, junto de Lucas que ficou próximo a Isa. 
- Opa, desculpa aí. - e o garoto saiu rindo. Dei risada também me virando para Gustavo e passando meus braços por sua nuca. 
- Então a gatinha, no caso eu, já tem companhia? - perguntei sorrindo debochada e ele riu, me puxando pela cintura.
- Tem sim, um guri muito gato por sinal. - piscou e eu rir, ficando na pontinha dos pés e mordendo seu lábio.
Ele sorriu e nós começamos a nos beijar. Gustavo já está sem camisa assim como nossos amigos. Eles disseram que está muito calor para ficarem usando camisas quentes. 
Deslizei minhas mãos pelo seu corpo enquanto ele seguro em minha bunda, apertando ela de leve. Ele sabe que eu não curto muito mãos bobas perto de muita gente. 

Isabella Müller

- Olha lá o Henrique encarando eles. - falei para Lucas e ele olhou na direção que eu mostrei. Henrique está olhando para Helena e Médici se beijando, mas parou assim que viu que nós dois estamos o olhando.  
Ele saiu do lugar e andou pelo local, logo sendo impossível continuar o olhando. 
- Eita. - Lucas riu e eu dei risada também. - Vem, vamos beber! - pegou minha mão e eu assenti sorrindo. 
Deixamos o casalzinho ali e saímos andando por ali, tem umas barracas com bebidas no fim das pistas e dos lados. 
- Vamos de shot! - falei e ele assentiu, paramos em frente a uma barraca que tem algumas pessoas virando já. - Cinco pra cada ou dez? - perguntei e ele sorriu safado.
- Dez. - respondeu e eu bati as mãos na árvore ao meu lado. 
- Uau! - gargalhou. 
- Queremos dez shot. - ele disse pro rapaz e o cara assentiu. - Pra cada um. - ele assentiu e foi buscar a garrafa com uma bebida verde dentro. 
Colocou dez copinhos na minha frente e encheu todos. 
- Você começa. - Lucas falou e eu assenti, começando a virar um por um. A bebida é forte, nos três primeiros parecia que minha garganta estava sendo rasgada por dentro, mas depois acostumou e foi fácil. 
Dei um paço para trás e me senti tonta. Lucas me segurou e eu gargalhei. 
- Uau, cara! Que bebida louca! - falei rindo e o rapaz gargalhou assim como meu namorado. - Tua vez. - falei para Lucas e ele ficou no lugar onde eu estava e eu parei ao seu lado. 
O cara repetiu o processo e logo ele estava virando os shots. 
- Uau! - deu risada e eu rir, ele me beijou logo depois fazendo o gosto da bebida só ficar mais forte dentro de minha boca. 
Tempo depois, encontramos com nossos amigos conversando com mais um pessoal que eu não conhecia e eles provável que não também. 
Nos juntamos com eles e ficamos conversando, dançando e bebendo óbvio. 
- Cara, eu to morta! - Fernanda exclamou enquanto entrávamos no quarto. 
- E à noite tem mais! - Helena gargalhou se jogando no chão e tirando seu tênis. 
- Hoje tem Alok! - gritei animada e sai pulando pelo quarto, fazendo elas rir.
- Nós fomos no show dele no Planeta ano passado. - Olivia deu de ombros e eu dei de ombros.
- Mesmo assim, o show dele é maravilhoso e nós vamos poder ver de novo. - falei. - Quem vai tomar banho primeiro? - perguntei.
- Quem tiver mais suja. - Fernanda respondeu.  
- Com certeza é a Olivia. - falou eu e Helena juntas e ela riu.
- Que culpa tenho eu se eu só tenho amigos retardados. - ela falou pegando sua toalha na sacada. 
Os guris jogaram muito pó de tinta em Olivia porque ela não parava de encher o saco pedindo para Felipe parar de beber porque ela não ia cuidar dele dando pt. Completamente estranho logo ela falando sobre beber menos já que ela gosta sempre de beber muito.
Ela entrou no banheiro e fechou a porta e eu olhei para as gurias, dando um sorriso. 
- Nós precisamos escolher as roupas do show! - falei sorrindo e elas reviraram os olhos.
- Eu já escolhi a minha, tenho todas as roupas das festas separadas. - Helena deu de ombros, pegando seu celular. 
- Eu também fiz isso. - Fernanda falou.
- Bah, por que ninguém me falou para fazer isso também? - resmunguei e elas sorriram.
Gustavo Médici 
- Vai ficar só com a Helana à noite também? - Lucas me perguntou enquanto nós dois voltávamos do mini mercado que tem ali perto.
Nós já havíamos tomado banho e fomos até o mesmo para comprar algumas cervejas e comida.
- Não sei, nós não conversamos sobre isso. - respondi.
- Aquele guri, o Henrique, ficou encarando vocês hoje. - falou e eu sorri. 
- Sério? - ele assentiu. - Bom mesmo pra ele ver que ela não precisa dele pra nada. - dei de ombros. 
- Cara, eu não falei pra Isabella, mas eu vi a minha ex hoje. - falou nervoso e eu dei risada. - A Bella fica além de puta quando a Letícia tá perto, ela fica estranha, fria. - falou.
- Ela sente ciúmes da tua ex. - falei o óbvio. 
- Não é isso, tá, é um pouco disso, mas eu acho que ela sente medo de, sei lá, eu ficar diferente com ela por causa da Letícia, ou ela tem medo da Letícia tentar algo comigo. - disse.
- Ou seja, tudo isso é ciúmes. - falei e ele suspirou frustrado. - Relaxa cara, a Isabella nem vai notar que a tua ex tá aqui em Porto. 
- Eu espero mesmo, porque eu não vou admitir que essa viagem estrague por causa dessas noias. - rolou os olhos e eu rir, o empurrando para dentro do prédio do hotel. 

Terceira Pessoa

As equipes passaram de quarto em quarto avisando que o tema da noite havia trocado, mesmo sendo show do Alok.
- Como assim vestir roupas de guria? - Thiago gritou e os garotos riram.
- Pois é, meu, foi o que nos avisaram. - Felipe deu de ombros.
- Vamos lá no quarto das meninas escolher essas roupas logo. - Lucas falou e eles se retiraram de seu quarto, entrando no elevador e indo até o quarto das garotas, que já estavam pensando em quais roupas irão pegar dos meninos.
- Precisamos de roupas. - Lucas riu entrando no quarto assim que Fernanda abriu a porta. 
- Essa festa vai ser muito engraçada. - Helena bateu palmas animada rindo.
- Que roupas vocês têm aí? - Médici perguntou indo até a mala de Helena que está nos pés da cama dela. 
- Pode deixar que nós vamos escolher para vocês. - Olivia declarou, empurrando Felipe para a cama dela. O mesmo sentou, assim como os garotos, enquanto elas procuram roupas que vão ficar boas neles.
- Eu acho que tu tá muito gata! - Helena brincou e Gustavo lhe mandou o dedo do meio, se olhando no espelho. 
Ele veste uma saia branca de malha com alguns brilhos dourados bem fracos e uma blusinha cropped azul bem grudada no corpo. 
- A mais gata sou eu! - Lucas riu se olhando no espelho também. 
Ele está vestindo uma saia azul turquesa e um cropped rosa bebê de Isabella. 
- Vocês são duas piranhas que não se enxergam, a mais linda sou eu! - Thiago disse vestindo um vestido vermelho de Fernanda, bem grudado no corpo. 
- Parece uma prostituta! - Helena falou rindo e ele bufa.
- Cala a boca magrela, tem é inveja do meu corpo. - ele falou passando a mão sensualmente pela bunda. 
- Cara, eu não vou nem brincar que eu sou a mais linda porque eu to me sentindo horrível. - Felipe declarou e todo mundo riu.
Ele está usando uma saia jeans clamufada que Olivia teve que tirar os botões que deixam a saia bem apertada em sua cintura, já que ela é alguns números maiores. Também está usando um cropped roxo de renda. 
- Você realmente tá horrível! - Olivia declarou e eles riram. - Todos vocês estão! 
- Agora nós precisamos nos arrumar. - Fernanda falou. 
- Eu não quero sair daqui ainda vestido assim. - Lucas falou e os outros concordaram. 
- Nós vamos até o quarto de vocês e vamos nos arrumar lá, daqui a pouco nós voltamos prontas e com as bebidas que vocês compraram. - Isabella deu a ideia e todos concordam.
- Eu acho que o pt de hoje é com a Isabella, a louca ainda tá bêbada de mais cedo e quer beber mais. - Thiago disse e ela mandou ele se fuder.
- Óbvio que não, eu nunca dei pt. - ela sorriu.
- Sempre tem uma primeira vez. - piscou ele.
As meninas pegaram suas coisas e saíram do quarto deixando os meninos no delas, tirando fotos.
- Eu acho que vou ficar só com a camiseta. - Helena declarou se olhando no espelho. Ela escolheu uma camisa preta de Gustavo, com o símbolo da Nike bem pequeno no peito. 
A camiseta está pegando na metade de suas coxas, já que ficou enorme. 
- Acho que fica melhor mesmo, ficou gigante em ti. - Fernanda falou enquanto procura uma camiseta de Thiago na mala.
- O que vocês acham? - Isabella perguntando mostrando a blusa vermelha de Lucas. Ela está vestindo um macacão branco.
- Eu amei. - Olivia respondeu e as outras concordaram. - Ficou legal? - perguntou se olhando no espelho ao lado de Helena. Ela está usando uma camiseta cinza e um short azul escuro. 
- Ficou ótimo. - Helena sorriu. - Eu vou colocar esse shortinho de malha só pra esconder minha calcinha quando eu for dançar. - Helena disse segurando um short cinza que ela estava usando antes. - A gente pode usar uns bonés! - disse e elas concordaram procurando pelos mesmos, que estão espalhados pelo quarto.
- Eles são muito desorganizados. - Olivia declarou segurando um boné verde que encontrou no chão. 
- Olha isso! - Helena falou mostrando um chapéu camuflado de bordinhas. Chapéu de ir à praia. 
- De quem será isso? - Olivia gargalhou.
- Não faço a mínima ideia, mas eu vou usar. - declarou colocando em sua cabeça. 
- Ficou ótimo! - Isa disse rindo. 
- Eu aposto que é do Thiago. - Olivia falou.
- Não, eu vi a mala dele antes de vir pra cá, não tinha isso. - Fernanda disse. - Deve ser do Lucas. 
- Gente, é óbvio que é do Médici, só ele pra comprar uma chapéu desse. - Isa riu.
- Eu não duvido nada. - disse Helena rindo. 

Terceira Pessoa
O grupo todo se juntou e eles tiraram uma foto juntos, como haviam combinado de fazer em todas as festas. 
Pessoal já estão todos loucos e pulando ao som de Alok, todo mundo sentindo a vibe gostosa que música eletrônica transmite. 
- Eu posso ficar com outras gurias? - Médici perguntou a Helena que deu um sorriso. 
- Claro que pode, tu é solteiro e eu sou solteira. - ela piscou, se inclinou e deu um selinho nele, saindo de perto do mesmo rebolando provocativa e indo para o bar beber. 
Gustavo sorriu, partindo para o lado contrário da morena. 
- Vamos! - Olivia gritou rindo enquanto grava Isabella e Helena virando shots de vodka. Dez shots seguidos. Helena sabe que é perigoso virar tantos shots levando em consideração que ela já havia bebido outras coisas, já que ela é completamente fraca quando se trata de vodka pura, mas ela bebeu mesmo assim. 
Isabella já está mais do que alegre, é a mais bêbada de todo o grupo e ninguém está em condições o suficiente de pedir para a mesma parar, já que eles também não estão conseguindo. 
- Boa! - Felipe bateu na cabeça da prima, fazendo a mesma cambalear e quase cair para trás, batendo em alguém. 
- Opa! - a voz dele falou risonha e ela fechou os olhos, dando um sorriso amarelo. - Cuidado! - ele apertou a cintura dela e ela se virou para trás, se afastando do mesmo. 
- Desculpa. - riu, olhou para trás e Oliva e Felipe não estão mais ali e Isabella e Lucas estão se beijando mais distante. 
Olhou para Henrique novamente e encarou sua roupa. Ele está usando uma saia dourada e uma parte de cima de biquíni rosa. 
- Quanto estilo! - Ela falou rindo e ele sorriu. 
- Eu estou maravilhosa! - ele falou rindo e ela riu, concordando. - Você também tá linda! Roupa do Felipe? - perguntou e ela negou, sorrindo. 
- Não, do Médici, meu melhor amigo. - Ela respondeu e ele ficou sério. - Sabe, eu conheci ele esse ano e ele se tornou meu melhor amigo do nada! A gente fica também, mas isso não atrapalha em nada na nossa amizade, mas adivinha! Ele também vai me deixar igualzinho a você. - Ela falou rindo. Helena sendo Helena quando está bêbada. 
- Helana, eu não te deixei... 
- Ah, deixou sim! Claro que deixou, nós éramos grudados um no outro, tu não tem noção do quanto foi difícil me acostumar em uma rotina que não tinha você! Tu prometeu que não ia me esquecer e nem quando você chegou no Rio me mandou mensagens para avisar se tinha chegado bem! Eu fiquei preocupada contigo, eu passei duas semanas esperando por um sinal de vida e nada! Você é um otário, Medina! - desabafou e ele olhou para os lados, nervoso. 
- Vem aqui! - ele pegou na mão dela e começou a puxar a mesma para perto da piscina onde não há quase ninguém, pois todos estão curtindo as músicas de Alok. Ele sentou em uma cadeira de praia que havia ali e ela sentou do lado dele, um pouco distante. - Eu me afastei de você porque eu não iria aguentar conversar contigo e não poder estar presente de corpo lá! Eu não iria me acostumar a não ter você. Eu precisava de um jeito para aprender a viver no Rio sem você, porra Helena, eu era apaixonado por ti e eu só fui descobrir isso quando vi você chorando no aeroporto antes de embarcar, por isso eu te dei aquele selinho. - ele suspirou e ela arregalou os olhos. - Eu cheguei no Rio completamente frustrado, só conseguia pensar em você, foi ai que eu conheci o Mateus no meu condomínio, ele é meu vizinho, ele me apresentou todo mundo, viramos amigos e eu consegui te esquecer, foi difícil, mas eu consegui acabar com aquele sentimento, mas mesmo assim, eu nunca esqueci de ti, nunca esqueci tudo que nós vivemos juntos, tu era minha melhor amiga pra tudo, eu seria um idiota se te esquecesse. - ele riu e ela rolou os olhos. - Quando eu fui te procurar, eu estava bloqueado em todas as tuas redes sociais, na da Isabella também, mandei mensagem pra Olivia e a Fernanda e elas nunca me responderam, então eu desisti. - falou e ela riu.
- Eu mandei elas fazerem isso! Eu não queria contato contigo, tu é um otário mesmo! Eu te odeio, de verdade, tu me fez sofrer demais! - ela falou rindo e ele não sabia se ela estava falando a verdade ou apenas brincando. - Eu também gostava de ti. - ela murmurou baixinho e ele sorriu. Então é realmente verdade o que Mateus lhe contou. - Mas agora eu gosto do Médici e ele vai fazer a mesma coisa que tu, eu tenha tanta sorte na vida! - gargalhou e uma lágrima escorreu.
Henrique se aproximou mais e passou o dedo pela lágrima. 
- Ei, não fica triste. Tu tá em Porto Seguro, esse lugar serve pra diversão, pra beber muito e ficar louco, tu tem que ser uma bêbada divertida e não uma bêbada chorona! - ele riu e ela sorriu.
- Eu acho que eu estava com saudades de ti e dos teus conselhos. - ela murmurou e ele sorriu. 
- Então faz o que eu estou te dizendo, se diverte! - sorriu e ela assentiu. Eles se encararam. 
Aquele olhar cheio de brilho que Henrique sempre teve não mudou nada. Ela também está com brilho nos olhos por causa das lágrimas não liberadas. 
Ela é linda, é uma beleza única. Ele não resistiu. 
Henrique a beijou e Helena não demorou muito para retribuir.



 


Notas Finais


KKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAK VOCÊS PENSARAM Q ELES NÃO IAM FICAR MESMO?
GENTE É O PRIMEIRO CRUSH DELA, ELA TINHA Q FICAR COM ELE!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...