História Mal costume - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol
Tags Baek Mimado Sempre, Chanbaek, Fluffy
Visualizações 350
Palavras 1.021
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, LGBT, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Algumas coisinhas escritas nesse meio tempo~

Capítulo 1 - Capítulo único.


Já havia passado do horário de chegada de Chanyeol do trabalho, mas não conseguia se irritar com isso sabendo do chefe irritante que ele tinha, e imaginando que mais uma vez ele havia o pendurado depois do expediente.

Esteve em casa o dia inteiro por conta de uns imprevistos na faculdade e estava morrendo de saudades, louco pra se jogar nos braços longos e acolhedores de seu grandão e enche-lo de beijinhos, como poderiam ter feito o dia todo se ele não tivesse trabalho. Ambos deveriam estar ocupados e se juntarem só no fim de tarde, no tempo livre, pouparia tanta saudade "boba".

Completamente confortável em casa vestido com um moletom rosa folgado e uma cueca, comemorou internamente ao ouvir o namorado anunciar a própria chegada como de costume, enquanto tirava os sapatos e caminhava em direção ao quarto. Rapidamente fingiu estar dormindo porque adorava ver como ele ficava fofo frustrado por não ter sua atenção, seria também um castigozinho bobo por ter lhe feito esperar. O ouviu soltar um muxoxo e agradeceu por estar de costas para ele, porque se não de certo seu nariz se mexendo pra conter o riso seria percebido. Chanyeol lhe conhecia como ninguém.

Os passos foram ficando mais próximos e logo a mão gentil e pesada pousou sobre sua cabeça, acariciando seus fios castanhos e arrumando sua franja na maior delicadeza mesmo pra um cara desastrado como ele. Sem duvidas, a maneira doce como ele lhe tratava era algo que o fazia mais apaixonado por ele todos os dias.

Seu nome foi chamado baixo, cauteloso. Não o respondeu, tanto que ele se aproximou para ver se estava dormindo, a proximidade e a respiração dele se misturando com a sua lhe provocando uma vontade imensa de acabar com a brincadeira e agarra-lo logo.

— Hmm... — resmungou e depositou um beijo sobre a bochecha do pequeno antes de endireitar-se, girando sobre os calcanhares porém rapidamente tensionando em susto ao que o namorado levantou, desperto como nunca.

— Bem vindo de volta! — saudou radiante, ajoelhando-se sobre a cama para puxar o maior pela cintura, circulando-a e com esforço beijando o maxilar trincado dele.

— Você me assustou, Baekhyun... - o repreendeu fingindo estar bravo, levando ambas as mãos até o rosto dele e o fazendo formar um bico. Semicerrou os olhos antes de suspirar, beijando os lábios rosados. — Mas que bom que está acordado, jagiya.

— É? - indagou animado, roçando a bochecha contra a mão grandona que ainda estava em sua bochecha. Sorriu ao ver o namorado sorrir por isso, e não conteve uma risadinha, rolando os olhos antes de continuar. — Trouxe um presente pra mim?

Não era mais segredo de que Chanyeol ama o mimar, sempre que pode o dando um presentinho porque o ama e adora vê-lo usando as coisas que o dava e sorrindo daquele jeitinho. Era quase automático, quando passava por alguma vitrine e via algo do gosto do pequeno, ponderava levar, muita das vezes o fazendo.

— Isso. — confirmou, afagando a bochecha quentinha do Byun antes de se afastar, indo em direção a uma poltrona perto da escrivaninha e mexendo numa sacola com emblema dourado. — Por isso cheguei tarde, me desculpe pelo atraso, sei que queria que a gente passasse mais tempo junto, mas...

— Shh, não pense nisso, certo? Você está aqui agora.

Relutante o outro acenou com a cabeça, segurando a caixinha retangular e voltando para a cama, sendo montado pelo menor que lhe agarrou, afundando o rosto em seu pescoço.

— Hmm, eu estou a tanto tempo querendo te ver com ela que não posso esperar mais. — contou com um bico, vendo o sorriso ansioso do menor. — Mas antes, me dê meu beijo de boas vindas, hmm? Ou se esqueceu?

— Eu só estava esperando você pedir. — sorriu malicioso, embora as bochechas tivessem ruborizado um pouco pela demanda do Park. Este que sorriu tão sacana quanto, abandonando momentaneamente seu presente ao lado deles.

Os ajeitou na cama, firmando as mãos fortes sobre as coxas ao redor de seu quadril e selando os lábios com intensidade, usando sua língua para deixar o pequeno derretido, arranhando sua nuca daquele jeitinho perigosamente excitante. O beijo entusiasmado produzia um barulho molhado, de tanto que brincavam com a língua e o lábio infeior um do outro.

— Hmm, m-meu presente, Channie... — gemeu falho e manhoso, brincando com o cabelo do namorado preguiçosamente enquanto movia devagar os lábios fininhos contra os grossos dele.

— Meu amorzinho ficou tão mimado, não é? - partiu o selar e esfregou os narizes juntos num amoroso beijinho-de-esquimó, fazendo-o corar e concordar com a cabeça timidamente. Ele não conseguia se manter firme quando era tratado assim, com tanto carinho e cuidado. Chanyeol sabia, e não se cansava de o fazer. — Promete pra mim que vai usar em todos os cantos, neném? É a sua cara, tomei muito cuidado escolhendo o melhor pro meu menino.

A aquela altura seu rosto já estava mais do que vermelho e então apenas assentiu de prontidão, encarando-o com olhos pidoes, como se sua carinha angelical e o moletom rosa-bebê muitos números maiores já não o deixasse pronto pra conseguir o que quiser.

Quando ele abriu a caixinha avelulada pôs a mão na boca, os olhinhos brilhando ao avistar a pulseira na qual tanto desejava e havia comentando nas ultimas semanas.

— É-é linda! - exclamou e riu. Depois o deu tapas no ombro. — E você ainda disse que ficou escolhendo! Engracadinho!

— Ai jagi, nada melhor do que uma mentirinha pra te fazer ficar mais agitado, não acha?

O menor balançou a cabeça, tampando o rosto antes de esticar o pulso pra que ele colocasse, sorrindo grande como o bebezinho mimado que era.

— Obrigado, Channie~ — agradeceu dengoso, beijando o rosto dele todinho com animação incontrolável.

— Tudo pro meu bebê. - colou os lábios, virando-os na cama e finalizando o selar rápido com dois selinhos. — Irei tomar banho e já volto para dormirmos juntinhos, ok mocinho? — bateu sem força na bunda fofinha do namorado, o vendo concordar enquanto mordia os lábios, estendendo a mão no ar e encarando a pulseira brilhante em seu pulso.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...