1. Spirit Fanfics >
  2. Mala Santa >
  3. Capítulo Bônus

História Mala Santa - Capítulo 2


Escrita por: Kass0111_

Notas do Autor


Me pediram um capítulo bônus onde Itachizinho contaria seus sentimentos a nossa querida Sakutita e cá estou eu com esse capítulo que devo admitir ri muito escrevendo.

Queria agradecer a @Uzumakipaula @KarenClover @Jesy-haruno essas três me motivaram com os comentários delas, muito obrigado anjinhas💕

Boa leitura galerinha❤️

Capítulo 2 - Capítulo Bônus


— Nem fudendo! — Sasuke olhava o irmão quase o esganando.


— Ah, qual é maninho? Por favor, você me deve essa, já que eu te ajudei no seu pedido de namoro com a Mary


— Pedido de namoro! Não humilhação na frente de várias pessoas! Quando foi que conviver com o Naruto te afetou? — Sasuke o olhou incrédulo.


— Mas é um pedido de namoro, só que diferente do seu, eu vou fazer em público — o Uchiha mais Lego deu de ombros.


— Uchiha Itachi, você quer fazer uma espécie de flash mob no aeroporto!


— Ai que fofo! — Mikoto que descia as escadas da luxuosa mansão Uchiha o olhou boba. — Quem me dera ganhar algo assim — bufou olhando para o marido que estava sentado assistindo o jogo.


— Como foi que o otou-san te pediu em namoro okaa-san? — Sasuke a olhou.


— Ele foi em casa, falou com meu pai, e depois veio falar comigo na escola dizendo “estamos namorado” — fez bico emburrada.


— Nem vem Mikoto, você amou meu pedido de namoro


— Isso até ver o pedido que o Itachi quer fazer para a Sakura — a mulher fingiu chorar.


— A culpa disso é toda do Sasuke — Itachi disse ao receber um olhar carrancudo do pai. — Se ele tivesse aceitado me ajudar de primeira a mamãe não teria escutado as minhas súplicas 


— O que custa ajudar seu irmão filho? Itachi já pagou um grande mico por você — Mikoto o olhou.


— E que mico foi esse que eu não estou lembrado? — questionou o mais novo.


— Está falando daquele mico? — Fugaku sorriu de lado.


— Sim — Mikoto riu ao lembrar-se.


— Que mico foi esse? — Sasuke perguntou novamente.


Mikoto colocou um vídeo no qual Itachi estava vestido de princesa em uma peça teatral da escola de Sasuke.


— O que tinha acontecido aí? — Sasuke indagou confuso.


— Você ia atuar como o príncipe encantado, e no dia da apresentação a garota que ia fazer a princesa faltou, e como era o papel principal iam cancelar a peça de teatro, mas você veio com aquela cara de cachorro que caiu da mudança e me pediu para fazer a princesa dizendo “nii-san você se parece com uma mulher, e você me ajudou a decorar as minhas falas então você pode fazer a princesa né” — Itachi respondeu emburrado.


— Então é por isso que o primo Shisui e o tio Obito te chamam de princesa? 


— Sim — o mais velho fez bico.


— Okay, Okay eu te ajudo


— Ah que isso irmãozinho, já que você insiste — Itachi sorriu animado.


— Idiota — o Uchiha mais novo revirou os olhos. — Como você tem tanta certeza de que a Sakura vai cantar com você? 


— Ela não resiste a Ti Credo e também caso ela não cante, já falei com a Konan, ela continua a música e depois vem o pedido


— Santa mãe da breguice — bufou Sasuke já se preparando mentalmente para o que viria em breve.


⦈⦇



¿Hablas en serio a dónde se ha ido este hombre? — Sakura xingava Itachi em tudo quanto é idioma, estava a quase uma hora esperando pelo moreno.


Estava quase desistindo e indo pegar um táxi para seu novo apartamento, tentou mais uma vez ligar para Itachi, mas foi em vão, foi direto para a caixa postal.


Dividiré a este hombre en dos! — ela saiu bufando e quando ia na direção das portas de saída do aeroporto foi puxada por um homem mascarado.


Entre protestos ela foi arrastada até a saída do aeroporto, onde haviam várias pessoas com rosas na mão, e então Ti Credo começou a tocar e junto da música uma voz muito conhecida por ela.


Não sei se está tudo bem, não sei está tudo errado

Não sei se me calo ou te digo tudo


As pessoas que estavam ali começaram a se mover em uma dança sincronizada, e Sakura não sabia se esganava Itachi, ou se achava fofo a tentativa do rapaz de ser romântico.


As coisas que sinto

Aqui dentro de mim

Me faz pensar

Que o amor é assim


Cada instante

Para algo


O homem mascarado lhe entregou um microfone, e sem conseguir resistir a Ti Credo, ela começou a cantar junto de Itachi.


Tão importante

Para você


Sakura procurou pelo moreno em meio aquela multidão de pessoas, e foi então que o viu, bem no meio de todas aquelas pessoas.


E parece que

Tudo é fácil

Que cada sonho

Se torna realidade


Ele estava lindo, trajando roupas sociais, com o cabelo preso em seu costumeiro rabo de cavalo, e o que fez Sakura querer rir foi ver Sasuke ao lado do irmão, vestido de cupido.


E a terra pode

Ser o céu!

É verdade!

É verdade!


Se você me abraça

Eu já não tenho

Medo

De te amar

Realmente!


Itachi a puxou para um abraço e se conteve ao máximo para não beijá-la, estavam a cinco meses sem se ver, sentia falta das carícias e beijos de Sakura.


E eu leio isso nos

Seus olhos

Acredito em você!

Acredito em você!


O Uchiha se ajoelhou na frente de Sakura a olhando apaixonado, cantando sozinho.


É verdade!

É verdade!

E a terra pode

Ser o céu!


É verdade!

É verdade!


Sakura voltou a cantar com Itachi, era quase possível ver a paixão transbordar de ambos os olhos.


Se você me abraça

Eu já não sinto

Medo

E eu leio isso nos

Seus olhos

Acredito em você!

Acredito em você!


Você gosta de mim

E me procura

Acredito em você!

Acredito em você!


Não sei se está tudo bem, não sei está tudo errado

Não sei se me calo ou te digo tudo já


Sakura encerrou a música beijando Itachi demoradamente, o beijo só se encerrou ao escutar um pigarro vindo de Sasuke.


— Sakura Haruno, você aceita namorar Itachi Uchiha? — Sasuke disse com zero animação na voz.


¡Ay Dios mío!  Si claro que acepto! — a rosada falou tão animada que até se esqueceu de falar em japonês.


— Agora será que pode admitir que já estava gostando dela desde antes de vocês irem pra cama? Eu não vou ser o único a sofrer aqui não! — Sasuke olhou para o irmão.


— Tá bom, tá bom, eu já estava apaixonado por ela desde antes daquela festa 


— Toma Sasuke — Sakura lhe entregou algumas notas.


— Que isso? — Itachi a olhou sem entender.


— Sasuke e eu apostamos 1082,70 ienes se você estava ou não apaixonado por mim — Sakura deu de ombros.


Muy mala! Apostando as minhas custas? — Itachi a olhou incrédulo.


— Foi mal — ela gargalhou lhe dando um selinho. — Mas eu achava que você só queria me levar pra cama, e o Sasuke achava que você estava realmente afim de mim


— Eu já sabia — Sasuke riu dando de ombros.


— Ora seu pirralho… — Itachi o olhou fingindo estar irritado. — Só por conta disso foi merecido você se vestindo de cupido


— Afinal, qual é a da fantasia de cupido? — Sakura perguntou sem entender.


— Ah nada demais, só queria ver o Sasuke de fralda — gargalhou o Uchiha mais velho.


— Desgraçado! — Sasuke o olhou irritado.


Dios mío! Esta é a família da qual vou fazer parte? — Sakura falou rindo dos dois Uchihas.


— É sim mala santa — Itachi sorriu a abraçando.


— Agora me conta, quem em pleno século XXI ainda assiste Violeta? — Sasuke olhou Sakura com uma careta cômica.


— E como você sabe que essa música é de Violta? — Sakura rebateu sorrindo de lado.


— A Mary assiste… — revirou os olhos, emburrado.


— Bom, então está ai sua resposta — Sakura gargalhou.


— Eu fui o primeiro a domar a fera! — Itachi sorriu vitorioso.


— E quem disse que você me domou? — a rosada o olhou de soslaio.


— Bem…


— Eu sou uma mala santa, ninguém consegue me domar, papi — ela sorriu beijando o rapaz.



Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...