História Maldição de Rivaille - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Shingeki no Kyojin (Attack on Titan)
Personagens Annie Leonhardt, Armin Arlert, Connie Springer, Dot Pixis, Eren Jaeger, Erwin Smith, Farlan Church, Hange Zoë, Historia Reiss, Jean Kirschtein, Levi Ackerman "Rivaille", Mikasa Ackerman, Mike Zacharius, Petra Ral, Sasha Braus, Ymir, Zeke Yeager
Visualizações 66
Palavras 1.061
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Yuri (Lésbica)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Estamos de volta mais um capítulo de nossa aventura incrível espero que se divirtam e me digam o que estão achando.

Capítulo 3 - Capítulo 2


Fanfic / Fanfiction Maldição de Rivaille - Capítulo 3 - Capítulo 2

Meu corpo começou a despertar. Sorri apesar da dor de cabeça afinal eu tive um sonho muito louco que o gato da cidade tinha se tornado um humano...Tentei me mover mas não conseguir havia algo sobre mim era quente. E confortável mas não podia ser meu cobertor então abri meus olhos. 

Tirei a coberta de cima de mim e lá estava o homem do meu sonho abraçado ao meu corpo…

Só podia ser maconha.

-Me solta o estranho…

tentei o empurrar mas o mesmo me apertou.

-MeowEsta frio…

Ele disse sonolento. 

Como se eu fosse parar de o empurrar por causa disso.

-Se vestisse uma roupa não estaria frio!

Reclamei e o mesmo olhou meus olhos. Aquele mesmo tom azul.

-Não preciso de roupa...seu corpo já é quente o suficiente não quero sair daqui!

Corei com isso.

"UM GATO ACABOU DE ME DEIXAR VERMELHA"

Eu não quero ir para um hospício.

Já sei estou sonhando, dentro do sonho.

-Então se eu voltar a dormir vai estar tudo na mais perfeita paz…

Foi o que pensei. Então voltei a me deitar. 

-Quero leite…

Senti uma língua em meu rosto próximo a meu pescoço. Fazia um pouco de cócegas.

Agora eu acordei de uma vez assustando quem estava ao meu lado. Que caiu no chão.

Olhei ainda receosa para o que estava no chão o rabo balançava e percebi que não era algo enfiando no seu… era realmente parte do seu corpo…

-Ouça...Eh… Rivaille se você realmente é um gato ,o mascote da cidade pode me explicar como é possível você estar aparentemente humano?

A que ponto a loucura  me levou estou falando com um animal ou humano. Não sei mais.

-MeowEu não sei explicar também… Mas eu estou com fome! Eu deixo você fazer carinho em mim…. Eu sei que você gosta…

Sua voz era gostosa de ouvir e o Jeito que dizia Meow era muito fofo.

-Então Rivaille pode me dizer se você vai voltar a se tornar um gato comum?

Estou falando com um suposto animal.

O mesmo se levantou e se espreguiçando na minha frente, que não consegui evitar e acabei focando meus olhos em sua intimidade. O mesmo tinha um corpo de um homem de 16 a 18 anos…Mas apesar disso sua altura era 1,60.

-Como vocês conseguem viver sem pêlos...está muito frio…!

Minha cabeça estava doendo era muita coisa esquisita para assimilar.

Enquanto eu pensava no que fazer….se contaria para alguém ou se seria chamada de maluca. Senti um braço em minha cintura e um corpo atrás de mim me apertando.

-MeowPorque você não me deixa ficar em cima de você? 

Travei no lugar e além disso me arrepiei pois o mesmo falou próximo ao meu ouvido.

-Você não estava com fome?

O mesmo me soltou abrir meu guarda roupa e lhe cobrir com um lençol.

-Isso deve te esquentar… Eu procurarei um jeito para te transformar novamente em um animal!

Ele me olhou como um felino.

-NyamVai por buscar minha comida...em vez de me olhar como uma idiota!

So pode ser brincadeira ele ainda está mandando em mim. 

-Eu vou por o Leite na cozinha não sou sua empregada!

Respondi como uma criança e sai coloquei o leite em cima da mesa. E tomei um remédio para dor de cabeça. Fiz minha higiene pessoal tomei um bom banho e tranquei a porta para me vestir.

Ouvi o Armin gritando na rua lá embaixo.

Espero não ter saído como lunática dessa vez.

"Connie foi flagrado encarando um pombo por cerca de 30 minutos"

"Mikasa a xerife relata que está tudo calmo como sempre"

"Será que S/n ja descobriu o segredo da cidade? Qual será sua primeira atitude? Porque Rivaille tem estado tão interessado nela? Muitos questionamentos e poucas respostas" 

Segredo da cidade então espera todos sabem disso? Perguntei enquanto olhava para o Garoto animal deitado em meu sofá.

-Estou saindo não saia  pelado pela cidade… 

Peguei minha bolsa E fui até a editoria de jornal.

Quem quer que esteja revelando as notícias poderar me explicar o que está a acontecer.

Então eu entrei.

Havia uma garota loira com belos olhos azuis.

-Posso ajudar em alguma coisa?

Me perguntou e confirmei com a cabeça.

-Poderia me dizer quem escreveu esse artigo… Preciso lhe perguntar algumas coisas.

-Então você é a moradora nova sou Annie não costumo sair por isso você não deve me  conhecer!

Apertei sua mão.

-Certo Annie sou a S/n sabe me dizer se foi você quem escreveu?

Ela negou. 

-Venha comigo!

Então passei a segui-la. Ela bateu em uma porta e uma voz logo respondeu para que entrasse.

-Eren a S/n gostaria de conversar com você!

Então a loira saiu me deixando sozinha com aquele homem de belos olhos verdes.

-Então sente-se… O que quer de mim?

Seu olhar me mostrava uma certa malícia.

-Apenas informações… Você comentou algo sobre "Segredo da Cidade" e também "Rivaille" Porque está soltando essas informações se era para ser um segredo?

Ele sorriu. E me olhou mais uma vez um tanto sério. 

-Bem a única pessoa que irá poder te ajudar será o nosso Prefeito Erwin Smith mas o motivo de eu permitir que você saiba é apenas pela notícia. Estou sempre observando dificilmente alguém consiga esconder algo de mim. Mas não se preocupe não publicarei nada que a deixe atordoada pois nessa cidade somos uma família.

Aqueles olhos esconde algum segredo,muito além do que ele publicou para chamar minha atenção. 

Então já sabia aonde ir,por sorte eu ainda tinha tempo até ir trabalhar.

Fui até a Prefeitura. Me encontrando com Mina Carolina. Que conheci em uma festa. Então ela seria a Secretária do Prefeito?

-Bom dia Mina Gostaria de conversar com o Prefeito Erwin Smith!

Ela sorriu para mim.

-Ele sabia que você viria me acompanhe!

Então a mesma me levou até um corredor e avisou que eu deveria ir em frente e entrar na ultima porta do corredor. Então eu caminhei bem lentamente analisando as pinturas nas paredes e me perguntava o porque esse corredor tinha um ar tão assustador...Por um momento me senti ser observada e ainda nesse instante me imaginei indo para uma morte iminente. Continuei até finalmente parar em frente a porta que se abriu aparentemente sozinha.

-Seja bem vinda… Eu sei o motivo de ter vindo afinal o Eren Jaeger sempre faz isso. Sente-se. Primeiro devo ouvir o que tem a me dizer não se preocupe… Vai dar tudo certo!

Uma voz forte ecoa pelo local e meus olhos pararam no homem sentado à minha frente.



Notas Finais


E nossa trama começa a se desenvolver espero que estejam gostando porque é maravilhoso escrever


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...