História Maldita Afrodite e sua cria - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Block B
Personagens B-Bomb, Jaehyo, Kyung, P.O., Taeil, U-Kwon, Zico
Tags Bbomb, Jaebomb, Jaehyo, Kwonnie, Taepyo, Zikyung
Visualizações 5
Palavras 513
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Fluffy, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Maldito Plano


O Olimpo deve ter algo contra a sua cara.


O grande plano do grandessíssimo  filho da deusa era que ele, Ahn Jaehyo, desse em cima do adorável filho de Atena na frente do cria mais assustadora que Apolo pôs no mundo. Resumindo, Jaehyo estava se escondendo de Zico e sua maldição de rimas.

Minhyuk deu a ideia dar um beijinho na bochecha de Kyung, só que na hora que Jaehyo foi colocar em prática, aquela víbora chamou o loirinho é o beijo foi direto nos lábios macios do outro. Agora Zico estava o caçando pelo acampamento enquanto aquele filho da medusa ficou falando com o baixinho, nem pra ajuda-lo, sorte que seu irmão decidiu que seria legal ajudar o escondeu num canto da floresta, enquanto seu namorado gigante estava distraindo o raio de sol. 

- Me diz que história é essa de você beijar o Park? Você queria tanto assim perder o bv? Eu achei que você tava saindo com o garoto de Afrodite.

Taeil estava rindo da sua cara, era óbvio que ele não estava ajudando por ser um cara legal.

- Não foi ideia minha, estamos tentando juntar o Zico e o Kyung. Era pra ser na bochecha, o maldito do B-Bomb chamou ele e deu no deu.

O menor faltou rolar de rir. 

- Então foi tudo um mal entendido?

- Claro que sim, você sabe que eu não queria dar meu primeiro beijo assim.

Taeil revirou revirou os olhos.

- Claro, você queria uma coisa tipo aqueles livros que você pede pros filhos de Hermes roubar dos mortais, como é mesmo o nome? A é, conto de fadas.

Jaehyo socou o irmão que revidou com um soco 10x mais forte.

- Porque aceitou fazer isso se você morre de medo do Zico?

Jaehyo não tinha uma resposta clara, a única coisa que se lembra é do sorriso do filho de Afrodite e a voz melodiosa, mas não queria pensar muito nisso então deu de ombros.

- Ele me pediu e eu não tinha mais nada o que fazer. 

Taeil cerrou os olhos desconfiado.

- Então se eu te pedir algo e você não tiver fazendo nada, você vai fazer? Não importa se você morrer de medo?

Jaehyo arregalou os olhos e se arrepiou só de imaginar o que se passava na cabeça daquele pequeno hades. 

- Claro que não.

- Então só se o Minhyuk pedir?

Jaehyo fez que não com a cabeça e saiu meio perturbado com o que o irmão disse. Mal saiu do esconderijo e foi atacado por um Minhyuk sorridente.

- Tá dando certo, o Zico ta morrendo de ciúmes e quase se declarou. 

O sorriso do Moreno era tão lindo que o maior até esqueceu que o irmão estava por perto e que estava se escondendo.

- Isso é ótimo, qual o próximo passo?

Minhyuk deu um sorriso enigmático. 

- Agora é a vez de Kyung sentir ciúmes.

O castanho perdeu toda animação.

- Eu vou ter que dar em cima do Zico?

O moreno sorriu docemente.

- Não precisa, eu mesmo vou fazer.

Jaehyo não sabia o porque, mas de todas as coisas que aconteceram, aquela estava sendo a pior coisa que ele ouviu o dia todo.


Notas Finais


Eita


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...