História Maldita Afrodite e sua cria - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Block B
Personagens B-Bomb, Jaehyo, Kyung, P.O., Taeil, U-Kwon, Zico
Tags Bbomb, Jaebomb, Jaehyo, Kwonnie, Taepyo, Zikyung
Visualizações 21
Palavras 1.202
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Fluffy, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu to choroso não me rela

Capítulo 5 - Maldita Bênção


Minhyuk estava despedaçado.

Sabia que envolver o garoto que gosta com a coisinha fofa do chalé de Atena não seria Boa coisa, mas tinha de arriscar. Sabia da queda de Jaehyo por Kyung e seu plano só piorou tudo.

Passaram-se semanas desde o dia em que beijou Jaehyo no rio e desde então foge do maior em toda e qualquer situação.
Seus irmãos e irmãs já não aguentavam mais vê-lo desanimado por aí.

Taeil já estava cansado de ver aquela anêmona gigante se lamentar pelos cantos do chalé por ter fugido. Desde aquele dia, Jaehyo não sai de lá sem ser obrigado e arrastado, sempre passa em câmera lenta pelo chalé rosa procurando ver o moreno mas sempre falha.

Aquilo não podia ficar assim.

Felizmente tinham a oportunidade perfeita pra isso, a famosa caça a bandeira, se nada desse certo, Taeil se juntaria aos filhos de Afrodite e jogaria Jaehyo pras fúrias de madrugada.

Trabalhando junto com os seres mais lindos do acampamento e os casais juntados por B-Bomb, um plano foi traçado.

O chalé de Atena desafiava o chalé de Ares nessa noite, dividindo os times dessa forma: Atena, Hefesto, Hecate, Dionísio, Hades e Poseidon contra; Ares, Apolo, Hipnos, Terpsícore, Hermes e Afrodite.

Nem Jaehyo nem Minhyuk poderiam escapar, não queriam participar, não queriam correr o risco de se enfrentarem, mas fazer o que?

Foi decidido o campo de cada equipe e logo a mente brilhante dos filhos de Atena preparavam um plano, enviariam os filhos de Poseidon para roubar a bandeira, tudo nos conformes, Jaehyo lógico, não queria ir, mas foi arrastado pelo irmão, e logo adentraram no território inimigo com certa facilidade que deixava o corpo do maior em alerta.

Decidiram se separar para procurar a bandeira e Jaehyo não conseguia tirar do peito a sensação de que algo estava errado, fazia mais de vinte minutos que estava andando e não achou um inimigo, uma armadilha, bem um monstro sequer.

Ainda com os sentidos todos em alerta encontrou o rio a bandeira e Minhyuk sendo encurralado por um filho de Hermes. 

- Me diz o que ele tem que eu não tenho? Por acaso aquele idiota é melhor que eu? Ele nem gosta de você e você fica ai rejeitando todo mundo por causa daquela esponja do mar gigante.

Jaehyo sentia seu sangue ferver ao observar o garoto magricela roubar um selinho do moreno que ainda estava afetado demais pelas palavras duras para reagir.

Sem pensar duas vezes afastou o garoto de seu Minhyuk com um jato de água forte demais.

- Quem você pensa que é pra beijar alguém sem consentimento? 

Jaehyo parecia mais intimidador que Taeil, sua ira transbordava e agitava o rio violentamente assustando as dríades que ali repousavam, mas não o petulante menino de Hermes.

- Quem você pensa que é pra me dar sermão? Você o rejeitou mesmo sabendo que ele é apaixonado por você, você não tem moral aqui.

Se falar que Jaehyo manteve a postura de combate seria uma grande mentira, ele fez sua famosa cara de idiota e encarou B-Bomb que estava corado de vergonha, até o rio se acalmou e o filho de Hermes tomou aquilo como uma deixa pra atacar, só não esperava ser nocauteado pelo filho de Afrodite.

Jaehyo ainda mantinha sua habitual cara de pateta quando Minhyuk se aproximou.

- V-você realmente me ama?

Como já não tinha como escapar o melhor a se fazer era resolver isso logo.

- Desde que você tropeçou em mim no meu primeiro dia aqui, você carregava uma adaga e e cortou minha mão por acidente e ficou tão bonitinho desesperado tentando me ajudar, fez o pior curativo que eu vi na minha vida e eu mantive por uma semana até Zico insistir em fazer um curativo apropriado pra não infeccionar, não ficou cicatriz, mas eu guardo aquele curativo mal feito debaixo do travesseido desde então.

O maior ficou estático observando aquele lindo rosto, sentindo uma felicidade o preencher.

- Eu sabia que você tinha uma queda pelo Kyung, Kwon me disse que Zico morria de ciúmes dos dois por isso, eu achei que faria você me notar enquanto cumprisse esse desafio, mas eu subestimei aquele nanico.

O sorriso belo era dolorido demais pra se ver, fazia com que o coração do castanho doesse.

- Mas eu vou ficar bem, ninguém morre de amor não correspondido não é mesmo? 

Minhyuk sorriu sem olhar em seus olhos e Jaehyo permaneceu quieto.

- Pode levar a bandeira, eu não vou conseguir te impedir mesmo.

Minhyuk ia se afastando quando sentiu um abraço forte por trás, Jaehyo colou nas coatas do garoto chorando.

- Me desculpe, eu não sabia, não sabia que o seu sorriso me afeta mais do que o é possível, não sabia como reagir quando você se aproximava, não sabia porque fingia olhar pro Kyung enquanto te observava de longe, não sabia porque fiquei feliz quando você veio me pedir ajuda, não sabia porque eu não me importava em me ferir pra te ajudar, não sabia porque me irritou te ver junto do Zico, não sabia porque fiquei incomodado com o beijo do Kyung, não sabia porque seu beijo  não sai da minha cabeça, não sabia como te encarar depois de fugir, não sabia como te pedir outro, não sabia porque eu quero outro, eu só quero te ver sorrir de verdade e te beijar mais uma vez. Me desculpa.

O coração de Minhyuk parecia que ia saltar do peito, sem desfazer o abraço, conseguiu virar de frente pro maior que ainda chorava como uma criança murmurando pedidos de desculpa.

- Jaehyo. - disse calmamente, mesmo que seu corpo esteja tremendo de leve - Você se sentiu incomodado com o beijo do Kyung.

O maior acenou positivamente com a cabeça. 

- Porque?

Minhyuk segurou os dois lados da cabeça de Jaehyo o forçando a olhar pra si.

- Porque eu não queria ter dado meu primeiro beijo com um cara que estava fazendo ciúmes pra outro alguém, eu queria que meu primeiro beijo fosse com uma pessoa que pelo menos não estivesse pensando em outra.

- Por isso aquele olhar machucado?

Jaehyo assentiu com a cabeça.

Minhyuk já não conseguia controlar toda a felicidade dentro de si e beijou o garoto. Os dois nem notaram quando Taeil pegou a bandeira e sumiu, ou que a trombeta anunciando o fim da caça tinha soado a algum tempo, ou que tinham platéia até ouvirem as palmas.

- Tudo lindo, tudo bonito, mas tá na hora da janta, depois vocês se pegam ok? 

Alguém arrastava o filho de Hermes desacordado enquanto Taeil separou os dois e praticamente os arrastou até seu namorado intervir e os dois caminharem de mãos dadas em direção a comida.

Jaehyo e Minhyuk caminhavam lado a lado ainda vermelhos com toda situação.

- Você não me respondeu porque decidiu bancar o cupido?

Minhyuk evitou olhar pro maior que ainda esperava uma resposta.

- Dizem no chalé que se você juntar três casais de amor verdadeiro, nossa mãe nos abençoa trazendo nosso verdadeiro amor até nós. 

Jaehyo não sabia o que dizer.

- E-e deu certo?

Tinham chego e o maior ainda não havia percebido.

- Mais do que certo.

Minhyuk sorriu aquele sorriso que desestabiliza qualquer um e lhe deu um selinho, ali na frente de todos, mostrando a todos que sua mãe lembrava sim de quem a servia, e também que seu coração ja pertencia a alguém, assim como o do belo pescador.


Notas Finais


É isso meus amores, espero que gostem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...