História Maldita aposta - Jeon jungkook - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), G-Friend, Got7, TWICE
Personagens BamBam, Chaeyoung, Dahyun, Eunha, Jackson, JB, Jeon Jungkook (Jungkook), Jeongyeon, Jihyo, Jinyoung, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Min Yoongi (Suga), Mina, Momo, Nayeon, Park Jimin (Jimin), Sana, SinB, Sowon, Tzuyu, Umji, Yerin, Youngjae, Yugyeom, Yuju
Visualizações 160
Palavras 908
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ei para quem é novo seja bem vindo e para quem ficou confuso no começo do capitulo ele é uma narração da escritora.
Espero que gostem!

Capítulo 3 - Confusão e beijo!


Fanfic / Fanfiction Maldita aposta - Jeon jungkook - Capítulo 3 - Confusão e beijo!

Já fazia uma semana em que a aposta foi feita é o tempo de Jungkook só diminua e nada dele conseguir ficar com a tal garota apostada,para ele que era uma missão "fácil" tudo só piorava.

Sua reputação ia caindo é o pior ele não poderia ficar com ninguém -que fosse do Colégio e claro- isso fazia ele pensa se valeria a pena continuar ou não.

Já do outro lado você está em um mar de dúvidas pela aproximação repentina do castanho.

O Jeon que estava sentado planejando como seguiria o plano que jimin elaborou a risca,ele estava disposto a não gastar nada com a "nerd" porém o loiro implicou que ele deveria levar a menina para tomar sorvete ou passear.


(Seu/Nome)


estava saindo da biblioteca,eu tinha ido buscar os livros que tinha encomendado a semanas atrás.

Meus óculos só me atrapalhavam na caminhada pois ele já passava da validade e eu não queria pedir dinheiro a meu tio já que morava na casa dele a "favor" até minha mãe conseguir vir morar aqui.

Não sei como mais consegui equilibrar a bolsa e os oito livros mais um caderno de anotações escolares nas mãos.

Passos curto e cautelosos,não posso querer bancar a mulher maravilha é achar que consigo fazer tudo né.

—vamos (s/n) não é tão difícil,nos filmes americanos sempre dá certo!—falei comigo mesma,pedir ajuda para alguém dessa escola seria minha última opção caso eles realmente se importassem com os outros.

Ao passar pelo corredor ouvi uns murmúrios -mais por parte de garotas- porém não consegui ver ao certo o'que era,meus óculos ainda dificultam de certa forma.

—Tá tudo bem ai?!—a voz em que me fazia derreter de certa forma ao escutá-la.

—Claro!—continuei a andar pois não queria perder o "ritmo" porém ao tentar me livrar da barreira acabei caindo com tudo no chão.

—Tem certeza?!—Jungkook zombou,também teve alguns ali que só riam da minha desgraça—vem me deixe te ajudar!—tentou pegar os livros caídos pelo chão porém peguei antes,estava com vergonha da situação em que me encontrava.

—Meu óculos?!—percebi que ele não estava pelo chão e muito menos no meu rosto,me desesperei,por mais que eu não precisa se deles eu gostava de ler com os óculos.

—Depois você compra outro levantá logo!—a fala impaciente do garoto me fez despertar do transe.

Se eu fosse brigar por terem pego meu óculos com certeza iria fazer eles terem mais motivos para explicar comigo  e isso não tava nos meus planos.

Recolhi tudo calada,a movimentação ia diminuindo assim que tocou é só restando eu é o Jeon ali.

—Vamos para sala?!—perguntou 

—Se você quiser pode ir na frente eu preciso procurar uma coisa!—droga de sensibilidade por tudo meus olhos se enchem de água.

—Ei você vai chorar só porque perdeu aquele óculos feio.—Como ele ousa chamar meu precioso de feio...Parece que agora sim ele ta mostrando as garras,idiota eu sou.

—É isso que você acha dele?—perguntei incrédula —E de mim oque você acha?você é igual aos outros e não duvido nada que essa aproximação foi só para me fazer servir de escrava para você!—sei que pode ser precipitado minha palavras,mais aquele óculos foi um presente ou talvez o único presente que recebi de meu Pai.

—Você também tem a aparência estranha e é esquisita...—incrédula fiquei,já sabia que eu era tudo isso mesmo mais em ouvir isso da boca dele me fez ficar mais magoada —Não foi isso que eu quis dizer…

—nunca é!—tentei sair.https://drive.google.com/folderview?id=13hdkhcgDfZwdoalIxYe-aDZG6MQ6j7Ao

—Ei mulher difícil,me escuta porra —alterou,segurando forte meus braços que ainda segurava o livro—entendo que eu não sei me expressar bem com as palavras e falei tudo sem pensar !—me encarou 

Não soube o'que falar,aquele olhar em mim fez com que meu nervosismo sumisse completamente.

—Eu...Preciso sair!—assim que tentei me desvencilhar ele me puxou e tirou rapidamente os livros de minha mãos e jogando  no chão,achei que ele ia fazer algo de ruim comigo mais me surpreendi quando seus lábios encostaram os meus.

Apertei com força sua blusa,talvez eu tentasse me afastar mais não era isso que eu queria.

Sua língua foi pedindo espaço que com o tempo foi cedido é o aperto em meu braço não tava mais,suas mãos foram de encontro com minha cintura assim como minhas mãos foram até seu cabelo e pescoço.

Aquela sensação não chegava aos pés de ter livros novos,e por fim foi terminando o beijo em uma pequena sugada no lábio inferior,talvez eu tivesse sedenta por isso,afinal a única pessoa em que beijei foi com 14 anos e quando morava no Brasil.

Seus lábios desceram até meu pescoço,ele apenas depositava pequenos selares por aquela pele exposta,nada que deixasse marcas.

É mais uma vez ele me beijou,dessa vez com mais intensidade do que na primeira,não vou mentir que tava aproveitando essa situação,porém tudo que é bom dura pouco,assim que ouvimos um clique nos separamos rapidamente um do outro.

Ninguém estava no corredor,mais tinha plena certeza que aquilo foi uma câmera,mais o garoto pareceu não se importar ,até sorriu em resposta.

—Se eu soubesse que te beijar era tão bom teria feito isso mais vezes.

—isso não deveria ter acontecido —droga minha voz não era para ter falhado assim.

—Pois me pareceu que você gostou,bom quer terminar oque começamos,conheço alguns lugares que ninguém escutaria!—estapeei o garoto a minha frente.—calma tô brincando —ele riu de minha atitude 

—acho bom!

—Bom faz um tempo em que queria te chamar para ir em uma boate comigo será que a certinha topa?



Notas Finais


Devo continuar?
Quero sabe as opiniões de vocês...
Iai topariam ou não ir para uma boate com o Jungkook?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...