História Maldita Aposta (Jikook) - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook
Visualizações 1.121
Palavras 1.606
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção Adolescente, Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu não devia estar postando agora...muita gente aqui vai fazer o Enem, me desculpem aquelas que eu atrapalhei o sono.

Mas vocês estavam tão ansiosas pra saber se o Kookie ia ou não rejeitar o Jimin que eu resolvi escrever logo.

Espero que gostem amores.
Boa leitura 😘

Capítulo 12 - Maldito Beijo


Fanfic / Fanfiction Maldita Aposta (Jikook) - Capítulo 12 - Maldito Beijo

Jeon JungKook 


Park Jimin está me beijando!


Por que ele está me beijando? E por que eu não quero que ele se afaste? Aquela sensação no meu estômago de novo, só que agora ela está mais forte ainda.

Jimin mantém seus olhos fechados enquanto sua mão aperta minha cintura, de repente ele passa a mover seus lábios sobre os meus. Eu deveria bater nele nesse exato momento, na verdade eu queria afastar ele e enche - lo de pancada, mas eu simplesmente não consigo, meu corpo não reage, permaneço imóvel enquanto meu cérebro me diz para aproveitar o momento.

Tirei minhas mãos de seu peito e as passei por trás de seu pescoço, acariciando eu nuca e o trazendo para mas perto de mim. Meus olhos, que até então estavam arregalados, se fecham para aproveitar melhor as sensações, sinto meu coração bater mais rápido, como se fosse pular para fora de meu peito.

É estranho, esse é meu primeiro beijo, e eu não tenho a mínima ideia do que fazer, mas Jimin me passa calma e segurança, de certa forma, fico feliz que eu esteja aqui com ele.

Então depois de um tempo ele passa sua língua sob meus lábios, fazendo com que eu os abra minimamente, dando a ele passagem para aprofundar o beijo. Nossas línguas se encontram e é como se eu recebesse uma descarga Elétrica por todo meu corpo, é como se elas estivessem dançando entre si. Puxo alguns dos fios de seu cabelo, fazendo - o arfar e apertar mais minha cintura e colar mais seu corpo ao meu, se é que era possível.

A cabine ficou quente ou é impressão minha?

Então para minha sorte, ou azar, a porta da cabine se abre, fazendo com que Jimin saia de cima de mim rapidamente. Olhei para o monitor do brinquedo, que nos lançava um olhar malicioso enquanto nos pedia para descer. Arrumei minhas roupas que estavam um pouco amassadas e meu cabelo, tentando parecer o mais natural possível. Peguei meu ursinho e sai dali andando rápido. 

- Então... - Jimin foi o primeiro a dizer algo - Você quer ir em mais algum lugar ou...

- Acho que ja está bom por hoje, melhor irmos embora... além do mais, amanhã temos aula.

Ele assentiu e seguimos para o carro, o caminho todo foi em silêncio, eu queria dizer algo, mas estava envergonhado. Não que eu não tivesse gostado, na verdade foi muito bom, se eu pudesse o beijaria de novo. Mas a questão é, esse foi meu primeiro beijo, ou seja, sou completamente inexperiente, e se ele não gostou?

Quando me dei conta já estávamos na frente de casa, Jimin deu a volta no carro e abriu a porta para mim. Seguimos até a entrada, então me virei para encara - lo, eu teria que fazer isso uma hora ou outra.

- Então... Boa noite... - Jimin ja estava se virando para ir embora.

- Obrigada por hoje... sabe, o parque, o ursinho e tals....

- JungKook, sobre a roda gigante... Eu...

- Eu gostei... o beijo... foi, foi bom. 

Vi sua expressão se aliviar, ele sorriu para mim, aqueles olhos se fechando em dois risquinhos, só isso faz meu coração bater um pouco mais rápido, o que esta acontecendo comigo? Quando me dei conta, Jimin ja estava em minha frente me puxando para outro beijo.

Era como se nossos lábios se encaixassem perfeitamente, Jimin passou seu braço esquerdo pela minha cintura enquanto sua mão direita fazia carinho no meu rosto. Sua língua veio de encontro com a minha, dessa vez o beijo estava um pouco mais apressado. Estava ainda melhor que o primeiro. Ele se separou de mim, me dando um último selinho e sorrindo.

- Jimin... p-por que?

- Não é óbvio? - neguei com a cabeça, fazendo ele rir - Você não tem jeito mesmo. Boa noite, Kookie. 

Então Jimin seguiu ate o carro e deu a partida, me deixando ali, parado encarando a rua já deserta. Entrei em casa ainda tentando entender tudo. Meus lábios formigavam de uma maneira gostosa, e só de saber o motivo ja me fazia sorrir. 

Depois de um bom banho, troquei de roupa e me deitei na cama. Mas dormir era impossível. Cada vez que eu fechava os olhos a imagem de Jimin me beijando vinha, então tudo vinha a tona, cada toque seu, suas mãos em volta do meu corpo, seus lábios pressionados contra o meu...

É, acho que vai ser uma longa noite...


No dia seguinte, eu não sabia como encarar Jimin, por isso resolvi ir para a escola como ia antigamente... andando.

Mandei uma mensagem para ele falando que não precisava passar me buscar e sai, fazia ja um tempo que eu não caminhava assim, agora sei porquê uma das tarefas dele era me levar pra escola. Eu odeio caminhar.

Assim que cheguei lá fui direto para minha sala, como eu e Jimin estamos em classes diferentes eu não corro o risco de encontra - lo por aqui. Eu estou cansado, por causa daquele beijo eu não consegui dormir, provavelmente estou com olheiras gigantes, sem falar na vontade imensa de fechar os olhos aqui mesmo. Mas eu não posso dormir na aula, maldito aluno exemplar.

- Kook? O que está fazendo ai? - olhei para cima, encontrando Tae. - Por que não veio com Jimin hoje?

- Senti falta de fazer uma caminhada - menti.

Peguei um suco de caixinha que guardei na bolsa de manhã, sai tão cedo de casa que sequer tomei café. 

- Você odeia andar... - droga, maldito melhor amigo que me conhece bem. - Então...como foi seu encontro com Jimin?

Nessa hora eu obviamente engasguei, Tae começou a dar tapas nas minhas costas até que voltasse ao normal, como ele sabe do encontro?

- Como você sabe do encontro?

- Que encontro? Ah, o seu com o Jimin? - e então aparece Jin, sério que o Jimin contou pra eles sobre isso? Será que ele falou sobre o beijo também?

- Como é que vocês sabem disso? 

Antes que eles pudessem falar algo, algumas meninas da sala começaram a dar aqueles gritinhos estericos,  nós olhamos para a mesma direção que elas, onde Park Jimin entrava na classe.

Depois que Jimin e Yoongi terminaram, muitas garotas e garotos passaram a tentar algo com ele, já que antes ele era o todo poderoso daqui, pegava qualquer um (a) muito fácil. Só de ver essas assanhadas pra cima dele me deixa com pena e raiva.

Pena porque nunca vão ter nada com ele.

E raiva porque elas estão dando em cima dele.

Jimin veio até minha mesa, seu típico sorrisinho de canto estava presente, é impossível olhar pra ele é não focar naquela boca, só de pensar que ontem mesmo nós estávamos...aish, agora não é hora pra isso, se controla JungKook! 

- Kookie... - ouvir aquilo arrepiou todos os pelinhos do meu corpo - Por que não me esperou hoje? Você está bem? Esta pálido, e com olheiras.

- E-eu estou bem. - não olhe nos olhos dele! Não olhe nos olhos dele!

Merda. 


Impossível não olhar nesses olhos brilhantes, é como um labirinto, mas a diferença é que desse eu quero me perder cada vez mais.

O que está acontecendo comigo?

- Que bom! Preciso falar com você depois, ok? - assenti - Então vou indo, ah, pra você - ele levou a mão até sua mochila e me entregou uma maçã - Provavelmente você não tomou café hoje. Tchau, Kookie.

Assim que ele saiu, todas as garotas da sala começaram a me encarar, e devo dizer que a cara delas não era nada boa. O professor chegou e começou a passar a matéria, mas eu sequer conseguia prestar atenção, fiquei olhando a maçã em minhas mãos, por quê do beijo? Por quê  Jimin anda tão carinho comigo? Por que eu me sinto estranho perto dele? Resolvi então consultar as únicas pessoas que me entenderiam.

Tae e Jin.


Quando deu o intervalo, puxei os dois até a parte mais afastada da escola, tomando o máximo de cuidado para Jimin não me ver, chegamos na parte de trás da quadra, onde soltei os dois que me encaravam confusos. 

- Tudo bem, eu vou falar e quero que me ouçam com muita atenção, ok? - eles assentiram - Jimin apareceu em casa ontem me chamando pra sair, ele disse que era uma simulação de encontro pra quando eu fosse com SeungJo. Fomos a um parque de diversões, nós rimos, gritamos, compramos doces e tiaras de orelhinhas, Jimin pegou um ursinho na máquina de bichinhos pra mim, então antes de ir embora nós fomos na roda gigante, o brinquedo parou do nada e....Jimin me beijou. 

Os dois me encaravam de olhos arregalados e boquiabertos, então começaram a me encher de perguntas sobre o beijo, se Jimin beija bem, como eu me senti, se ele tem mão boba e tals. Depois de responder as mil e uma perguntas eles simplesmente dizem que não sabem o porquê dele ter feito isso. Mas eu conheço esses dois desde pequenos, eu sei quando eles estão mentindo, antes que eu dissesse algo os idiotas inventaram qualquer desculpa e saíram, me largando para trás.

- Esta fugindo de mim, Kookie? 

Essa voz, olhei para trás e encontrei a pessoa que eu mais temia, Park Jimin. Eu não estou pronto para encara - lo agora, mas eu preciso saber o porporquê dele ter feito o que fez.

- Por que, Jimin?

- Você realmente não sabe? - foi se aproximando mais, cada passo que ele dava era um que eu recuava.

- N-não . - Senti minhas costas baterem contra a parede. Jimin posicionou seus braços ao lado da minha cabeça, mantendo seu rosto próximo ao meu, seus lábios estavam tão perto que quase tocavam os meus, e eu queria que fizessem isso. 







- Porque eu gosto de você, nerd.




Notas Finais


Aaaaah morri.
Jimin finalmente se declarou, eu ouvi um amém?

A questão é, como o JungKook vai reagir a essa declaração? Lembrando que ele ainda tem o encontro com o SeungJo, e não sabe que sente algo pelo Jimin.

Jimin vai bater de frente com SeungJo?
JungKook vai procurar um médico pra ver esses sintomas?
Quando vai ter o maldito Lemon?

Descubra no próximo capítulo de 'Maldita Aposta'.

Minha outra fic Jikook:

https://spiritfanfics.com/historia/my-killer-toy-jikook-10166382

Até a próxima minhas flores
Kiss 😘❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...