1. Spirit Fanfics >
  2. Maldito boneco ( imagine Jungkook ) >
  3. Capítulo 61

História Maldito boneco ( imagine Jungkook ) - Capítulo 62


Escrita por:


Notas do Autor


IGNORE OS ERROS IGNORE OS ERROS
IGNORE OS ERROS IGNORE OS ERROS

Capítulo 62 - Capítulo 61



Mesmo depois de pensar por um tempo, você não fazia ideia de onde o tal objeto poderia estar, no entanto, tinha a leve impressão de estar esquecendo de algo. O objeto poderia estar na caixa, junto com o contrato, e caso isso fosse verdade, seriam mínimas as chances de recuperá-lo, mas você não iria tirar decisões precipitadas, pois como as vezes nada é o que parece ser, o melhor é pensar bem e analizar todas as pistas, antes de tirar qualquer conclusão.

— Eu não sei - respondeu baixo, levando as mãos ao rosto. O nível da sua frustração era tão alto, que não era possível descrevê-lo. Mas nesse momento, ficar frustada não ajudaria em nada, pelo contrário, só a atrapalharia mais e mais, pois se continuasse exigindo muito de si mesma, acabaria por enlouquecer, sendo que tudo que precisava para ver com clareza, era se acalmar, e se concentrar.

— Nesse caso, não a nada que possamos fazer - realmente vocês não poderiam fazer nada, porém esse não seria o motivo por qual você iria desistir, pelo contrário, você iria se concentrar em obter as respostas que tanto queria, mesmo que tivesse que se virar do avesso para isso, mas antes de mais nada, precisava se acalmar.

Você estava tão concentrada na conversa, que nem havia notado que já havia parrado de chover há um bom tempo. Quando já se preparava para se despedir do moreno - Taehyung - e retornar a sua moradia, lembrou-se que não poderia fazer isso. Você não podia voltar, pois agora que estava ciente da verdade, ou pelo menos parte dela, não seria seguro retornar.

— Taehyung - chamou o garoto ao seu lado, que apenas lhe direcionou o olhar, como se pedisse para que você continuasse - Eu posso ficar alguns dias na sua casa ? - o moreno foi pego de surpresa com a sua pergunta. Não que ele não gostasse da ideia, contudo ele havia ficado um tanto confuso em relação a isso.

— É claro - respondeu sorridente -  Mas........ Por que você quer ficar aqui ? - perguntou o que almejava saber aquele momento.

— Bem.... Eu não me sinto muito bem morando sozinha naquela casa enorme - mentiu mais uma vez, e outro fez uma expressão desconfiada. Era evidente que você estava mentindo. Para quem tinha passado quase três messes sozinha naquela casa, não fazia sentido que se sentisse incomodada só agora. A única coisa que Taehyung pensava, era o que você poderia estar escondendo dele, pois você estava mentindo, e para piorar, deixava isso óbvio demais. - Estão eu só vou buscar algumas coisas e já volto, ok ? - o moreno apenas assentiu. Você trarou de se levantar, e sair, deixando o outro perdido em seus pensamentos. Ele podia não saber o que você escondia, mas estava disposto a descobrir.

.

.

.

Já enfrente a casa, você se apressou  em abrir a porta e entrar. Queria sair dali o mais rápido possível. A lua já iluminava o céu e não queria pagar para ver o que aconteceria caso resolvesse demorar muito no local.

Você nem se deu o trabalho de trancar a porta. Acendeu as luzes e se praticamente correu até as escadas, e assim que colocou um de seus pés no primeiro degrau :

— Eu achei que não voltaria nunca - seu corpo inteiro estremeceu, ao ouvir aquela voz soar até de você, indicando que a pessoa estava a poucos metros de distância. Você tirou o pé do degrau, e girou os calcanhares, se deparando com a pessoa que menos queria ver naquele momento - Eu já estava quase desistindo - completou.

— O-o que você está fazendo aqui ? - questionou com a voz trêmula, surpresa com a aparição repentina do moreno - Jungkook.

—  Eu apenas quero conversar com você - respondeu-a calmamente. Você não queria ouvi-lo. Não sabia o que ele seria capaz de fazer agora que você estava ciente de seu segredo. Você queria sair dali o mais rapido possível, e como não estava tão distante da saída, talvez desse para sair correndo dali. Você olhou a porta pelo canto do olho, denunciando suas intenções.

 Você se moveu rapidamente, porém sua tentativa de fulga foi completamente falha, pois assim que já se encontrava perto da saída, sentiu seu braço ser agarrado, e seu corpo ser prensado contra a madeira espessa da porta.

— Me solta - disse enquanto se debatia, em uma tentativa totalmente falha de sair dos braços fortes do moreno.

— NÃO - disse utilizando um tom mais severo, fazendo com que você se parasse e engolisse seco, logo em seguida olhando-o nos olhos - Você só sai daqui, depois de ouvir tudo o que eu tenho pra dizer.



Notas Finais


Alguém ainda tem teorias ? Se sim, eu gostaria muito de saber quais são!!😊


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...