1. Spirit Fanfics >
  2. Maldito detetive Cipher >
  3. Capítulo 9

História Maldito detetive Cipher - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


Voltei mais cedo yeeee 👌
O capítulo tá cheio de coisa então desculpem se ficou um pouco bagunçado.
Boa leitura :)

Capítulo 9 - Capítulo 9


_…. o dia estava lindo, céu limpo com algumas nuvens,eu tinha acordado bem disposta até receber aquele telefonema. Aquela ligação acabou com meu dia…


_ que ligação?__ pergunto , ela está começando a ficar nervosa. Algo nessa ligação pode ser a chave para todo o caso.


_era a polícia , minha irmã e marido dela haviam sofrido um acidente de carro e...ambos foram a óbito.__ depois disso ela começa a chorar lagrimas silenciosas,os pais da criança morreram no mesmo dia do sequestro dele? Muito suspeito.__e-eu não sabia como ia seguir em frente até escutar o choro do meu sobrinho, Thomas ia passar a semana comigo por conta deles terem ido viajar. Quando fui ver oque tinha acontecido ele disse que tinha tido um pesadelo onde "a mamãe e o papai me abandonavam" aquilo me quebrou e eu comecei a chorarar ainda na frente dele. Thomas sempre foi uma criança carinhosa então ele disse "não chora tia , oh a gente vai naquele parque que você ama aí você vai se sentir melhor", pelo menos era isso que eu entendia, Thomas tinha problemas para falar, uma graça ele errava a maioria das palavras.__ ela sorri triste e suspira pesado.__ achei que seria uma boa ideia porque iria me destrair e o Thomas tambem ia se divertir, mas no fim deu tudo errado. Fomos até o parque que costumamos ir , haviam crianças se divertindo com seus responsáveis, pessoas lendo , praticando exercícios. Tava ótimo e com uma boa energia , já me sentia mais calma estando ali.Começamos a brincar e nos divertir até ele ver um carrinho de algodão doce, na hora ele quis, sem muitas opções eu disse "espera a tia aqui , cuidado com as crianças correndo, a titia já volta"...e quando eu voltei e-ele já não tava mais lá! Eu entrei em desespero correndo de um lado para o outro perguntando a todo mundo que aparecia pela frente , mas ninguém tinha visto ele, eu tava exausta aí uma menininha puxa a barra da minha camiseta dizendo " moça aquele menininho que tava com a senhora tava no colo de uma pessoa , acho que ele tava cansado e foi pra casa" se eu já estava desesperada aquilo só piorou, perguntei pra menina como aquele moço se parecia,a única coisa que ela lembrava era que ele tava com uma camiseta vermelha e com um tênis verde muito bonito. Fui até a polícia fiz tudo que tinha de fazer , prometeram resultados e já fazem dois anos que não sei oque é ter um abraço do meu sobrinho!__ sua feição muda rapidamente de tristeza para raiva , é nítido que ela está furiosa com isso. Olho para o lado vendo Bill anotar tudo e destacar algumas partes ,wow ele é rápido, a encaro novamente vendo ela tentar se acalmar.


_ okay senhorita Ashley, isso já é o suficiente ,muito obrigado. Assim que eu tiver qualquer informação importante garanto que irei lhe informar, farei o possível pra encontrar seu sobrinho.__ me levanto dando sinal para Bill também levantar. Ela também se levanta e nos acompanha até a porta.


_ muito obrigada , não sabem o quanto eu fico feliz só de pensar em ver meu pequeno Thomas.__ nos despedimos e ficamos parados por alguns minutos na frente da casa dela.


_ não gosto dela…__ Bill diz começando a andar , o acompanho.


_ ué porque?


_ não gosto do tom de voz que ela usa pra falar da criança, você reparou em como ela alterou o tom de voz pra falar que ele estava desaparecido? O rosto dela se contorce muito quando ela comenta sobre polícia não ter dado sinal até agora , é como se ela precisasse que ele aparece-se pra ontem.__ o encaro confuso , ela só estava preocupada com o sobrinho certo? Ele está desaparecido , é normal esse desespero.


_ sei não , acho que é uma reação normal. Todos os casos de desaparecimento que já cuidei, a pessoa que solicitou o serviço estava extremamente agitada.


_ ainda acho estranho , mas….e agora?__ ele pergunta me encarando.


_ agora nos vamos alugar um carro, porque iremos andar muito. Pretendo encerrar esse caso em menos de uma semana e não vou medir esforços pra conseguir isso.


~....~


_ Dipper faz uma década que eu não dirijo, tem certeza disso?__Bill pergunta segurando o volante com força , me seguro pra não rir.


_ você tem carteira certo? Ótimo , isso é mais que necessário. Dirigir é igual andar de bicicleta, não dá pra esquecer.


_ Dipper...eu não sei andar de bicicleta!


_foda-se agora presta atenção na rua , tenho que analizar um negócio aqui.__ ele continua dirigindo enquanto verifico algumas informações antes de chegar na delegacia. Bill quase bate em uma moto , e o cara sai xingando.__ presta atenção Bill , eu quero ir na delegacia , não ir preso!


_ t-ta , o que vamos fazer lá mesmo? Se eu me lembro bem você já verificou e não tem nada nos registros.


_ vou visitar um amigo, ele pode conseguir acesso as câmeras de segurança das ruas próximas ao parque.


_ aaaaaah ,entendi. Quer chegar inteiro ou só pela metade?


_porque da pergunta?


_ nada poh... é que tem um carro nos seguindo a meia hora e por mais que eu acelere ele continua.__ me espanto e olho disfarçadamente pelo retrovisor do carro, é um carro preto , a placa não está muito visível.


_ tem certeza que ele está nos seguido?


_ tenho quase certeza que não é normal ele virar 5 vezes a mesma esquina que a gente, mas talvez ele esteja indo até a delegacia tambem.


_ Bill vira a esquerda , agora!__ o loiro gira o volante com rapidez , foi possível ouvir o pneu cantar de leve, olho para traz e eles continuam nos seguindo.


_ mas e o caminho da deleg-


__ faz oque mandei e não desacelera por motivo nenhum , prefiro levar uma multa do que descobrir o que eles querem.


_ se eu morrer por sua causa , volto pra puxar seu pé, lembra que eu sou cá olho nessa situação aqui!__ Bill diz um pouco alto e continua dirigindo em alta velocidade, dobramos mais algumas esquinas , o carro continua nos seguindo. Em uma fleche rápido de luz sinto o impacto da batida , o airbag do banco do passageiro ativa e se não fosse pelo cinto eu teria me machucado muito. Escuto um zumbido muito agudo enquanto ainda estou tonto, tiro o cinto e tento murchar o airbag, olho para o lado vendo Bill desacordado deitado sobre o airbag do volante.


_Bill?..._ minha audição começa a voltar ao normal e minha tontura vai passando aos poucos.__...merda, Bill acorda! Bill!!! Não me deixa cara, Bill! 


_ puta merda...você tá escutando esse mosquito?caralho zumbido irritante,mas que merda é essa...um travesseiro?__ Bill diz recobrando a consciência , ele chacoalha a cabeça e arregala o olho.__MAS QUE PORRA EU BATI O CARRO! 


_ é mas agora vamos sair daqui , é perigoso. Consegue andar?__ pergunto forçando a porta do passageiro, depois resolvo a questão do carro alugado. Assim que saio , com as pernas meio bambas, ajudo Bill a sair do carro. Apoio seu braço em meu ombro e nos viramos em direção a rua , não deu nem um segundo e os caras do carro preto saem apontando armas para nós.__ Bill você tem rabo preso com a mafia?


_ não que eu me lembre...e você?


_ bom….com a mafia não.__ após isso ser dito sinto uma forte pancada na nuca e apago.


~....~


Bill pov


_ argth...__ acordo um pouco desnorteado, olho ao redor tentando reconhecer o local, é uma sala bonita com belos móveis. O local bem iluminado machuca um pouco meu olho , logo percebo em que situação me encontro, sentado em uma cadeira e amarrado, olho para o lado vendo Dipper dormindo na mesma situação que a minha.__hey Dipper , acorda! 


_ huum...__ ele abre os olhos e observa tudo ao seu redor , vejo ele xingar baixo e me encara sério.__ Bill ,eu não sei oque tá rolando mas por favor não fala nada! Não abre a boca , isso nunca é uma boa coisa e eu não tô gostando nada diss-


_ Mason Pines , quanto tempo..


Dipper pov 


_ Mason Pines, quanto tempo...__ ouço uma voz conhecida me chamar , viro meu rosto me forçando a ver quem estava atrás de mim e lá está ele, Tyrone Jones , o chefe do contrabando. O cara que controla a entrada e saída de qualquer produto ilegal no país,um velho conhecido meu.


_ Tyrone quanto tempo , tava morrendo de saudades.__ tava o caralho que tava , cara chato da porra. Metido, tem o temperamento de uma criança, odeia que o contrariem e pior gosta de mim.


_ awwww que fofo , mas não minta Pines, eu te conheço lembra? Você não sentiu nem um pingo de saudade.__ ele anda até a nossa frente e nos encara com um sorriso sínico.


_ hum ,você está certo...poderia ter ficado a minha vida toda sem te ver de novo.__solto uma risada irônica e ele me olha feio mas logo volta a aquele sorriso debochado.


_ aí ai é por isso que te amo Mason, aproposito quem é ele? 


_ meu ajudante , atropelei ele e agora ele tá me ajudando num caso.__ Tyrone se aproxima de Bill e segura em seu queixo , Bill desvencilha de seu toque e o olha com nojo.


_ ele é bonito , sempre soube que tinha bom gosto Pines.__ me seguro para não rir da cara de Bill , ele está claramente incomodado com a presença do Tyrone.


_ Hey alguém vai me explicar alguma coisa? Tipo , se ele é seu amigo porque estamos amarrados?!


_aaaah isso? Tenho que tirar algo a limpo antes, me mudei a pouco tempo pra Nova York e estranhei quando um de meus capangas informou que meu querido Mason estava por aqui. Juntei alguns pontos e acho que você está querendo me entregar,certo Pines?__ huh? Ele acha que eu seria louco disso?!


_ tá maluco Tyrone? Conheco sua influência , não seria louco disso. Meu caso é de uma criança desaparecida , estava indo até a delegacia para encontrar o Harry ,aquele policial que quase te matou, pra pedir acesso as câmeras de segurança de agumas ruas.__ digo e ele aparenta pensar , depois de alguns segundos o telefone toca e ele atende.


~ alô?....hum...jura?! Que ótimo!__ dito isso ele desliga o telefone e tira um canivete do bolso indo para trás de nossas cadeiras , ele corta minhas cordas e depois as de Bill__ parece que sua história é verdade , sabia que não me trairia Pines.


_ então, ainda tô esperando.__ Bill diz me encarando , suspiro enquanto acaricio meus pulsos.


_ esse cara aqui na sua frente é Tyrone Jones,o chefe do contrabando, qualquer produto ilegal que entra ou sai do país passa pelas mãos dele. Conheci ele por acaso quando atirei na irmã dele.__ coitada eu estava em correndo atrás de um assasino procurado e quando fui atirar ela sem querer estava na frente , Tyrone me bateu como se eu fosse um saco de pancadas mas depois me perdoou.


_ ela reclama até hoje da cicatriz que você deixou no ombro dela, já falei que é só fazer uma plástica mas ela insiste que é de recordação pra lembrar que ainda tem de atirar no teu ombro.__ gelo na hora, essa louca ainda quer atirar em mim!


_ mantenha sua irmã longe.


_ okay okay , tá tudo muito lindo mas ainda temos que ir na delegacia pedir permissão para ter acesso as câmeras de segurança.__ Bill diz tocando em meu ombro , ele realmente quer sair daqui. Acho melhor mesmo , nunca é uma boa ficar muito tempo perto do Tyrone.


_ verdade , melhor irmos. Agora que você tem toda a informação , acho que podemos ir.


_ ah que isso Mason, você tá falando com o Tyrone, se for na delegacia a chance de você realmente conseguir o acesso é minúscula, eu tenho acesso a tudo cara, é so pedir.__ odeio o fato de ele sempre ter uma carta na manga.


_ okay eu preciso dessas câmeras aqui, as gravações que preciso são de dois anos atrás nesse horário aqui. Será que consegue?__ entrego um papel com os nomes das ruas, do parque , hora e data. Tyrone vai até seu computador e fica alguns minutos até que dá algum sinal.


_ foi difícil, por algum motivo estava querendo barrar minha entrada , essas filmagens forram travadas, mas fica tranquilo que o Ty aqui conseguiu tudo. Agora é só analisar.__ eu e Bill vamos para seu lado enquanto encaramos as câmeras do parque, no local em si que a senhorita Ashley estava com seu sobrinho, um homem com as roupas que foram descritas conversa com o garoto enquanto ela não estava por perto. O homem pressiona alguma coisa sobre o rosto da criança depois o pega no colo já desacordado.__ opa vocês viram isso? Caraca um lugar tão cheio e ninguém sequer grita quando isso acontece...pera ,pera ,pera esse filho da puta tem uma tatuagem de maçã no pescoço!


_ oque tem haver? Tirando o claro mal gosto.__ Bill diz ainda analisando a gravação.


_ eu tinha um capanga com uma maçã no pescoço, era gente fina , dispensei ele a dois anos por que a mãe dele tava doente. Agora acho que não era a mãe dele que tava doente.__ ele se levanta da cadeira e começa a discar um número em seu celular.__ peça para o hortênsia vir até aqui por favor.


_ "hortênsia"?__ Bill pergunta com cara de quem não entendeu nada.


_ é um carinha novo que acabou de chegar, dizem que é um assassino a mão fria e que nenhum de seus assasinatos foi solucionado ainda. Ele é novinho mas é perigoso pra caramba. Um amigo me recomendou e estou colocando ele a teste , se me servir bem vou contratar. 


_ e porque chamou ele?


_ aquele filho da puta mentiu pra mim, se tem uma coisa que eu não admito é mentir para mim! Vocês vão com o Hortênsia até um cara de confiança meu , vão rastrear esse lazarento salvar a criança e o Hortênsia cuida do maçãzinha.__ oh , agora ele está puto. Isso nao é boa coisa , eu não queria envolver mais ninguém no caso mas agora já era. Ouço o barulho da porta se abrindo e observo o ser entrar pela grande porta. É um garoto de no mínimo 18 anos, seus cabelos são pintados em um azul claro deve ser daí o codinome, olhos castanhos claro, não tem um físico muito músculo. Ele entra de cabeça baixa e quando nos encara arregala os olhos parecendo perder o ar por alguns segundos.


_ Will?__ ouço Bill dizer enquanto o encara com face desacreditada, o ser de azul recua.


_ B-Bill...__ eles se conhecem?! Aparentemente sim , mas porque essa cara de espanto como se tivesse visto um fantasma? Bill vai se aproximando do azulado.__ que b-bom que está bem , achei que nã-não o veria ma-__Bill acerta um soco em cheio na boca do azulado o fazendo cair no chão.


_ BILL! QUE MERDA ESSA?!__ tento me aproximar mas Tyrone me segura fazendo "shhh" com o dedo enquanto observa a cena, decido esperar pelo que vai acontecer.


_ onde você estava? Hum? Esses 5 anos que você simplismente sumiu! Você era o único que eu gostava Will , o único….MAS ME TRAIU COM AQUELES DOIS FILHOS DA PUTA! 


_ NÃO FALA ASSIM DA MAMÃE E DO KILL!__ Bill o puxa pelos cabelos fazendo o azulado se levantar e o encarar. Nunca vi o Bill tão agressivo assim , ele tá sempre de bom humor e calmo...oque tá acontecendo com ele?!


_ vai proteger aqueles lazaretos? Esqueceu e foram eles que te deixavam com fome e te bateram? Mas não né , a culpa é do Billy por se parecer com aquele monstro. E que porra é essa, virou assasino de aluguel agora? Você prometeu que nunca ia usar oque aquele filho a puta te ensinou.


_ usei porque precisava sobreviver, depois que eles foram embora me levando forçado só pra te deixar sozinho tive que me virar. Cometo assasinatos desde os 12 e não me arrependo de nada , fiz aquilo pra sobreviver já que você não conseguiu me proteger. Não conseguiu proteger seu irmãozinho.__ então ele é irmão do Bill , ele vai explicar isso direitinho pra mim depois. 


_ não te protegi porque aqueles dois me barraram disso , no dia que te levaram eu tava trabalhando naquela merda de mercado pra trazer comida pra você. Mas você só vê seu lado da história , e ainda sim protege eles!__ o azulado tira uma arma das costas e aponta pra cabeça de Bill , tento ir lá novamente mas Tyrone continua me segurando.


_ não tô protegendo ninguém,mas eles ainda são da nossa família até mesmo ele.


_ se você realmente pensa assim Will , atira...atira porque as esperanças que eu tinha de recuperar meu irmãozinho de volta foram pro saco. __ o azulado continua com a arma apontada pra cabeça do Bill sem vacilar nem por um segundo, eu tô com medo….esse garoto vai atirar no Bill, ele é um assasino basicamente profissional! Bill manobra a arma na mão dele e pega a apontando para a cabeça do menor.


_ vai atirar em mim é? Aprendeu bem.__ Bill devolve a arma nas mãos do menor e vira de costas me encarando.


_ não, gosto demais de você pra isso...porém tô extremamente magoado com essa situação, vou ajudar Mason com o caso do menino desaparecido e depois você decide se me mata ou não,fica a critério seu.__ Bill se aproxima de mim tocando em meu ombro e sussurra em meu ouvido__ depois te conto.


_ é bom que conte mesmo...__ sussurro de volta, ele sorri sem mostrar os dentes. Não é o sorriso que ele costuma dar , isso deve ser algo bem delicado mesmo .



Notas Finais


Espero que tenham gostado

{\__/}
( • - • )
/>❤>obrigado a quem favorita e comenta na história , isso me deixa muito feliz :)

(Qualquer erro será corrigido o quanto antes)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...