História Maldito Dia - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Decepção, Originais, Pessoal, Pov, Realidade
Visualizações 13
Palavras 332
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drabble, Drama (Tragédia)
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Infelizmente ou felizmente dessa vez, trata-se de um Original, por ventura mais que verossímil...
Enfim, desejo que degustem da leitura!

Ass: Mente excêntrica da Sabrigues.

Capítulo 1 - Abominável seja aquele dia


Maldito foi o dia que meus olhos comuns, meros castanho-escuros, encontraram os olhos extraordinários, exóticos azuis-esverdeados.

 

Como se o olhar penetrante ao qual fazia-me perder noção do tempo já não fosse suficiente para ultrapassar meus limites, os lábios róseos beirando ao avermelhado sempre que sorriam, denunciando a irritantemente adorável covinha fofa da bochecha esquerda, me tiravam da órbita da Terra.

Superficialmente, a cada sorriso acanhado e meio dado em que a insolente ousava aparecer para todos e qualquer um, eu sequer demonstrava interesse ou reação. Não podia. Não me permitia realizar tal coisa.

 

Mas, entretanto, contudo, todavia, porém!

 

Lá estava eu, em estado caótico, morrendo lentamente e me remoendo dolorosamente.

 

Porque raios tinhas que ser tão absurdamente atraente diante aos olhos lupinos alheios? Tu não sabes que são todos lobos famintos pelo único cordeiro inocente ainda imaculado do rebanho inteiro?

 

Entendo que teus olhos somente enxerguem o melhor de todos, todavia os meus não. Se os teus só veem o melhor, os meus só veem o pior deles.

 

A maldadeO interesseA luxúria.

 

Tudo que não presta. 

 

Mal sabes quão tortuoso é livrar-te das má influencias, quão complicado foi até hoje e continua sendo te proteger da luxúria dos não somente adultos. Tu sequer imaginas quão complexo será para mim permanecer nessa batalha árdua contra o mal sozinha...

Mas então, de repente, você desapareceu por anos

 

Poof!

 

Sumiu da minha vista. Eliminou-se da minha vida. Sem mais nem menos, simples assim.

 

Se eu sofri pela falta que tu fizestes em mim? Logicamente que sofri, porém em nada esse sofrimento se comparou ao dia no qual o vi novamente diante de mim, cumprimentando-me com um abraço íntimo, você que era tímido, sorrindo libertino, você que sorria acanhado, e falando coisa que há dois anos atrás eu jamais sequer ousaria imaginar ouvir vindo de sua boca.

 

Mas que diabos haviam feito com você!?

 

No fim, esmorecida, somente uma única coisa minha mente conseguia dizer-me:

 

Meu cordeiro ingênuo, agora maculado, era mais um lobo.


Notas Finais


Então... talvez, só talvez, seja verdade o nele está escrito, sobre mim, sobre ele...
Mas não ouso passar disso. Não existe coragem suficiente para tal.
É mais um desabafo que qualquer outra coisa, porém sei que essa minha visão de mundo não é só minha, certo?
Enfim, é isso. Um desabafo de uma covarde. Uma covarde que perdeu a última esperança que esse mundo parecia não poder tomar.

Ass: Mente excêntrica da Sabrigues.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...