1. Spirit Fanfics >
  2. Maldito seja Min Yoongi! - YoonSeok >
  3. Capítulo 48

História Maldito seja Min Yoongi! - YoonSeok - Capítulo 48


Escrita por:


Capítulo 48 - Capítulo 48


Eu estava tremendo e Jin percebia isso, quando chegamos em casa, eu corri para o quarto de Yoongi, vendo o mesmo colocando suas roupas dentro da mala.

— Yoongi, me deixa explicar por favor!

— Eu não quero explicação nenhuma Jung Hoseok, suas ações já dizem muito por sí, só.

Eu via as lágrimas escorrendo por sua face, que ele limpava sem qualquer cuidado com a manga do moletom e aquilo estava acabando comigo aos poucos.

— Yoongi, não faz isso comigo, você entendeu errado!

— EU ENTENDI ERRADO? ESTOU CEGO ENTÃO!

— Yoongi, me escuta...

— Hoseok, filho, oque está acontecendo?

Não senhora Min, essa não é uma hora boa para a senhora aparecer. Se eu não disser tudo agora, tenho certeza que me arrependerei no futuro. E eu não irei perder o homem que eu amo.

— Me perdoa, me perdoa... Yoongi, me escuta por favor.

— EU CANSEI HOSEOK! O cafajeste não era eu?

Ele passou por mim na porta com a mala em mãos e desceu correndo, eu fiz o mesmo o parando na sala, nessa altura todos já estavam presentes.

— Me perdoa, eu juro que você entendeu errado.

— Está achando que eu sou idiota Hoseok?

Ele estava claramente irritado e as lágrimas já caiam de meus olhos.

— Meu filho oque está acontecendo? Onde você está indo? Porque essa mala?

Senhora Min estava nervosa e não era pra menos.

— Vou morar com a minha vó, talvez eu mude pra casa dos meus primos.

— Seus primos moram em outro país Yoongi! Oque aconteceu? Porque estão brigando? É pelo casamento? Se não estiver confortável aqui, vamos juntos filho.

— Não é nada mãe, eu só não posso mais ficar aqui. – Ele estava se controlando e era visível.

— Me perdoa, por favor, só me deixa explicar.

— Eu não quero te ouvir! Eu estou cansado de estar sempre correndo atrás de você. Vou embora como você queria que eu fizesse desde o início!

— Eu sou idiota Yoongi, eu nunca quis que você fosse embora, me perdoa, foi culpa dele, eu juro que não queria.

— VOCÊS ESTAVAM SE ENGOLINDO HOSEOK!

— Ele me beijou, eu juro, eu nunca te magoaria assim.

— Espera, Hoseok você e meu filho estão namorando? – Senhora Min estava aflita e eu não sabia oque dizer, minha garganta fechou na hora. — ME RESPODA YOONGI!

Ela estava séria e olhava para Yoongi, meu pai me olhava de forma indescritível, isso não era pra ser assim. Não era para descobrirem assim, porque tudo está dando errado hoje?

— Isso não importa mais mãe!

— Desde quando? – Nenhum de nós respondeu. — DESDE QUANDO?

— Cinco meses antes... Dois meses depois...

Estava confuso, eu sei, mas eu não tinha ideia do que dizer e na minha mente fazia sentido.

— Yoongi, não foi culpa do Hoseok.

— Não se intromete S/n! Não esta na hora de defender seu irmão.

— Me perdoa amor.

— AMOR É O CARALHO! AGORA VOCÊ PODE FICAR COM QUEM QUISER, ATÉ MESMO COM AQUELE GAROTO, EU NEM SEI PORQUE ME ILUDI, NUNCA DARIA CERTO MESMO!

— Claro que dá, Yoon... Está dando certo, não termina comigo por favor. Me deixa explicar antes!

— Essa é a sua vingança? Estava fingindo gostar de mim pra isso? Jogar na minha cara que você nunca se apaixonaria por mim?

— Eu te amo, vê se entende! Ele me beijou, não o contrário!

— Mais você retribuiu!

— Claro que não! – Pensei rapidamente em uma resposta que não comprometesse minha irmã, frente a meu pai. — Eu juro que empurrei ele e soquei o rosto dele assim que você chegou!

— Se eu não tivesse chegado, continuaria?

Aquele maldito sorriso, aquela maldita camada que eu pensei ter vencido a meses.

— Ouve oque você esta dizendo! Por favor acredita em mim.

— Para ser apunhalado pelas costas mais uma vez?

Eu cansei, eu tentei, mas esse cabeça dura nunca vai me ouvir. Me sentei no sofá e abaixei a cabeça, deixando todas as lágrimas cairem de vez.

Porque ele simplesmente não acredita em mim?

Senti braços me envolverem e pelo perfume soube ser SeokJin.

— Eu dei o soco, Hoseok apenas jogou ele longe e quando começou a gritar com ele, eu não evitei.

Jin contou a verdade, oque ocasionou em Yoongi soltando uma risada debochada.

— Não precisa me defender Jin, ele não vai acreditar.

— Sério mesmo? Não tinha outra pessoa Hoseok?

Irônico.

Aquilo acabou comigo, meu coração acelerou ainda mais, oque eu achei que era impossível, raiva era isso que eu sentia agora.

Me levantei rapidamente e limpei meu rosto o olhando.

— Não importa oque eu disser, você não acreditaria em mim!

— Você já estava dando trela pra ele a tempos Hoseok!

— Eu mal conhecia o menino Yoongi! Você tem que parar com essas paranóias, eu não posso me aproximar de ninguém e você já fica assim, você nunca confiou em mim.

— Porque será?

Essa ironia misturada com deboche, machuca bem lá no fundo da minha alma.

— Você está louco! Foi a mesma coisa com Jimin, quando ele se aproximou, você deu um jeito de fazer Jungkook voltar para ele se afastar. Se Jin não estivesse em um relacionamento você teria feito o mesmo, quase me afastou de Jay atoa, por esse seu maldito ciúmes doentio!

Ele parecia pensar, mas o maldito sorriso ladino ainda estava em sua face.

— Eu estou com muita raiva de você agora Yoongi, mas Jin disse a verdade, eu estava com ele quando aconteceu. Meu irmão sempre te amou, não seja idiota! Nem parecem os dois que ficavam roubando doces na cozinha e se beijando pelos cantos da casa.

— S/n...

Arregalei os olhos, minha irmã estava ciente disso?

— Eu estudava com vocês quando as fotos vazaram, eu não sou tão idiota quanto pareço Hobi.

— Você não é idiota amor, até eu percebi quando os vi da primeira vez. – Namjoon disse abraçando S/n por trás e meu pai coçou a garganta.

— Yoongi perdoa meu irmão, vocês precisam se entender!

Yoongi estava completamente confuso, com uma guerra interna que a tempos eu não via, sua feição não demonstrava nada, estava completamente neutra.

— Eu tenho que pensar S/a.

Sua voz estava diferente, me aproximei dele olhando em seus olhos confusos.

— Escolhe um.

— Um oque Jung Hoseok?

Seus olhos focaram nos meus, deboche, ótimo.

— Eu não tenho cabeça pra lidar com todos vocês, escolhe um.

O sorriso ladino, os olhos completamente focados, as mãos agora nos bolsos, eu o amo, mas não sentia tanta falta dessa sua camada protetora.

— Mais alguma coisa Seok?

— Você não vai ficar longe da sua mãe, eu vou aceitar a proposta, foi tudo minha culpa, eu sinto muito. – Me afastei dele e olhei para os outros. — Eu sinto muito por estragar isso.

Andei o mais rápido que consegui para meu quarto, ainda sim, parecia uma eternidade, fechei a porta e comecei a arrumar minhas malas.

Eu destruí tudo de bom em nossa família.

Eu sempre faço isso, deve ser algum carma. Estou sentindo uma dor horrível no peito, parece que estou sendo esfaqueado várias vezes no mesmo lugar e as lágrimas nunca queriam parar de cair.

Dor física é ruim, mas nunca machucará mais que a dor emocional...


Notas Finais


Pi, pi, pi, 😐...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...