História Maldito Sorriso - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Chanyeol, Personagens Originais
Tags Amizade, Amor, Chanyeol, Exo
Visualizações 6
Palavras 282
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ficção Adolescente
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Capítulo Único - Saudades


Fanfic / Fanfiction Maldito Sorriso - Capítulo 1 - Capítulo Único - Saudades

Por entre as prateleiras da biblioteca eu te observava. Teus olhinhos tão concentrados no livro que lia, teus cabelos brilhando à luz do sol, tua pele branca que parecia tão macia e o teu sorriso... Teu maldito sorriso!

Eu tinha saudades, Chanyeol.

Saudades de quando conversávamos e de quando nós ríamos e jogávamos juntos.

Saudades das vezes que eu ouvia tua voz.

Tudo o que eu queria era me jogar nos teus braços e não te largar nunca mais. Tudo o que eu queria era ficar perto de você, nem que fosse em silêncio.

No início, quando você chegou na minha vida, contava os minutos pra te ver.

Eu sempre queria mais, porque você era a melhor parte do meu dia. Eu sempre te quis Chanyeol, mas só fui perceber isso muito tempo depois, quando dizíamos "boa noite" e o "eu te amo" ficava entalado na minha garganta.

Tenho saudades de todos os dias em que íamos embora juntos e quando nos víamos e soltávamos aquele olhar cúmplice e via teu sorriso. Maldito sorriso!

Por que a gente parou de se falar? Por que deixamos o silêncio nos afastar?

E por entre as prateleiras eu soltei um suspiro e teus olhos se encontraram aos meus no espaço em que eu te observava. Por alguns segundos fiquei presa na profundidade dos teus olhos, mas logo saí do meu transe e me apressei em desvencilhar dali. Mas quando estava quase segurando a maçaneta da porta senti alguém me puxar e me envolver num abraço.

E então eu senti aquele cheiro que já conhecia tão bem.

— Você não vai fugir de mim, não dessa vez.

E nós trocamos nosso olhar cúmplice de sempre, e mais uma vez eu vi o teu sorriso.

O teu maldito sorriso.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...