História Mamma Mia. - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Got7
Personagens JB, Jinyoung, Youngjae, Yugyeom
Tags 2jae, Jingyeom, Jingyeom!au, Jinyoung, Mamma Mia, Side!2jae, Yugyeom
Visualizações 73
Palavras 1.078
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Fluffy, LGBT, Musical (Songfic), Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Estou com um projeto de 30 dias. Todas as fanfic's postados serão inspiradas em músicas e pra abrir o primeiro dia: JINGYEOM OTP DA NAÇÃO!!!!!

edit 1: olhem a capa que linda!!! foi feita pelo myeondesign

Capítulo 1 - Único. - Here we go again.


Fanfic / Fanfiction Mamma Mia. - Capítulo 1 - Único. - Here we go again.

Mamma mia, aí vou eu de novo

Ai, ai, como posso resistir a você?


Eu estava incrivelmente animado, havia entrado no site onde mostrava as estréias da semana e estava lá em um anúncio enorme, hoje era a estréia da segunda parte do musical Mamma Mia.

Lembro-me de Jinyoung ter dito em uma das nossas conversas sobre o quanto gostava de musicais e que seu preferido era Mamma Mia, ele tinha até dado uma palinha de uma ou duas músicas, claro que eu não havia entendido nada em vista que todas as vezes que fui ao cinema eram para contemplar o universo de super-heróis criado pela Marvel e pela DC mas ver meu Hyung animado ao falar daquele filme eu também fiquei animado.

Jinyoung também havia comentado que faltava pouco menos de um mês para a segunda parte do filme e que ele gostaria muito de ir vê-lo na estreia. Abro um sorriso largo com o comprovante da compra dos ingressos em mãos e saio de meu quarto em rumo ao dele.

– Hyung? – bato na porta do quarto algumas vezes mas paro ao ouvir sua voz sonolenta pedindo para que eu entre.

– Precisa de algo Yugyeom? –desvio meu olhar para o amontoado que era ele sob a cama junto a duas ou três cobertas.

– Hyung você está livre amanhã? – questiono baixinho me aproximando aos poucos da cama.

– Acho que estou. – ele parece pensar um pouco mas logo responde. – Por que? – questiona desconfiado.

– Lembra que em uma das nossas conversas você disse que gostava de musicais e que seu preferido era Mamma Mia? – questiono abrindo um sorriso largo, ele confirma com um balançar de cabeça mas ainda encara-me em dúvida. – E disse também que gostaria de ver a segunda parte quando estreasse, então comprei dois ingressos para nós dois na sessão de amanhã.

Entrego-lhe o recibo que havia impresso, Jinyoung me examina com cuidado pegando o papel de minhas mãos em seguida. Vejo um sorriso abrir em seus lábios e acabo por sorrir junto.

– Muito obrigado por lembrar disso. – ele diz baixinho e eu solto uma risada baixa envergonhado. – Vá dormir está tarde, amanhã veremos o melhor musical de todos os tempos.

Balanço a cabeça em afirmação, inclino meu corpo para frente deixando um selar em sua testa. Pego o recibo de suas mãos e levanto-me seguindo até a porta.

– Boa noite hyung. – não atrevo-me a olhar para trás pois sabia que encontraria Jinyoung vermelho pelo beijo que havia lhe dado.

[Dia Seguinte.]

– Então você vai sair com o Jinyoung? – afirmo e Youngjae ri.

– O que tem de engraçado nisso? – digo cruzando os braços enquanto observava o mais velho por ração para Coco.

– Está tentando conquista-lo? – engasgo com a minha própria saliva e tento retrucar isso mas Youngjae novamente ri. – Todo mundo sabe que você é apaixonado por ele, até ele deve saber por que sempre fica sem jeito quando você é carinho com ele na frente de pessoas.

Solto um suspiro baixinho e levo minhas mãos até a caneca com achocolatado.

– Acha que exagero? – questiono baixinho. – Acha que ele não gosta quando faço essas coisas? Jackson Hyung sempre é carinhoso com todos nós e com Mark e ninguém parece achar ruim.

– Yug. – desvio meu olhar para Youngjae e abro um sorriso fraco. – Acho que ele fica sem graça com todo seu carinho por que também sente o mesmo e não sabe demonstrar como você.

– Você acha isso? – digo abrindo um sorriso largo.

– Foi isso que ouvi ele contando para o Jaebum. – responde e eu solto uma risada alta que é interrompida com a entrada de Jaebum e Jinyoung.

– Do que estão rindo? – Jaebum questiona sentando-se a minha frente.

– Youngjae tem uma nova piada. – respondo de imediato e Youngjae parece querer me socar.

– A de ontem? – Jinyoung questiona servindo-se com um pouco de café.

– Exato. – Youngjae abre um sorriso amarelo e novamente sinto vontade de rir mas controlo-me.

Tomo o líquido restante em minha caneca e levanto para levar a mesma até a pia. Aceno para os três e deixo à cozinha seguindo até o quarto que eu dividia com Bambam.

[...]

– Yugyeom? – desvio meu olhar para a porta semi aberta encontrando os olhos de Jinyoung à procura de algo no quarto.

Sigo até a porta abrindo-a por completo vendo-o sorrir sem graça.

– Está pronto? – questiona afundando suas mãos dentro do casaco que usava.

– Estou. – ajeito a jaqueta em meu corpo, fecho a porta detrás de nós e paro a sua frente. – Vamos indo?

– Claro. – responde baixo, acompanho seus movimentos com calma e abro um sorriso fraco. Era injusto Jinyoung ser tão bonito.

[...]

– Vamos comprar pipoca? – questiono ao que nos aproximamos do cinema.

– Gosta de pipoca? – dou de ombros em resposta e ele ri. – Refrigerante certo? – questiona e eu balanço a cabeça em afirmação.

– Quero doces também. – digo baixo seguindo-o até o balcão para comprar as coisas. – Chocolates e balas.

– Acha que vamos conseguir comer tudo isso? – ele questiona humorado, observo-o com atenção ao que ele desvia o olhar para a atendente fazendo os pedidos. Sigo-o até a fila para pagar e solto um suspiro baixinho desviando o olhar. – O que foi?

– Hyung você se sente desconfortável quando eu lhe digo coisas carinhosas na frente dos meninos? Pode dizer a verdade. – questiono baixinho movendo meus dedos uns contra os outros com medo de levantar meu olhar para encarar Jinyoung.

– Não... Só é diferente. – subo com meu olhar para olha-lo encontrando-o corado e pegando nossas 'comidas.' – Eu gosto de você desse mesmo jeito que gosta de mim, fico constrangido por não saber dizer as coisas como você faz com tanta facilidade. Estou para te convidar a vir comigo ao cinema há muito tempo não consegui então você foi lá e fez.

Solto uma risada um pouco contida e abraço-o de lado vendo-o xingar-me.

– Ah Hyung não precisa se preocupar com isso, vou adorar fazer novos pedidos para você. – digo baixinho perto de seu ouvido deixando em seguida um beijinho em sua bochecha.

Adentro a sala de cinema junto a Jinyoung, sigo-o dentre as poltronas, ao que escolhe um lugar sento-me ao lado dele e sem muitas enrolações pego em sua mão entrelaçando meus dedos aos seus.

– Nem pense em tentar me beijar. - ele repreende assim que percebe minhas intenções. – Não gastei dinheiro pra isso.

– Mas quem comprou os ingressos fui eu Hyung. – digo formando um bico infantil em meus lábios.

– Fica quietinho e eu te recompenso. – tenho meus lábios selados rapidamente deixando um sorriso largo em meus lábios.


Notas Finais


bem fluffy pra aquecer o coraçãozinho de vocês!!!

caso alguém saiba de alguém disponível para fazer capas eu ficaria grata.

twitter: @arstlantic.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...