1. Spirit Fanfics >
  2. Manhã - Jin Mori Imagine >
  3. Único;;

História Manhã - Jin Mori Imagine - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


The god of haigh school lançou esses dias e eu vi o episódio um ontem a noite e antes dos primeiros dez minutos já falei: Mori, eu amo você. Acho que eu tenho uma queda por esse tipo de protagonista. Ou o Mori só me lembra um monte de outros personagens que eu gosto.

Enfim, tava sem sono pensando nas merda que eu fiz e pra me distrair comecei a ver esse anime, logo quando acabei começei a escrever isso. Acho que vou fazer mais, só que pra outro personagem, tipo o Daewi ou a Mira. Mais tudo depende.

Acho que a one tá curtinha mais não tem muita coisa acontecendo nesse capítulo, foi uma ideia rápida, era só pra ser um momento fofo. É que quando eu vi o Jin saindo sem comer ei meio que fiquei com pena.

O anime iinfelizmente ainda não tem categoria, tomara que seja adicionada logo.


- capítulo não betado. -

Capítulo 1 - Único;;


Ao escutar o grito desajeitado vindo do quarto de Jin a menina na cozinha acabou sem querer derrubando as panelas recém lavadas que arrumava em um canto da pia para escorrer tudo graças ao susto. Ela automaticamente praguejou um palavrão irritado e suspirou procurando qualquer resquício de paciência existente dentro de si. 


Olhando no relógio de pulso após reorganizar as panelas e pratos rapidamente ela sorriu contente e satisfeita concluindo que eles ainda tinham tempo de sobra; o seu plano de adiantar o relógio despertador do namorado havia funcionado bem, a estudante já podia ouvir os passo apressados e pesados junto às batidas de gavetas que mostravam Jin procurando suas coisa na pressa. Ele bem que merecia sofrer um pouquinho mesmo.


Hoje seria um grande dia para Mori mais o engraçado era que não havia sido ele quem mal havia dormido na última noite graças a ansiedade para o início do evento. 


Nesta manhã a estudante ao acordar muito cedo olhou para o teto e pensou em seu namorado tapado, e, enquanto ainda estava deitada em sua cama ela teve uma ideia da qual não conseguiu se desapegar dentro da quase meia hora na qual passou em repouso embaixo dos lençóis, e, dessa forma ela se levantou, enfiou o uniforme na mochila, vestiu às pressas um moletom por cima da blusa comprida e dos shorts que usava como pijama, foi ao banheiro e ao voltar para o quarto, usando de sua habilidade e treinamento, pulou a janela do prédio com facilidade, tal como era costume seu fazer, e depois que chegou na rua fez uma pequena série de rápidos alongamentos antes de começar a correr rumo a casa do namorado.


 Seu sexto sentido lhe dizia com clareza que se ela não fosse dar um jeito de o ajudar hoje Mori iria perder a sua participação no evento, até com a ajuda dela isso ainda seria possível, até porque Jin Mori sempre arrumava alguma coisa na qual se intrometer. 


Quando chegou, percebendo que não tinha a chave do apartamento consigo deu seu jeito de entrar pela janela da parte de cima da casa e conseguindo adentrar na sala quentinha deu uma olhada em volta no ambiente pacífico; sem cerimônias a jovem foi silenciosamente até o quarto do namorado e o encontrou roncando em seu futon. 


A garota se aproximou dele meio exitante e cutucou a sua bochecha ao menos três vezes seguidas e até chegou a belisca-la suavemente e puxar, Mori nem sequer se mexeu, ela riu dele baixinho e então não resistindo afagou os seus cabelos castanhos bagunçados lutando contra a vontade de deitar por cima dele e dormir mais cinco minutinhos.


A ginasta deixou sua mochila no canto do quarto  pendurou o uniforme escolar para que não amassasse ainda mais - se é que aquilo ainda fosse algo possível - e então, sentindo calor tirou o moletom para ficar apenas em seul pijama. 


Ao passar por cima de Mori uma segunda vez e quase tropeçou no relógio azul ao lado dele, o conhecendo bem para saber que o rapaz era um saco de acordar cedo e que com certeza colocaria o alarme no modo soneca - mais precisamente quebraria o relógio - assim que ele desse o primeiro toque ela teve uma ideia sapeca que a levou até a situação de agora.


- Uh?… - o rapaz parou de uma vez e estreitou os olhos ao entrar na cozinha não crendo que tinha uma pessoa familiar parada rente a sua pia.


Jin ficou encarando a garota, que ele logo reconheceu como a sua namorada, ainda confuso enquanto ela o encarava de volta. Ambos pareciam silenciosamente perguntar algo um para o outro.


- EI! - ele gritou se longe apontando para ela, ainda acreditando que poderia estar dormindo e sonhando ou qualquer coisa assim. Mori nem mais se lembrava que já era sete da manhã e que ele estava atrasado. -  O que você está fazendo aqui a essa hora?! - ele questionou estupefato; a garota deu de ombros se virou para o fogão onde algo cozinhava.


- Café da manhã. - ela respondeu simplesmente. - A propósito, bom di- AH! Jin! Que droga. - a menina se assustou por uma segunda vez naquela manhã, Mori já estava em cima dela, ele atravessou o cômodo em menos de um segundo e com todo seu entusiasmo quase fez com que ela derrubasse a panela e se queimasse. 


- Sério? Você é mesmo a melhor! - ele exclamou por cima do protesto assustado dela nem se quer a escutando enquanto a abraçava por trás com força, envolvendo os braços em torno da cintura da ginasta e mal se cabendo de felicidade. No calor do momento Mori ergueu-a para cima trazendo ela para trás, quase derrubando a frigideira no meio do caminho.  


Jin ainda nem acreditava que logo no dia do torneio ele tinha dado de cara com a garota mais maravilhosa do mundo e ela ainda por cima estava fazendo algo estranho e delicioso. Ele mal conseguia expressar em meras palavras como havia ficado feliz com  surpresa, o que restou foi aquele abraço mortal, o garoto não queria a soltar nunca mais. Todas as vezes que ele podia a abraçar sentia a mesma coisa, se pudesse nunca mais sair de pertinho dela.


- Eu sei, eu sei. - ela falou cansada desistindo de se debater nos braços fortes dele. - Mais agora me coloca no chão. - A ginasta pediu fracamente entanto tentava relaxar na posição meio desconfortável. - Jin, a comida vai queimar! - preocupada ao sentir o cheiro mais forte saindo da frigideira e perceber o óleo espirrar ela gritou e finalmente conseguiu sua liberdade, ou quase isso.


- Ah, desculpe. - Mori se curvou para desce-la de volta ao chão mas não a soltou, continuando pendurado no cangote da namorada, os braços em volta da cintura dela e a cabeça apoiada em seu ombro enquanto o cabelo dele fazia leves cócegas no rosto da moça.


- Você vai amassar todo o meu uniforme. - ela murmurou seria enquanto lidava com a comida e movia ao máximo a cabeça para o lado contrário no qual Jin estava apoiado. Os braços dele bagunçavam ainda mais a cintura da saia verde do seu uniforme do colégio e ele também amarrotava sua blusa branca.


- Vai mesmo pra escola hoje? - Mori perguntou no ouvido dela inconformado, ele esperava que ela fosse torcer por ele na arena.


- Eu preciso. - desligando o fogão a moça deitou sua cabeça por cima da dele logo de uma vez e respondeu com pesar apertando a colher com todo o seu desgosto. - Mais vou assistir ao torneio pela internet na hora do almoço. - deixando a colher na panela ela tentou consolar a si mesma e ao namorado, agora entusiasmada ela tentou olhar para ele e enquanto erguia o punho até a altura do peito. -  Eu nem dormi ontem, estava tão ansiosa pra hoje!


 Mori vendo  todo àquele entusiasmo estanpado na teda dela se sentiu ainda bem mais animado para poder enfrentar todas aquelas pessoas.


- Eu também estou! Na verdade eu…


- Você está atrasado. - a estudante o cortou com a voz firme e um olhar que estava claramente o repreendendo. Jin murchou automaticamente ao ouvir seu tom de voz, e a garota jurou que pôde ver na frente dos seus olhos um cachorrinho triste a encarando.


 - Eu sabia que você ia acordar tarde hoje, por isso mal dormi. Agora Anda, é melhor você ir se aprontar. Já são quase sete horas você ainda tem que me deixar no colégio. - ela foi suavizando e então lutou para se virar de frente para o seu namorado saindo um pouco daquele abraço mortal e quando pôde o encarou com seriedade  agora sentindo as mãos dele descansando na base das suas costas.


 O moreno ficou olhando para ela, ele já nem parecia que tinha sido repreendido a segundo atrás, Mori mantinha um sorriso idiota nos lábios, e, enquanto sua namorada reparava com atenção nisso ele aproveitou o bico dela pra lhe dar um beijo. A garota de primeiro ficou confusa mais cedeu entreabrindo seus lábios para poder sentir a suavidade dele em contato com a sua, quando eles se separaram pela falta de ar Jin se afastou encarou com pura confusão.


- Jin, você está com bafo. - a ginasta nem se quer viu isso, quando eles finalmente se separaram com um pequeno estalo estridente ela simplesmente reclamou com olhos firmemente fechados fazendo uma leve careta, apertando dentre suas mãos o moletom azul meio aberto de Mori.


- Dá um tempo, eu acabei de acordar. - o lutador murmurou meio mal humorado dando beijinhos no ombro dela indo de uma extremidade a outra, a observação de sua namorado até o fez esquecer dos motivos da sua confusão.


 Entanto ele se inclinava contra o peito dela a estudante sentiu os cabelos espetados do lutador fazer cócegas em seu rosto mais uma vez e ergueu o queixo fechando um dos olhos e fazendo um bico involuntário. Dando ombros ela cedeu e o abraçou, eles não estavam tão atrasados assim, havia mais tempo para uma dose de carinho.


No meio do momento gostoso de repente uma engrenagem girou na cabeça de Jin Mori e ele parou com seus beijos de uma vez, afastando a namorada para poder olhar no rosto dela, ele havia se lembrado do que iria perguntar anteriormente, e em dúvida encarou a garota confusa com seus olhos brilhantes.


- Como que você entrou na minha casa? - Ele soltou de repente; a menina ficou por uma segundos apenas olhando para Mori ignorando a pergunta por ele feita. A ginasta encarou as feições ridiculamente bem feitas e adoráveis dele e trouxe suas a mãos até o peito de Jin mais uma vez. O seu pobre coração bateu mais forte no peito quase como se quisesse sair para fora, ceus, como diabos alguém podia ser tão bonito logo ao acordar? 


Mori não deixou de a encarar um segundo sequer e aquilo apenas piorava o estado da moça, com o rosto fervendo ela deitou a cabeça no peito de Jin então a estudante finalmente respondeu a pergunta dele:


- Pela janela. Eu só precisei pular… - após finalmente de recompor a garota olhou mais uma vez para os olhos brilhantes do moreno agora com uma feição rígida que aos olhos de Mori era engraçadinha e adorável. 


- Ei, eu estou falando sério. - ela puxou a mão dele quando o idiota tentou cutucar a sua bochecha. - Vai tomar banho agora e se vestir! E escova os dentes. - ela o empurrou.


- Já vou, já vou… mãe. - Mori mostrou a língua para ela e saiu. A estudante nem se quer ligou e começou a colocar o café da manhã nos pratos. Ela parou por um momento e encarou a duração na qual se namorado havia desaparecido e soltou um pesado suspiro. As bochechas estava desconfortávelmente quentes. 


- Ei! -  ela foi até ele e no meio do caminho para chegar ao banheiro viu Mori se arrastando até lá, a ginasta quando o chamou acabou por dar um risinho vendo o namorado voltar um passo e quase cair. Ela se encostou na parede e seus lábios se curvaram num sorriso amoroso e sapeca quando ela falou como quem não quer nada:


- Jin, eu te amo, tá?


-...ah, eu também!... - ele respondeu de volta coçando nuca meio sem jeito mas muito feliz quase entrando no banheiro. 


- Agora termina logo, se não você vai ter que sair sem comer. - ela brigou. Quando olhou no relógio de pulso uma segunda vez percebeu que já eram quase sete horas.


Notas Finais


Não sei se está especificado mais a MC do capítulo e um tipo de ginasta bem absurda, porque todo mundo naquele anime e absurdo então eu resolvi tentar colocar algo nessa linha.

Obrigada por ter lido. Espero que tenha se divertido 💙💛💖🖤🧡❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...