História Manicômio: O começo do tormento - Capítulo 20


Escrita por: e Linny_Br

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 7
Palavras 1.012
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção Científica, Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Canibalismo, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 20 - Cap 19: O primeiro ataque


P.O.V Lana 

Eu acordei,estava tudo de boas,eu me levanto e saio do quarto,começo a procurar a Débora,ela está mais nervosa esses dias, então eu vou dar apoio a ela,eu olho a janela,as nuvens estavam cinzas,ia chover hj eu acho; depois de uns minutos andando,eu acho a Débora,ela estava falando com alguém no telefone,mas não dá pra perceber de quem era a voz,eu fiquei ciumenta é claro,mas ela estava seria, então não tem motivo para ficar com ciuminho; eu chego perto dela acenando:

Lana: bom dia!

Débora: Ah,bom dia...

Lana: Com quem falava no telefone?

Débora: Era o Matheus,ele não estava vindo pro trabalho,ele disse que tinhas assuntos para resolver...

Lana: Assuntos? Ele tem é sorte da Lyah não ter ficado desesperada ainda,ela adora esse cara...

Débora: Vdd,ela o vê como um pai...além disso...como era a família da Lyah?

Lana: Aahh,vai querer mesmo ouvir a história?

Débora: Ah,sim?

Lana: Ok então...

Eu respiro fundo para não dar uma pressão triste no momento:

Lana: Os país dela eram maravilhosos,uma família sorridente, companheira,mas quando souberam que a Lyah era esquizofrênica é que teria que ir para esse manicômio,ficaram desesperados,eles não queriam a sua filha sendo considerada louca,muito menos ficar em um lugar desses,mas eles não tiveram escolha,eles a levaram e a colocaram nesse lugar,os pais dela costumavam a visitar,mas um dia....eles nunca mas voltaram...

Débora: Nossa...

Lana: A Lyah sabe que eles nunca mas vão voltar...mas ela nunca soube oq aconteceu com eles...

Débora: Ela deve saber?

Lana: Não, deixe-mos ela ser a nossa Lyah fofinha e infantil, não quero ver ela chorar...

Débora: Entendo....

Eu escuto o som de batidas fortes no chão que faziam tremer ,mas não pareciam ser de dentro do prédio....mas sim de fora:

Débora: M-mas oq é isso?

Lana: Eu sei lá Poha ;<;

Olhamos para a janelas, nós vimos seres no lado de fora, máximo 10 ,escuros,pareciam sombras,apenas continham olhos vermelhos brilhantes, Débora fica meio nervosa:

Lana: Mas que Poha e essa?

Débora: Será que....

Lana: Caraio, não pode ser....

Nós tá bém fudida, nós tá bém fudida:

Débora começa a correr para a sala dos médicos,ela chega perto de um botão vermelho preso a parede é o aperta,logo o sino toca,avisando que todos devem ir para a sala dos médicos:

P.O.V Lyah

Hm? Um sino?,eu paro de andar com a Grazy e nós olhamos uma a outra:

Lyah: Oq é isso?

Grazy: É o sino, nós devemos voltar para os médicos...

Lyah: Mas...

Grazy: Desculpa Lyah,mas temos que voltar, urgentemente...

Lyah: Ah,ok...

Nós começamos a correr,mas eu não sabia para onde,mas a Grazy sabe,eu conto com ela:

P.O.V Hana

Corria, corria,mas eu não o achava,o sino tá tocando mas não vou desistir sem achar ele,aquele cachorrinho de torturas:

Hana: Ronnie!! Onde vc está? Ronnie!!

Eu estou começando a ficar sem paciência,mas não vamos nos precipitar:

Hana: Ronnie!! Aahh,vou te arranhar tanto depois disso!! Vc está sendo um menino malvado!!

Eu chego em um beco sem saída,mas eu vejo algo no fundo,parceria alguém,mas não dava pra ver:

Hana: Ronnie?! E vc?

Aquela coisa olha pra min,PQP,QUE POHA É ESSA,E O DEMÔNIO?!?:

Hana: WTF!!

Aquela coisa humanoide bizarra começa a ir pra cima de mim,ela me pega pelo pescoço e me joga na parede,caraio,aquela merda doeu:

Hana: M-maldito...

Eu tento procurar por alguma arma,mas eu apenas achei o encanamento no teto,opa,tive um plano; me levanto confiante:

Hana: Vamos,tá com medo de bater em uma mocinha?

A sombra transforma a mão em uma lâmina,eu fico... ansiosa; ela tenta me atacar com a lâmina mas eu desvio danto um pulo bem grande,como eu fiz esse pulo?,eu sla,mas eu pego o cano,me prendendo nele,eu dou um chute no queixo dessa coisa,eu caio quebrando o cano de água fazendo uma chuvinha,mas que cena épica:

Hana: Haha,hora de brincar de bate-bate hahahahah 

P.O.V Lana

A Débora chega perto de um armário,procurando algo em cima do mesmo,eu sem querer,SEM QUERER,olho a bunda dela,caraio,que visão e essa Jesus?:

Débora: Achei!!

Lana: Hm?

Débora puxa uma maleta de cima do armário,a deitando no chão,logo ela abre a maleta mostrando armar de brinquedos realistas,tinha uma mini-foice,mini-martelo,e mini-outras armas,mas tinha uma bola de ferro,com detalhes de folhas e flores:

Lana: Mini....armas?

Débora: Não julgue um livro pela capa...

Ela pega a mini-foice,ela jogou ate min aquela mini arma,logo no ar a Mini-foice vira uma foice de ferro com uma asinha nas costas da lâmina,que LEGAL PRA CARAIO,MEUS OLHOS ESTÃO BRILHANTES ENQUANTO EU PEGO A FOICE:

Lana: Que visão e essa Jesus? *-*

Débora: Essas armas vão nos proteger,bem,pelo que o Matheus disse elas vão nos proteger

Lana: Legal *<* 

A Grazy e a Lyah entram pela porta da sala, Débora já pega aquela bola é uma mini-arma:

Lyah: Oq está acontecendo?

Débora: Estamos sendo atacado!

Lyah: K?!?!

Lyah fica com cara de assustada colocando as mãos na blusa na região da barriga:

Lana: Calma Lyah,eu lhe protejo *<*

Eu mostro a minha foice linda é maravilhosa pra ela,ela fica mais calma:

Lyah: Ah,legal *.*

Débora joga a Mini-arma na direção da Grazy,assim a mesma pega a arma que já estaria na forma normal:

Grazy: P-pra que isso?

Débora: Para atirar neles, não se preocupe com as balas...

Grazy: Oh god...

P.O.V Hana

Eu estava meio surrada,estou a uns minutos lutando com essa coisa,com algumas marcas roxas nós braços e pernas,mas essa sombra do capeta tá com algumas partes do corpo faltando,ou seja,eu posso mata-lo:

Hana: Que foi? Vai ficar me olhando com essa cara de peixe?

Ele vai pra cima dnv,começo a dar golpes na cabeça dele,de forma rápida e eficiente,mas eu tava me machucando com aquele ferro,logo, quando tento bater nele dnv,ele desvia indo para a direita,agr fudeu,ele segura meu pescoço e me joga na parede,acabo soltando o cano,agr eu morro hj,as mãos dele viram lâminas quentes,eu fecho os olhos esperando ele me perfurar,mas...isso não aconteceu...,eu escuto sons de ele cair no chão, e também senti a ventilação quebrar,quando eu abro os olhos...Ronnie estava em cima da sombra como um tigre, rasgando a sombra com os dentes,mas os dentes dele agora ficaram muito afiadas,a sombra começa a sangrar um liquido preto,mas o Ronnie não parava de rasgar e morder:

Hana: Ronnie!?

Ronnie,para de se mover ao ouvir minha voz,a sombra nem se movia mais,ele olha pra min:

Ronnie: . . .

Hana: Hey...

Ronnie chega perto de mim com as mãos e pés no chão,como um animal,ele olha fixamente em mim com a boca suja de sangue preto ou sla oq e essa coisa,os dentes dele voltam ao normal magicamente, é ele desmaia em cima de mim...






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...