História Mansão sem noção - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá minna!
Aqui trago mais uma história cheia de trapalhadas e emoções. Espero que gostem. Bjs da Kyory.

Capítulo 1 - Recepção


Prólogo


- A única coisa que eu lembro é que eu estava dormindo.. - Sasuke olhou para Naruto confuso.

- Que lugar é esse? Parece com Konoha, mas é diferente - Olhou o loiro ao redor, pulando para a calçada para não ser atingido por um transporte.

- E quem são essas pessoas nos olhando?! - Sasuke as encarou. Havia muitas pessoas cochichando sobre eles.

- Ei! Não somos estranhos... Somos normais - sussurrou a última parte. Logo após uma menina de aparência igualada a deles chegou perto se apresentando.

- Vejo que já chegaram. Que bom! - se empolgou - me acompanhe, aliás eu sou a Yuuko - sorriu.

Após alguns minutos de caminhada, Shio entrou dentro de um carro e os meninos a acompanharam, com receio. Passaram de carro em alguns quilômetros, logo então chegando em uma mansão afastado da civilização. Saíram do carro e entraram na casa, apreciando cada detalhe.

- Seja bem vindo a minha casa! - outra garota veio, descendo as escadas. Além de Naruto e Sasuke, havia muitos outras meninos dentro da casa, olhando para a menina de aparência estranha, confusos. - Eu sou a senhorita Limão, e a partir de hoje vocês viveram nesta casa.

Confusos os meninos olharam um para o outro, depois olhando para a menina de cabelos verdes.

- Como assim viver aqui? - Perguntou Mikaela, um loiro que estava encostado na parede.

- Desejos reprimidos! - sorriu - Eu sou a Deusa dos desejos reprimidos, e todos vocês tem um desejo em comum.

- Desejo? Que desejo? - Kageyama perguntou.

- O que você sentiu quando viu o Shoyo no banho? - a menina se controlou para não chorar de empolgação ao lembrar.

-... - Kageyama corou - C-Como você sabe disso?! - questionou, indignado.

- Eu sou uma deusa, esqueceu? Enfim, até mais meus lindos personagens de yaoi. Eu apareço quando vocês tiverem um problema amoroso. - Logo a garota sumiu em um brilho de luz colorida.

- Quer dizer que todos nós gostamos dos nossos melhores amigos no fundo? - Midoriya perguntou mais pra si do que para os outros.

- Acho que é isso mesmo.. - sussurrou Sebastian

- Impossível! - gritou em uníssono Sasuke e Levi

- Isso aconteceu quando eu estava dormindo - Declarou Todoroki. Ganhando concordância de Naruto e Eren.

- Então vocês estavam sonhando coisas erradas, né?... - Ciel corou

- Na verdade todos estavam - Limão apareceu novamente em uma brecha temporal.

- Não é possível! - todos os garotos gritaram.


1° Capítulo


- Anda logo pirralho!

Eren revirou os olhos, desde que Levi havia achado o cômodo da mansão que era uma mini acadêmia estavam treinando. O menor estava com um péssimo humor e o mais novo não estava nem um pouco afim de contraria-lo.

Suas costas doíam quando ele ergueu o peso, na noite anterior não foi sem choque que ele viu que no quarto deles só tinha uma cama de casal, era bem espaçosa, mas não foi preciso mais do que um olhar frio de Levi pra saber que teria que dormir no chão sobre alguns edredons que achou no armário.

O moreno largou os pesos e se sentou de pernas cruzadas enquanto usava uma toalha pra secar o suor

- Hey Heichou por que estamos treinando?

- Você pretende mesmo esperar a boa vontade daquela maluca?

- Ela disse que é uma deusa - ele deu de ombros.

- Que seja, não é como se pudéssemos sair pela porta da frente - fala ao se lembrar do que aconteceu quando Levi, Naruto, Sasuke e Sebastian tinham tentando quebrar a Barreira nebulosa que cercava a mansão a partir da porta.

Todos foram repelidos gerando uns bons machucados a todos, depois de várias tentativas mais eles pararam, mesmo que a contragosto, só por que o mordomo foi preparar o jantar para todos o que parecia não o deixar nem um pouco de bom humor.

- Tsc - o menor resmungou pegando uma espada que havia encontrado no armário horas antes, não eram como as que eles usavam com o equipamento tridimensional, mas na mão de um Ackerman uma espada era uma arma considerável perigosa - Isso não significa que não há outra forma de sair - com um golpe rápido cortou a porta do armário que caiu como pedra no chão.

"Ai ai" pensou Eren.

...

Na cozinha Sebastian preparava o café da manhã com uma ajuda voluntária de dois dos outros "convidados" na mansão, Yuuchiro e Sasuke, este último parecendo mais interessado em garantir que sua comida não teria nenhum veneno ou algo parecido. Enquanto isso um loirinho reclamava querendo saber quando a comida saia, mas Sebastian lhe dirigiu um olhar cruelmente frio e depois sorriu pedindo que este esperasse na sala.

Sem muita escolha o rapaz ficou maravilhado com um aparelho chamado televisão que Deku assistia.

Por mais interessante que parecesse Naruto não ficou muito entusiasmado com isso, uma vez que passado cinco minutos acabou se irritando por ficar parado e voltou a cozinha numa tentativa de conseguir algo.

Para sua sorte a café foi servido em uma longa mesa deixando os mais variados tipos de comidas dispostos para todos comerem.

Aos poucos todos foram chegando e se servindo, Sebastian vendo que tudo estava em ordem subiu levando consigo a bandeja com o café da manhã de seu mestre que estava plenamente deitado na cama King size que havia tomado posse na noite anterior.

Abriu as cortinas azuis deixando uma suave luz entrar, deitado daquela forma seu jovem mestre era uma manifestação de beleza. Os cílios delicados selando seus olhos, a pele clara e macia, os cabelos que num emaranhado rebelde caiam delicadamente sobre a testa, uma pequena e fresca tentação. Como o pequeno não acordava ele se aproximou sentindo o aroma de rosas que emanava do menor

- Sebastian...? - a voz sonolenta denunciava que ele já estava acordado, mas que não havia demonstrado, um travesseiro voador atingiu o rosto surpreso do Akuma - O que você pensa que está fazendo demônio?!

O moreno pegou o travesseiro e o alisou.

- Estava te acordando Bochan, trouxe seu café da manhã.

- Tão de perto? - reclamou o azulado irritado e esfregando os olhos.

- Você não acordou quando eu chamei, então resolvi tentar outra coisa.

-Tsc. Esqueça, me de meu café - prosseguiu após um largo suspiro de descontentamento. - Como deve está Londres? Sem o cão de guarda da rainha, deve está um caos!

Sebastian como pedido fez, mas antes que o Phantomhive podesse desfrutar de seu alimento um ruivo adentrou o cômodo. Com um largo sorriso no rosto.

- Ei! Vocês não vão descer?

- Como pode está tão eletrizante pela manhã? - Era a única coisa que Sebastian conseguia pensar.

- Isso não importa - andou até a cama em que Ciel permanecia sentado e pegou pelo braço do garoto o puxando consigo - vamos descer logo. Se não vão desconfiar de vocês dois.

- E-Espera. Tenho que me vestir - sua tentativa de escapar foi falha. Ciel foi obrigado a descer junto com Hinata.

Descendo o grande Hall de entrada, era notável os garotos olhando para Ciel. Suas coxas pálidas estavam amostra, e o garoto se mostrava um pouco tímido com isso, já que o único que o via assim era Sebastian.

- Pronto. Agora que estamos todos aqui vamos comer.

O café da manhã ocorreu bem. Todos conversaram sobre seus mundos e a injustiça de estarem sem seus "poderes". Naruto de início se mostrou amigo de todos, mas o que ele mais ficava próximo era Hinata e Deku.

Depois do café se dividiram em grupos para a organização da casa, e claro que quem deu a idéia foi Rivaille. Hinata, Naruto, Midoriya, Valt, Ciel, Eren, e Mikaela ficaram com a parte de cima da mansão, teriam que arrumar os quartos e lavar os banheiros. Já o resto dos meninos ficariam em baixo, tendo que arrumar todos os outros cômodos.

- Como se arruma isso - Olhou para o garoto loiro que sorriu discretamente. Logo o Phantomhive se sentou na cama, desistindo por sua inutilidade.

- Você realmente não sabe arrumar uma cama?

- Você quer o que? Eu sempre trabalhei com papéis, não lençóis - Mikaela riu, pedindo para o garoto se levantar. Pegou as pontas do lençol e sacudiu no ar, a fazendo cair perfeitamente sobre a cama. Após passando as mãos para ajeitar e colocando os travesseiros.

- Viu é assim que se arruma - sorriu.

- Que difícil - murmurou - Eu sempre tive o Sebastian pra fazer isso pra mim. Então não sei fazer nada.

- Entendo. Mas agora vai ter que se acostumar, vamos fazer isso até sermos liberados e isso só vai acontecer quando nos declaramos.

- Tá louco? Nunca que eu vou me declarar para aquele demônio! - cruzou os braços. - nem gosto dele.. - murmurou.

Mikaela riu, parecia se divertir conversando com Ciel, seu sarcasmo e indignação em relação a Sebastian era perfeito. Continuaram a arrumar aquele quarto, enquanto isso os outros garotos estavam em outros quarto se separando em duplas, sozinho somente Eren.

- Naruchan.. - O ruivo chamou o loiro, assim que entrou no quarto que por coincidência era do próprio Naruto. - uau que bagunça... Como conseguiram fazer isso em apenas uma noite?

- Ah, nós brigamos ontem. Sasuke não queria me deixar dormi na cama, mas eu o persuadir - riu passando a mão sobre o cabelo. - Enfim, vamos continuar.

A dupla continuou seu serviço dentro do quarto. Os outros também estavam dando o máximo para não ficarem para trás, era uma espécie de competição entre passivos. Se é que assim podiam ser chamados.

Eren havia ficado com seu próprio quarto ou melhor, o quarto de Rivaille. Passava as mãos sob a cama, observando o amassado que o menor havia deixado e o úmido que estava sob a mesma.

- Pensei que ele iria arrumar a cama.

...

- Então pessoal, o plano é o seguinte - Os garotos olharam confiante para Rivaille que falava - Vocês vão pegar algumas armas que eu achei no armário e venham até a sala. Hoje nós conseguimos sair dessa prisão!

Como pedido os meninos fizeram, foram todos pegar armas no armário. Kageyama e Kurenai foram indecisos, parecia ser uma má idéia.

- Tô com um mal pressentimento - comentou o Albino após pegar um arco e flecha.

- Eu também.

Foram todos de volta para a sala, se preparando para atacar a porta. Em uma contagem regressiva, os garotos correram em direção a porta. Conseguiram quebrar a porta junto com a barreira de Limão. Mas algo de errado não estava certo.

- Aonde vão meninos?

Limão estava parada na frente da mansão, com um largo sorriso no rosto.


Notas Finais


Gostou? Não gostou? Mande críticas sobre o que achou e o que pode melhorar.

Lembrando que tem outras histórias no meu perfil. Até..


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...