História Mantendo a Postura - Polieric - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags As Aventuras De Poliana, Eric, Filipa, Internato, Kessya, Livros, Lucas Burgatti, Luigi, Poliana, Polieric, Sbt, Sophia Valverde
Visualizações 207
Palavras 737
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Gente, uma coisa que eu não avisei a vocês, é que essa fic tem uma pegada bem hot, ou seja, tem sim cenas +18.
bjs fiquem com o cap:

Capítulo 4 - Revelações - C4


Fanfic / Fanfiction Mantendo a Postura - Polieric - Capítulo 4 - Revelações - C4

P.O.V. eric

Quando ela sai, alguns segundos depois Hugo vem, tranca a porta e senta na cama da Poliana.

Hugo - Qual a merda que você fez, hein? - Diz ele bravo. - Responde! Você fez a Poliana estragar meu momento com a Késsya!

- COM A KÉSSYA? UI VOCÊ GOSTA DELA! - digo tentando fugir do assunto, ele fica envergonhado

Hugo - Nem enrola, vai! conta.

- Quando entrei, quase vi a poliana sem roupa, mas deu td certo, mas vi que as gavetas do criado mudo dela estavam esquisitas, então esperei ela adormecer e fui mexer nas gavetas. Encontrei um caderninho e uma caneta, o caderno era um diário, tinha até cadeado, mas ela não fechou direito, então eu li.

Hugo - O quê tinha escrito?

- Hugo, ela gosta de mim! ela escreveu que fica com pena de mim às vezes por me zoar, disse também que eu sou o menino mais bonito da escola.. - Digo eu sorrindo bobo, mas meu sorriso desmancha. - Mas agora ela nunca mais vai querer olhar na minha cara. - Dito isso, eu me taco na cama viro no lado contrário do de Hugo, para ele não ver as lágrimas que escapam dos meus olhos. Até que ouvi a Késsya.

Késsya - MENINOS? ESTÃO AI?

Hugo - Sim. O quê foi?

Késsya - Você, Hugo, vai dormir aí hoje! E AI DE VOCÊS SE TOCAREM UM DEDO NAS COISAS DA POLIANA, ENTENDERAM?

Hugo - Sim.

- Que par romântico você. - Rimos. - Mas agora eu tenho certeza que ela gosta de mim.. Pois eu também gosto da Poliana.

Hugo - Gentee quanta revelação hoje!

- Vai hugo, dorme vai. - Digo isso, depois o olho, ele já tinha pego no sono. Dormi também.

P.O.V. poliana

Késsya volta. Nós dormimos.

De manhã

Quando acordei, senti algo diferente. Eu já tinha visto que não estava no quarto da Késsya, até que percebo algum tipo de respiração no meu pescoço. Era o... Er-ic? Sim, era o Eric. Nunca mais queria sair dalí, então me aconcheguei no peito dele e adormeci de novo.

P.O.V. eric

Acordei com algo se aconchegando em mim. Era a... Poli-ana? Eu estava gostando muito, ela estava dormindo feito anjinho, com um sorriso de cantos no rosto e calma, agarrada nos meus braços e deitada sobre meu peito. Não queria mais sair de lá, mas já estava passando da hora de acordar.

Já tinha percebido que se eu me mexesse elea acordaria muito rápido, e não era isso que eu queria, eu não queria quebrar esse clima, então começei a mergulhar minhas mão no seu cabelo, de formas bem suaves, até que ela acordou.

Poliana - Bom dia. - Diz ela sorrindo na direção do nada.

- Bom dia, Poliana. - Ela provavelmente se assusta  e levanta da cama.

Poliana - Quem me colocou aqui?

- Se eu soubesse também. - Ela estava me olhando de novo com a cara boba dela, até que a expressão muda para a de raiva, e ela simplesmente revira os olhos, estava tão fofinha. Mas então eu me lembro que fui um babaca por ter mexido nas coisas dela. e solto um: - Desculpa.

Com essa palavra os olhos dela chegam até mim de novo e ela pergunta:

Poliana - O quê você leu? - Eu fico cabisbaixo envergonhado por ser um babaca.

- Mais do que deveria, Desculpa.

Poliana - O quê você leu?! - diz ela num tom mais alto.

- último parágrafo escrito. - Ela leva ás mãos ao diário, pega, e lê.

Poliana - Você é um babaca mesmo. SAI DAQUI! - Diz ela deitando na cama, e parece que ela está chorando. - S-AI DA-DAQUI! - Disse ela entre soluços. Eu até pensei em sair, mas estava na cara que eu precisava fazer alguma coisa.

Deito na cama junto à ela e ela rápidamente levanta e senta na cama, eu também faço isso.

- Poliana.. - Ela vira o rosto, e nossas caras estão proximas por poucos centímetros. Eu vou chegando mais perto e mais perto, até que sinto o choque no meu corpo , calafrios imensos, me arrepio todo e começamos um beijo calmo e frio, cheio de culpa que foi jogada fora ao tocar seus lábios, ela pede passagem da língua e eu passo sem pensar duas vezes. Nossas línguas dançavam em sincronia perfeita, mas tivemos que nos separar por falta de ar, mas ela voltou a me beijar e a coisa foi esquentando.

Eu trago ela para a parede ao lado da porta e tranco ela. Nós voltamos para a cama e ainda estávamos nos beijando.

Continua..


Notas Finais


Continua? Vamos ver! Próximo capítulo é de hot, quem não gosta por favor não reclame, apenas não leia.
NA FIC ELES JÁ TEM 17 E 18 ANOS
-Isa❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...