História Mão perfeita - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Undertale
Tags Bdsm, Bsdm (menção), Honeymustard, Yaoi, Yaoi Hardcore
Visualizações 57
Palavras 1.066
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, LGBT, Magia, Mistério, Slash, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


FALA CHUCKYS E FUJOSHIS! BLZ!! TRANQUILOS EM SEUS ASILOS TOPE!!

ADIVINHA QUEM TÁ NO ÔNIBUS! EU MESMA, a temari shaushaushaush Brinks <3 Eu aq Russa, e tomem essa HoneyMustard <3

Espero que gostem!

Boa leitura o/

Capítulo 1 - Único


— Na verdade eu nã- Antes que Red terminasse sua fala sentiu as costas baterem contra a maciez de um colchão e a boca foi pega num osculo um tanto selvagem, o genocida riu entre o beijo achando maravilhosa a forma como a língua Carrot movia-se arteiramente contra a sua: em guerra. A bebida o deixara sensível o bastante para soltar pequenos gemidos e olha que os preliminares nem haviam começado. O calor naquele cômodo de repente mostrou-se enlouquecedor, já havia feito uma rapidinha varias e varias vezes, mas desta vez sentia que talvez desta vez fosse o mais inesquecível da vida, porque afinal, estava se pegando com quem amava genuinamente.

— Eu nunca estou errado, você deveria ter bebido menos, agora olha só pra você... — Carrot repreendeu num murmuro, a própria voz estava recheada em luxuria. Ergueu o rosto para poder vislumbrar a imagem de Red suado deitado abaixo de si com os olhos escarlate faiscando em paixão, não sabia qual era a melhor parte, isso, ou os gemidos que ele soltava pela sensibilidade. O fumante estava tão, mas tão excitado naquele momento que sentia que poderia gastar toda sua cota de esperma naquela noite, mas infelizmente precisava manter o controle da situação porque tinha hora, mas não querendo se distrair com esse fato abaixou o rosto e beijou o pequeno novamente.

Red agarrou o pescoço de Carrot numa tentativa sucedida de aprofundar ainda mais aquele osculo, beija-lo era tão bom... Queria poder passar a eternidade com os lábios ósseos colados. E o fumante sentiu seu baixo ventre endurecer e começar a pulsar por alivio depois daquela aproximada desesperadora por parte do genocida, não se aguentou e levou a mão até o pijaminha de Red, massageando a ereção dele que se encontrava latente como a sua – não deixou de achar aquela semelhança cômica.

— Ngh... — Red soltou-se do beijo para gemer surpreso em reação a pegada forte no seu pênis. Seu rosto esquentou, sentiu-se pela primeira vez na vida constrangido por ter bebido demais, odiava a sensibilidade causada pelo excesso de álcool porque fazia-o parecer uma garotinha virgem, vulnerável. Mas não conseguia controlar a voz, não com aquela pegada forte em seu malaquias. — Carrot... Anda logo. — Pediu escondendo seu rosto no pescoço do fumante, atreveu-se a lamber aquela região dele com ternura, como costumava lamber outra parte dele, queria provoca-lo, nada mais. — Carrot... Anda vai... — Pediu novamente agora distribuindo uma trilha de beijos.

— Porra... — Carrot acatou o pedido desesperado da sua propriedade: abaixou o pijama do genocida e apertou o pênis escarlate dele com força; moderada, mas ainda com força. — Para de ser gostoso, caralho... — Beijou o pequeno novamente começando a masturba-lo numa cadencia mediana, não muito rápido nem muito lento, no ritmo adequado. Não queria saber se Red precisava respirar, gemer ou o fazer o caralho que fosse, o genocida estava lhe provocando... Precisava dar um jeito naquele esqueleto gostoso de enlouquecer seu bom-senso inexistente. — Asgore do céu, você é muito gostoso... Puta que pariu. — Sussurrou quando numa das pausas do beijo reparou na expressão safada que Red portava: os olhos desconexos, os lábios ósseos erguidos num sorriso pervertido e a língua para fora brilhando mais que o pênis escarlate.

— Porra, continua...! — Red gemeu languidamente jogando a cabeça para trás e deixando-se levar pela onda de êxtase que dominava os ossos, a ALMA e tudo! Não sabia se era culpa da bebida, mas aquela mão de Carrot rodeando seu pênis estava lhe proporcionando sensações delirantes que nenhuma bebida nem droga conseguiram proporcionar. Ele apertava seu malaquias com força, causando aquele prazer meio doloroso que tanto amava, deixando-o na tênue. Utilizava-se da velocidade moderada porque Red sabia que Carrot apesar de estar com pressa queria aproveitar cada segundo do ato. — Carrot... — O próprio gemido soou tão languido – quase atingindo um tom afeminado – que Red mal acreditou que havia sido seu.

— Ah... Continuo sim, meu devasso... — Carrot afirmou rindo de canto e descendo o rosto novamente, só que desta vez direcionando a boca para o pescoço do genocida, mordendo-o outrora lambendo-o; encobrindo as marcas de Edge com as suas. Os gemidos do pequeno estavam tão gostosos que... De repente decidiu ser um pouco mais ousado. — Você gosta disso, não gosta, hum? — Indagou baixinho. — Mas será que você gosta disso...

Red arregalou os olhos quando sentiu Carrot abaixar o rosto e antes que pudesse indagar, sentiu seu pênis ser abocanhado e envolto de um calor sobrenatural, e ainda tinha aquela maldita língua dele que circulava sua ereção com maestria, quando os movimentos começaram... Red não sabia mais seu próprio nome.

— Carrot... Carrot... Carrot...! — O genocida gemia despudoradamente, aquele boquete sendo tão aprazível que até ousou-se a estocar na boca do fumante só para sentir mais daquele prazer ensurdecedor. Estava quase no ápice enquanto era masturbado, agora que estava sendo chupado sentia que podia ceder a qualquer hora, mas se segurava, não queria gozar, não queria acabar com tudo, não queria que Carrot fosse embora. Mas quem disse que o corpo obedeceu? — Carrot... — Murmurou, a rajada estava por vir.

Carrot olhou para Red e deu-lhe uma piscadela antes de enfiar aquele falo avermelhado inteiro em sua boca; a glande atingindo a garganta e o engasgando completamente, no mesmo instante o genocida gozou; e tal jato de esperma infinito sendo jorrado a fora direto na garganta do fumante, engasgando-o, sufocando-o completamente, mas este não pareceu se incomodar com a falta de ar. Quando Carrot sentiu o gozo parar de sair, tirou o pênis da boca agora sendo atingido pelo esperma na cara, riu diante daquilo e riu mais ainda sob o olhar perplexo de Red.

— Que foi? — Carrot indagou irônico lambendo os lábios ósseos sujos de essência. — Até seu esperma é gostoso... Porra, eu te amo, vem cá. — Dito isso aproximou os rostos.

— Não Carrot... — Red murmurou virando o rosto tentando fugir do beijo. Estava se deliciando com as sensações pós-orgasmo que apenas o fumante podia proporcionar e agora ele vinha com aquela! — Eu não vou provar minha própria porra, cai for- Foi interrompido por um beijo forçado, tentou lutar contra porém estava tão exausto que cedeu e até que gostou de sentir o próprio gosto.

Titi-titi-titi! O relógio do fumante apitou, o beijo se acabou.

— Tenho que ir. — Carrot disse de repente sentindo-se melancólico em ter de deixar o grande amor da sua vidinha infeliz. — Te vejo amanha? — Indagou se levantando da cama.

— Aham... — Red respondeu sorridente lhe mandando um beijinho.


Notas Finais


Espero que tenham aproveitado essa atualização extra <3

Meus outros Yaois de Undertale:

CherryBerry- https://www.spiritfanfiction.com/historia/killers-13037673

Crepic- https://www.spiritfanfiction.com/historia/reconheca-13261516

CrossDream- https://www.spiritfanfiction.com/historia/no-raiar-13506082

CrossMare- https://www.spiritfanfiction.com/historia/carcere-privado-12613130

CrossMare- https://www.spiritfanfiction.com/historia/quando-eles-aparecem-13234260

Drink- https://www.spiritfanfiction.com/historia/meus-colegas-de-trabalho-13253509

DustxHorror- https://www.spiritfanfiction.com/historia/voce-e-minha-salvacao-13019343

DustxLust- https://www.spiritfanfiction.com/historia/view-13028549

DustxLust- https://www.spiritfanfiction.com/historia/satisfacao-13473051

DustxLust- https://www.spiritfanfiction.com/historia/gentileza-13387092

Errink- https://www.spiritfanfiction.com/historia/cegueira-12335063

Errink- https://www.spiritfanfiction.com/historia/caos-interno-12568319

Errink- https://www.spiritfanfiction.com/historia/simplicidade-12810993

Errink- https://www.spiritfanfiction.com/historia/baixa-fidelidade-12380565

Errink- https://www.spiritfanfiction.com/historia/como-nao-iludir-um-esqueleto-12954014

Errink- https://www.spiritfanfiction.com/historia/almas-do-morro-12894362

FreshxPaper- https://www.spiritfanfiction.com/historia/eu-tenho-um-namorado-10330370

Fell!PapyrusxLust!Sans- https://www.spiritfanfiction.com/historia/manipulacao-reversa-13085316

Fellcest- https://www.spiritfanfiction.com/historia/senhor-audacia-13279974

Fellcest- https://www.spiritfanfiction.com/historia/game-of-bones-previa-13914376

Fell!SansxLust!Sans- https://www.spiritfanfiction.com/historia/1945-13471741

Fell!SansxLust!Sans- https://www.spiritfanfiction.com/historia/red-o-rei-do-sexo-12367503

GasterxSans- https://www.spiritfanfiction.com/historia/seja-meu-por-favor-13093896

HoneyMustard- https://www.spiritfanfiction.com/historia/ele-e-todo-todo-11252189

HorrorxLust- https://www.spiritfanfiction.com/historia/eleicao-da-sacanagem-12963237

HorroxLustxDust- https://www.spiritfanfiction.com/historia/bang-bang-13019216

Kustard- https://www.spiritfanfiction.com/historia/tolko-13931609

Lust x Todo mundo- https://www.spiritfanfiction.com/historia/resident-lust-corp-12594031

Lust x Todo mundo- https://www.spiritfanfiction.com/historia/o-desaparecimento-de-lust-12664212

Lust x Todo mundo- https://www.spiritfanfiction.com/historia/como-nao-namorar-lust-12314897

NegaNight- https://www.spiritfanfiction.com/historia/enquanto-voce-nao-esta-aqui-13310344

NegaNight- https://www.spiritfanfiction.com/historia/enquanto-voce-nao-esta-ii-13901650

NegaNight- https://www.spiritfanfiction.com/historia/nao-interrompam-o-principe-13387137

NightDream- https://www.spiritfanfiction.com/historia/heteronimo-12553659

NightDream- https://www.spiritfanfiction.com/historia/incestuoso-ao-limite-13225185

NightDream- https://www.spiritfanfiction.com/historia/suseranos-e-vassalos-13075871

NightDream- https://www.spiritfanfiction.com/historia/pecaminoso-13047196

NightDream- https://www.spiritfanfiction.com/historia/amnesia-emocional-13387043

NightDream- https://www.spiritfanfiction.com/historia/depois-do-trabalho-13262310

NightDream- https://www.spiritfanfiction.com/historia/os-finalmente-13429143

NightDream- https://www.spiritfanfiction.com/historia/o-nome-de-outro-13404923

NightDream- https://www.spiritfanfiction.com/historia/188-13685877

NightDream- https://www.spiritfanfiction.com/historia/ciuminho-13922023

NightDream- https://www.spiritfanfiction.com/historia/greek-kiss-13913750

NightxDreamxCross- https://www.spiritfanfiction.com/historia/diformidade-12914346

NightHate- https://www.spiritfanfiction.com/historia/shy-13292647

Sanscest Diversificado- https://www.spiritfanfiction.com/historia/vai-que-cola-12674410

SpicyHoney- https://www.spiritfanfiction.com/historia/vulgivaga-13439960

Fiquem com o Springtrap e não roobem-


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...