História Mar - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bungou Stray Dogs
Personagens Atsushi Nakajima, Chuuya Nakahara
Visualizações 16
Palavras 340
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Fluffy, LGBT, Slash
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Postado originalmente no dia 5 de maio, na minha antiga conta.

Capítulo 1 - Único


O frescor exagerado daqueles ventos do porto varria a areia dura para a calçada ladrilhada, onde dois quase adultos estavam. Ambos descalços. Ambos a observar calmamente as ondas enquanto grãos minúsculos entravam em seus olhos pesados pelo sono.

Não conversaram quase nada no caminho até ali. Somente o obrigatório “tudo bem?” seguido de um “nunca estive pior” quase instantâneo e o riso de canto que não tardou a desaparecer. Estava morto o assunto, mas nem por isso o desconforto se fazia presente. Eles eram assim; gostavam do silêncio, gostavam de ver, sentir, mas não de ouvir. Palavras eram somente sons soltos e sem significado definido, que saíam de suas bocas secas e voavam com aquela brisa fria.

Ele - o ruivo – foi o primeiro a largar de vez os sapatos chiques no calçadão e pôr os pés na areia gelada. O chapéu foi subitamente levado pelo vento até o peito alvo do outro jovem. Sua camisa branca estava desabotoada, os suspensórios jogados de cada lado do corpo e a gravata preta socada no bolso traseiro. Ali, no escuro, brilhava como a lua alta e cheia. Chuuya pensou que aquilo era irônico e maldoso – o fato dele se assemelhar ao astro que trazia sua desgraça – então guardou para si o comentário.

- vem comigo ver o mar. – repetiu a frase que havia sido o começo de tudo aquilo. Quando bateu a janela do albino àquelas tantas da madrugada, esperava tudo, menos um tímido aceno em concordância com aquela ideia maluca.

Atsushi deixou os sapatos próximos aos de Chuuya e desceu. Era boa a sensação da areia contra seus dedos, nunca tivera a chance de senti-la antes.

Caminharam até a secura começar a tornar-se molhada, deixando diminutas pegadas naquela paisagem vazia. A onda antes forte bateu em suas canelas descobertas; mínima e quente, como o toque de Chuuya em seu braço direito.

- Feliz aniversário, Atsushi. – foi o que saiu daqueles lábios charmosos.

E então, sob a luz das estrelas mortas e o vaivém das águas, eles se beijaram pela primeira vez.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...