História Mar de Contos - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 1
Palavras 512
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Fluffy, Hentai, LGBT, Literatura Feminina, Mistério, Orange, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 11 - Me leve para casa


É difícil manter uma vida amorosa com a mídia toda em cima, eu sou um exemplo ambulante disso. Vários namoros que não terminaram bem e a única coisa que me faz não ficar tão mal são as músicas que eu escrevo.

Eu deveria aprender com isso, mas agora eu estou envolvida com Marco até o pescoço. Nós ficamos, nos odiamos, voltamos e agora eu estou aqui, em frente ao hotel que eu estou hospedada esperando por ele.

Meia-noite ele veio me buscar, desceu do carro e abriu a porta para mim, não antes de me cumprimentar com um encostar de lábios.

Fazia um tempo que eu não o via desde que entramos em turnê, ele com a banda e eu com minha equipe. Estávamos na estrada há algum tempo, a estrada escura dificultava a vista da pista escorregadia pela neve ainda não derretida.

Eu deveria me tocar e manda-lo ir embora porque eu sei exatamente onde isso vai parar, mas eu só assisto enquanto damos voltas e voltas parando sempre no mesmo lugar.

Encarei Marco e assim que o mesmo percebeu sorriu exibindo as suas irresistíveis covinhas, esfreguei meus lábios um no outro, eu usava um batom vermelho como ele gosta e uma saia justa. Ele estava com seus longos cabelos jogado para trás e a sua típica camiseta branca com um casaco por cima.

Apesar de brigarmos quase sempre que nos encontramos, nós conseguimos ressurgir todas às vezes, nos nunca saímos da moda.

Continuamos no carro por mais algum tempo e ele não conseguia manter seus olhos selvagens na estrada, fica me olhando a cada minuto talvez estranhando a minha quietude, mas eu tenho que pensar, isso é a coisa que eu mais faço nos últimos dias.

Marco então parou o carro no mesmo lugar que me levava quando queríamos ficar apenas nós dois, sem nada para nos atrapalhar. Saímos do carro e encostamos no capô do mesmo, cruzei os braços tentando me manter aquecida e Marco tirou seu casaco colocando-o sobre meus ombros. Ficamos olhando a lua e eu sabia que ele estava incomodado por eu não ter dito nem sequer uma palavra e então, eu resolvi me pronunciar.

Eu: Ouvir dizer que você está andando por ai com outra garota. – me disseram isso a mais ou menos três dias, meus amigos disseram que é a Branca, uma das ex's dele.

Marco: O que você ouviu é verdade. – virou-se para me olhar nos olhos – Mas eu não consigo parar de pensar em você! – segurou meu rosto entre suas mãos

Eu: É o que eu precisava ouvir... – olhei seus olhos e desviei o olhar rapidamente – Eu já me senti assim algumas vezes. – sorri forçado, esse seria o fim dele, o meu, o fim de nós dois.

Minha vida assim como a dele é encontrada em qualquer jornal e revista nas bancas, ele sabe mais do que qualquer um que eu quero algo sério e isso eu não encontraria estando com ele. 

Eu: Me leve para casa... - ele tentou se pronunciar e eu o cortei - Apenas me leve para casa!

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...