1. Spirit Fanfics >
  2. Marcas >
  3. Fera indomável

História Marcas - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oiê, amigos! Tudo bem? Espero que sim, ó. Então, enquanto estou com um puta bloqueio criativo pra "Casamento Arranjado", me foco em yaoi. E foi por me focar nisso, que acabei tendo a ideia de escrever essa one-shot :)

Espero que gostem e boa leitura! (๑˙❥˙๑)

Capítulo 1 - Fera indomável


{Kirishima Eijirou}

Acordo com a luz do sol batendo no meu rosto graças á janela aberta do quarto e olho ao redor, vendo Bakugou deitado ao meu lado com o braço rodeando meu corpo nú. 

Sorrio ao ver sua face tão serena e calma, nem parecendo o mesmo mal-humorado e rabugento pelo qual eu me apaixonei. 

Retiro cuidadosamente seu braço de mim e me levanto, pegando a minha cueca jogada no chão e vestindo-a. Vou em direção ao banheiro, deixando o loiro dormindo. 

Assim que entro, me olho no espelho e vejo todas as marcas roxas e avermelhadas no meu corpo, consequências da noite passada. Só no meu pescoço, tem três chupões. 

Balanço a cabeça negativamente, mas com um sorriso ladino no rosto. Pego a minha escova de dentes e coloco a pasta, logo começando a minha higiene bucal. Assim que termino, pego a escova de cabelos e começo á penteá-los, já que ele está todo bagunçando desde ontem á noite. 

Assim que os penteio, retiro a minha cueca e me enfio debaixo da água quente, relaxando meus músculos. Antes de começar á me ensaboar, limpo todos os fluídos do Katsuki de dentro do meu corpo. Eu deveria ter feito isso ontem, mas quando ele simplesmente me puxou pela cintura e me abraçou pra dormir, foi como se meu corpo não obedecesse o meu cérebro dizendo "levanta e vai se limpar". Ou melhor, foi como se meu corpo obedecesse meu coração que dizia "fica com ele". 

E eu fiquei. Me acomodei nos braços dele, ficando longos minutos me aproveitando de sua companhia. Bakugou distribuiu leves beijos no meu pescoço e por fim, afundou seu rosto rosto no vão do mesmo. 

Ele é sempre assim... Enquanto estamos inertes no prazer, ele me marca carinhosa e violentamente, mas quando estamos deitados, ele apenas se preocupa comigo e demonstra seu carinho. 

Eu estava dolorido, afinal, meu namorado na cama é quase uma fera indomável de luxúria. Mas eu gosto daquela dorzinha chata, daquela fera que eu sou o único a conseguir domar e saciar. 

Eu gosto.

 Pra falar a verdade, eu amo. 

Amo acordar com Bakugou me rodeando com seus braços firmes e fortes, e ver as marcas em todo meu corpo feitas por ele.

Amo, porque eu sei que são marcas de amor. Eu sei...

E é por saber, que eu continuarei estando aqui pra domar aquela fera, pois quando ela ser domada, terei a certeza que ela será leal á mim. 

- Por que não me chamou? - sou desperto dos meus pensamentos com a porta do box sendo aberta por Bakugou, que me encara com as sombrancelhas franzidas.

- Você estava parecendo um anjinho dormindo, não quis te incomodar, paixão. - confesso. 

- Tsc. - reclama, virando o rosto e entrando no chuveiro junto á mim. Logo sinto seus dedos passarem pelo meu pescoço. - Me desculpa, amor. Eu acho que me empolguei ontem. - pede, alisando o local e dando um beijo carinhoso.  

Logo eu me viro pra ele, rodeando seu pescoço com meus braços. 

- Não tem problema. E desculpa não ter te acordado, eu realmente amo ver seu rostinho angelical e inocente enquanto dorme. - dou-lhe vários selinhos. 

- Tsc! Como se eu fosse um anjo. - apenas o que diz, me puxando pra um beijo mais intenso. 

Bakugou nunca vai admitir, mas no fundo no fundo, ele sabe que é um anjo...mesmo que seja só comigo. 


Notas Finais


Gostaram? Espero que sim. Deixando claro que o Kirishima nessa versão é um pouco (bastante) masoquista e o Bakugou é sádico...no fim, as "marcas" dele são chupões, tapas e tals.

É pequeno, mas foi feito com amor e carinho até o último ponto final, hein. Beijos e até a próxima!

(~ ̄³ ̄)~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...