História Marcas Carmesim - Capítulo 1


Escrita por: e winseok

Postado
Categorias Loona
Personagens HeeJin, Olivia Hye
Tags Abo, Heejin, Heejin!beta, Hyejin, Lobisomens, Loona, Olivia Hye, Olivia!alfa, Yuri
Visualizações 55
Palavras 727
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, FemmeSlash, Ficção Adolescente, Orange, Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - A Escolha (Errada)


Fanfic / Fanfiction Marcas Carmesim - Capítulo 1 - A Escolha (Errada)

A alegria tocou o grande salão de festa de Arrecife. Celebrando, os Hye's bebiam de hidromel e festejavam com diversas bestas assada, enquanto os cadáveres dos seus inimigos derrotados encontravam-se no frio eterno do lado Norte do Arrecife.

Durante décadas, os Hye's e os Kim's ficaram em desacordo. Agora, que o conflito terminou. Troyer e sua laia abertamente se gabava de suas realizações, rindo e aplaudindo enquanto o piso correu molhada com espíritos derramado.

Em seguida, as portas se abriram, espalhando vento gelado do inverno através do corredor. E lá estava ela, a capa escura coberta de sangue na mão, pele porcelana pálida, vestida com um vestido simples mas muito bem agasalhada nas peles cheia de neve e olhos castanhos como o tom de um tronco de árvore, mas ardendo com fogo vingativo e vermelhos devido as lágrimas que escaparam horas atrás. Heejin, a filha de Jotun havia chegado, trazendo consigo a única coisa que restava de seu falhecido pai, a capa que usou na grande guerra. 

Paralisados por sua beleza, os grandes homens e mulheres de classes alta se reuniram e procuraram dissuadi-la de sua idéia. Afinal, a pequena Heejin havia invadido a festa do grande Lord Troyer e atrapalhado. 

A jovem beta se aproximou em passos lentos, Troyer ergueu sua mão direita como um sinal para que os guardas não avançassem nela. 

Ela parou bem enfrente a mesa enorme dos Hye's onde cada um Hye encontrava-se sentado. Fez sua reverência em forma de respeito ao Lord e viu o próprio se levantar da cadeira e fazer o mesmo ato que o seu em pé como um símbolo de honra,  Troyer sabia muito bem de quem a jovem menina era filha. Ninguém mais e ninguém menos do que Jotun, o alfa que lhe salvou da morte a dois dias atrás. 

 — Meu pai morreu sacrificando sua vida para salvar a sua grande Lord Troyer — Heejin falou tão chorosa e cabisbaixa. 

— Espere... Quem é você? — A esposa do Lord Troyer perguntou, arrancando risadas de alguns presentes. 

— Silêncio! — Rosnou o grande Lord. — Kaya, ela é a filha de Jotun. O Alfa que me salvou da morte. Um grande amigo, uma grande perda. Eu sinto muito por seu pai Heejin. 

Heejin corou "Como o grande Lord sabia seu nome?" Um silêncio congelante preencheu o grande salão. E foi Troyer que suavizou seu coração com belas palavras dirigidas ao nome de seu pai. Tão jovial foi ele que, finalmente, a sua face com expressões congeladas esboçou um pequeno sorriso tímido. 

Os olhos de uma certa pessoa se prenderam aquele sorriso. Era Olivia quem lhe encarava tão admirada. 

— Eu sei como dar um jeito em seu problema pequena — Disse. — Um casamento! — Troyer declarou. 

Heejin se casaria com um Lord Hye e assim, ela se tornaria uma Lady. Este seria o pagamento de seu pai por ter salvado o grande Lord Hye na guerra. Agora aquecida a eles, Heejin concordou. De olhos vendados, ela escolheu seu marido apenas por seus pés. No total eram sete pessoas, sete Hye's, sete filhos. Homens elegíveis apareceram e Heejin fez sua escolha.

Ela apontou em direção ao belo par de botas escuras e ao fazer isto todos no grande salão arfaram surpresos e cochicharam entrem si. 

— Não! Isso está errado, pai mande-a escolher de novo! — Charles ordenou. Sua voz é rouca e potente, digno de um alfa. 

Todos os sete filhos do Lord Hye são alfas lúpus. 

Heejin nunca chegou a ter contato visual com nenhum deles. Mas seus nomes eram sempre muito bem falados por todo vilarejo e mulheres, todas diziam a mesma coisa: Eles são incrível.

— Cale a boca Charles! — Uma voz feminina o advertiu, ela vinha da frente de Heejin. 

— Pai mande-a escolher de novo! — Pediu Charles. 

O Lord se manteve em silêncio até o mesmo o quebrar.

— Tirem a venda dela. — Pediu o Lord. 

Heejin sentiu mãos delicadas retirarem sua venda, piscou inúmeras vezes ao sentir a claridade em seus olhos. Quando sua visão ficou nítida e concreta se deparou com a bela face de uma mulher. 

Aparentava ter a mesma idade que a sua mas, seu cheiro era forte e dominador. 

— Olivia cumprimente sua noiva. — Falou o Lord. 

As duas garotas se encararam, Heejin corada e Olivia pasma. 

Era Olivia quem Heejin havia escolhido se casar.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...