1. Spirit Fanfics >
  2. Marcas e cicatrizes-Drarry >
  3. Bloody suffering

História Marcas e cicatrizes-Drarry - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Bloody suffering


Fanfic / Fanfiction Marcas e cicatrizes-Drarry - Capítulo 2 - Bloody suffering

Harry:on

Enquanto procuro por Rony e Hermione, vejo Malfoy no último vagão, ele estava cheio de cicatrizes, mas a que mais me chamou a atenção foi uma grande no rosto.

-"Oq vc quer Potter? Você também tem uma bem esquisita no canto da testa"

Ele diz enquanto revira os olhos, não pude deixar de notar que ele estava chorando, assim que saio de lá, encontro com Ron e Mione. Alguns minutos depois escuto Pansy perguntando sobre Malfoy a algum aluno, e logo em seguida percebo o trem começando a se movimentar.

Sento em um vagão junto aos meus amigos, que conversavam alegremente, enquanto minha cabeça estava nas nuvens pensando o que teria feito uma cicatriz tão dolorosa no rosto de Malfoy.

Já em Hogwarts

Assim que chegamos, Dumbledore deu os mesmos avisos de sempre para os alunos novos e iniciou o jantar.

O assunto da cicatriz voltou a minha cabeça e resolvi comentar:

-"Hey, vcs viram a cicatriz enorme no rosto do Malfoy?"

-"Sim, já está rolando vários boatos sobre ela, queria saber oq a causou" - diz Hermione enquanto lê um livro.

-"Bom, independente do que tenha sido, ele deve ter merecido, afinal, é o Malfoy" - diz Ron, não me surpreende ele pensar assim, afinal, Ron sempre odiou Malfoy.

Deixamos esse assunto de lado e continuamos o banquete normalmente.

Duas semanas depois

Se passaram duas semanas des de o começo das aulas, eu parecia o único do trio de ouro que ainda estava curioso com o comportamento de Malfoy, ele começou a sentar no fundo da sala, saiu do time de quadribol, pelo que eu via parou de conversar com Parkinson e Zabini, e por mais incrível que pareça, parou de insultar as pessoas, e nunca mais criou provocações contra mim, sua aparência também estava diferente, e não falo me referindo apenas as cicatrizes, ele estava mais pálido que o normal, com olhos inchados e vermelhos, como se passase a noite inteira chorando, o que é estranho de se imaginar, apesar de tudo que ele já havia feito, eu me preocupava. Deixo esses pensamentos de lado e me arrumo pra aula.

Hoje a primeira aula é de poções, não estou muito animado, afinal, não sou muito bom nas aulas, também não gosto muito e sem dúvida alguma, Snape me odeia.

Ao terminar de me arrumar, vou até a cama de Rony que ainda dormia feito uma pedra.

-"Rony, acorda, a primeira aula é de poções e é melhor não se atrasar"-

-"Já tô indo"- ele fala enquanto se senta na cama, fico surpreso, afinal, normalmente ele enrolaria mais um pouco na cama antes de se arrumar.

Saio do quarto deixando Ron se arrumar, quando vou até o salão, vejo que Hermione já está lá, e claro, está lendo um livro como na maioria das vezes.

-"Oi Mione"- digo com uma ponta de animação na voz.

-"Bom dia Harry!"- e é claro que ela respondeu sem nem ao menos levantar o rosto.

Sento ao lado de Hermione e como uma torrada, assim que o Rony chega, andamos em direção a sala de poções.

Snape chega na sala com a mesma cara fechada de sempre:

-Bom dia, abram os livros na página 364, vocês terão que fazer um trabalho em dupla para próxima aula, então se juntem silenciosamente a sua dupla.

Merda, esse era um dos problemas de sermos um trio, alguém sempre ficava de fora nos trabalhos em dupla, olhei pro lado e vi Rony com uma cara preocupada, eu sabia que ele precisava de nota em poções então achei melhor deixá-lo fazer com a Mione.

-Tudo bem, vou ver se o Neville quer fazer comigo.

Eles acenam com a cabeça e Rony dá um sorriso de canto, então me levanto e vejo que Neville já tinha uma dupla.

Vi Malfoy sozinho e resolvi me juntar a ele, já que todos já tinham formado suas duplas.

- Ocupado?

Falo me referindo ao banco ao seu lado, Malfoy apenas acena que não com a cabeça então me sento.

-"Podemos fazer o trabalho juntos já que todos já tem dupla?"

-"Claro, só não me atrapalhe"- diz Malfoy sem ânimo algum

-"Pensei ter sido claro quando disse silenciosamente- diz Snape olhando diretamente para Neville que havia derrubado um livro, que acabou fazendo um barulho muito alto, por ser muito grande.

Malfoy apenas lia o livro e preparava os ingredientes como se fosse a coisa mais fácil do mundo. O resto da aula seguiu silenciosa :

- Essa é uma poção demorada vou terminar na semana que vem já que os ingredientes levam tempo para chegar "no ponto".

Ele fala enquanto se levanta da cadeira indo em direção da porta sem ao menos esperar minha resposta, logo levanto e agarro seu pulso, mesmo não sendo muito bom na matéria não o deixaria fazer tudo sozinho.

Agarro seu pulso antes que ele saia da sala, mas para minha surpresa Malfoy soltou um suspiro de dor quando minha mão tocou seu pulso esquerdo.

-"O que vc quer Potter?"

Diz ele puxando seu pulso rapidamente, como se tivesse algo a esconder, pelo menos essa foi minha impressão

-Bom eu não vou deixar você fazer todo o trabalho sozinho, pelo que eu li é um processo complicado...

-"Ok Potter"

Meu deus... Essa foi a conversa mais pacífica que eu tive com Draco Malfoy em toda a minha vida, ele nem me questionou, ou recusou minha ajuda, fico pensando se ele realmente mudou, mas, antes que eu pudesse perguntar qualquer outra coisa ele já havia ido embora.

Ando até Rony e Hermione que ainda estão parados em seus lugares conversando, provavelmente sobre o trabalho.

-"Não sei se perceberam, mas a aula acabou"-

-"Eu sei, estava explicando o processo pra esse bocó que ainda não entendeu, mesmo eu tendo dito umas 100 vezes"- diz Hermione enquanto revira os olhos e eu acabo rindo da situação.

Ron fica claramente ofendido, mas não discute, pois ainda não havia entendido o processo direito. Hermione e Rony se levantam e nos retiramos da sala de poções.

-"Pensei que faria o trabalho com Neville"- Rony diz parecendo ficar cada vez mais confuso com tudo.

-"E eu ia, mas Neville já tinha uma dupla, e como todos já tinham uma dupla, menos Malfoy, então me juntei a ele"

Continuamos o caminho para a sala de feitiços, vou o caminho inteiro rindo por ver Mione tentando explicar o processo novamente para Ron e ele ficando cada vez mais confuso.

Alguns dias depois

Dois dias se passaram, e ainda não tinha recebido nenhum aviso ou contato sobre o trabalho com Malfoy, notei que ele saiu mais cedo da janta então resolvi seguir ele, mas antes que pudesse levantar Hermione me parou:

-"Harry não se esqueça que amanhã tem quadribol, você tem que se alimentar bem".

-" Ah sim, mas acho que não estou com muita fome, espero vocês no salão comunal"

Os dois concordaram com a cabeça então me retirei, quando olhei para mesa da Sonserina ele não estava mais lá.

Resolvi ir até seu quarto, mas quando cheguei lá ninguém atendeu, a única solução que veio a minha cabeça era o mapa do maroto. Assim que peguei o mapa procuro pelo nome de Malfoy, para minha surpresa ele estava no banheiro abandonado (aquele da murta que geme)

Quando abri a porta não pude acreditar no que via, Malfoy estava , basicamente atirando no chão junto a uma grande possa de sangue, que escorria, meu deus, do seu pulso esquerdo.

Malfoy havia acabado de cortar os próprios pulsos

-M-Malfoy?


Notas Finais


Esse capítulo foi grande hshshsh, obrigada pelos 11 coraçõezinhos 💗
-AC, AF


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...