1. Spirit Fanfics >
  2. Marcas e cicatrizes-Drarry >
  3. Dream or Nightmare?

História Marcas e cicatrizes-Drarry - Capítulo 4


Escrita por:


Capítulo 4 - Dream or Nightmare?


Fanfic / Fanfiction Marcas e cicatrizes-Drarry - Capítulo 4 - Dream or Nightmare?

Draco:on

Ao fechar a porta vou direto para minha cama, passei o dia todo deitado, só havia me levantando para tomar banho e abrir a porta para Potter, não estava com vontade alguma de ir para as aulas e nem para aguentar todos me perguntando se e pq eu saí do time de quadribol, e com certeza eu não estava com vontade de ir ver a Sonserina perdendo para a Grifinória.

Fico deitado na cama por um tempo e nem percebo quando adormeço. Estava tendo o mesmo sonho de sempre, mas dessa vez havia algo diferente.

Sonho:on

-"EU DISSE PARA OLHAR PRA MIM"- com todo o esforço me viro e sou surpreendido por quem estar lá ser o Potter ao invés de meu pai, olho ao redor e percebo que estava no banheiro, e não em casa.

-"v-você quer ajuda?"- ao ouvir isso, tudo começa a escurecer...

Sonho:off

Verifico a hora e percebo que se não for me arrumar logo eu vou me atrasar, me levanto ignorando completamente o sonho que acabara de ter e vou para o banho. Após me arrumar, saio do quarto e me direciono ao salão de banquete.

Quando estou quase chegando, vejo Potter indo pro salão pela direção oposta a minha.

-"Potter!"- ao falar isso paro e vejo Potter vir até mim.

-"O que foi?- ele diz com a voz meio embriagada, ele parece ter ficado acordado por uma boa parte da noite.

-"Os ingredientes estão quase bons, dá para fazermos a poção amanhã, me encontre amanhã no meu quarto depois do período da manhã"-

-"Ok, pode deixar"- depois que Potter fala isso, ficamos nos encarando por uns 5 segundos e então entramos no salão ao mesmo tempo, o que faz algumas pessoas olharem estranhando, outros simplesmente ignoram achando que é uma simples coincidência, enquanto alguns simplesmente não viram.

Sentei na mesa perto de Pansy e Blásio, mesmo não falando com eles. Começei a sentir um enjôo e logo Pansy vira para mim

-"meu Deus draco, você está pálido" diz ela com uma voz preocupada.

-"vem, vamos a enfermaria " disse Blásio, me arrastando para fora do salão antes que eu pudesse protestar.

Alguns minutos depois

-"Foi apenas pressão baixa, você está se alimentando muito pouco senhor Malfoy, sugiro que faça três refeições por dia (café da manhã, janta, almoço).

-"ok, se me der licença" Olho para o lado e vejo que Pansy e Blásio ainda estão la, com uma cara preocupada.

-"olha draco, nós sabemos que você está passando por algo difícil, nós somos seus amigos e queremos te ajudar, mas se você não estiver pronto para nos contar ainda, nós esperamos o seu tempo, só por favor não se afaste da gente"- diz Pansy com lágrimas nos olhos e Blásio complementa:

- "pode contar conosco pra tudo, não tenha dúvidas"

Isso era tudo que eu precisava ouvir, então apenas me inclinei e abraçei os dois, que logo retribuíram o abraço.

-"Agora vamos que Você precisa fazer as três refeições!!"- Diz Pansy com uma voz engraçada que acaba fazendo eu e Blásio rirmos.

Dia seguinte

Sonho:on

-"EU DISSE PARA OLHAR PRA MIM"- com todo o esforço me viro e lá estava ele, Potter, com uma cara preocupada

-"v-você quer ajuda?"-

E novamente tudo foi ficando preto...

Sonho:off

-"Droga Potter!!"- Falo no momento que desperto, de novo o mesmo sonho com Potter, ele realmente não saia da minha cabeça.

Assim que me levanto, tomo banho e desço para o café, que agora eu teria obrigatoriamente que tomar já que Pansy e Blásio não sairam da minha cola tão rápido.

- "olha só, a princesinha acordou!!!" Diz Pansy mordendo uma torrada.

- "Teve bons sonhos bela adormecida?"

- "Bom dia para vocês também" falo em um tom irônico enquanto dou um tapinha no ombro de Blásio.

Mais tarde

O resto da manhã correu tranquila e acabei me divertindo com Blásio e Pansy, senti uma coisa que não sentia a tempos, alegria. Estava arrumando o quarto quando ouço uma batida, e quando abro a porta vejo Potter.

-"Oi, vamos terminar o trabalho?"

Tinha quase me esquecido que Potter viria aqui.

-" ah sim, pode entrar."

Alguns minutos depois

Durante o processo de preparação da poção, tudo saiu como o esperado, e a poção teve 100% de sucesso.

-"Está tudo bem? Digo você já, você sabe, mais vezes?" Harry pergunta tentando disfarçar seu tom preocupado.

-"Do que você está falando Potter?" Falo com ironia enquanto ele solta uma risada.

-"Do que mais eu estaria? Estou perguntando se você já chorou pela derrota da Sonserina no último jogo de quadribol! Dãã."

Não consigo conter e acabo soltando uma gargalhada, o que só faz Potter rir mais ainda.

-"Ainda não entendi por que você saiu do time" diz Harry olhado bem nos meu olhos, sinto que fiquei um pouco corado com isso só não sabia por que.

-"Bom e-eu perdi o interesse no esporte" Usei a mesma desculpa que dei a Blásio, Potter não pareceu acreditar muito nela, mas resolveu não questionar.

-"Temos aula do Snape agora, vamos?"

Apenas acenei com a cabeça e peguei a poção. Enquanto caminhavamos até a sala Potter e eu trocamos piadas e comentários sarcásticos, o que deixou o clima leve e gostoso.

Chegamos na sala de aula rindo, o que fez com que Pansy, Blásio, Ronald e Hermione olhassem assustados, mas ignoramos completamente, Harry se senta e Pansy vem até mim.

-"o que foi aquilo?"- Pansy diz levemente assustada, mas logo começa a abrir um sorriso

-"aquilo o que?"- digo como se realmente não soubesse do que ela se referia, mas ela sabe que eu sei exatamente do que ela tá falando

-"Silêncio por favor, se juntem todos com suas duplas"

Me sento imediatamente do lado de Harry e Pansy vai para seu lugar. O resto da aula se passa bem depressa e tranquila.

Quebra de tempo: almoço

Já haviam se passado mais algumas aulas e agora estávamos a caminho do salão para almoçarmos. Quando chegamos eu me sento ao lado de Blásio, de frente para a mesa da Grifinória e Pansy se senta a nossa frente.

-"E então Draco, e você e Potter?"- Faço uma cara confusa então ela acrescenta -"Esta gostando dele ou são amigos agora?"

-"Não estou gostando dele, e é, na verdade, não, só fizemos o trabalho juntos mesmo..."- não tinha certeza se eu e Potter ainda nos falaríamos normalmente ou se era só pelo trabalho mesmo.

Isso me fez pensar que eu não queria que o trabalho terminasse, por algum motivo estava gostando da companhia de Potter. O resto do almoço seguiu tranquilamente, teve vezes que desviei o olhar para Potter, que olhava para mim, quando nossos olhos se encontraram foi um tanto quanto constrangedor.

No final do almoço, Blásio pediu para falar comigo em particular, então nos direcionamos para um canto do corredor.

-"Draco, eu tenho que te falar uma coisa, a Pansy reagiu bem, então espero que você também reaja".

-"Claro, mas o que que houve?" Já estava imaginando o pior, o que não ajudou minha ansiedade.

-"E-eu, eu sou bi! Quer dizer eu acho! Um cara me fez duvidar da minha sexualidade e..!! por favor não para de ser meu amigo!!" Blásio diz olhando para baixo como se fosse chorar.

-"Ta tudo bem cara, tu vai sempre ser meu melhor amigo, e não vai ser tua sexualidade que vai mudar isso, meu deus não acredito que tu pensou que eu ia parar de ser teu amigo" - digo Enquanto Blásio dá um riso baixo, e logo depois damos um abraço demorado.

-"Então quem foi o cara que te fez duvidar da tua sexualidade?" Pergunto com um sorriso malicioso no rosto.

-"Ronald Wesley" Diz ele corando levemente

-"QUEEEEEEEE???" acabo gritando mais alto que o esperado

-"Cara tu sabe que ele me odeia pra caralho né?" Pergunto ainda com cara de espanto.

-"É, foi o que a Pansy disse... Mas eu não escolhi gostar dele!!"

-"Hmmmm, quem diria, Blásio Zabini e Ronald Weasley, hmmmmmm" falo com um tom malicioso que faz Blásio corar e me dar um soquinho no ombro.

Quebra de tempo

Depois que todas as aulas e refeições haviam se passado, fui para o meu quarto e dormi no exato momento.

 Dia seguinte

Acordei me sentindo estranho, finalmente tive um sonho diferente, estava em cima de uma vassoura, jogando quadribol e a disputa estava afiada, quando estou chegando perto do pomo meu pai aparece e me empurra da vassoura.

É, tá mais para um pesadelo do que sonho, mas despertou em mim uma saudade absurda do esporte.

Desci para a café da manhã, como era sábado e nós não tínhamos aula poucas pessoas estavam acordadas já tão cedo.

Olho pela janela e a manhã estava linda, porém meu sonho veio novamente na cabeça, meu pai estava me deixando louco. Enquanto tomava café deixei lembranças do quadribol entraram na minha cabeça, a saudade era tanta, queria voltar a jogar, mas ainda tinha o medo do meu corpo não reagir tão bem devido o esforço físico que o esporte exige.

Não me contive, o dia era perfeita, quase todos estavam dormindo, e ia ser rápido.

Depois, já na quadra

Estava com a roupa do quadribol, confesso que não gostei do meu corpo nela, dava pra ver as cicatrizes dos braços e das pernas, isso realmente não me deixava confortável. Joguei como nunca, como se fosse a última partida da minha vida, porém quando voava, senti que meu corpo já não aguentava mais, então me desequilibrei da vassoura.

Estava caindo apenas de 10 metros ("""apenas""") já estava pronto pra quebrar a cara no chão quando vejo que estava no colo de alguém.

-Potter?


Notas Finais


Pedimos desculpas pela demora para lançar o capítulo, tivemos dois pequenos contratempos chamados de escola e falta de criatividade. Obrigada por todos os corações, esperamos que estejam gostando da fic💛

-AF, AC.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...