1. Spirit Fanfics >
  2. Marco.... Diaz de um passado esquecido.... >
  3. Futuro improvável

História Marco.... Diaz de um passado esquecido.... - Capítulo 6


Escrita por:


Capítulo 6 - Futuro improvável


Fanfic / Fanfiction Marco.... Diaz de um passado esquecido.... - Capítulo 6 - Futuro improvável

Continuando...


Após se retirar do quarto, assim deixando Solaria se acalmando sozinha por ela mesmo ter pedido um "tempinho" para poder esfriar a cabeça.

Marco caminhava lentamente por um dos corredores vazios do Castelo, mas então em uma simples e genuína explosão de raiva pura e impulsiva o rapaz socaria a parede com extrema força, assim fazendo esguichar sangue do seu punho ferido sujando a parede.

Então do nada um Cavaleiro-Eterno surgiria atrás de Marco, ele colocaria sua mão direita no ombro esquerdo do rapaz.

Roger: garoto, meu nome é Roger.


{ Roger Ficha:

Nome: Rangor Betrk Roger.

Altura: 1,91.

Idade: 54.

Sobre: não sabe-se muito sobre o passado dele, apenas sabe-se que sua descendência não é de nenhuma região deste Reino, provavelmente de uma terra muito longínqua.

Personalidade: sorridente, destemido, feroz, brincalhão, descontraído, relaxado, bêbado, Lea, determinado e experiente.

Alcunha: Olhos-Gelidos. }.


Marco: hum?

Roger: eu sou o Cavaleiro-Eterno que ira a expedição com você...

Ele falou tentando chamar a atenção do rapaz que parecia estar bem distraído com sua própria frustração.

Marco: entendi...

Falou o rapaz demostrando prestar pelo menos o mínimo de atenção.

Roger: tem certeza de que tá preparado para a jornada que está por vir?

Ele perguntava em tom de preocupação.

Marco: sim... Não tenho mais nada a perder...

Agora prestando total atenção ele respondeu em tom de confiança enquanto se virava para o mesmo que havia lhe perguntado aquilo.

Roger: não seja tão puessimista garoto, ainda deve haver algo que você possa perder.

Ele fala tentando lhe dar um conselho ao mesmo tempo que lhe dava uma indireta enquanto mantinha um sorriso confiante e despreocupado no rosto.

Marco: que seja... Só não me feito uma criança... 

O rapaz falou demostrando estresse e falta de paciência.

Roger: você deveria tomar cuidado ao falar com um Cavaleiro-Eterno nesse tom de voz...

Ele falou impondo respeito e demonstrando sua superioridade, mesmo parecendo não gostar de fazer isso, mas fazendo para ensinar uma lição ao rapaz.

Marco: peço perdão senhor... Minha cabeça não está bem no lugar...

O rapaz então falava percebendo que ele estava dirigindo a palavra a um superior sem o devido respeito, logo se desculpando.

Roger: olha eu recomendo você dá uma passadinha lá na biblioteca real para pegar alguns livros pois a viagem pode ser longa e chata.

Ele falava voltando ao seu tão jovial e sorridente.

O Diaz se sentir um pouco contagiado pelo sorriso feroz e despreocupada do maior, talvez ali surgir se alguém que poderia ser sua figura paterna já que a sua verdadeira ele havia esquecido, alguém que o coloque na linha quando necessário, após isso então veio em sua mente.

Marco:(hum, talvez haja uma luz nessa escuridão, já que ele vai comigo nessa expedição, creio que eu devo observar e aprender com ele para assim evoluir, mesmo que eu tenha que o fazer das sombras, espera...).

Marco: certo... Era.. me fale mais da expedição, quem vai nela além de nós?

O rapaz perguntaria bem curioso e preocupado, pois isso poderia por em risco o seu plano de estuda-lo das sombras.

Roger: como assim? Só vamos nós.

Ele falava segurando o riso apenas para surpreender o rapaz com uma notícia dessas.

Marco:(NÃO HAJA COMO SE ISSO FOSSE ÓBVIO, VELHO MALUCO!).

Marco: COMO ASSIM?!

O rapaz ele gritava demonstrando extremamente surpreso e assustado, ele não sabia se ficava feliz ou com medo sobre o assunto.

Roger: HAHAHA! GUAR! HAHAHAH!

O velho Cavaleiro-Eterno gargalhava da reação do rapaz, pois não esperava surpreende-lo tanto assim.

Marco: DÁ PRA PARAR!

o rapaz estava totalmente alterado por não saber o que aquela situação queria dizer e ainda ter que aturar aquele velho estranho.

Roger: certo, certo, olha, esta será apenas uma simples missão de reconhecimento meu rapaz, normalmente quem iria nesse tipo de missão seria um pequeno grupo de cavaleiros, mas como não é um caso normal, será apenas um caso para um Cavaleiro-Eterno e seu aprendiz.

Ele falou de forma simples e direta para assim vê se o jovem rapaz iria entender o que isso realmente significava.

Marco: você não está me dizendo que...

Roger: isso mesmo meu jovem rapaz!! eu nomeei você meu aprendiz!!

Ele falou com um enorme sorriso feroz e Alegre.

Marco: SÉRIO!? EU NÃO CONSIGO ACREDITAR!! NÃO SEI NEM COMO AGRADECER!! ESPERA!! SOLARIA!! ISSO MESMO!! TENHO QUE CONTAR PRA ELA!!

O rapaz falava eufórico, logo indo correndo para poder contar as boas novas a princesa.

Roger: ESPERE!!

Ele gritou logo segurando o rapaz pelo braço o impedindo de fazer uma grande besteira.

Roger: mesmo que você diga a ela se tornou meu aprendiz isso não será nada além de uma esperança falsa que pode acabar despedaçando o coração dela!

Ele falou rapidamente tentando colocar isso na cabeça do rapaz para evitar uma grande tragédia.

Marco: c-como!? como assim!?

O rapaz perguntava demostrando estar extremamente preocupado.

Roger: você ter se tornado meu aprendiz não é certeza da sua vitória no duelo pela mão da princesa que está por vir...

Ele falou explicando melhor a situação delicada da incerteza do futuro do rapaz.

As palavras ecoaram na mente de Março o fazendo refletir profundamente sobre oque ele faria quanto a tudo isso.

O rapaz precisava tomar cuidado com suas ações a partir de agora, ele não podia agir de forma impulsiva.

Marco: você tem razão...

O rapaz falou de forma simples e séria


{Surgi então um novo Marco...}.


Roger: huum...

O velho Cavaleiro-Eterno já havia percebido que havia algo diferente com o rapaz.

Marco: então eu irei ficar mais forte...

O rapaz falou determinado com um olhar afiado e feroz nuca visto antes.

Roger: ohh...

Estava surpreso com a repentina mudança do jovem aprendiz.

Roger:(o que foi aquilo? Uma centelha de chamas em seu olhar? Mas ele ainda é tão novo, então isso não pode ser possível).

O velho abriria um imenso sorriso empolgado para começar logo a treinar o garoto.

Roger: rsrsrs, gostei de ver! Só espero que possa cumprir com o que diz...

Ele falou com um grande sorriso e um olhar bem afiado em tom bem desafiador.


__________Enquato isso__________


A princesa Solaria estaria sentada na cama de Marco, agora mais calma ela estava pensando sobre sua vida, sobre o seu futuro casamento.

Solaria estava com muitas dúvidas quanto ao seu destino, mas ela tinha uma certeza que jamais ia mudar.

Ela nunca pararia de treinar ou praticar a esgrima e também não abandonaria a sua amizade com Marco.

A princesa se levantava lentamente da cama que estaria sentada, assim parando de frente do saco de pancadas que Marco utilizava, com isso ela ia se lembrando de seus treinos com Marco e do quão divertido eram suas competições.

Solaria prosseguiria andando até uma espada de madeira que estava ma estante, a espada parecia bem desgastada, como se ela tivesse passado por uma guerra inteira nas mãos de um soldado da linha de frente.

Solaria: Rsrs...

ela ria um pouco ao lembrar que na verdade foram ela e o seu parceiro de treino que tinham causado aquilo.

Solaria:(desde quando ele chegou... Não... Desde quando ele entrou em minha vida, eu só tenho boas recordações...).

Ela pensava olhando para alguns pequenos calos nas palmas de suas mãos.

A princesa então sairia do quarto andando por um dos corredores do castelo, enquanto ela andava ela acaba avistando um Cavaleiro-Eterno.

Solaria: boa tarde, eu não sei há quanto tempo o senhor está aqui, mas por acaso você não viu um jovem passando por aqui?

Ela perguntava de forma simples.

Roger: oh.. princesa.

Ele falava abaixando a cabeça prestando o devido respeito a princesa.

Roger: se está falando do jovem Marco eu o mandei a biblioteca para pegar alguns livros, para a viagem da expedição. 

Solaria: ah... Certo... Estou indo para os meus aposentos... Por favor entregue isso a ele...

Ela falava entregando a Roger um colar com um pequeno pingente de trovão Dourado.

Roger: certo, quer que eu o entregue algum recado também?

Ele perguntava agora um pouco curioso quanto ao nível de relação e proximidade entre o jovem e a princesa.

Solaria: não só isso mesmo, ele vai entender...

Ela falava se retirando, assim indo aos seus aposentos.



Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...