História Maré de sorte eterna - Capítulo 34


Escrita por:

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Drama, Emilia Clarke, Justin Bieber, Romance, Traição
Visualizações 177
Palavras 1.474
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 34 - Capítulo 34


Fanfic / Fanfiction Maré de sorte eterna - Capítulo 34 - Capítulo 34

 

Justin Bieber

 

20 de Setembro. Era hoje minha formatura. Minhas mãos suavam e eu estava nervoso pra cacete e não se dava pelo fato de ter que pegar um diploma, era por uma garota que vem rondando meus pensamentos a meses.

Samantha voltou no meu apartamento no mesmo dia que brigamos, ela disse que iria esquecer "meu deslize" (palavras usadas por ela) e me perdoaria. Acredito que ela só queria ter certeza de que manteria seu par pra formatura. Mas de qualquer forma, eu pedi desculpas mais uma vez e basicamente, estamos juntos. As vezes ela resolve me ignorar e não responde minhas mensagens ou me deixa plantado no restaurante, mas eu encarava isso como um troco merecido. 

Eu já estava pronto fazia uns trinta minutos e a cerimônia começaria daqui a 15, era obvio que se Samantha não me mandasse logo uma mensagem dizendo que estava pronta, nós dois se atrasaríamos. 

"Já posso ir?"

Enviei. Minutos depois senti meu celular vibrar. 

"Acho que pode, estou terminando a maquiagem"

Revirei os olhos sabendo que ficaria mais uns dez minutos esperando no carro por ela. 

Peguei minhas chaves, celular e dinheiro. Dei uma última olhada no espelho e alinhei minha gravata, suspirando em seguida. 

Minutos depois eu estava em frente a casa de Samantha a sua espera, como eu já imaginava, tive que desligar o carro e esperar uns instantes até ela sair pela porta principal com seu vestido dourado/decotado. Se eu me importasse, reclamaria do fato de quase metade dos seus seios estarem expostos, mas simplesmente ignorei pra não gastar mais tempo discutindo. A elogiei, porque de fato, merecia ser elogiada e logo chegamos no ginásio da faculdade. 

Muitas pessoas passavam pelo portão vestidas a caráter, eu estava ansioso e animado por finalmente ter a chance de ver Emmy. Assim que tranquei o carro e peguei nossas becas, Sam entrelaçou nossos dedos e foi tagarelando até a entrada. Ela não era uma pessoa ruim, pra ser sincero, eu gostava de sua companhia (na maior parte do tempo) mas só o fato dela não ser a pessoa que eu amo, acabava com todo o encanto. E nós dois sabíamos disso, mas ninguém conseguia encarar a realidade e colocar um ponto final em tudo. 

O salão estava lotado, havia muitas pessoas desconhecidas por mim, deduzi que seria parentes dos formandos. Vi alguns amigos meus do time e fui cumprimenta-los, deixando Sam conversando com uma amiga. Tentei prestar atenção no que o pessoal dizia, mas meus olhos procuravam sem cessar por ela. Algumas pessoas ainda chegavam e procuravam um lugar pra assistir a cerimônia, então provavelmente não começaria no horário marcado. 

- Justin? - Sam me chamou a alguns metros, chamando minha atenção. - Precisamos ir colocar a beca.

Concordei e disse um "até logo" para os caras. Segui Sam até o vestiário onde nos separamos, ela foi em direção ao feminino e eu até o masculino. Aquilo estava lotado. Consegui me vestir e sorri ao ver a animação de todos ali ao se formarem. Passamos por muitas coisas, aquele canudo era mais que merecido.

Quando sai, já pronto, aceitei o fato de que não acharia Samantha tão fácil então simplesmente me sentei no local que deveria, cumprimentando meus amigos que estavam perto. As pessoas já se acalmavam e se organizavam, ansiosas pra que começasse. Meus olhos não paravam um segundo sequer uma morena baixinha mas hoje o destino estava brincando com minha cara. A cerimônia começou. Alguns professores falaram, um discurso foi feito pela oradora da turma e logo depois, a entrega dos diplomas. Nome por nome foi sendo chamado e eu já esperava ouvir o que eu tanto queria. 

"Emilia Clarke"

Gritaram. 

Fiquei desnorteado a procurando e só consegui acha-la quando a mesma subiu ao palco sorrindo e cumprimentando cada professor. Meu olhar seguia cada movimento seu e eu sorri ao vê-la sorrindo, Emmy estava diferente, com uma áurea diferente. Feliz. Acompanhei seus passos até seu lugar, que por acaso, ficava três fileiras na minha frente. Chloe estava do seu lado e a abraçou antes que ela sentasse. Agora que a tinha sob minha vista, eu não parava de encarar seu cabelo e cada movimento que ela fazia. Até demorei a entender quando chamaram meu nome. Eu subi, indo até o palco e tentando ao máximo não olhar pra lá. Não queria me decepcionar com qualquer expressão que ela estivesse fazendo.

Segui pra minha fileira logo em seguida, fingindo que nem sabia que ela estava logo ali, a poucos metros de mim. Assim tudo ocorreu, quando chegou ao fim, a multidão começou a se dispersar prontos pra tirarem a beca e irem para o baile oficial. Eu tentei ser ágil e alcansar Emilia antes que ela entrasse no vestiário e eu a perdesse de vista novamente, mas infelizmente a barreira de pessoas na minha frente era grande demais. Bufei frustado com aquilo.

- Amor, vamos. - Sam apareceu do meu lado, já sem a beca. Como ela se trocou tão rápido? 

- Só vou tirar isso e te encontro no carro. - Ela concordou. 

Já pronto, caminhei até o carro e fomos para o local da festa, com os convites em mãos. Até mesmo depois de entrarmos, eu não parava de encarar as pessoas, como eu a vi com a beca, não sabia que cor era seu vestido então eu procurava uma agulha no palheiro. 

Samantha estava na mesa conversando com Rebecca, sua fiel escudeira. Conhecida como puxa saco. Foi então que vi um vestido vermelho passando pela porta, estreitei os olhos na tentativa de enxergar melhor e percebi ser a Chloe. Ótimo. Onde Chloe estava, Emilia estava também. Rapidamente meu pensamento se concretizou porque logo atrás estava ela. 

Emilia vestia um vestido longo preto e discreto. Seu cabelo como já tinha visto estava parcialmente preso e obviamente ela não estava tão baixinha como de costume por conta dos saltos. Quando Emmy se virou, pude ver o enorme decote do vestido, deixando suas costas nuas. 

Ela estava linda.

E eu sem ar. 

Naquele momento eu não sabia o fazer, se deveria ir atrás dela depois de tanto procurá-la ou sei lá, só sentia minhas pernas travadas. 

 

Emília Clarke 

- Meu Deus, ficou tudo lindo! - Falei reparando nos pequenos detalhes da decoração. 

- Obrigada. - Chloe se gabou já que foi ela que tinha comandado a organização daquilo. 

- Não acredito que nos formamos. 

- Eu não acredito que se formaram. - Jason disse com os olhos arregalados. Chloe e eu rimos. 

- Preciso beber. - Ela disse.

- Mas já? - Retruquei 

- Eu paguei por isso aqui, não vou desperdiçar. - Ela ergueu as sobrancelhas - E não foi barato. 

Revirei os olhos pra ela e olhei em volta enquanto ela e meu irmão estraram numa conversa nada interessante. Meus olhos travaram assim que vi ele. Justin me encarava sem ao menos disfarçar ou piscar. Prendi a respiração e tentei desviar o olhar, mas parecia impossível. Abaixei a cabeça e mexi meus dedos, nervosa. 

- O que foi? - Chloe perguntou me vendo desconfortável.

- Justin. 

- Viu ele?

- Está a umas 4 mesas na nossa frente. - Mordi o lábio e tentei não olhar pra mesma direção que ele estava. Já Chloe e Jason fizeram questão de se virarem e ficarem uns três minutos tentando encontrar Bieber. 

- Nossa, consigo ver os peitos da Samantha daqui. - Ela se voltou pra mim. - E eu tenho miopia. - Jason sorriu com seu comentário mais eu só engoli em seco, pois não tinha visto ela.

- Qual é, não deixa ele estragar sua noite. - Meu irmão disse, segurando minha mão sobre a mesa.

- Jason tem razão. - Minha amiga concordou - Nenhum dos dois valem a pena. - Assenti.

Depois daquilo eu evitei ao máximo não olhar em volta, tentei esquecer qualquer sentimento ou sensação que eu estava sentindo por ver ele de novo e tão... próximo. Fomos dançar e eu me permiti diversão, Jason fazia passinhos de dança bem cômicos então eu não parava de rir um minuto sequer. Estava me divertindo, e consegui, por um segundo, não pensar em Justin. Começou a tocar uma musica lenta e eu meio que deduzi que meu irmão não perderia seu tempo dançando comigo, então simplesmente fui buscar bebidas e deixei os pombinhos a sós. Quando voltei, Chloe e Jason se beijavam enquanto dançavam. Eu sorri, feliz por eles. Deixei as duas taças a mais sobre uma mesa qualquer e fui até o banheiro, com apenas o meu champaign em mãos. Depois de me checar no espelho e lavar minhas mãos, que suavam, abri a porta com o intuito de voltar pra mesa. 

Mas antes que pensasse nisso, senti meu braço sendo puxado com uma certa força. 

- Precisamos conversar. 

Meu coração disparou, vendo o rosto de Justin tão próximo do meu. 


Notas Finais


MEU DEUS
Finalmente esse casal se esbarrou, desculpa a demora meus amores, anda tudo muito corrido aqui.
Vou deixar novamente o trailer da fic que pretendo postar em breve
Espero que vejam: https://www.youtube.com/watch?v=5_Z9hdWCAIw
Espero que gostem, obrigada por tudo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...