História Marichat com Pimenta - Mais acontecimentos - Capítulo 48


Escrita por:

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Chloé Bourgeois, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Lila Rossi (Volpina), Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Nathalie Sancoeur, Nino, Plagg, Sabine Cheng, Tom Dupain
Visualizações 78
Palavras 1.671
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Só história.

Capítulo 48 - Desfile Audreys


Fanfic / Fanfiction Marichat com Pimenta - Mais acontecimentos - Capítulo 48 - Desfile Audreys

No dia seguinte prova pela manhã, era a rotina da semana. Todos da sala já estavam cansados disso, mas até mesmo Alya notou antes da prova.

Alya: - O que deu na Chlóe? Ela viu um passarinho verde?  que ela está aprontando desta vez?

Marinette: -Ah, a mãe dela quis que ela participasse do evento de moda e acho que ela gostou! Ela pediu alguma ajuda para Adrien.

Alya: -E você não está morrendo de ciúmes?! - Estranhamente… não estava mesmo! De alguma forma, Marinette sentia que a felicidade toda de Chlóe estava mais relacionada a Audrey do que a outra pessoa. Mas … não custava reforçar a ideia, e quando Adrien entrou na sala junto com Nino ela foi para perto dele segurando a mão e dando um beijinho para “demarcar território” pelo sim ou pelo não.

Mas alguns instantes depois todos os alunos foram para seus lugares, pois a professora Mendeleiev entrou na sala para aplicar a prova de física. Para Marinette era menos uma para se preocupar. Depois da prova ela foi estudar em casa com Adrien, como ela queria ir no evento a noite queria adiantar a matéria do dia seguinte.

[...]

Gabriel gostaria de poder ignorar o assunto, mas não conseguia. Sentia um verdadeiro terror de pensar que poderia ter outro lapso e fazer alguma coisa durante. Ele já tinha passado por um neurologista e feito alguns exames aquela manhã, mas nada indicava nenhum problema. E ele não poderia contar ao médico sobre miraculous e outros itens mágicos então, falou apenas do estresse do trabalho. Sua consulta não foi conclusiva e o médico pediu um retorno para dali alguns dias, falou que em momentos de tensão esse tipo de coisa poderia ocorrer, mas que se era um evento único, talvez não fosse um problema sério.

Na parte da tarde ele pediu a Nathalie, dentre todas as coisas que ela já estava fazendo que o ajudasse a descobrir mais sobre notícias relevantes de sábado. E … nada, Shadow não parecia ter feito coisa alguma, o que não fazia muito sentido. Nooroo teria inventado sobre isso? Shadow… sombra de onde isso lhe soava familiar? Não era de sábado, mas … Então lembrou de alguma notícia, um hacker, não Shadow, mas Sh4dow! Há cerca de três anos ele havia enviado muitas informações anônimas sobre diversos governos para o WikiLeaks, missões secretas com danos colaterais a civis, tortura de prisioneiros em prisões de segurança máxima para terroristas, era uma enorme lista de “crimes governamentais” de diferentes países… Mas o que isso tinha a ver com sábado? Agora Gabriel buscava informações sobre as atividades de Sh4dow no presente, no sábado passado mas aparentemente não havia ocorrido nenhum ataque cibernético grande que tivesse sido divulgado no sábado. Mas Sh4dow já era um hacker (provavelmente localizado em Paris!) antes de se tornar herói, quais teriam sido seus poderes conferidos pelo miraculous? Ele tinha que se lembrar, mas não conseguia, era como se não fosse ele! Mas então as palavras de Nooroo surgiram em sua mente “mensagens, alertas, avisos”. Sh4dow agiu no sábado mandando informações para o passado! Ele nunca saberia o que ele havia feito como herói por conta própria, pois isso seria notícia antiga. Mas já sabia o que ele tinha pedido: os alertas sobre a avalanche! Os telefonemas anônimos podiam ser algo de agora para mudar o que havia acontecido há aproximadamente um ano! Aquilo era uma ideia muito pouco lúcida, uma explicação mirabolante demais. Ele não se lembrava, não conseguiria encontrar nenhum feito heroico justamente no sábado se aquela teoria fizesse algum sentido seria pouco interessante usar o poder de quebrar o fluxo de tempo para fazer uma coisa no próprio dia de hoje… Como ele tinha feito isso e não se lembrava de nada? Se fosse isso, poderia conferir poder similar para outro herói ou vilão? Duvidava muito… aquele deveria ter sido um achado e ele mesmo nem sabia como convocar um herói, sempre criava vilões...   

[...]

Naquela noite Gabriel também iria ao Le Grand Palais. Ele tinha uma palestra à noite antes do segundo desfile da Audreys. No evento Marinette, Adrien e Nathalie foram primeiro ao camarim dos modelos da Audreys, Nathalie e Mainette queriam verificar se os trajes produzidos e ajustados para o evento precisavam de algum retoque qualquer que fosse. Porém, no camarim encontraram um climão, não que Nathalie tenha notado, ou se notou, ignorou. Chlóe estava ali mas Lila também estava… E pelo que Marinette entendeu, as duas estavam se estranhando desde aquele dia que a Chlóe teria surrupiado o celular da Lila na frente do hospital. Mas, toda aquela história já fazia parte do passado e provavelmente Audrey, ou Nathalie nem saberiam que Lila tinha suas rusgas com Chlóe, ela e Adrien. Lila era conhecida como modelo, Marinette não estava nada feliz em encontrar a garota ali mas não tinha nada que pudesse fazer. As duas já vestiam os modelos que usariam no desfile e assim que Lila notou Marinette e Adrien por ali se aproximou para cumprimentá-los.

Lila: -Nossa, nem sabia que os veria por aqui hoje! Vai desfilar também, Adrien?

Adrien: - Não, só acompanhando a Marinette.

Lila: -Vamos desfilar juntos amanhã, Adrien! Ainda não vi o desenho de amanhã, mas tenho certeza que sendo Agreste, chamará atenção! - Depois ela se virou para Marinette. - Você está magra querida, está se alimentando bem? Seria uma pena se adoecesse agora… - Lila realmente olhou para sua barriga, avaliando.

As insinuações de Lila a machucaram mais do que ela gostaria. A víbora não sabia o que havia visto quando ele entrou no hospital daquela vez e a notícia da gestação e da perda do bebê não havia sido de conhecimento de muitos na escola. Os pais dela sabiam, Alya, Gabriel, talvez Nino e Chlóe mas as fotos não apareceram e aquilo era doloroso e recente para ela e Adrien, os amigos não tinham motivos para tocar no assunto. Marinette não pode evitar o desconforto com os comentários de Lila e sentiu empalidecer, o que poderia ser interpretado como a outra bem quisesse…

Marinette: - Eu vou beber um pouco de água, está muito quente aqui! - Adrien a acompanhou para fora do camarim e enlaçou a pela cintura, mas ela andava um pouco rápido, parecendo até querer se afastar dele. Ele notou alguns flashs fotográficos *Malditos bisbilhoteiros!* mas não havia muito que pudesse fazer quanto a isso. Eles se afastaram um pouco dali até o café de dentro do evento.

Adrien: -Hei, Mari, se acalma, eu sei que está triste. Se quiser vamos embora, mas se formos ficar vai precisar de um sorriso no rosto ou pode ser pior, o evento está cheio de fotógrafos. Não dê esse gostinho a Lila… - Eles estavam em um canto discreto e ela precisava de contato então o puxou para um beijo calmo, mas necessitado. Talvez não passasse despercebido tão pouco, mas a essa altura isso já não era mais novidade, eles já estavam juntos há algum tempo e não seriam as primeiras fotos flagradas. *Então, que se lasque.*

Desta vez, após a palestra de Gabriel ele ficou para ver o desfile da Audreys Sentou-e ao lado de Adrien enquanto Nathalie, apesar de estar coordenando algumas coisas de um lado para outro, tinha um lugar ao lado da Marinette. Estava tudo muito lindo, Marinette desviou um pouco o olhar quando Lila apareceu com o exuberante conjunto verde que lhe caia muito bem. Ela não desviaria o olhar para a platéia como uma novata, mas sabia que devia estar causando algum desconforto ao lindo casalzinho. A última a desfilar na passarela foi Chlóe, com um vestido em tom azul degradê com alguns detalhes, o corte delicado do tecido com detalhes florais fazia com que parecesse mais nova. Definitivamente Audrey havia escolhido um vestido perfeito para ela.

Alguns instantes depois que ela começou a desfilar, Adrien notou que o pai estava pálido como uma vela, olhando para a passarela de forma estranha e distante ao mesmo tempo.

Adrien: -Pai? Está tudo bem?

Gabriel: -Bem?! O que? Adrien, você está vendo isso?!

Adrien: -É a Chlóe desfilando. Você está … está tudo certo?! - As frases foram trocadas em tom baixo e instantes depois Marinette percebeu Adrien e Gabriel.     

Marinette: -Adrien, o que aconteceu com seu pai? Ele está bem? - Falou um pouco mais alto para que ele ouvisse. - Gabriel? Aconteceu alguma coisa?

Ele não podia acreditar nos olhos! Emily! Era Emily na passarela! Adrien não tinha notado?! Como ele não tinha visto? De onde ela tinha vindo? Como conseguiu estar ali sem ele saber? As palavras de Adrien e de Marinette não soavam em sua mente. Ele sabia que eles estavam falando algo, mas não sabia o que, ele tentou falar alguma coisa também, mas não disse nada que quisesse ou pudesse. Ele já estava levantando da cadeira pensando em subir na passarela para tocá-la quando sentiu as mãos de Adrien no braço segurando. Então, ela fez a volta no extremo da pista e quando se virou para retornar, Emily havia sumido, Chlóe?!

Gabriel: - Eu… nada! Achei que tinha visto uma pessoa… - Oh estava louco, talvez … talvez devesse jogar os miraculous no Sena! Talvez tivesse passado tempo demais usando algo que não entendia. Havia um guardião em Paris, talvez pudesse deixar os miraculous em algum lugar, para que Ladybug ou Chat Noir encontrasse. O que seria de Adrien se ele não pudesse mais responder por ele? Como ele iria terminar os estudos e cuidar da Agreste? Precisava preparar documentos para qualquer eventualidade...

Adrien voltou a fitar a passarela sem entender coisa alguma. Gabriel ficou absorto e perdido nos próprios pensamentos. O carro estava silencioso no caminho de volta. Gustav deixou Marinette em casa antes de voltar para a mansão. Ninguém ali estava muito confortável naquele momento, Adrien estava preocupado com o pai e triste por ter encontrado Lila daquela forma, Marinette idem. Nathalie parecia firme, mas estava exausta com todo o trabalho daquela semana e Gabriel não conseguia mais confiar nos próprios olhos.


Notas Finais


Huumm talvez demore um pouco para postar o próximo. Surgiram algumas coisas :*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...