História Marido - Imagine - Capítulo 31


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Yoongi
Visualizações 651
Palavras 1.207
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi oi ^^

Apareceiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii

Saudades ?

Eu estava !

Quero agradecer por todos os favoritos a nossa fic está crescendo tão rápido, vocês são os melhores leitores de todo o mundo , bom eu quero pedir desculpas pelo muitos POV que terá no capítulo de hoje mas não tinha como eu encaixar todo o contesto em um só , então desculpinha vou tentar melhorar isso , sobre o próximo capítulo será POV do Jungkook onde a Mariah ( Ex noiva do Jao ) irá explicar como o Kookie virou " Papai " tenham paciência comigo .


- Boa Leitura !

Capítulo 31 - Capítulo 30 - Salvou


            Pov Kalisa


-- E - Eu..   -- Estendo a mão para cumprimentar meu chefe. 

-- Oque faz por aqui ? -- Pega minha mão me cumprimentando. 

-- Só passeando.  -- Estava com medo dele pensar que eu estava o seguindo. 

-- Vim trazer o meu sobrinho para tomar sorvete.  -- Pega o filho do Yoongi no colo. 

-- Então ele é o filho do Yoongi?   -- Sorrio para o garoto.

-- Sim. Ele é, não ver a cara do Yoongi?   -- Kwan rir. 

-- Muito parecido. -- O menino era a cópia viva do pai. 

-- Já fez o seu pedido? -- Aponta para a sorveteria. 

-- Sim, não se preocupe. -- Respondo o moreno. 

-- Aí estão vocês. -- Um garoto loiro vem até nós. -- Desculpem a demora.

-- Como pode deixar o Yoonie sozinho Taehyung?  -- Kwan trava o maxiliar. -- Se esse garoto some o Yoongi acaba comigo. 

-- Desculpa, desculpa, eu estava apertado.  -- O loiro se defende. 

-- Segurasse esse negócio ai.  -- Responde o garoto. 

-- E quem é você? -- O olhar do tal Taehyung para sobre mim. 

-- Essa é a Kalisa, minha secretária, trabalha lá na empresa.  -- Kwan revira os olhos ao ver o modo que o loiro Taehyung me encarava.

-- Muito prazer, eu sou o Kim Taehyung.  -- Estende sua mão para mim a seguro cumprimentando.

-- Igualmente Kim.  -- Sorrio gentil. 

-- Pronto ne Taehyung, vamos logo embora antes que a mãe dessa criança chame a polícia.  -- Com o garoto ainda em seus braços Kwan caminha em direção ao seu carro parado ao outro lado da rua. 

-- Até mais Kalisa.   -- Taehyung acompanha os Min's me deixando ali para trás parada. 




            Pov  S/N 


Era a quinta ligação sem resposta para o Jungkook, estava mais uma vez aflita com o silêncio do homem, ele deveria está ocupado ou não ter visto às ligações, mas porque todo esse silêncio, sem respostas, mensagens, ligações , isso estava me machucando um pouco, ele nunca foi de me ignorar mas também nunca ficamos tanto tempo longe. 

-- Porque está tão aflita? -- A voz grossa daquele homem me faz se assustar deixando que o celular escorregue por minhas mãos. 

-- Não é nada que te diga respeito. -- Pego o celular que havia caído em cima da cama e o coloco ao criado mundo ao lado da mesma. 

-- Não está tendo resposta dele? -- Mais uma vez insiste em manter conversa , prefiro não responder o mesmo e passo pelo mesmo que se encontrava parado ao batente da porta -- Estou falando com você S/N.  -- Suas mãos pálidas e cheia de veias seguram meu braço com firmeza e leveza.

-- Me solta Yoongi. -- Digo ainda sem o olhar. -- Eu não te devo explicação da minha vida. 

-- Quando o meu filho está envolvido você me deve. -- Solta meu braço e encara meu rosto. 

-- O seu filho não tem nada haver com isso, então me deixa em paz. -- Olho em seus olhos firme. 

-- Está nervosa? Deixe eu pensar, ele não te atende.  -- Um sorriso de deboche é formado em seus lábios. 

-- Porque você não some da minha frente ? Porque não vai cuidar da sua mulher e me deixa em paz. -- Ele rir nasal e se desencosta da porta. 

-- Porque eu não estou afim, na verdade eu estava atrás do Yoonie para o levar pra minha casa.

-- Que!? Nunca, ouviu bem Yoongi, nunca, você não vai levar o meu filho para o mesmo lugar que aquela mulher.

Eu nunca deixaria o meu filho nas mãos da Kyana, não que eu não confiase nos cuidados do Min, mas na verdade eu não confiava naquela mulherzinha. 

-- S/N,  ele também é meu filho e eu posso interferir na sua educação, eu só quero que ele passe a noite na minha casa, não é nada demais. 

Por mais que ele falasse que estaria tudo bem eu coração dizia que não estaria, que o melhor seria ter sempre o meu pequeno perto de mim. 

-- Ei..  -- Mais uma vez segura meu braço dessa vez com delicadeza. -- Eu vou cuidar dele. 

-- Se acontecer algo com o meu filho.  -- Suspiro rendida. 

-- Não vai acontecer nada com o nosso filho.  -- Da ênfase no nosso.

-- Tudo bem. -- Caminho para longe do Moreno.  -- Pode o levar, mas o traga amanhã mesmo pela manhã. 

-- Obrigado. -- Seus olhos brilharam e um sorriso gengival se formou em seu rosto. 

Haviam se passado horas deis de que tive aquela conversa com o Yoongi, eu não achava o meu filho, já havia o procurado por todos os lugares possível dessa casa. 

-- Yoon, você viu o Yoonie ? -- Pergunto a mulher que se encontrava ao sofá com seu notebook e café em mãos. 

-- Ele saiu com o Kwan a algumas horas atrásm -- Responde sem me olhar. 

-- Eu não vi. -- Riu fraco. 

-- Omma.   -- Ouço a voz do meu pequeno a porta e o mesmo vem correndo estendendo seus braços para que eu o pegue. 

-- Yoonie, onde estava? -- O pego em meus braços. 

-- Fui tomar sorvete com o tio Kwan e os Hyungs.  -- Ele olha para trás e vejo todos os homens entrando. 

-- Doce S/N.  -- Taehyung eufórico vem até mim não me dando muita chance e me abraçando. 

-- Assim você esmagarar essa linda mulher Tae.  -- Namjoon rir. 

-- Linda mesmo, sua beleza se renova a cada ano. -- Jimin sorrir sem jeito. 

-- Vocês não cansam não? -- Taehyung me solta rindo.  -- Sempre galanteadores. 

-- Digamos que esse é o nosso jeito de dizer Oi.   -- Hoseok coça sua nuca. 

-- Ta bem, Oi   pra vocês também.  -- Coloco Yoonie ao chão. 

-- Vamos Yoonie, antes que fique tarde.  -- Yoongi o chama sem se quer olhar para mim ou seus amigos. 

-- Onde vamos Appa? -- Coloco a mochila do pequeno que Yoon tinha arrumado em suas costas. 

-- Te explico no caminho.  -- Pega o seu filho no braço e sai deixando todos para trás.

-- Oque deu nele?  -- Jin pergunta.

-- Ciúmes -- Kwan responde. 



         


                

       Pov Yoongi 


-- Onde vamos Appa? -- Meu filho pergunta no meio da estrada .

-- Pra casa do Appa, irá dormir lá essa noite.  -- Sorrio para o menor.

-- E eu posso dormir tarde? 

-- Não mocinho, sua mãe me mataria.

O menor nada diz, pega meu tablet que estava ao painel do carro e começa a mexer no mesmo,  não se passa nem dez minutos e logo estamos em frente a minha casa, pressiono o botão fazendo a garagem abrisse. Adentramos a casa e estaciono o carro a garagem. 

-- Sua casa é tão grande Appa -- Yoonie olha cada canto. 

-- É a sua casa também amor. -- Desço do carro o pegando junto. 

Entramos na casa e a mesma estava escura,  acendo a mesma e coloco Yoonie ao sofá ainda ao tablet, olho ao redor e não encontro a July, esperava a ver aqui. 

-- July?  -- Caminho até o quarto procurando a garota.  


A garota já não estava mais em minha casa. 



Notas Finais


Aaaaaaa gostaram?

Comentem oque acharam pudins

Até o próximo !

Se vc não sabe que qual será o próximo POV não leu as notas iniciais, Leia por favor .


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...