História Married life - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Gravity Falls
Personagens Bill Cipher, Candy Chiu, Dipper Pines, Gideon Gleeful, Grenda, Mabel Pines, Pacifica Northwest, Personagens Originais, Soos Ramirez, Stanford "Ford" Pines, Stanley "Stan" Pines, Waddles
Tags Família, Gravity Falls, Incesto, Pinecest, Vida De Casado
Visualizações 41
Palavras 2.205
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


SEGUNDA TEMPORADA PORRA. Mano eu não consigo parar quieto desculpem. Mais essa continuação estava me corroendo desde tava chegando no final é serio eu queria fazer muito isso agora eu posso. Ninguém manda em mim então a segunda temporada vai sair depois de acabar a primeira. SEM NENHUM INTERVALO PARA COMEÇAR A SEGUNDA. Então pegue uma água para não ter pedra no rim é se divirtam <3
Jack é Rose são os nomes que escolhi para o nomes dos filhos dos gêmeos
Devo mil desculpas por ter demorado a terminar o capítulo é que eu fiquei ouvindo Summer nights é namooral essa musica ta sugando minha vida é serio
UM AVISO QUE SÓ VOU DAR AGORA. SE QUISER LER ESSA FIC TEM QUE LER SEXO DROGAS E INCESTO ENTÃO ESTEJAM AVISADOS, SE NÃO SE SEIS VÃO BOIAR EM TODOS OS CAPÍTULOS Agora Kissus é fiquem com o cap <3

Capítulo 1 - Começo


 

Capítulo I

"Será que tudo estava nas normas, ou todos estavam felizes? será que realmente ocorreu o feliz para sempre desejados pelos pines. Bem nos vamos ver se tudo esta correto de certa forma."

 

Estava de manhã um inicio de dia normal para os filhos dos gêmeos eles haviam brigado ontem por causa do namorado da Rose, Jack era o típico irmão ciumento.

Mais aquilo poderia ser algo maior do que preocupação?

Jack acordava com a luz que entrava no seu quarto causando um calor anormal dentro do quarto. Ele acordava se sentando e mexendo em seus olhos, faltava uma semana para o verão e eles viverem as ferias desejadas para Jack. Ele era o típico cara que não dava atenção a aula é gostava de se divertir, mas sua irmã Rose era completamente ao contrario ela é inteligente seria é um pouco popular na escola.

Jack como de costume entrava no banheiro é fazia cortes profundo sobre a pele, ele era depressivo e com algumas tendências suicidas, ele tomava antidepressivo escondida da irmã, só seus pais sabiam. Ele era misterioso quase ninguém o entendia é todos nos sabemos se você não é entendido você é o estranho e o zoado da turma. Realmente as pessoas não tinham coração, era 2015 uma época onde a família pines estava passando por maus polcados, Sua avó Amanda estava alucinando é dizendo que via seu marido que estava morto fazia alguns anos.

Jack se troca colocando um moletom para tampar os cortes que tinha pela pele, aquilo doía mais psicologicamente do que fisicamente. Ele tinha um amor não correspondido por alguém que não deveria amar ele se corta quase todos os dias por causa disso. É ele era a sombra da irmã seu oposto, seu irmão que se achava um completo inútil é cada dia ficava depressivo de um nível que ficava muito visível de se ver. Então ele se sentou enquanto mordia a gola da camiseta é mexia em seu celular. 

 Mabel estava fazendo o café da manha. Enquanto Dipper bebia um café com bastante açúcar é lendo o jornal do dia. Jack pega uma maça e começa a comer enquanto fica sentado olhando para teto é pensando em algumas coisas.

  – Bom dia querido. Tomou seu remédio? – perguntava Mabel enquanto lavava alguns pratos é terminava o café da manhã colocando na mesa

  – Tomei.. Estou ótimo mãe. – dizia o garoto tomando uma garrafa de água.

 – Que bom

Rose entrava no ressinto ela nem olhava para cara do irmão quando entrava na cozinha. Dipper estava silencioso não falava nada apenas observava tudo que estava acontecendo. Então quando Rose e Jack estavam prontos eles saíram da casa é entram no busão para ir para escola de Gravity Falls, realmente Jack odiava esse lugar apenas queria sumir é não precisar mais de olhar para cidade. Seu ódio era por causa de uma pessoa. Steve northwest filho dos northwest que são os maiores babacas das escolas é da cidade. Gravity Falls quase inteira odiava a família northwest.

  – Ei quem é você? – perguntava uma moça de cabelos ruivos que se sentava perto do Jack o fazendo corar.

 – J-Jack. – ele falava gaguejando realmente a menina era bonita, com sardas nas bochechas e com aparelho. Mesmo assim era bem bonita

  – Ah, ouvi falar sobre você Jack Pines não é. – ela dizia enquanto colocava a mão no ombro do Jack ele corava muito

 – S-Sim eu também de conheço você é a Mary, filha da Wendy. Ela é melhor amiga da minha mãe. – dizia com as bochechas coradas enquanto olhava para o chão.

  – Você é fofo sabia? – ele cora levemente enquanto da uma risadinha sem graça – Obrigado.

 – De nada.

Eles continuavam conversando sobre algumas coisas. Mais ali mais no fundo do ônibus Rose olhava tudo com uma cara de nojo, parecia que queria matar quem estava do lado do seu irmão, ela também era um pouco ciumenta mais ela escondia para não ser muito estranha com seu irmão. Ela conhecia a Mary realmente não era uma pessoa ruim, mesmo assim ver aquilo apertava o coração da adolescente de um nível que doía, aquela sensação era completamente estranha. É ela negava que sentia aquele aperto por causa do seu irmão.

  – Oi miga desculpa por ter demorado. – dizia Sally uma amiga de Rose que foi adotada pela Candy e Grenda

  – Sem problemas. – a menina estava triste, com um olhar morto é com o rosto como se estivesse com depressão.

– Que isso amiga vamo se animar hoje, não lembra temos o aniversario de seu namorado não lembra. Vamos lá se anima hoje vai se um dia especial para você, seu amor esta fazendo aniversario.. Alias quando vai ser o casamento.

 – Pft cala boca. – dizia dando uma risadinha meio que forçada para não mostrar que estava preocupada.

 – Miga esta tendo um boato que seu irmão esta usando drogas, eu sei que você confia nele, mais você poderia conversar com ele sobre essas coisas que esta saindo da escola, é você sabe como seus pais são rígidos com isso, mesmo que usam. – ela dizia mexendo no celular enquanto estava em alguma rede social

  – Eu estava ouvindo isso, mas eu duvido acho que ele não mexe com essas coisas. Mais vou conversar com ele. – a menina ficou em duvida seu irmão estava estranho é muito misterioso com ela. Talvez pudesse ser verdade.

Eles haviam chegado à escola publica um lugar que poderia ser cruel ou doce com você. Jack saiu do ônibus e entrou na escola com sua bolsa na escola, realmente com medo de sofrer bulling pela quarta vez nesses dias. Ou o namorado de sua irmã falasse mal dele como todas às vezes. Ele se sente colocando a bolsa perto do lugar onde ele estava sentado. Sua irmã chega perto dele.

 – Jack, ouvi da minha amiga que você esta envolvido com drogas, seja sincero comigo não vou brigar prometo. – ela dizia colocando uma cadeira é se sentando olhando para cara do irmão.

  – Não você sabe que nossos pais ficam bravos quando perguntamos que possamos usar.. Alias por que preciso responder você não é minha mãe – aquelas palavras saíram sem querer da boca de Jack mais não adiantava voltar atrás ele tinha sido sincero.

  – Eu sou sua irmã é meu dever saber o que faz com sua vida.. Lembra você brigou por que sempre e babaca com meus namorados. – ela dizia enquanto tirava sua cadeira de perto da carteira do irmão e se sentava esperando a aula começar.

Rose tinha razão seu irmão era chato com os namorados dela, era para sua proteção mais ele sabia que se falasse que ele queria proteger escutaria outro xingamento saindo da boca da irmã. O problema é que ele usava drogas mais não comercializava, todos achavam que era isso que estava acontecendo era isso comercialização. Steve havia chegado.

  – Oi rose como vai. – dizia seu namorado dando um beijo de canto de boca. Jack estava com nojo to que estava vendo mais ele disfarçava colocando a toca de seu moletom.

  – Vou bem.. Então quando vai ser seu aniversario, preciso comprar alguma coisa né? – ela perguntava enquanto o namorado sentava atrás dela é colocando os pés em cima da mesa.

  – Claro que não precisa meu amor, estou tranquilo com isso.. Agora preciso ir jogar bola com os meninos. – o garoto pega a bola é sai dali enquanto tirava a jaqueta é ficava de regata para jogar com seus amigos.

 – Babaca.. – sussurrava seu irmão mais a mesma nem escutou.

Sinal tocava anunciando que começava a aula, muitas pessoas entraram. Steve era um dos caras que entrava de uma forma mais diferente, que fazia meninos é ate meninas suspirarem de tão bonito que o cara era. Aquilo fazia o sangue de Jack ferver ele sabia que esse cara não era coisa boa. Dava para perceber em sua forma de agir é na sua forma de pensar. Daniel sentava perto de Jack, era um dos seus melhores amigos é era o que mais conversava sobre coisas da cultura em geral.

  – Ei Jack tinha alguma tarefa ou coisa especifica para trazer hoje.

  – PORRA, eu não anotei nada de ontem tive que ir mais cedo para casa, era meu aniversario ontem, puts, fudeu.

Eles não tinham anotado mais Matt outro amigo dos dois ajudou eles, então eles haviam se salvado pelo amigo. A aula estava quase acabando mais o tedio consumia Jack que nem prestava atenção em seus amigos. Apenas olhando para janela prestando mais atenção na borboleta do que no quadro. Mais o sinal havia batido Jack arrumou sua bolsa. Antes de sair Mary entrou na sala.

 – Oi de novo como vai Jack.

 – Ah oi vou ter que sair é ir lá com meus amigos, desculpa mesmo tenho que ir. – ele tenta sair mais Mary pega ele pelo pulso  fazendo Jack ficar mais perto dela.

Seus batimentos davam para escutar em sincronia é suas respirações estavam acusadas por conta de estar perto um dos outros. Mary deposita um beijo no Jack suas mãos suam é suas pernas haviam ficado bambas. Então Mary se soltou do beijo é saiu dali deixando Jack corado, ele pensava que tinha sido uma aposta por ter sido tão aleatória o que ela havia feito. Jack ficou desenhando em seu caderno algumas flores. Mais ele não prestava muita atenção no que tinha feito. Era um triangulo amarelo é com pernas pretas.

“Jack” era um sussurro que o garoto escutava ele taca o caderno para longe por causa do susto que havia tomado, era uma voz nunca antes ouvida pelo garoto.

  – Hum? Quem falou isso.

  – Falou o que – dizia colocando a mão no ombro do Jack

  – AHH. Que susto porra precisa aprender não aparecer assim, credo tomei um susto. – era Sally que gostava de aparecer do nada

  – Desculpa.. Mais eu queria de avisar, que eu e sua irmã vamos para casa do Steve comemorar seu aniversario?

  – Ah por mim tudo b.. Espera aniversario!? Mais eles já estão namorando há tanto tempo mais que caralho parece que foi ontem

 – Calma retardado, é aniversario dele não de namoro, percebi por que você é sombra de sua irmã. – ele faz uma cara irada. – Eii.

  – Desculpa não precisava ter dito isso.

 – Não precisava mesmo, alias não vou naquela merda de festa de bêbados e drogados.

Acabava a escola é eles saíram de lá indo para casas de cada um, a noite chegou tão rápida que nem notaram.

Jack estava cansado é deitada na cama enquanto mexia no celular mexendo na rede social. Mais ele escuta passos lerdos pela casa, a porta abria e demostrava que era Rose entrando no quarto.

  – Ei Jack eu queria uma ajuda aqui. – o garoto então guarda o livro e presta atenção no que sua irmã havia falado. – O que você quer?

  – Qual fica mais bonito em mim. O amarelo ou o azul. – ela dizia com sorriso bobo enquanto o irmão apenas diz. – Achei o amarelo me lembra do sol é ele e sei lá, maneiro.

  – Obrigado agora tchau estou indo na festa do Steve nem me espere acordado. – ele sente algo em seu ventre era como se algo errado iria acontecer naquela festa.

Ela desce as escadas de uma forma rápida dando tchau para seus pais. É como pais eles sempre dizem tenha cuidado, outros dizia não volte tarde. Mais Mabel e Dipper eram diferentes é deixavam seus filhos voltarem a hora que quiserem.

 

Então Rose entrou no carro da Sally que já dirigia por que era um ano mais velha do que a Rose.

  – Então esta preparada? – ela se sentia confusa com a pergunta da amiga. – Preparada para que?

 – Você sabe que ele esta te chamando para transar.. Olha os pais deles não estão é bem provável que ele vai fazer alguma coisa, talvez não seja transar mais também pode ser sei lá mano.

 – S-Sally ele é diferente duvido que seja para isso.

 – Conheço meninos, mesmo sendo lésbica.

Então elas chegaram ao lugar desejado tinha muitas pessoas bebendo enquanto fumavam algumas coisas, Puts seu irmão estava certo com o que havia dito. Mais agora já era ela deveria ficar é comemorar seu aniversario, eles entram na casa.

  – Rose você veio. – diz Steve dando um abraço em Rose.

Eles ficaram bebendo até ficarem um pouco abrigados mesmo assim Rose estava sóbria. Ela não queria ficar bêbada se não as pessoas vão notar. Fumando é bebendo pareciam rebeldes que não seguiam a lei. Após muita bebida eles ficaram bêbados do nível que ficassem se pegando de um jeito selvagem. Eles entraram no quarto é começam uma noite que seria custada cara.

Estava chovendo então depois de transarem eles ficaram dentro do quarto de Steve a festa havia acabado.

Jack não conseguia dormir, então resolveu ir para onde era a festa do Steve, ele não tinha carro então teria que ir a pé, ele chega á tal casa mais vê uma cena que não queria sua irmã estava se pegando com ele, mais não de beijos era algo bem selvagem é sedutor. Ele começa a chorar. É começa a xingar baixinho reclamando do que havia acontecido

Então assim acabava o dia com Rose com um sorriso no rosto, é Jack com o coração partido enquanto suas lagrimas se misturavam com a chuva fazendo ele nem sentir a dor das lagrimas derrubadas  é todo molhado

Fim Do Capítulo I


Notas Finais


Quando eu terminei eu falei EITA PORRA NEM VI O QUANTO ESCREVI eu não coloquei cena dos dois fazendo salsa. Erro proposital por que se não eu iria ficar muito tempo fazendo isso é eu to com preguiça. Ou é por que eu quis vocês nunca vão saber kkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...