História Marry Me? - Capítulo 26


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Amizade, Aventura, Bangtan Boys (BTS), Casamento, Comedia, Drama, Fãs, Jungkook, Orfanato, Romance
Visualizações 16
Palavras 3.202
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie mores, boa leitura ;)

Capítulo 26 - Capitulo 25


Fanfic / Fanfiction Marry Me? - Capítulo 26 - Capitulo 25

— Ah verdade, vamos. — Ele me puxa levemente para a direção do pequeno mercado, ainda bem que essa área é meia deserta, por que se não estaríamos em sério apuro. Depois do JK ter pagado os potes de leite, ficamos do lado de fora esperando o Ji Young chegar, se alguns minutos atrás o silêncio era desconfortável, agora era gritante! Eu não sabia definir ainda o que tinha escutado e muito menos como lidar com meu coração e pernas bambas, já estava esperando a tia Danyun me acordar e falar que tudo não passou de um sonho.

— Ashrin não precisa ficar desconfortável, se não vai me fazer se sentir mal. — Jungkook fala e com algum esforço o encaro.

— Ah me desculpe é que realmente não sei como agir. — Confesso rindo e ele me olha com uma expressão meiga, escutamos uma buzina e na frente do mercado estava estacionado um carro cinza.

— É o Ji Young hyung, vamos. — Jungkook diz sem jeito e ambos caminhamos em direção ao tal carro, assim que chegamos próximos ao veículo ele abre a porta de trás e entro rapidamente. Eu ainda estava tentando entender o que havia acontecido agora a pouco, a cada cinco minutos ficava me beliscando para ter certeza que estava de fato acordada, nem sei dizer o que eles estavam falando nos bancos da frente e só notei que havíamos chegado quando ouvir a voz do Ji Young me chamando.

— Ah sim. — disse envergonhada, como era de costume o JK tinha entrado primeiro para evitar qualquer tipo de confusão com a imprensa e fiquei tão agradecida por isso, eu estava extremamente envergonhada e nem conseguia encarar o Jungkook! Eu precisava me acalmar e colocar meus pensamentos em ordem. Enquanto me encaminhava para meu quarto, fui tentando me acalmar e pensar racionalmente, afinal eu já sou quase uma adulta e preciso ter maturidade para lidar com a situação, mas acho que qualquer garota em sã consciência ficaria surtando como estou neste momento, caramba o Jungkook disse que gostava de mim! Como eu poderia ficar calma?!

— Ashrin! Seu quarto é esse. — olho para trás e vejo o Ji Young em frente a uma porta conhecida, noto que tinha andado demais e havia passado do meu quarto.

— Ah verdade, eu me distrai um pouco... Obrigada. — Agradeço e lhe lanço um sorriso envergonhado, rapidamente entro no quarto. Ainda encostada na porta, suspiro alto e com minha mão esquerda coloco sob meu coração, o mesmo ainda se encontra acelerado! Corri até a cama e mergulhei minha cabeça no travesseiro para abafar meu grito histérico. O que mais queria neste momento era ligar para a vale, mas era muito tarde para isso e também ainda não sei se terei coragem para contar o que aconteceu e se ela vai acreditar, eu ainda estou em dúvida se aquele momento aconteceu mesmo ou foi fruto da minha imaginação.

Como ele pode do nada se virar para mim e dizer aquelas coisas?! Tudo foi tão lindo! Parecia cena de dorama, as palavras que ele disse estavam ressoando em minha cabeça e aos poucos eu estava as processando, como assim ele tinha ciúmes do Tae?! Agora fazia sentido sua cara de raiva quando o V me chamava de menina tomate! Como a típica adolescente que sou fiquei balançando meus pés e sorrindo que nem uma boba.

Nem preciso dizer que não consegui dormir, depois dos pensamentos felizes, vieram as neuroses. Como irei ficar perto dele? Será que ele contou para algum dos meninos? Como eu devo agir? Será que vai ficar muito evidente que a gente se beijou?! Ah caramba como vamos dormir no mesmo quarto agora?! A noite foi pequena para a o meu questionário interminável e como resultado pela manhã grandes olheiras surgiram.

Quando já estava terminando de fechar minha pequena bagagem escuto alguém bater na porta, meu coração já fica aos pulos pensando na possibilidade de ser o JK, mas assim que escuto a voz lá de fora fico um pouco mais calma. 

— Menina tomate já está pronta? Vamos sair em 10 minutos! — avisa Tae e quando abro a porta ele está sorrindo com um boné que cobre metade do seu rosto.

— Já guardei tudo. — Digo orgulhosa.

— Tem certeza que não está esquecendo de nada? — questiona Jin saindo de um dos quartos e logo atrás vinha o Jungkook que me encara sorridente e desvio o olhar, ah bochechas por favor só desta vez não me traíra!

— Verdade sempre é bom checar porque o Namjoon hyung vive esquecendo as coisas. — Comenta V.

— Não só ele, não é tae? — Jin encara o Taehyung sugestivamente e o mesmo dar uma risada envergonhada, mas eles tinham razão sempre é bom verificar para ver se não deixou nada para trás, o que me fez lembrar sobre meu caderno de desenhos! Não lembro de ter o colocado na mala... Ah a última vez que o deixei foi na varanda!

— Só um momento, meninos. — Digo e volto apressadamente para o quarto, abro a pequena porta da varanda e suspiro aliviada por o caderno ainda está lá como havia deixado, ainda bem que tinha colocado um suporte em cima dele porque se não com o vento o mesmo teria voado! O peguei rapidamente e quase deixei cair as benditas fotos, é vocês com certeza têm que voltar comigo! Com tudo que tinha acontecido ontem por um momento eu esqueci sobre meu passado, mas a cada dia que passava eu ficava mais ansiosa e curiosa para descobrir sobre ele.

— Ashrin? Tudo bem? Precisamos ir... — ao escutar sua voz minhas pernas começaram a tremer, ah caramba eu preciso agir normalmente! Eu sou ridícula demais! Sinto ele se aproximando em passos lentos, fecho a varanda e encaro seus tênis a minha frente.

— Ah tudo bem, eu tinha realmente deixado algo... — a fala morreu no momento em que ele se aproximou de mim e levantou sua mão, acho que minha expressão deve ter sido engraçada, pois o mesmo começou a rir.

— Tinha uma folha no seu cabelo. — Ele explica sorrindo tímido e um silêncio desconfortável se instalou, agradeci aos céus quando escutei a risada do Jimin e ele juntamente com o Suga sugiram na porta do quarto.

— Tudo pronto? Já vamos sair. — Anunciou Suga e JK, ainda bem, se virou na direção dos meninos, eu soltei a respiração que até então estava segurando, observei que o Jimin nos encarava com uma expressão questionadora e me perguntei novamente se o kookie tinha falado algo sobre ontem para alguém.

Os meninos me ajudaram a levar a minha pequena bagagem para o hall do hotel, poucos minutos depois Ji Young chegou com vários seguranças.

— Bom tudo pronto? — todos concordaram e ele prosseguiu. — Então vamos, ah antes que você pergunte Jungkook a Ashrin irá conosco, até mesmo para não gerar nenhum tipo de rumor estranho.

— Ah ótimo! — ele exclama feliz e percebo os olhares de alguns dos meninos sobre mim, resolvo não encarar ninguém porque já estou envergonhada o suficiente.

— Mas no caminho para o aeroporto ela irá comigo, vamos Ashrin. — Ji Young me chama e pego minha mala que estava com o J-hope.

— Até mais meninos. — Digo acenando e todos fazem o mesmo.

— Até logo menina tomate. — Tae se despende sorridente e acabo rindo do seu apelido fofo, para falar a verdade eu agora gosto bastante desse apelido, no começo achei estranho, mas depois pensei que posso ter me tornado especial e o Tae sempre irá lembrar de mim quando ver um tomate mesmo quando não estiver mais morando com eles, ri novamente desta vez dos meus pensamentos. Quando for embora... Poxa era tão bom a sensação de estar perto deles! A sua energia, alegria! Tudo era tão especial e único, que por um momento esqueci que uma hora teria que ir embora... De repente meu sorriso sumiu e suspirei alto encarando Tóquio uma última vez.

Ao chegar no aeroporto havia algumas fãs, mas estava mais calmo comparado a chegada, o Ji Young me guiou e não demorou muito já estava dentro do avião, esperei alguns minutos e os garotos chegaram, eu estava mais calma e nem estava tão nervosa como fiquei na ida, talvez por saber que estarei perto dos meninos me deixasse mais relaxada, mas ao ver o Jungkook fiquei agitada e acho que o meu nervoso agora tem outro nome, será que ele vai sentar ao meu lado novamente? Lembrei dos momentos fofos que tivemos... Ah céus ele não pode segurar minha mão na frente dos meninos! Eles pensaram besteiras e... Poxa o Jungkook está olhando para o assento ao meu lado! Mas o Tae que vinha a sua frente acabou se sentando e fiquei um pouco mais calma.

— Tudo bem menina tomate eu me sentar ao seu lado? — ele questiona e encaro o JK que nos observa com uma expressão séria.

— Claro que não tem problema. — Tae sorri com minha resposta e coloca sua mochila na parte de cima, Jungkook se senta no assento ao lado juntamente mais o Namjoon.

— Então não se preocupe menina tomate, qualquer coisa é só apertar a mão do taetae. — Tae diz piscando para mim e abro um sorriso acenando com a cabeça.

— Estou mais tranquila, a ida e também o passeio me deixaram mais relaxada com meu medo de altura. — Comento orgulhosa de mim mesma, e como previa não liguei muito quando o avião começou a subir e durante o voo fui tentando ordenar meus pensamentos, pensar no que sentia pelo Jungkook, mesmo que eu não tivesse problemas em relação ao meu passado, acho que não teria coragem para tentar algo com o kookie, poxa eu era apenas uma colegial! E ele era um idol! Eu ainda não entendo como ele gosta de mim... 

Apesar dos meus pensamentos conturbados consegui tirar um cochilo e me acordei quando já estávamos aterrissando, os meninos saíram primeiro e acenaram para mim.

— Te vejo em casa Ashrin. — diz Jungkook acenando com um belo sorriso, ah poxa nem me fale! Nem sei como vai ser, eu evitei até o presente momento não ficar a sós com ele, mas quando estivermos na casa vai ser inevitável!

— Ashrin, vamos. — Jin Young me conduziu para um carro diferente daquele que os garotos entraram e dentro de alguns minutos eu já estava na sala de estar dos meninos, nossa só faz uma semana que estamos fora, mas pareceu uma vida! Eu nem tinha notado que estava com saudades da Coreia, até o momento em que encarando as ruas e vendo coisas familiares, me fizeram perceber isso.

— Deixa que eu levo Ashrin. — Namjoon pega minha bagagem e gentilmente anda em direção ao corredor, o acompanho com minha mochila nas costas.

— Obrigada, Namjoon. — Agradeço e estranho está tudo tão calmo, o Namjoon deve ter notado minha expressão, pois o mesmo explicou:

— Os meninos estão desfazendo as malas ou dormindo, acho que é a segunda opção eles só ficam quietos quando estão dormindo. Ah falando nisso me desculpe Ashrin, eu sei que somos muito barulhentos. — Ele coça sua nuca com a mão livre e abro um sorriso, é muita fofura eu não aguento!

— Imagina Namjoon, eu gosto demais da energia de vocês. Eu que devo sempre pedir desculpas pela loucura que fiz. Mas confesso que as vezes fico tonta quando vocês falam ao mesmo tempo. — Comento fazendo o RM rir, paramos em frente ao quarto do JK, e o Namjoon bate levemente na porta escuto o mais novo dizer um pode entrar, eu subitamente fico nervosa. Calma Ashrin... Aja com naturalidade! Ele abriu a porta e deu passagem para eu entrar primeiro, eu me senti como na primeira vez que entrei neste quarto, o Jungkook estava mexendo em uma pequena cômoda perto da sua cama e estava de costa para nós, ele se virou rapidamente e sorriu em nossa direção.

— Ah oi hyung, Ashrin. — E com isso ele voltou para sua tarefa o Namjoon colocou a minha bolsa perto da cama e se encaminho para fora do quarto.

— Obrigada novamente Namjoon. — agradeci e ele apenas sorriu saindo do quarto, para não ficar pensando bobagens comecei rapidamente a desfazer a mala, uma vez ou outra olhava para o kookie que estava concentrado agora no seu computador, quando finalmente terminei, observei mais uma vez e notei que o Jungkook estava editando um vídeo e parecia ser da viagem.

— É um video da viagem? — minha boca proferi-o as palavras sem que eu notasse! Ele se virou e respondeu:

— Sim, quer dar uma olhada? — eu concordei e me aproximei, ele trouxe uma cadeira giratória e me sentei ao seu lado.

— Tem você nele espero que não se importe, e claro que não irei divulgar. — Comenta e fico tão encantada por ele ter gravado que nem respondo, ele registrou momentos lindos meus que nem tinha notado! Era eu e o Jimin sorrindo olhando para a paisagem, havia outro aonde estávamos no balanço eu o J-hope e o Namjoon.

— Ashrin? — ele me chama sorrindo.

— Hã? Ah desculpe é que estava tão concentrada! Nossa que hora foi que você chegou aqui que ninguém te viu? — pergunto surpresa, ele só pode ser ninja, porque nós três nem notados.

— Ah foi logo depois que vocês saíram, a paisagem estava tão bonita e vi vocês tão descontraídos que acabei gravando. — Ele responde e noto que suas orelhas estão um pouco vermelhas.

— Além disso eu tirei algumas fotos quer ver? — confirmo e ele rapidamente abre uma pasta, o mais engraçado é que havia uma com meu nome! O encarei surpresa. 

— Aaah é que cada um dos hyungs têm sua própria pasta, daí fiz uma sua... por questão de organização sabe. — JungKook responde se embolando nas palavras e suas bochechas ficam levemente vermelhas, eu rio, parece que não é só eu que estou nervosa.

— Hum entendo, bom vamos ver as fotos. — Ele confirma e abre a tal pasta, que por acaso está repleta de fotos! E eu ficou encantada pelo seu talento, as fotos ficaram lindas, as que estou sorrindo olhando a paisagem da torre são as melhores. Poxa que fofo, ele tirou tantas! Então o Jungkook realmente gosta de mim?! Acho que ainda não acredito. 

Até que chega em algumas nada bonitas... Aonde meu cabelo cobriu meu rosto, e algumas que estou com expressões estranhas. O encaro seria e o mesmo começa a rir.

— Bom sempre tem que ter as fotos zoadas. — Ele justifica dando de ombros e ainda rindo da minha foto, encaro a tela novamente e arregalo os olhos, estou horrível! Sei la parece que fui fechar os olhos e ele tirou a foto mesmo na hora!

— Ah não essa você tem que apagar! — exclamo e ele continua rindo negando, eu me aproximo para pegar o mouse, mas ele o afasta para eu não o alcançar rindo ainda mais do meu desespero, mas neste processo ia caindo em cima dele! O bom é que conseguir manter o equilíbrio, mas nossos rostos ficam bastante próximos, pois fiquei em sua frente um pouco curvada por causa da minha tentativa falha de pegar o mouse, ele gradualmente parou de rir e não sei o que deu em mim, mas fiquei lá o encarando, o mesmo engoliu em seco e uma voz surgiu no corredor. 

— Comprei pizza pessoal! — reconheci sendo a voz do J-hope, rapidamente voltei a me sentar sentindo meu coração bater forte.

— Aee pizza! — escutei o V dizer no corredor, Jungkook de repente se levantou e sem olhar para mim disse:

— Bom vamos jantar. 

— Hum vou daqui a pouco. — Digo e ele apenas confirma saindo do quarto, o que deu em mim?! Por que fiquei lá paralisada?! Bom é melhor eu ir tomar um banho e tentar esquecer  isso. O jantar foi animado como sempre e logo me retirei para dormir, estava cansada e amanhã já começaria novamente minha rotina e finalmente poderei retomar também para meu emprego de meio-período! Por causa de alguns problemas que o dono da loja de conveniência estava passando ele me dispensou por alguns meses, pouco antes dela loucura começar e com isso fiquei apenas com um emprego que é aos sábados, mas agora irei voltar das seis às oito nas segundas, terças e quartas. Preciso avisar para os meninos, mas infelizmente quando acordei os mesmos já haviam saído, nossa pensei que depois daqueles dias no Japão eles teriam alguns dias de recesso. Quando já estava arrumada e já saindo foi que reparei que tinha um recado na geladeira.

Ashrin tem comida na geladeira e armário, desculpa tivemos que sai cedo hoje! Tenha um bom dia! - BTS 

Guardei o poit-it comigo e tranquei a casa feliz saindo pela porta dos fundos, agora estava sempre tomando cuidado para não levar bronca do senhor Hee, por mais doido que pareça eu estava com saudades de ir para escola, acho que de fazer o caminho e observar as pessoas de Seul ou de ver minha melhor amiga, não sei. Quando entrei na sala a Vale correu na minha direção e me abraçou fortemente. 

— Aaaaah amiga eu estava com saudades! — ela exclamou feliz me soltando e assim que a encarei notei que também estava com saudades dela e lembrei do orfanato, ah minhas crianças! Eu preciso ir lá!

— Eu também, nossa foi só uma semana, mas sinto como se fosse meses. Bom me conta o que pedi? — perguntei já esperando as bombas de assuntos que tinham para aprender.

— Ah o professor Lee lembra dele? Ele vai se casar! Ah o Jinyoung se declarou para a... — Comecei a ri minha amiga é muito engraçada.

— Vale não era sobre esse tipo de novidade que estava perguntando! Era sobre os assuntos. — falei ainda rindo dela.

— Ah isso, bom aqui está minhas anotações. Mas me conta o que aconteceu no resto da viagem? — ela me questionou curiosa e peguei rapidamente seu caderno.

— Hum vai ter um teste de matemática daqui a duas semanas, ele explicou o resto do assunto, não foi? — perguntei tentando mudar de assunto e a vale estava me encarando com uma expressão questionadora.

— Kim Ashrin o que foi que aconteceu em? — questionou Vale e escutei a voz do nosso professor, sorri e ela reviro os olhos, senti meu celular vibrar e quando vi a mensagem meu sorriso se desfez. 

Voltou querida? Estude bastante e agora que está de volta na Coreia podemos nos encontrar! Que tal a amanhã?

Ignorei a mensagem e ainda com as mãos trémulas voltei a atenção para a aula, já perdi uma semana não posso me distraí, mas fica difícil depois dessa mensagem. Será que é mesmo o meu pai? Ou seria alguém fazendo uma pegadinha de mau gosto? Para Ashrin, foco! As aulas passam rapidamente e quando chega a hora do intervalo a Vale pula empolgada.

— Ótimo! Agora você irá me contar o que aconteceu! Vamos! — ela sai me arrastando, e suspiro derrotada, não sei como irei explicar para a Vale sem que ela surte bastante, e muito menos se terei coragem para falar! Afinal ainda não tinha proferido em voz alta sobre o acontecido e tinha até momentos que achava que tudo não passou de um sonho! Quando nos sentamos em uma das mesas mais afastadas das outras na cantina, eu respirei fundo e falei:

— Por favor, fique sentada e tente não surtar muito... — ela confirma e sei que no final a Vale vai surtar muito, afinal é da Valentina que estamos falando.


Notas Finais


Oiee more tudo bem? Apareci novamente aeee 😆😆 juro que tô tentando att com frequência, enfim finalmente os meninos e a Ashrin voltaram para a Coréia! E aí o que acharam do cap? Sinta-se à vontade para comentar. Bom é isso bjs da Val e até a próxima 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...