1. Spirit Fanfics >
  2. Marvel's Daredevil >
  3. Capítulo 2

História Marvel's Daredevil - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Capítulo 2


A igreja era o único lugar onde me sinto bem. Sempre venho para me confessar e pedir perdão.

-Padre, já comentei sobre o meu pai para o senhor.

-Não

-Bem, meu pai era um lutador, apanhava mais do que batia. Mesmo assim sempre foi respeitado, porque toda luta ele apanhava e apanhava, mas sempre se rerguia.

-Seu pai parecia ser um homem forte

-Sim, ele era. Teve uma época que ele foi um dos principais lutadores dessa cidade, mas a idade chega para todos, o corpo fica lento, é mais difícil perder gordura e outros fatores. Mesmo com todos esse problemas, ele continuava. E os adversários tinham medo dele, porque as vezes ele levava pancadas tão fortes que acabavam liberando algo dentro dele, algo com a força de um demônio. Quando isso acontecia, ele partia para cima do adversário e o encurralava no ringue e dava golpes cada vez mais fortes. Hehe, ele nunca foi nocauteado.

Fico em silêncio. Consigo ouvir orações de alguns fiéis pedindo cura e prosperidade.

-A questão padre, é que sinto esse demônio dentro de mim. Uma vontade absurda de lutar sem parar. Eu não me orgulho disso, por isso vim pedir perdão pelo que fiz ontem e pelo que vou fazer hoje, amanhã e pelo resto de minha vida…

_Trilha de abertura_

https://youtu.be/zKNUN6B4MZA

Era um dia quente na cozinha do inferno. Só haviam duas pessoas no escritório da Nelson & Murdock, Karen Page e Franklin Nelson, mais conhecido como Foggy. Sei disso pelo perfume da Karen e pelo cheiro da loção de Foggy. Subo as escadas rapidamente e abro a porta.

-Olha só quem chegou. - Foggy diz enquanto fecho a porta.

-Bom dia para você também Foggy.

-Bom dia Matt. - Karen Page era nossa secretária aspirante a jornalista, afinal ela sempre tinha fontes confiáveis sobre determinado assunto.

-Bom dia Karen. - digo enquanto ando até minha mesa

-Matt, temos um caso importante, então se prepare.

-Quem nós vamos defender?

-Um peixe pequeno que foi pego num esquema, porém ele quer ajudar nas investigações dizendo tudo que sabe.

-E que tipo de esquema ele foi pego?

-Trafico de crianças. - Karen diz enquanto olha para Foggy.

Alguns meses atrás, Mickey, uma garotinha que conheci na academia Fogwell foi sequestrada para ser vendida. Desde então, venho lutando para acabar com esse esquema. Só espero que ele realmente saiba de alguma coisa, e que ninguém o mate primeiro…

-Bem, vamos assumir o caso. - Digo enquanto ajeito meu óculos

-Otimo, esse caso pode dar a visibilidade que a Nelson & Murdock merece. Karen caso alguém apareça, diga que os melhores advogados desta cidade estão ocupados.

Foggy estava ansioso para este caso, só espero que esse bandido saiba de alguma coisa. Em alguns minutos, chegamos a delegacia onde o réu estava preso. Estavam interrogando ele, mas o interrogatório estava um pouco estranho…

"Melhor você ficar com essa boca fechada"

Os policiais que estavam interrogando o suspeito saem da sala, logo em seguida eu e Foggy entramos.

-Boa tarde senhor Jeff

Foggy estava nervoso.

-Boa tarde senhor, eu sou Matthew Murdock e esse é meu parceiro Franklin Nelson. Nós somos seus advogados.

Sento numa cadeira e coloco meus braços sobre a mesa. Foggy pergunta coisas básicas, como: Onde ele estava quando foi preso, há quanto tempo trabalhava na gangue.

-Como é o modus operandi dessa gangue que você faz parte? - Pergunto

-A gente pegava crianças e adolescentes que estavam com os pais. Primeiro a gente agredia o pai ou a mãe e depois pegava a criança. Então pediamos uma quantia em dinheiro dos pais para um "resgate". Eles deixavam o dinheiro num beco e a gente pegava e não devolvia a criança.

-Então quer dizer que não é uma gangue, mas sim um verdadeiro esquema criminoso. - Ele não estava mentindo

-Sim.

-Você sabe quem comanda esse esquema?

-Ninguem sabe o nome do cara, só o apelido.

-E qual é o apelido?

-Rei do Crime, ele comanda tudo nessa cidade, dizem que ele tem até alguns federais na lista de pagamento.

Fico intrigado do motivo dele estar entregando tudo tão facilmente.

-O senhor recebeu alguma ameaça nessas últimas horas? - Pergunto

-Ameaças? Eu já tô morto cara. Quando vocês saírem daqui, eles vão mandar alguém pra minha cela, então bang! Foi uma boa vida, dinheiro fácil é o melhor dinheiro que tem. Eu me diverti bastante com algumas adolescentes que a gente sequestrou.

Meu sangue ferve de raiva com essas palavras, como o ser humano pode ser tão podre?

-Acho que é só isso. - Foggy se levanta da cadeira.

Me levanto e saio da sala. Durante o caminho de volta ao escritório, fico pensando em tudo que ouvi naquela sala. E agora sei contra quem estou lutando.

A previsão do Jeff se confirmou, alguém invadiu a cela dele na noite passada. Não foi um bang, fizeram ele sofrer e muito. Primeiro o espancaram, então o enforcaram. Poucas pessoas sabem o que aconteceu. A imprensa não foi informada, e a delegacia emitiu uma nota dizendo que vão investigar. Mas eu sei que não fazer isso. E pensar que tudo isso está sendo comandado por apenas um homem, e ninguém sabe quem ele.

_Trilha de encerramento_

https://youtu.be/yIbE-ZUHsQs



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...