História Masochistic Love - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Lemon, Originais, Romance, Yaoi, Yuri
Visualizações 235
Palavras 1.972
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Orange, Poesias, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá! Trago mais um capítulo para vocês, espero que gostem!

Capítulo 13 - Capítulo 13


Fanfic / Fanfiction Masochistic Love - Capítulo 13 - Capítulo 13

 Ryan Pov

Depois de toda aquela cena, eu e Ede fomos para minha casa jogar uns jogos.

- Você conhece o garoto que estava sendo sequestrado? - Perguntou enquanto jogava.

- Eu não prestei muita atenção!

- Eu prestei! Era um garoto ruivo!

Arregalei os olhos e soltei o controle, fazendo ele cair no chão.

- O que houve cara?

- Nada! Preciso ir ali! - Me levantei e fui até a porta.

- Ali aonde?

- Depois eu conto!

Sou barrado por minha mãe, que apareceu na porta do quarto com uma xicara em mãos.

- Vai sair? - Perguntou.

- Vou falar com o vizinho!

- Que bom! Aproveita e pedi uma xícara de acuçar, seu pai ainda não deu o dinheiro da feira!

- Ele é um inútil! - Peguei a xícara e saí do meu apartamento para ir no prédio vizinho, se não me engano o apartamento de Ângelo é quase o mesmo número que o meu, pois fica no mesmo andar.

Entro no prédio e vou falar com o porteiro.

Ângelo Pov

Chegamos em casa com um clima muito pesado, ficou muitas perguntas entaladas em minha garganta.

- Eu vou tomar banho e dormir! Pode varrer o apartamento?

- Posso sim! - Fui até a sala assistir qualquer coisa.

Ryan Pov

- Eles se mudaram para cá ontem! - Falei na tentativa do porteiro lembrar quem é.

- Ah! É o apartamento cinquenta e quatro! - Olhou na cardeneta.

- Obrigado! Não precisa avisar que estou subindo! - Corri para o elevador e apertei o número cinco.

Quando as portas do elevador se abriram eu procurei o número cinquenta e quatro, quando achei me posicionei para bater na porta.

Ângelo Pov

Escuto alguém bater na porta, o porteiro não avisou que tinha alguém subindo, será que é algum vizinho? Fui até a porta e abri, dando de cara com Ryan.

- Ângelo! - Falou sorridente.

- Oi Ryan! - Falei seco

- Pode me emprestar uma xícara de açucar?

- Posso! - Peguei a xícara e entrei para ir na cozinha pegar o açucar.

- Ângelo? Foi você o garoto que o cara agarrou hoje na praça.- Entrou na cozinha

Engoli em seco e arregalei os olhos.

- Como assim? - Me virei para não encarar Ryan.

- É que eu vi um garoto ruivo sendo sequestrado por um homem, parecia muito você!

- Não fui eu! Não sai do apartamento hoje! Estamos arrumando a bagunça da mudança!

- Eu vi você da minha janela!

- Como assim sua janela?

- Equece! Obrigado pelo açucar! - Pegou a xícara na minha mão, fazendo nossas mãos se tocarem, uma sensação estranha percorreu minha espinha.

- Por nada! - Soltei a xícara e Ryan foi até a porta da sala.

Quando ele saiu eu fechei a porta e fui para o sofá, imaginando que o toque foi algo romântico.

Ryan Pov

Assim que Ângelo fechou a porta eu pensei no jeito que ele me tratou, com certeza está chateado comigo, mas não posso fazer nada.

Voltei para meu aparmento e continuei jogando com Ede.

Ângelo Pov

(18:00)

Recebo uma mensagem de Bruno.

" Como você está? Os meninos voltaram?"

" Não! Amanhã te exlpico melhor no colégio!"

" Lucas está te chamando para tomar sorvete, se você puder sair de casa claro!"

" Posso sim! Passo ai de seis e meia"

" Beleza! Vou tomar banho enquanto isso!"

Bruno Pov

Encerrei a conversa com Ângelo e encarei Lucas, que estava sentado na cama olhando a roupa que ele trouxe de casa para irmos tomar sorvete.

- Precisa de tudo isso para tomar sorvete?

- Não gosto de sair desarrumado! - Guardou a roupa na bolsa e veio até mim.

- Vou tomar banho! - Falei me levantado da cadeira da penteadeira.

- Eu te espero aqui! - Sentou na cadeira.

Fui até o armário e peguei uma toalha limpa, pois minha mãe lavou todas as usadas. Fui para o banheiro e tranquei a porta.

Lucas Pov

Assim que Bruno entrou no banheiro eu fiquei tendo varios pensamentos, ele pelado tomando banho comigo, dando beijos quentes e gostosos enquanto a água escorre por nossos corpos nus.

Desde o primeiro dia que aquele desgraçado do Thales me apresentou Bruno eu senti uma sensação estranha, um frio na barriga, coração acelerando, foi bem estranho.

Quando rolou nosso primeiro beijo eu já tinha certeza que estava apaixonado por Bruno, acho que ele também pensa o mesmo, não consigo me imaginar longe do meu amor.

- Terminei! - Saiu do banheiro um tempo depois.

- Vou indo! Coloca a toalha na porta?

- Coloco! Vai tomar banho logo, Ângelo vai chegar aqui e tu ainda está se arrumando!

- Calma! - Entrei no banheiro com pressa e deixei a porta encostada.

Entrei no box e liguei o chuveiro.

Sheylha Pov

Passei o dia todo deitada na cama fazendo muitos nadas, era para ser domingo da minha vida, mas não foi, graças a uma mensagem de Ryan.

"Vamos tomar sorvete? Eu pago?"

"Tomar sorvete essa hora?"

"Sim! Seis e meia eu passo ai!"

Corri para o banheiro e tomei um banho bem tomado, para tirar esse cheiro de suor, quando terminei voltei para o quatro e abri o armário.

Qual roupa usar? Eis a questao. Peguei meu vestido rosa curto com algumas flores brancas.

- Vai sair filha?

- Sim! Minhas amigas vão tomar sorvete!

- Por que você não leva sua irmã?

- Deus que me dibre! Se eu andar com ela as pessoas vão achar que somos seguidores de satã.

- Não fale assim da sua irmã! Vocês nunca vão se dar bem! - Saiu do quarto.

Fui até a gaveta pegar minha melhor calcinha e sutiã, preciso me arrumar toda, cada detalhe.

Quando vesti minha roupa fui até minha penteadeira e comecei me maquear, passei sombra, batom, pó, rímel e tudo que tinha para me deixar mais bonita do que eu já sou.

Quando terminei de me arrumar me olhei no espelho e desci para esperar Ryan.

- Que gata! - Falou assim que chegou na porta.

- Obrigada! Você também está um gato! - Falei olhando cada detalhe na roupa dele.

Ryan usava uma calça jeans branca, uma camisa polo laranja com listras azuis e um sapato da adidas.

- Vamos! - Estendeu a mão.

Peguei na mão dele e fomos até a sorveteria.

Katarina Pov

Hoje faz um ano que meu filho morreu, nem nasceu e já morreu, tudo culpa daqueles dois, Ryan e Sheylha, se não fosse por eles, hoje eu teria meus filhos aqui comigo, foi por isso que passei dois anos bolando minha vingança, e pode ter certeza que ela vai ser maligna.

Ângelo Pov

Cheguei na casa de Bruno no carro da minha mãe.

- Não chegue tarde em casa!

- Tudo bem mãe!

Minha mãe fez a volta e eu fui até a porta de Bruno, bati duas vezes até escutar alguém vim até a porta.

- Oi Ângelo! - Vanessa falou assim que me viu.

- Oi Vanessa! Vim chamar Bruno!

- Bruno! - Gritou - Pode entrar! - Deu passagem para eu passar.

Fiquei perto da escada até que Bruno e Lucas apareceram, bem arrumados e cheirosos.

- Vamos logo antes que feche! - Bruno falou

- Cuidado garotos, hoje é domingo e a rua

fica esquisita para andar tarde

- Só vamos tomar sorvete e voltar, vai ser rápido!

- Vamos! - Bruno abriu a porta e saiu de casa, sendo seguido por eu e Lucas.

Ryan Pov

Chegamos na sorveteria e procuramos uma boa mesa para sentarmos, a lanchonete estava pouco cheia, sentamos em uma mesa perto da janela de vidro.

- Vai pedir agora? - Perguntei a Sheylha.

- Vou! - Olhou o cardápio.

Fiquei encarando a porta, estava sentindo algo estranho.

Ângelo Pov

Depois de andar um pouco, chegamos na sorveteria, que estava bem cheia por sinal.

- Onde vamos sentar? - Lucas perguntou vendo todas as melhores mesas lotadas.

- Tem uma alí no meio! - Bruno foi até a mesa, seguimos ele.

Sentamos na mesa e olhamos o cardápio.

Sheylha Pov

Terminei de olhar o cardápio e chamei a garçonete.

- Qual vão querer?

- Eu quero o duplo de pêssego com canela! - Falei vendo uma imagem do sorvete que pedi.

- Eu quero um duplo de cereja com pêssego!

- Anotado! Logo logo o pedido sai.

- Tudo bem querida!

Olhei para a multidão na sorveteria e bem ni meio de tudo, consegui enxergar cabelos ruivos, não acredito que esse garoto está nos seguindo.

- Algo errado Sheylha? - Perguntou.

- Não!

- Você está com uma cara não muito boa.

- Besteira minha! Vamos esperar o pedido! - Falei olhando para os cabelos ruivos.

Ângelo Pov

Nosso pedido chegou até que rápido, sorvetes coloridos e saborosos.

- Vocês deviam pedir o de melancia com maça! - Bruno falou dando uma garfada no sorvete.

- Estou feliz com meu morango simples! - Lucas falou.

- Eu também estou feliz com meu pêssego com morango!

- O que houve Ângelo? Os meninos ainda estão te caçando?

- Não! Tudo isso foi encomendado, mas já foi resolvido, agora estou livre! - Dei um sorriso de leve.

- Que notícia maravilhosa! - Lucas deu um sorriso enorme.

Rimos juntos.

Sheylha Pov

Não dar para fingir que está tudo bem, esses idiotas estão rindo sem parar, acho que estão rindo de mim, dizendo " Ryan comeu Ângelo e fica com uma menina".

Me levantei da mesa e ajeitei o vestido.

- Vai aonde Sheylha? - Perguntou enquanto saboreava o sorvete.

- Vou ao banheiro! - Fui até onde Ângelo estava.

Cheguei lá e dei um tapa na mesa.

- Oi Ângelo! - Mostrei um sorriso falso.

- O que você quer? - Perguntei seco.

- Só vim aqui te dizer que se você pensa que pode rir de mim só pelo fato do Ryan ter te comido, você está enganado!

- Você está louca? Em que país isso aconteceu? Nunca tive nada com Ryan!

- Louca? Ainda não! Mas se você quer! - Peguei o pote de sorvete dele e esfreguei no rosto dele.

- Mas o que é isso? - Um dos garotos se levantou.

Ângelo Pov

Sheylha pegou meu pote de sorvete e esfregou no meu rosto.

- Mas o que é isso? - Bruno se levantou com raiva.

- Fica na tua ai viadinho! - Falou esfregando a mão suja de sorvete na cara de Bruno.

- Você não fez isso! - Bufou.

- Fiz sim e se reclamar faço de novo! - Debochou.

- Vem fazer então! - Pegou o pote de sorvete que estava comendo e esfregou no cabelo dela, melando o rosto e o vestido.

- VIAAADO! - Gritou.

- Me respeita que você não me conhece! - Acertou um tapa tão forte que fez ela virar a cara e paralisar na mesma posição.

- Sheylha? O que está havendo aqui? - Ryan puxou ela.

Um monte de gente estava olhando para nós, eu fiquei sem reação na cadeira, não sabia como agir.

- Vamos pagar a conta e sair daqui! - Lucas falou pegando a carteira.

Fomos até o caixa, pagamos nossa conta e saímos da sorveteria.

Ryan Pov

Levei Sheylha e levei para o banheiro, comecei limpar o rosto dela com papel toalha.

- O que aconteceu la fora? Por que brigou com aquele garoto.

- Não quero falar nada! Apenas me leve para casa, preciso de um banho!

- Tudo bem!

Saimos do banheiro, pagamos a conta e fomos até a casa de Sheylha.

Quando chegamos, ela abriu a porta e entrou sem se despedir, resolvi ir embora.

Sheylha Pov

Entrei na banheira e deitei minha cabeça.

Seja lá quem seja aquele garoto, ele vai pagar, assim como Ângelo.




   Continua


Notas Finais


Espero que tenham gostado! Até o proximo! ❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...