História Matando A Saudades - (One Shot, Taehyung) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Kim Taehyung (V)
Tags Bts, Taehyung
Visualizações 741
Palavras 4.114
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Matando A Saudades.


Fanfic / Fanfiction Matando A Saudades - (One Shot, Taehyung) - Capítulo 1 - Matando A Saudades.

(S/N) P.O.V's On

Segunda, 7:00AM

Mais uma manhã que eu acordo sem você, mais uma manhã que eu queria você ao meu lado..

Mas hoje isso irá mudar.

Empolgada levanto da cama e caminho em direção ao banheiro, assim que entro no banheiro, me olho no banheiro e vejo em como os meus olhos estavam vermelhos.

Deixe me explicar para eu estar com o rosto assim. Bom, hoje o meu esposo iria voltar para a Coréia do Sul depois de uma turnê na América do Norte. Eu quase não conseguia dormir por estar ansiosa.

Mas hoje eu iria matar a minha saudade de Kim Taehyung, não só eu mas como a nossa filha de apenas três aninhos de idade chamada Kim Tae Ha.

O nome de nossa pequena Taehyung que escolheu, quando nossa filha nasceu parecia que ele sabia que nome dar para a nossa pequena. E eu acho este nome muito bonito, assim como o pai.

Sou interrompida pelos os meus pensamentos quando eu escuto a porta do meu quarto ser aberta e a voz doce de nossa menina fazer presente no cômodo.

- Mamãe.

Eu rapidamente saio do banheiro para dar atenção a minha pequena.

Taeha estava deitada na cama como se tivesse nas nuvens, uma cena muito fofa. Que pena que Taehyung não chegou ontem de noite, ele iria adorar ver nossa filha agindo assim.

- Bom dia pequena. -- Eu disse me deitando ao lado da mesma, Taeha me abraçou apertado.

- Cadê o papai? -- Ela perguntou.

- O papai esta vindo minha filha, daqui algumas horas vamos buscá-lo no aeroporto. -- Eu disse.

Taeha sorriu e eu também.

- Eu não vejo a hora de abraçar o papai e encher ele de beijinhos. E principalmente brincar com ele! -- Ela disse e eu ri -- Mamãe, será que eu conto para o papai do meu namorado?

O segredo meu e de Taeha surgiu dois meses depois que Taehyung foi fazer a turnê. Eu sinceramente acho tão fofinho o namoradinho da Taeha, eu apoiei esse "relacionamento" mas eu não sei se Taehyung iria aceitar ou não.

Eu aceitei por brincadeira para não magoar Taeha, mas talvez Taehyung leve esse assunto um pouco a sério. Eu espero que ele não fique bravo e leve na brincadeira igual a mim.

- Conte quando você estiver pronta. -- Eu respondi passando minha mão delicadamente nos cabelos lisos e castanhos de Taeha.

- Vou contar hoje. -- Ela diz e ri -- Mamãe você tem muito bafo.

Eu ri junto com a mesma, Taeha com certeza é filha de Taehyung. Puxou tudo do pai, porque tem um senso de humor incrível.

- Mamãe vai se trocar e depois eu vou te trocar, aí vamos tomar café da manhã e ir buscar o papai. -- Eu disse e ela assentiu.

Taeha saiu dos meus braços e desceu da cama empolgada e saiu do meu quarto, eu sorri mais uma vez e me levantei da cama.

~ No Mesmo Dia ~ 8:23AM

Já havia me trocado, e eu estou vestindo: Um croped com listras azul, branco e ciano. Uma legging preta e uma bota preta.

Agora estava terminando de vestir Taeha, ela já havia tomado o seu banho matinal.

- Mamãe depois que buscarmos o papai, podemos tomar sorvete? -- Taeha perguntou assim que terminei de vestir a mesma.

Ela esta vestindo: Uma regata rosa, que estava amarrada em um laço na barriga. Um short branco e uma sapatilha branca.

Estávamos no verão, e como praticamente vamos ir para o aeroporto às 10:00AM. Neste horário iria começar a esquentar, caso Taeha sentir frio eu estava levando um blusinha.

- Mamãe posso passar maquiagem? -- Ela perguntou.

- A mamãe passa para você tá bom. -- Eu disse e ela assentiu sorrindo.

Taeha era mimada demais por mim e Taehyung, mas não temos culpa de amar tanto nossa filha. Nós dois somos rei e rainha e ela é a nossa princesa.

- Mamãe eu quero passar batom rosa. -- Ela disse enquanto eu pegava suas maquiagens.

Ela ainda era uma bebe, então suas maquiagens não são escuras iguais as minhas. Taeha, apenas tinha um rímel incolor, blush e muitos batons.

- Taeha sente aqui. -- Pedi para a mesma.

Ela levantou da cama e veio empolgada sentar na cadeira de sua pequena penteadeira. Abri o rímel incolor e como ela é espertinha, fechou os olhos e eu comecei a passar o rímel nos cílios da mesma.

- Mamãe, os meninos da escola dizem que eu sou uma princesa. -- Taeha disse e eu sorri.

- Mas você é uma princesa, a mais linda de todas. -- Eu disse e ela sorriu.

- O Minho fica com cara feia mamãe, e eu disse para ele que cara feia é fome e ele riu de mim. -- Ela diz.

Taeha realmente puxou o pai.

~ No Mesmo Dia ~ 9:15AM

Eu e Taeha havíamos terminado de comer fazia alguns minutos, agora eu estava colocando a mesma na cadeirinha.

O sol estava muito radiante essa manhã, com certeza o dia será muito quente. 

Termino de colocar a Taeha na cadeirinha, então eu fecho a porta do carro e dou a volta no mesmo logo entrando no carro e sentando no banco do motorista.

Fecho a porta do carro e aperto o botão para a garagem abrir, enquanto ela abria. Eu ligo o carro.

- Mamãe coloca a música do grupo do papai. -- Taeha pediu e eu assenti.

Liguei o rádio e em alguns segundos começou a tocar uma música, mudei a música e começou a tocar "Anpanman".

- Anpanman! -- Taeha cantou e começou a imitar um super-herói, eu ri e tranquei as portas e dei a partida no carro.

~ No Aeroporto ~ 10:15AM

Depois de um hora, havíamos chegado ao aeroporto. O meu celular aptava desde quando era 10:00AM mais ou menos, sabia que era Taehyung perguntando aonde estávamos.

Eu não respondi pois estava na estrada e eu tinha medo de bater o carro, mas agora estava estacionando o mesmo.

- Mamãe chegamos? -- Taeha perguntou empolgada.

- Sim pequena. A mamãe já esta indo até você. -- Eu disse assim que desliguei o carro, tirei as chaves e destranquei as portas do carro.

Abri a porta do carro e fui até aonde Taeha estava.

Abri a porta e comecei a soltar os cintos da cadeirinha. Já solta, Taeha pediu colo e eu peguei a mesma no colo.

- Vamos encontrar o nosso cantor favorito. -- Eu disse e ela sorriu comemorando.

Caminhei até a entrada do aeroporto.

E assim que entrei de longe avistava Taehyung vindo com os meninos.

- Filha, olha o papai ali. -- Eu apontei para que Taeha visse.

Taeha sorriu e gritou:

- Papai!

Taehyung olhou para a frente pois estava distraído mechendo no celular, assim que viu nós duas. Ele começou a correr igual a uma criança.

Assim que Taehyung chegou perto de nós duas, pegou Taeha no colo e ficou rodando. A risada da nossa pequena era tão gostosa de se ouvir, nós dois acompanhamos a risada da mesma.

- Papai estava morrendo de saudades de vocês. -- Taehyung disse assim que parou de rodar Taeha.

- Mamãe e bebê também. -- Taeha respondeu e nós rimos, Taehyung deu um beijo na bochecha da mesma e olhou para mim.

- Oi meu amor. -- Ele disse e me deu um selinho.

- Eca! -- Taeha diz.

Nós separamos o selinho rindo.

- Vocês demoraram, eu já estava quase indo embora com os meninos. -- Taehyung disse voltando a pegar a mala.

- Estávamos ficando bonitas para o papai. -- Taeha diz e Taehyung ri.

(.......)

Entramos no carro e Taehyung dirigiu desta vez.

- O que vocês fizeram quando eu estava fora? -- Ele perguntou enquanto olhava a estrada.

- Bagunça. -- Eu respondi e Taehyung riu.

- Papai eu ganhei parabéns da professora por causa de um desenho. -- Taeha disse e ele sorriu.

- Parabéns filha, mais tarde eu quero ver o seu desenho. -- Taehyung disse.

- E também papai, eu e a mamãe queríamos ir na sorveteria. -- Taeha disse alegre.

- Eu vou também, só que primeiro papai tem que tirar o chulé do corpo porque fiquei uma noite inteira dentro do avião.

Taeha riu e disse:

- Papai fedorento. -- Ela disse e eu acompanhei a risada de Taeha, Taehyung também riu.

~ Em Casa ~ 11:36AM

Entramos dentro de casa e Taehyung não pensou duas vezes e já se jogou no sofá.

- Que saudade da minha casa. -- Ele diz e eu ri.

Taeha foi correndo para ficar em cima do papai.

Tirei as botas e vi que Taehyung ainda estava de tênis e já reclamei:

- Tira o sapato. -- Eu disse.

- Nem cheguei e já esta reclamando. -- Ele respondeu e eu ri. Desculpe Taehyung, mas eu precisava dizer.

- Papai! -- Taeha chamou -- Vai tomar banho para irmos logo, porque mais tarde eu vou brincar com você.

A mesma saiu de cima do mesmo e foi correndo para as escadas logo subindo a mesma.

- Tô indo. -- Ele falou sozinho e levantou do sofá.

Tirou os sapatos enquanto olhava para mim.

- Pronto querida. -- Ele diz e eu ri, ele também.

- Coloca a meia na máquina, você é rico mas sei que não tira essa meia do pé desde sábado. -- Eu disse parando de rir.

- De você eu não estava com saudades não. -- Ele disse tirando a meia, eu cruzei os braços indignada.

Ele sorriu e me puxou pela cintura.

- É brincadeira. -- Ele disse e me beijou.

Eu retribuí o beijo, Taehyung tinha pedido passagem com a língua e eu cedi colocando minhas mãos em sua nuca.

Logo lembramos que Taeha poderia descer a qualquer momento e reclamar do Taehyung por estar demorando.

Separamos o beijo e Taehyung foi até a área de serviço, eu peguei o tênis do Taehyung e coloquei no hall.

~ Na Sorveteria ~ 12:42PM

- Papai isso não é um sorvete. É um monstro. -- Taeha disse assim que Taehyung veio até a mesa com um sunday gigante.

- Comprei para a gente dividir. -- Ele respondeu assim que sentou na cadeira.

Taehyung tem pegou uma mania com a nossa família, de sempre querer dividir alguma coisa comigo e com a Taeha. Eu acho tão fofo quando ele faz isso.

- Foto em família. -- Ele disse colocando o celular no alto.

Todos fizemos poses e Taehyung tirou cinco fotos.

- Vamos comer o sorvete antes que derreta. -- Taeha diz e nós rimos. Taehyung deu as colheres para nós duas e nós começamos a devorar o sunday gigante que o Taehyung comprou.

(.......)

Por incrível que pareça nós três comemos tudo o sorvete, só tinha a vasilha de vidro vazia em nossa frente.

- Faltar na escolinha valeu a pena. -- Taeha disse e eu e Taehyung rimos.

- Eu nem lembrei que você tinha aula hoje. -- Eu disse rindo.

- Obrigada papai do céu por fazer minha mãe esquecer. -- Ela diz e rimos.

- Vamos no parquinho? Aproveitar que ainda temos tempo para ficar na vaga. -- Taehyung sugeriu e nós duas concordamos.

Levantamos da cadeira da sorveteria e pegamos na mão de Taeha, Taehyung já havia pagado o sorvete então apenas saímos da sorveteria.

O parquinho era de frente para a sorveteria então era só atravessar a rua.

~ Quebra de Tempo ~ 19:00PM

Já estava de noite e todos estavam cansados, Taeha principalmente. Brincou tanto comigo e Taehyung que agora mesmo adormeceu no sofá enquanto assistia desenho.

Eu e Taehyung ficamos fazendo o jantar, mas estava quase dando errado. Eu sei cozinhar, mas o Taehyung mais atrapalha do que ajuda.

- Taehyung o que você esta fazendo? -- Eu perguntei.

- Ué! Tô cortando a carne que você pediu pra cortar. -- Ele respondeu, eu olhei para as carnes cortadas e ri.

- Meu bem, porque algumas estão finas e as outras estão grossas? -- Eu perguntei rindo, ele olhou para as carnes e fez careta sorrindo.

- Pelo menos eu cortei! -- Ele disse também rindo.

- Jesus Taehyung. -- Eu disse colocando a mão na testa rindo, mas logo me acalmei -- Frita elas e corta com a tesoura. Porque se não vai engasgar a Taeha, você e eu.

- Tá bom.

Ele largou a faca e abriu o armário de panelas e pegou uma frigideira, eu desliguei a panela do arroz e fui pegar o macarrão que estava no escorredor.

Não demorou nem dois minutos e Taehyung já estava fazendo desastre com a comida.

- CADÊ A TAMPA?! -- Ele perguntou desesperado e eu só ria, o óleo da carne estava espirrando.

Eu peguei o meu celular e comecei a filmar.

- AMOR ME AJUDA! -- Ele pediu enquanto procurava a tampa.

Assim que ele achou a tampa, rapidamente colocou na frigideira e depois colocou a mão do coração como sinal de alívio, ele olhou para mim e depois para o celular.

- Queima o meu filme mesmo. -- Ele disse mas logo começou a rir junto comigo.

Eu parei de filmar e coloquei o celular no balcão.

20:34PM

Já havíamos terminado de comer, e agora todos estávamos na sala assistindo um desenho. Bob Esponja, eu e Taehyung por incrível que pareça nunca deixamos nossas mentes de criança e quando a Taeha nasceu, praticamente viramos criança junto com ela.

- Pequena, cadê o desenho que você ia mostrar para o papai? -- Taehyung perguntou para a Taeha que levantou do sofá com pressa.

- Eu guardei dentro da revista da mamãe. -- Ela respondeu pegando a revista mas deixou cair por ser pesada para a mesma.

Taehyung ergueu o braço e pegou a revista, Taeha subiu no sofá e ajudou o pai procurar o desenho.

- É esse. -- Ela disse e Taehyung pegou a folha sulfite dobrada.

Assim que ele abriu a folha, ele sorriu mas ao mesmo tempo fez cara de confuso. Eu olhei também o desenho e já sabia o porque dessa cara, Taeha tinha desenhado a nossa família junto com o namoradinho dela.

- Esse homenzinho orelhudo é você, essa menina de cabelo curto é a mamãe e essa sou eu. -- Taeha explicou o desenho.

- Lindo filha... Mas quem é esse menino?

- Meu namorado. -- Ela respondeu e Taehyung olhou para mim na hora, eu olhei para o lado disfarçando.

- Filha você sabe o que é namorar? -- Taehyung perguntou e ela assentiu.

- Namorar é quando um menino pede a menina para eles viverem juntos felizes. -- Ela explicou do jeito dela.

- Como ele se chama? 

- Minho, mas eu chamo de Minzi. -- Ela respondeu com a voz mais fofa do mundo.

- Ele é bonito. -- Taehyung disse rindo da fofura da filha.

Eu sabia que Taehyung iria levar ao lado da brincadeira igual a mim, mas depois sabia que ia perguntar sobre o menino e porque eu não contei.

- Quantos anos ele tem pequena?

- 4. -- Ela respondeu fazendo "4" com os dedos.

- Você já beijou ele? -- Taehyung perguntou e ela negou, um alívio foi o que ele sentiu.

- Papai eu tenho nojo de beijo. -- Ela diz e eu ri.

- Obrigado Deus. -- Ele disse baixo e eu ri ainda mais.

- Mamãe disse que o papai dele é bem bonito, eles tem o mesmo nome. -- Taeha disse e Taehyung olhou para mim sério.

- É mesmo (S/N)? -- Ele perguntou.

- Eu só queria ser educada. -- Eu me defendi e Taeha riu.

- É brincadeira papai. Viu mamãe como o papai é bobão e ciumento. -- Ela disse rindo, eu ri também.

Taehyung fez cara de ofendido por causa das palavras da Taeha, mas logo se recompôs e começou a rir junto com a gente.

- Vocês duas são minhas e o papai ama muito vocês. -- Taehyung disse e derruba nós duas e começa a fazer cócegas.

~ Quebra de Tempo ~  22:21PM

- E eles viveram felizes para sempre. -- Eu terminei de ler o livro e quando eu fui olhar para Taeha ela já havia adormecido.

Eu sorri e dei um beijo na testa da mesma, me levantei da poltrona e cobri a mesma com o cobertor. Coloquei o livro na cômoda e saí do quarto da mesma o mais silencioso o possível.

Fechei a porta e fui para o quarto onde eu e meu amado dormíamos, o som do chuveiro dominou o quarto. Taehyung tomava banho de porta aberta, claro que só quando Taeha esta dormindo, ou seja, apenas de noite.

Fechei a porta do quarto e fui ao banheiro, Taehyung estava de costas enquanto lavava o cabelo.

- Eu tô muito cansada. -- Eu disse olhando no espelho vendo a minha cara de cansada.

- Toma um banho, talvez te deixe um pouco confortável. -- Taehyung respondeu.

- Certo, vou esperar você terminar. -- Eu disse e eu ouvi a risada dele, mais era diferente essa risada.

- Meu bem, eu estou te chamando para tomar banho comigo. -- Ele disse e abriu o box de vidro.

- Você já esta acabando. -- Eu disse e ele fez cara de "vem logo".

Eu por derrotada comecei a tirar a roupa, Taehyung fechou a porta do box.

Depois que a Taeha nasceu, eu ganhei dois quilos e durante esses anos eu perdi os dois quilos que ganhei. O meu peito ficou grande por causa do leite, mas aos poucos ele voltou ao normal.

Meu corpo estava bem enforma para uma mulher de quase vinte e sete anos, sim eu casei nova. Assim como Taehyung, só que ele é dois anos mais velho que eu.

Estava prendendo o meu cabelo em um coque quando eu senti um abraço por trás e beijos em meu pescoço. Sorri e sem querer o meu cabelo soltou e eu segurei as mãos de Taehyung.

- Continua linda. -- Ele disse.

- Obrigada amor. -- Eu agradeci pelo o elogio.

Taehyung nunca foi cafajeste comigo, nem quando brigamos. Taehyung me ama tanto que não tem nem coragem para dizer coisas ruins sobre mim, até mesmo bravo.

- Vem. -- Ele diz e me puxou com delicadeza para dentro do box, a água do chuveiro estava quente.

Ficamos debaixo da água, como se o momento fosse apenas nossos. Eu senti tanta falta do Taehyung.

Não demorou nem dois segundos e nós já estávamos nos beijando, era um beijo tão bom, apaixonante e perfeito para o clima. Sentia falta de ter meu marido me beijando e me tocando como sempre fazia quando estava presente desde quando éramos simples adolescentes.

- Eu quero matar a saudade com você (S/N). -- Ele disse durante o beijo, separei para que ele possa dizer -- Vamos fazer amor debaixo d'água.

Eu sorri e eu assenti, Taehyung desceu as mãos que estavam em minha cintura e foi para a minha bunda. Onde ele apertou fazendo um pequeno gemido sair.

- Eu estava com saudades de te tocar assim. -- Ele disse em meu ouvido, sua voz estava rouca e isso me deixou um pouco excitada.

- E eu estava com saudades dos seus toques. -- Eu respondi, senti Taehyung sorrir.

- Me beija amor. -- Ele pediu e olhou para mim, sem pensar duas vezes eu comecei a beijar Taehyung e ele retribuiu meu beijo.

Taehyung desceu os beijos da minha boca até o pescoço, os seus lábios tocando aquela parte sensível que sempre me deixava arrepiada pelo os seus toques. 

- Tae... -- Eu disse gemendo baixinho.

Ele sabia que eu estava arrepiada, então ele mordeu algumas partes do meu pescoço e isso me excitou muito.

- Amor...

Taehyung parou de dar atenção para o meu pescoço e me deu mais um beijo, minhas mãos desceram o corpo inteiro de Taehyung até chegar no pênis do mesmo que por sinal estava ereto.

- Você me deixa louco de tesão. -- Ele sussurrou no meu ouvido e mordeu o meu lóbulo.

Minhas mãos tocaram o pênis de Taehyung e sem demora comecei a masturbar o mesmo.

- Hum.. -- Ele gemeu rouco em meu ouvido.

Acelerei os movimentos e Taehyung aos pouco foi jogando a cabeça para trás. Ele estava controlando os gemidos para não acordar Taeha, sabia que mais tarde eu também iria fazer a mesma coisa e isso é praticamente impossível.

- Amor, quero que use sua boca. -- Taehyung pediu.

Eu desci o corpo, até ficar de joelhos.

Quando eu fiquei de joelhos, eu segurei o pênis de Taehyung e sem demora abocanhei o mesmo.

- Ah~... -- Escutei ele arfar.

O pênis do Taehyung era muito grande, as vezes incomodava o tamanho mas depois de nove anos juntos eu me acostumei. Mas a minha boca era pequena, então o que não cabia eu masturbava e isso deixava tudo mais prazeroso.

- Isso amor... -- Taehyung gemeu rouco.

Senti suas mãos fazendo um rabo de cavalo em meu cabelo e a sua cintura mover um pouquinho, mas não ao ponto de me fazer engasgar.

Deixei Taehyung ditar do jeito que ele queria, e ele entendeu o recado e começou a movimentar mais ainda a cintura mas tentava não me fazer engasgar por causa do tamanho. Taehyung é muito cuidadoso, e eu amo isso.

- (S/N)... Eu vou gozar... -- Ele disse e eu olhei para o mesmo, Taehyung estava com a cabeça para trás.

Voltei minha atenção para o pênis do mesmo, eu voltei a ditar. Escutei o som das mãos de Taehyung batendo na parede para se apoiar.

Eu parei de chupar e comecei a masturbar. Cada ida e volta, eu via o seu pré-gozo e eu estava louca para sugar cada gota que sair dali.

Então foi o que eu fiz, e com esse ato Taehyung gozou em minha boca.

- Humm... Shit. -- Ele gemeu ofegante.

Eu tirei o membro de Taehyung da boca e vi a cabecinha do pênis do mesmo suja com a própria esperma.

Eu subi o corpo e Taehyung me puxou para um beijo. Eu ainda não tinha engolido a esperma do mesmo, então Taehyung me beijou sentindo o próprio gosto.

Segundos depois não sentia mais aquela água gelada caindo sobre a minha cabeça. Taehyung segurou minhas pernas e em um pulo eu estava no colo do mesmo.

Em passos cegos, nós saímos do banheiro e logo Taehyung me deitou na cama e desceu os beijos para o meu pescoço e foi descendo até a minha barriga.

Em um ato de surpresa, Taehyung começou a me chupar.

- Awn... -- Eu gemi fechando os olhos.

Sua língua parecia que estava escrevendo um redação para um professor, ela se mexia com lentamente e com rapidez.

Mas não durou mais dez segundos e sua boca foi substituída pelo o seu pênis. Eu coloquei a mão na boca para não gemer muito alto, Taehyung puxou o lençol e cobriu nossos corpos e depois começou com o trabalho.

- Quero que gema apenas para mim (S/N). -- Ele sussurrou em meu ouvido, eu assenti.

Taehyung colocou as mãos ao lado do meu corpo e acelerou os movimentos. Eu queria tanto gemer, mas eu também não queria acordar Taeha.

- Tae..  -- Eu gemi e ele me beijou.

Meus gemidos ficaram ausentes graças a Taehyung.

Mas logo tivemos que separar por falta de ar, vindo dos dois. Taehyung acelerou os movimentos e com isso resultou sons de corpos se batendo e isso poderia acordar Taeha.

- Taehyung a Taeha.. -- Eu tentei dizer mas eu não consegui porque um gemido escapou.

- Não se preocupa. -- Ele respondeu ofegante -- Humm!

Taehyung estava tão rápido nas estocadas que eu podia sentir a qualquer momento que eu iria gozar logo logo...

E eu estava certa.

- Tae, eu acho que... -- Eu disse e ele olhou para mim.

Senti suas mãos tocarem a minha e entrelaçar nosso dedos, nos beijamos e sem querer acabamos trocando de posição fazendo eu ficar por cima e ele por baixo.

Aproveitei o momento e comecei a cavalgar em Taehyung.

Separamos o beijo e vi ele jogando a cabeça para trás.

- Awn. -- Eu gemi manhosa.

Separamos nossos dedos e as mãos de Taehyung foram para a minha cintura, ele ditou os movimentos e aquela sensação gostosa ficou presente em mim.

Eu iria gozar a qualquer momento.

- Tae, eu não tô aguentando.. -- Eu disse em seu ouvido.

- Goze para mim meu bem, goze em meu pênis. -- Ele diz e eu não aguentei e cheguei ao meu apice.

Taehyung continuou me estocando até chegar ao ápice dele, mas eu estava sensível então as vez doía.

Senti o meu corpo parar e Taehyung se ajeitar na cama. Ele começou a mover a cintura rapidamente fazendo o som das suas estocadas ficarem altas.

- Taehyung! -- Eu gemi pela dor mas ele ignorou e continuou.

Vou dar prazer ao meu esposo, então seja forte (S/N).

- Ah, (S/N)! -- Ele gemeu rouco e um pouco alto.

Senti algo dentro de mim, suspeitei que ele talvez tenha gozado dentro de mim. Então iria ter que tomar pílula do dia seguinte.

Taehyung saiu de dentro de mim e me deitou na cama com cuidado, ele estava ofegante e suado, eu também não era diferente.

- Agora eu me sinto completo. -- Ele disse e nós rimos.

- A cama esta molhada, se eu tivesse força eu estaria reclamando muito. -- Eu disse e ele assentiu.

- Vem cá. -- Ele diz me puxando para deitar no troco do mesmo. Eu deitei.

(.........)

Ficamos assim por alguns minutos, eu estava fazendo desenhos imaginários no peito de Taehyung enquanto ele praticamente estava dormindo.

Eu percebi isso e eu deixei dois selares na boca do mesmo, ele sorriu e fez biquinho. Beijei novamente.

- Eu te amo (S/N). -- Ele disse.

- Também te amo Tae. -- Eu retribuí o meu amor.

Não demorou nem dois minutos e eu já estava dormindo junto com o mesmo que roncava.


Notas Finais


Comentem o que acharam da minha one shot com o Taehyung, é a segunda one shot que eu escrevo com muitas palavras.
E para ser sincera, isso cansa!
Mas eu amo escrever e ler fanfics, eu espero que vocês leiam e deixem o favorito nesta fanfic 🌸

Talvez tenha um bônus...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...