História Matando A Saudades - (One Shot, Taehyung) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Kim Taehyung (V)
Tags Bts, Taehyung
Visualizações 542
Palavras 1.373
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Bônus: Novo Membro da Família.


Fanfic / Fanfiction Matando A Saudades - (One Shot, Taehyung) - Capítulo 2 - Bônus: Novo Membro da Família.

(S/N) P.O.V's On

~ 1 Mês Depois ~

Sábado, 10:00AM

Era hoje, e eu estou muito nervosa e feliz ao mesmo tempo. Era hoje que eu iria contar para o Taehyung e para a Taeha que vamos ter mais um membro para a família.

Fazia duas semanas que eu descobri que estava grávida, eu fiquei feliz quando eu vi os resultados do exame de sangue e os testes de gravidez. Eu agradeci mentalmente por aquele remédio não ter funcionado porque eu queria ter mais um filho, Taehyung também mas ele não imagina que o nossos desejo se aproximou tão rápido.

Hoje Taehyung teria que ir na empresa dele discutir sobre o novo álbum que o grupo iria lançar, provavelmente ele passaria o dia fora e isso me deixa aliviada.

- Mamãe eu amo as suas panquecas. -- Taeha disse.

- Obrigada pequena. -- Eu agradeci e sorri.

Depois que terminarmos de tomar café, Taehyung ia trabalhar e eu iria convidar Taeha para me ajudar a comprar algumas coisas, eu estava pensando em fazer uma surpresa para o Taehyung do que contar que estou grávida logo na cara.

Não iria ter clima, entendi?

- Papai, mais tarde vamos tomar sorvete? -- Taeha perguntou.

- Desculpe pequena, hoje papai vai ter que trabalhar. Amanhã nós vamos tomar quantos sorvetes você quiser. -- Taehyung disse e ela sorriu assentindo.

- Falando em trabalhar, eu tenho que ir.

Taehyung levantou da cadeira e deu um beijo em nós duas, ele estava apressado.

- Tchau! -- Ele gritou e fechou a porta.

Eu esperei alguns segundos até ouvir o som do carro, porque eu não sei como. Mas Taehyung consegue ouvir as coisas tão bem e isso iria estragar a surpresa.

Quando escutei o som das rodas do carro, eu olhei para Taeha sorrindo.

- Pequena quer sair com a mamãe agora? -- Eu perguntei.

- Eu quero mamãe. -- Ela respondeu empolgada.

Eu sorri e me levantei, Taeha fez o mesmo. Eu peguei ela pelo o colo e fui em direção as escadas logo subindo a mesma.

~ No Mesmo Dia ~ 12:09PM

~ Lojinha de Bebês ~

Assim que entramos na lojinha Taeha já perguntou confusa:

- Mamãe porque estamos aqui? Eu não sou mais um neném.

Eu sorri e abaixei o meu corpo ficando na altura da mesma.

- Pequena você é muito nova para entender, mas eu vou te dizer. -- Eu disse -- O papai ama tanto a mamãe, e a mamãe ama tanto o papai. E eles tem um amigo, esse amigo se chama cegonha e a cegonha trouxe um presente para eles. Uma sementinha, quando eu recebi o presente eu fiquei muito feliz, mas o papai ainda não viu este presente e hoje eu vou contar para o papai.

- Qual é o presente mamãe? -- Ela perguntou curiosa.

- Você vai ter um irmãozinho. -- Eu disse e ela sorriu.

- Que legal mamãe! Eu sempre queria ter um irmãozinho, eu vou poder brincar com ele quando eu quiser e vou poder abraçar ele quando ele crescer e ficar da minha altura. -- Ela disse e eu sorri, o sorriso mais feliz que você poderia imaginar.

Eu levantei o meu corpo e peguei na mão de Taeha.

- Vamos comprar algumas coisas para receber o nosso neném. -- Eu disse olhando para Taeha, ela assentiu.

~ Quebra de Tempo ~

~ Em Casa ~ 18:27PM

Eu e Taeha voltamos para casa fazia uma hora, e sim passamos o dia fora de casa. Não foi apenas para comprar coisas para o nosso neném, também tomamos sorvete e fomos brincar no parquinho.

Agora eu e Taeha estávamos decorando o quarto onde eu e Taehyung dormimos, estamos colando alguns balões na parede. Na verdade eu estava porque Taeha não alcança, ela ficou arrumando a caixinha onde colocou o sapatinho branco de bebê e também o meu teste de gravidez.

- Mamãe o que é esse papel com muitas letrinhas? -- Taeha perguntou, eu olhei para ela e vejo que estava com o meu exame de sangue.

- A cartinha que a cegonha deixou para a mamãe. -- Eu respondi.

- Como você consegue entender? Lonalohi... -- Ela diz tentando ler, que fofinha.

(..........)

Terminamos de fazer a surpresa e ficou tão bonito, eu tinha feito uma carta para o Taehyung dizendo que ele era um bom esposo e que o amor dele trouxe mais um membro para a família.

- Mamãe eu quero que o papai chegue logo. -- Taeha diz.

- Eu também pequena. -- Eu digo -- Vamos fazer alguma coisa para que o papai não desconfie.

- Brincar de boneca! -- Ela diz alegre, eu assenti e ela me puxou para o quarto da mesma.

(.......)

Eu estava rindo junto com Taeha por causa da nossa brincadeira com as bonecas, estava tão divertido.

- Nossa mamãe você vai engasgar o neném assim. -- Taeha disse e pega a mamadeira de brinquedo e dá para a boneca.

- Você vai esmagar a sua neném se ficar assim. -- Eu disse e Taeha olhou para a boneca dela onde ela estava sentada, rimos.

Escutamos a porta de entrada bater e paramos de rir.

- (S/N), TAEHA? -- Taehyung gritou no andar de baixo.

Taeha sorriu, pois sabia que era a hora da surpresa.

- Aqui em cima! -- Eu gritei e não demorou nem um segundo e já ouvia passos na escadas.

Voltamos a brincar para fingir que nada estava prestes acontecer.

- Oi~. -- Taehyung disse e nós olhamos para a porta.

- Papai! -- Taeha levantou do chão e foi abraçar o pai.

Taehyung pegou Taeha no colo e retribuiu o abraço com tanto carinho.

- Vocês fizeram alguma coisa enquanto eu estava fora? -- Taehyung perguntou colocando Taeha no chão.

- Saímos para brincar, né mamãe? -- Ela perguntou olhando para mim, eu assenti.

- Legal. -- Tae diz -- Papai vai tomar um banho e depois eu fico com vocês.

- Ta bom. -- Taeha respondeu e ele saiu da porta do quarto e foi até o nosso quarto.

Meu coração acelerou na hora e Taeha começou a pular de ansiedade.

- Vamos Taeha. -- Eu sussurrei e nós fomos até o quarto.

Assim que entramos no quarto, Taehyung estava lendo atentamente a carta mas eu via que ele queria chorar. Mas eu não sei se era de felicidade ou não.

Taehyung terminou de ler a carta e olhou para nós duas, estávamos sorrindo e nervosas ao mesmo tempo, pelo menos eu estava.

- Amor... -- Ele disse e pegou a caixinha e abriu. 

Assim que viu o sapatinho junto com o teste de gravidez, começou a chorar.

- Papai não chora. -- Taeha disse e ele olhou para nós duas.

- Papai esta chorando de felicidade pequena. -- Taehyung diz e vem até nós duas, eu abracei o mesmo e ele retribuiu e chorou no meu ombro.

Eu também comecei a chorar, porque ele ficou feliz com a notícia. Eu já esperava que ele ia gostar.

- Eu te amo, eu te amo, eu te amo. -- Ele dizia.

- Eu também meu amor. -- Eu disse fazendo carinho no cabelo do mesmo, Taehyung separou o abraço e segurou minha bochecha delicadamente e selou nossos lábios.

- Eu e a mamãe escolhemos o sapatinho. -- Taeha disse.

Taehyung separou o nosso beijo, eu sorri e enxuguei as lágrimas do mesmo.

- Você escondeu de mim já faz um mês. -- Ele disse -- Como eu não percebi?

- Porque eu não te contei. -- Respondi o óbvio e ele riu, eu também -- Você gostou meu bem?

- Eu amei. -- Ele respondeu.

Senti a mão do Taehyung em minha barriga.

- Você quer menino ou menina? -- Eu perguntei e ele sorriu.

- Já que temos uma menina, eu queria um casal. -- Ele disse e eu sorri.

- Taeha e eu também queremos menino. -- Eu disse.

- Fizemos com a janela fechada então temos mais chances. -- Taehyung disse e eu ri.

(A: A minha bisavó dizia que se fizemos bebês com a janela fechada é menino. E se fizemos com a janela aberta é menina).

- Tae, não importa se vir menina ou menino. Vamos amar nosso filho de qualquer jeito. -- Eu disse e ele assentiu sorrindo.

- Eu te amo. -- Ele disse novamente e olhou para Taeha -- Eu amo vocês três.

- Também amamos o papai. -- Taeha respondeu abraçando a perna do mesmo, Taehyung riu e pegou ela no colo.

- Pequena você quer escolher o nome? -- Taehyung perguntou.

- Vamos colocar o nome de Taehyun. -- Taeha disse e eu e Taehyung sorrimos.

- Então vamos ter um Taehyun.

(S/N) P.O.V's Off


Notas Finais


Este foi o bônus, ele ficou curtinho e fofo.
Mas é que esse capítulo promete!

Comentem e favoritem a fanfic, obrigada por ler 🌸


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...