1. Spirit Fanfics >
  2. Matando Karyna a Grito >
  3. Do u want me crawling back to you?

História Matando Karyna a Grito - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Não levem muito a sério kkk tô tentando fazer algo que seja legal

Capítulo 1 - Do u want me crawling back to you?


Eu saí do apartamento dele, meio sem reação, eu não esperava que as coisas acontecessem como foi, para minha surpresa eu não chorei e nem falei nada, mas meu coração se despedaçou por dentro, uma voz já me dizia que tudo acabaria de uma forma bem ruim, querendo ou não, a voz da Rosalya estava certa. Eu não sabia o que fazer, eu queria muito correr para os braços dele de volta e fingir que tudo estava bem, como fiz da última vez.

- Onde você está?

- Literalmente na porta da casa dele.

- Vai pelo menos pra um lugar que ele não te veja se resolver ir atrás de ti.

- Ele não vai vir atrás de mim.

- Foda-se, melhor ainda.

Tive que ligar para Rosalya, ela não fingiu nenhuma surpresa mas fiz o que ela mandou, fui ao elevador e desci, não pretendia nunca mais voltar naquele lugar.

- Vem pra minha casa – disse Rosalya.

- Acho melhor não, tenho que fazer uns trabalhos ainda.

- Faz aqui, eu já colei, cola de mim.

Ela me convenceu, eu precisava de alguém e mesmo que tivéssemos brigado a pouco tempo, ela era minha melhor amiga, ninguém além dela me entenderia. Rosalya abriu a porta pra mim, parecia aborrecida, com raiva dele e de mim, mas me abraçou e me levou com muita paciência pro quarto dela.

- Então.... o que aconteceu? – Ela só queria que eu admitisse tudo o que ela já tinha me falado.

- Ele quis terminar, disse que não me ama e que talvez nunca tivesse me amado

- Ele é um idiota – Disse ela vindo me abraçar – Tanta piroca boa nessa cidade e tu escolhe logo essa.

Eu ri, não dá pra não rir perto dela. Não tocamos mais no assunto o resto da noite, para Rosalya a melhor formar de superar é tratando como se não fosse nada, ela fez o máximo para me distrair e tentar me deixar mais alegre, até fez meu trabalho comigo, eu realmente não sei o que seria de mim sem ela. Eu acabei dormindo por lá mesmo, e de lá indo para a escola junto dela, inclusive vestindo as roupas dela, estava me sentindo uma gostosa, mas eu não estava preparada para vê-lo de novo, meu coração ainda estava completamente despedaçado, no fundo eu sabia que ele tinha me trocado de novo, eu sempre fui bem estupida achando que ele magicamente mudaria.

- Oi Karyna -  Nathanael chegou perto de mim, meio sem jeito.

- Oi...

- Queria te pedir desculpas....

- É... já passou, tá? Não quero ficar remoendo o que aconteceu...

E eu lhe digo o que aconteceu:

Flashback on

Um dia antes

Melody queria comemorar por termos chegado até o último ano, todo mundo estava feliz, não tinha sido fácil, nosso segundo ano do ensino médio foi completamente a distância e ninguém aguentava mais, e o fato de podermos nos ver novamente era um alivio, tudo estava começando a caminhar perfeitamente bem. De última hora todos estavam na casa do Nathanael, os pais dele haviam saído e para estragar qualquer coisa que fosse planejada pela Melody, Amber chamou todos pra casa dela antes, apesar disso a Melody pareceu não se importar nem um pouco, só queria curtir.

Eu cheguei mais tarde do que os demais, não estava muito afim de ir mas sentiria que iria me arrepender se não fosse, pela primeira vez usaria o vestido que havia ganhado do meu até então namorado, eu esperava que ele fosse e enfim pudesse me ver usando.

Não era a primeira vez que tinha ido na casa do Nathanael, ela é grande e muito bonita mas mesmo já tendo visitado antes me senti perdida lá dentro, mandei uma mensagem pra Rosalya:

- Vai vir na festa?

- Não, vou ficar em casa pra ver se meus pais me liberam pra passar o próximo fim de semana fora.

- Agora eu tô sozinha aqui, sua corna.

- Problema teu, vai atrás do Alex.

Fui fazer o que falou, a casa que normalmente é bem quieta e organizada estava uma zona, gente pra tudo o que é lado e completamente bêbados, procurei Alex por todos os cantos mas não consegui achar. Nathanael veio em minha direção e me deu um baita abraço:

- Que bom que você veio, achei que não viria – disse ele rindo muito e olhando pro lado

- Você tá bem? – Ele tava porre, não entendendo nada com nada, claramente não estava bem.

- Melhor impossível -  Ele estava péssimo – Alias, que vestido lindo, né?

- Obrigad... – Ele me cortou a minha fala

- Uma pena que quem te deu não veio, ele nem liga pra você mesmo, deve estar com outra agora.

Eu congelei, não tinha ideia que ele sabia sobre o vestido e sobre quem me deu, pensei que ele havia falado por estar bêbado mas mesmo assim não entendia.

- Você sabe que ele te trai toda hora, deveria deixar ele -  Começou a encostar em mim – deveria ficar comigo, eu nunca espalharia tuas fotos – E então ele vomitou tudo nos meus pés

Subi até o banheiro, eu estava puta, vomitada e sem saber o que fazer. Enquanto me limpava fiquei pensando em tudo o que havia ouvido, não queria ficar mais ali e então mandei mensagem e fui até o apartamento do meu (ex) namorado.

Flashback Off

Só segui o meu caminho, acho que ele nem lembrava o que tinha feito e parecia estar em uma ressaca gigantesca. Entrei na sala, fui para meu lugar e não fiz questão de falar com ninguém mas Alex veio até mim:

- Oi, Rosalya me contou o que aconteceu, se eu soubesse que iria para a festa eu teria ido atrás de ti

- Não tem problema... Eu acho que foi melhor assim

- Foi melhor para a senhora se livrar dele né, mas enfim, te trouxe um suquinho pra ver se te da uma impressão de que tu tá viva – Eu ri, não aguento a forma de como ele cuida de mim –

- Obrigada, você é perfeito.

As aulas acabaram e eu só queria ir embora, mas ele me parou

- Quero falar contigo

- Eu não quero

- Por favor, deixa só eu falar – fiquei parada, olhando nos olhos, esperando uma resposta -  Eu sei que fui muito grosso ontem, não deveria ter falado aquelas coisa até por que não eram verdade, eu amo você e você sabe disso, mas eu não estava em um dia bom, eu traí você com minha ex mas juro que não vai se repetir, você sabe que eu sou um idiota e você sabe que eu faria tudo por você...

- Terminou?

- Não... eu preciso de você, quero você, ela é passado, um passado que eu não quero mais lembrar, você conhece ela e sabe como ela pode manipular os outros e..., acabou me manipulando...

Eu saí andando, ele ficava falando atrás de mim e eu fingia não ouvir, só parou quando viu Rosalya me esperando.

- Eu espero que você se lembre do o quanto eu te ajudei quando você precisou – Disse sussurrando no meu ouvido – Eu ainda amo você. – Falou isso e saiu andando.

- O que ele queria contigo? – Perguntou Rosalya puta da vida.

- Pedir desculpas e queria voltar

- E você teve uma recaída, né?

- Não...

- Acho bom mesmo

Fui para casa, perdida em pensamentos, eu sabia que ele não me amava, era sempre isso, sempre dava essa desculpa para que voltássemos, mas eu queria ele de volta, chegava a ser viciante. Assim que cheguei em casa deitei na minha cama, olhei para cima e pensei “como alguém poderia ser tão bom e tão ruim para mim ao mesmo tempo?”

- Ainda quero falar com você – Eu havia bloqueado o número dele, então chegou uma mensagem de um outro número que eu não conhecia.

- Eu ainda amo você, posso ir na sua casa? – Ele insistia em mandar mais e mais mensagens até que eu resolvi responder

- Não pode

-  Não adianta, eu já estou aqui – Eu me tremi toda, “que psicopata” pensei, mas ele não mora muito longe e ele poderia muito bem usar meu irmão como desculpa caso eu não fosse falar com ele -  pode abrir a porta pra mim?

Abri a porta, ele sorriu, me beijou, eu não parei.

Fomos até meu quarto, mandei mensagem para a Rosalya:

- tive uma recaída.

 


Notas Finais


Você por aqui... quem diria!

Gostaria bastante da sua opinião, fico feliz em recebe-la


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...