História Math - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias TWICE
Personagens Chaeyoung, Dahyun, Jihyo, Jungyeon, Mina, Momo, Nayeon, Sana, Tzuyu
Tags Dubchaeng, Jeongmo, Mitzu, Sahyo, Twice
Visualizações 95
Palavras 1.560
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, LGBT, Orange, Romance e Novela, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Demorei, mas voltei

Capítulo 12 - Acordo felino


 Dahyun corria pela casa dando risada da cara de Chaeyoung.

A baixinha já estava lhe perseguindo fazia uns cinco minutos e ainda não havia lhe alcançado. Porém, a Kim não tinha mais certeza se a Son lhe perseguia ou só fugia do Hércules, afinal, aquele projeto de leopardo havia voltado a querer atacar a pobre baixinha.

A perseguição prosseguiu até o lado de fora, quando foram ver já estavam perto da piscina.

Como era de se esperar, quando você está correndo enquanto ri, ou enquanto foge de um gato, é mais do que óbvio que você cairá mais cedo ou mais tarde. Foi o que aconteceu com as duas, escorregaram no chão molhado e caíram na piscina.

- Dahyun eu juro que te mato!- Chaeyoung começou a nadar em direção a mais velha.

- Calma, calma- a Kim se pronunciou enquanto saía da piscina e enfim parava de rir- Trégua até eu buscar uma toalha pra você se secar, ok?

A baixinha ia protestar, queria matar logo a ruiva, porém observou seu pijama branco e o mesmo estava encharcado, ou seja, estava praticamente transparente. Corou quase no mesmo instante e desistiu de sair da piscina para matar a Kim, não queria que ela notasse seu pijama nesse momento.

- Tá bom- Son enfim se deu por vencida- Trégua até você me trazer uma toalha

- Ótimo, eu já volto ChaeChae- a mais velha mandou um beijo no ar antes de voltar para dentro de casa.

- ChaeChae, essa é boa, eu vou enfiar esse ChaeChae no...- um miado cortou sua fala.

Chaeyoung se virou assustada e viu Hércules na beira da piscina, o gato, por milagre, não parecia querer lhe atacar. Dessa vez o gato apenas a olhava com uma expressão diferente, parecia uma expressão de julgamento.

- Que foi Jaguatirica do inferno? Tá me olhando assim só porque eu estava perseguindo sua dona?

O gato nada disse, permaneceu com a mesma expressão.

- Olha, eu tive motivos para estar querendo matar a Dahyun!- a menor se defendeu- Ela me beijou sem o meu consentimento!

Hércules a olhava agora com cara de nada.

- Tá bom, tá bom! Não foi um beijo, foi só um selinho, mas mesmo assim eu não queria!- o animal pareceu ter arqueado uma sobrancelha- Tá, eu me rendo! No fundo eu queria um selinho dela, feliz?!

O gato agora parecia estar com uma expressão vitoriosa no rosto.

- Mas ela nunca vai saber, está me ouvindo?- Hércules a olhou e revirou os olhos- Para de agir assim! Parece que você está me julgando e ao mesmo tempo parece que está possuído!

O animal deu um miado frustrado.

- Olha, entenda que eu não posso admitir isso pra ela! Eu devia odiar a Dahyun!- a baixinha voltou a se defender- Ela me deu motivos!

Agora Hércules havia feito um combo: revirou os olhos, aparentemente arqueou uma sobrancelha e soltou um miado irônico, parecia até que estava falado "Jura?" porém de forma sarcástica.

- Okay, okay! Talvez seja por um motivo bobo- o gato voltou a arquear a sobrancelha- Chega! É por um motivo bobo, está feliz gato do demo?! Eu odeio Kim Dahyun por um motivo idiota!

O animal parecia ter ficado feliz que a baixinha enfim havia admitido.

- Mas eu não vou falar isso pra ela- a expressão do gato ficou séria de novo- Nem adianta mais, você não vai me manipular projeto de esfinge!

A baixinha começou a nadar para longe do gato, queria distância do animal. Devido ao fato de estar desligada para tudo em volta, não notou uma certa figura loira se aproximando da piscina.

- Oi baixinha!- a tal figura acenou.

Son quase teve um ataque quando se virou na direção da voz, aquela mulher era a mesma doida do dia anterior. Oficialmente Chaeyoung não estava com sorte hoje, primeiro Hércules enfia sua unha em seu pulso e agora a doida que lhe convidou para o banho ontem voltou.

Como essa maluca ainda está aqui? Será que Dahyun não viu que tem uma desmiolada rondando a casa?

A baixinha pensou enquanto viu a mulher chegar mais perto da piscina.

- Gosta de nadar?- a loira perguntou e não obteve resposta- Vou nadar com você

Chaeyoung entrou levemente em pânico quando a mulher deu um sorriso sacana. Seu desespero aumentou mais quando a loira começou a tirar a roupa para ficar apenas de langerie.

Como não tinha muita saída a baixinha optou por sua única possível salvação: Hércules

Nadou sorrateiramente para perto do gato novamente, como era de se esperar o animal a olhou com cara de tédio.

- Olha, eu sei que você deve estar bravo comigo, mas afasta essa maluca de mim, por favor- a baixinha implorou- Eu te faço qualquer coisa

O gato ficou lhe encarando, era óbvio que estava tentando expressar o que queria.

- Quer que eu não seja grossa e nem queira matar a Dahyun o resto do final de semana?! Quer que eu seja fofa com ela?!- o gato pareceu concordar com a cabeça- Mas nem pensar! Eu nunca vou fazer isso!

- Baixinha!- escutou a voz da mulher loira lhe chamar, parecia estar perto- Vamos jogar um jogo muito divertido

- Tá bom! Eu topo, prometo ser fofa com a Dahyun e tratar ela bem- Chaeyoung viu que o gato parecia esperar mais alguma coisa- Se eu não cumprir o prometido você pode me atacar, agora me tira dessa, por favor!

O gato pareceu sorrir e pulou na água, começou a caminhar da direção da loira e pulou no cabelo da mesma. Chaeyoung não podia estar mais aliviada, o gato topou seu acordo.

- Ei, calma Hércules- a mulher começou a rir- Você caiu aqui sem querer? Foi isso fofinho?

Son ficou bem quietinha no canto da piscina, estava torcendo para que essa doida varrida tivesse esquecido sua existência.

- Vamos, vou te secar, você deve estar com frio- a mulher começou a sair da piscina com o gato em mãos.

Enquanto a loira estava indo para dentro de casa com o gato, Dahyun estava voltando com uma toalha.

- Maninha, o Hércules caiu na piscina- a loira falou enquanto fitava a Kim- Vou secar ele, ok?

- Okay- a menor sorriu- Só toma cuidado, ele costuma ficar meio bravo quando está todo molhado

A loira apenas assentiu e entrou na casa, enquanto Chaeyoung assistia a cena um pouco confusa.

- Aquela doida de pedra é sua irmã?!- a baixinha questionou quando viu a Kim se aproximar.

- É sim- Dahyun ajudou a menor a sair da piscina antes de lhe entregar a toalha- E pra você estar chamando ela assim ela deve ter ficado tirando um barato com você, o que ela fez?

- Ela me convidou pra tomar banho com ela ontem!- a baixinha acompanhava a Kim para dentro de casa- E hoje eu nem sei qual seria meu destino cruel

- Destino cruel?- a mais velha começou a rir- Não ia ter destino cruel, ela é inofensiva, só gosta de dar esse "susto" nas novas visitas, minhas amigas já passaram por isso também e tiveram reações parecidas

- É?

- Sim, Jeong chegou a se esconder em um armário, Sana me chamou alegando que uma tarada tinha invadido a casa, já Jihyo deu um pequeno tapa na minha irmã- Dahyun soltava leves risadas ao lembrar do ocorrido.

O resto do caminho até o quarto foi em silêncio, Dahyun ficou esperando a menor do lado de fora do quarto, afinal, era mais do que óbvio que a mais nova estava constrangida e ficaria mais ainda se a maior lhe observasse enquanto trocava de roupa.

Após Chaeyoung ter colocado uma roupa seca, a mais velha enfim pode entrar no quarto. Dahyun estava achando que havia algo errado, Chaeyoung estava muito calada e não parecia querer lhe matar.

- Você não vai querer me matar de novo?- a Kim brincou.

Querer eu quero, mas eu fiz um acordo com aquele gato do submundo

Pensou a baixinha.

- Não, desisti- mentiu- Agora me sinto calma e de bem com a vida

- Isso é bom, acho que vou aproveitar seu bom humor pra te contar algo sobre o trabalho de história

- Ele é muito grande?- Chaeyoung já sentiu desânimo ao pensar nisso, estava torcendo que não fosse grande.

- Bom, na verdade...- Dahyun riu de nervoso- Ele não existe, eu menti

- O que?- a menor perguntou baixo, já queria voar no pescoço da Kim, porém tinha medo do carrasco felino aparecer do nada.

- Eu menti- a Kim repetiu- Desculpa, era a única forma de ter uma desculpa para você passar o fim de semana aqui, era o único jeito de te trazer aqui

DESGRAÇADA, EU TE MATO KIM DAHYUN!

Pensou a menor.

- Ah, não tem problema, tá tudo bem- respondeu com um falso sorriso- Não vou ficar brava com isso

- Tá legal, isso dá medo- a mais velha se afastou levemente- Quem é você e o que fez com a Chaeyoung resmungona?

Resmungona?! Eu nem resmungo tanto assim!

- Eu só estou tentando ser legal- se aproximou da Kim e a abraçou- Não posso?

- A-ah, pode sim- pela primeira vez era a Kim que estava ficando corada e não a baixinha.

- Então eu vou ser muito fofa com você unnie- a menor beijou sua bochecha.

 - Definitivamente você não é a Chaeyoung


Notas Finais


Espero que tenham gostado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...