História Maybe - Jikook - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Drama, Jikook, Jimin, Jungkook, Kookmin, Musica, Romance, Yaoi
Visualizações 394
Palavras 3.103
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Sobre esse capítulo...
Boa leitura!

Capítulo 12 - Cap. 11 - Maybe... someday


Fanfic / Fanfiction Maybe - Jikook - Capítulo 12 - Cap. 11 - Maybe... someday

Park

Oh, Deus. 

Ele está fazendo aquela coisa de novo. A coisa fascinante. Quando eu o vi tocar seu violão como no passado, era antes de eu saber que ele não podia se ouvir tocar. Eu pensei que talvez ele só tocava desta maneira para obter um ângulo diferente sobre as cordas, mas agora eu sei que ele faz isso para que possa sentir a música melhor. Eu não sei por que, mas sabendo isso me faz amar assisti-lo ainda mais.

Eu provavelmente deveria estar trabalhando nas letras, mas vê-lo tocar a música inteira, sem uma vez abrir os olhos. Quando ele termina, eu rapidamente olho para baixo para o meu caderno, porque eu sei que ele está prestes a abrir os olhos e olhar para mim. Eu finjo que estou escrevendo, e ele vira seu violão da maneira correta, então se inclina para trás contra o meu armário e começa a tocar a música de novo.

Concentro-me nas letras e penso sobre o que ele disse. Jungkook estava certo. Eu não estava pensando sobre o fato de que um bad boy estaria cantando elas. Eu estava focado em derramar os meus sentimentos no papel. Eu fecho meus olhos e tento imaginar Jungkook cantando a música.

Tento imaginar como seria ser honesto sobre o que estou sentindo por ele e usar isso para levar as letras um pouco mais longe. Abro os olhos e risco a primeira linha da canção, em seguida, começo a reescrever o primeiro verso.
Assisti-lo daqui
Vendo algo de tão longe
Ficando um pouco mais perto a cada dia
Pensando que eu quero torná-la minha

Eu acho que a verdadeira razão pela qual eu não sou capaz de escrever esta noite é que cada linha que termina no papel é sobre Jungkook, e eu sei que Jungkook será capaz de ver através delas. Ele tirou as letras pra fora do lixo e já as leu, então ele tem que ter uma ideia. Mesmo assim ... ele está aqui, querendo que eu termine a canção. Me concentro no segundo verso e tento manter o seu conselho em mente.
Eu correria para ele você se eu pudesse ficar
Mas eu não posso fazer essa exigência
O que eu quero não posso exigir
Porque o que eu quero é você

Eu continuo a percorrer as letras na página, riscando as linhas antigas e alterando enquanto Jungkook toca a música várias vezes.
Se eu pudesse ser dele, eu esperaria
E se eu não posso ser seu agora
Vou esperar aqui neste chão
Até que você venha, até que você me leve para longe
Talvez um dia
Talvez um dia

A página se torna confusa e difícil de ler, então eu a coloco de lado e abro meu caderno para reescrever tudo. Jungkook para de tocar por alguns minutos, enquanto eu transfiro tudo para a nova página.

Quando eu olho para ele, ele aponta para a página, querendo ler o que eu escrevi.

Concordo com a cabeça.

Ele caminha até a cama e se senta ao meu lado, se inclinando para mim ler o que eu fiz até agora.

Estou muito consciente de que ele pode ver através das letras e sabe que têm mais a ver com ele do que com Hoseok, o que causa pânico percorrer em minhas veias. Ele puxa o caderno para mais perto dele, mas ainda está no meu colo. O ombro está pressionado ao meu, e seu rosto está tão perto que podia provavelmente sentir a minha respiração em sua bochecha... se eu estivesse respirando. Eu forço meus olhos a cair onde os seus estão, para as letras reescritas através da página no meu colo.
Tentando ignorar as coisas que você diz
Você se vira para mim
Eu me viro pra longe

Jungkook pega a caneta e marca através da última linha, em seguida, inclina a cabeça para me encarar. Ele aponta a caneta para si mesmo e faz um movimento de escrita no ar, o que indica que ele quer mudar alguma coisa.

Concordo com a cabeça, cheio de nervos e medo de que ele não gostou. Ele pressiona a caneta no papel, ao lado da letra que riscou.

Ele faz uma pausa por alguns segundos antes de escrever e, lentamente, se vira para mim novamente.

Sua expressão está cheia de agitação, e estou curioso sobre o que está causando isso. Seus olhos caem nos meus, passando lentamente sobre mim até que sua atenção está de volta para a página. Ele inala e exala cuidadosamente, então começa a escrever as novas letras. Eu o vejo escrever a letra de toda a canção enquanto eu acompanho de perto, decifrando a nova letra que ele mesmo adicionou.

MAYBE SOMEDAY (N/A: link pra ouvir nas notas finais)

(Talvez um dia)
Vendo algo de tão longe
Ficando um pouco mais perto a cada dia
Pensando que eu quero torná-la minha
Eu correria para você se eu pudesse ficar
O que eu quero não posso exigir
Porque o que eu quero é você

Refrão:
E seu eu não posso ser seu agora
Eu vou esperar nesse chão
Até você vir

Até você me levar para longe
Talvez um dia
Talvez um dia

Eu tento ignorar o que você diz
Você se vira pra mim, e eu me viro pra longe
Mas o cupido deve ter me acertado duas vezes
Verdades são escritas, nunca ditas

Repete o refrão
Você diz que é errado, mas parece certo
Você me deixa ir, depois me segura firme
Palavras não terminadas, como nossa canção
Nada bom pode vir desse caminho
As linhas estão desenhadas, mas depois desaparecem

Por ela eu me curvo, por você eu me quebro

Quando ele termina de escrever, ele coloca a caneta sobre o papel. Seus olhos se voltam para os meus novamente, e eu não sei se ele está esperando eu responder ao que ele acabou de escrever, mas eu não consigo. Eu estou tentando não permitir que eu sinta como se existisse alguma verdade por trás de suas letras, mas suas palavras da primeira noite em que escrevemos juntos passam pela minha cabeça.

- Elas são suas palavras, Jimin. Palavras que vieram de você.

Ele estava me dizendo, então, que as letras têm verdade por trás delas, porque eles vêm de algum lugar dentro da pessoa que as escreveu. Eu olho de volta para a página.

Por ela eu me curvo, por você eu me quebro

Oh, meu Deus, eu não posso. Eu não pedi por isso. Eu não quero isso.

Mas isso é tão bom. Suas palavras são tão boas, a sua proximidade é tão boa, seus olhos procurando os meus fazem meu coração ficar maluco, e para a minha vida, eu não consigo entender como algo assim pode ser tão errado.

Eu não sou uma pessoa má. Jungkook não é uma pessoa má.

Como pode duas pessoas boas em que ambos têm tão boas intenções acabam com sentimentos, derivados de todo o bem, que são tão incrivelmente ruins?

A expressão de Jungkook cresce mais preocupado, e ele puxa o olhar do meu e pega seu celular.

Jungkook: Você está bem?

Ha. Eu estou bem? Sim. É por isso que minhas mãos estão suando e meu peito está arfando e eu estou apertando o lençol ao meu lado na cama, para não fazer algo a ele com estas mãos que eu nunca consiga me perdoar.

Concordo com a cabeça, em seguida, o empurro suavemente para o lado enquanto eu levanto e caminho até o banheiro. Eu fecho a porta atrás de mim e me inclino contra ela, fechando os olhos e silenciosamente repetindo o mantra na minha cabeça que eu estive repetindo há semanas.

Maggie, Maggie, Maggie, Maggie, Maggie.

♡☆♡☆♡☆♡☆♡☆♡☆♡☆♡☆♡☆♡
Jeon

Depois de alguns minutos, ele finalmente caminha de volta para seu quarto. Ele sorri para mim, caminha para a cama, e pega o celular.

Jimin: Desculpe. Eu me senti mal. 

Eu: Você está bem?

Jimin: Sim. Só precisava de água, eu acho. Eu amei as letras, Jungkook. Elas são perfeitas. Precisamos passar elas novamente, ou podemos terminar a noite?

Eu realmente gostaria de passar elas novamente, mas ele parece cansado. Eu também daria tudo para senti-lo cantá-las novamente, mas eu não tenho certeza se essa é uma boa ideia. Eu já espanquei a minha consciência o suficiente enquanto estava escrevendo o resto das letras.

No entanto, o fato de que eu estava mais do que provavelmente escrevendo sobre ele, não pareceu me parar, porque a única coisa em minha mente foi o simples fato de que eu estava na verdade escrevendo. Eu não tenho sido capaz de escrever letras em meses, e em apenas uma questão de minutos, era como se uma névoa se levantasse e as palavras começassem a fluir sem esforço. Gostaria de ter continuado se eu não sentisse que já tinha ido longe demais.

Eu: Vamos terminar a noite. Estou muito feliz com estas, Jiminnie.

Ele sorri, eu pego meu violão e vou para o meu quarto.

Eu passo os próximos vários minutos transferindo suas letras para o programa de música no meu laptop, e preenchendo os acordes do violão. Uma vez que tudo está inscrito, eu aperto enviar, fecho, e envio uma mensagem para Nam.

Eu: Acabei de lhe enviar um rascunho com letras. Eu realmente quero que Jimin escute essa, por isso, se você tiver tempo esta semana para trabalhar em um acústico, e enviá-la.

Eu acho que vai ser bom para ele, finalmente, ser capaz de ouvir algo que ele criou vir a vida.

Namjoon: Olhando para ele agora. Eu odeio admitir isso, mas eu acho que você estava certo sobre ele. Ele realmente foi enviado à Terra só para nós.

Eu: Está começando a parecer assim.

Namjoon: Dê-me uma hora. Não estou ocupado, então eu vou ver o que podemos trabalhar.

Uma hora? Ele está me enviando hoje à noite? Eu mando uma mensagem imediatamente para Jimin.

Eu: Tente não cair no sono. Eu poderia ter uma pequena surpresa para você depois de um tempo.

Jimin: Hum... ok?
• • •

Quarenta e cinco minutos depois, recebo um e-mail com um anexo que diz de Namjoon, Primeira Edição, Talvez um dia. Eu abro no meu celular, encontro um conjunto de fones de ouvido na gaveta da cozinha, e vou para o quarto de Jimin. Ele abre a porta depois de eu bater e me deixa entrar em seu quarto. Vou sentar em sua cama e aponto para o local no colchão ao meu lado. Ele olha para mim interrogativamente, mas caminha para a cama. Eu lhe entrego os fones de ouvido e bato em seu travesseiro, de modo que ele se deita e os coloca em seus ouvidos. Ele continua a me observar com cautela, como se eu estivesse a aprontar uma brincadeira elaborada contra ele.

Eu deslizo ao lado dele e me sustento em meu cotovelo, em seguida, clico no play. Coloco o celular entre nós e o assisto.

Alguns segundos se passam, e sua cabeça balança em minha direção. Um "Oh, meu Deus" passa em seus lábios, e ele está olhando para mim como se eu tivesse acabado de lhe dar o mundo.

E isso é tão malditamente bom.

Ele sorri e coloca a mão sobre sua boca enquanto seus olhos se enchem de lágrimas. Ele inclina o rosto de volta para o teto, provavelmente, porque ele está envergonhado por sua reação emocional. Ele não deveria estar. Era exatamente o que eu estava esperando para ver.

Eu continuo a assisti-lo enquanto ele escuta, e seu rosto transmite uma mistura de emoções.

Ele sorri, em seguida, exala, em seguida, fecha os olhos. Quando a música termina, ele olha para mim e fala, “De novo”.

Eu sorrio e clico o play no meu celular novamente. Eu continuo a assisti-lo, mas no segundo que seus lábios começam a se mover e eu percebo que ele está cantando junto com a música, o meu sorriso é arrastado pra longe por uma emoção que eu não esperava.

Ciúme.

Nunca, em toda minha vida e em todos os meus anos de vida em um mundo de silêncio, eu quis ouvir algo tanto quanto eu quero ouvi-lo cantar agora. Quero ouvi-lo tanto que dói fisicamente.

As paredes do meu peito parecem como se estivessem se fechando em meu coração, e eu nem sequer percebo que a minha mão se mudou para o peito dele, até que ele se vira para mim, assustado. Eu balanço minha cabeça, não querendo que ele pare. Ele acena com a cabeça um pouco, mas a batida de seu coração contra a minha mão está aumentando a cada segundo.

Posso sentir a vibração de sua voz contra a palma da minha mão, mas o material entre a mão e a pele dificulta minha capacidade de senti-lo do jeito que eu quero. Eu passo a minha mão para cima, até que esteja na base de sua garganta, e então deslizo para cima ainda mais longe, até que meus dedos e palma estejam alinhados contra seu pescoço. Eu chego mais perto a ele, para que o meu peito esteja pressionado contra seu lado, porque a enorme necessidade de ouvi-lo completamente me tomou, e eu não me permito em pensar sobre onde as linhas invisíveis estão desenhadas.

A vibração de sua voz para, e eu o sinto engolir enquanto olha para mim com a exata emoção que inspiraram a maioria das linhas nesta canção.

Diga que é errado, mas isso é tão bom.

Não há outra maneira de descrever o que sinto. Eu sei que a maneira que eu penso sobre ele e sinto sobre ele está errada, mas eu me esforço muito com o quão certo parece quando estou com ele.

Ele já não está cantando. Minha mão ainda está envolto em torno de sua garganta, e seu rosto está inclinado em direção ao meu. Eu deslizo minha mão um pouco mais alto até que esteja roçando sua mandíbula. Eu corro meu dedo em torno do cabo dos fones de ouvido e os puxo para longe dele. Volto meus dedos para a mandíbula, deslizando lentamente minha mão atrás de seu pescoço. Minha palma conforma perfeitamente à parte traseira de sua cabeça é como se minhas mãos fossem feitas para segurá-lo assim. Eu o puxo para mim, e ele vira seu corpo ligeiramente contra o meu. Nossos peitos se encontram, e cria uma força tão poderosa que qualquer outra parte de mim está exigindo ser pressionado contra todas as outras partes dele.

Ele leva a suas mãos até o meu pescoço e levemente coloca as palmas das mãos contra a minha pele, em seguida, lentamente leva os dedos para cima pelo meu cabelo. Ter ele tão perto é como se nós criássemos o nosso próprio espaço pessoal, e nada de fora do nosso mundo pode entrar, e nada de dentro de nosso mundo pode sair.

Sua respiração cai em ondas contra os meus lábios, e embora eu não possa ouvi-los, imagino que soam como uma batida de coração.

Eu deixei minha testa cair contra a dele, e sinto um estrondo profundo de dentro do meu peito levantar pela minha garganta. O som que eu sinto passar pelos meus lábios, provoca a boca dele a abrir em um suspiro, e a maneira como seus lábios estão entreabertos, provoca a minha boca a se conectar imediatamente com a dele em busca do alívio que eu preciso desesperadamente.

Alívio é exatamente o que eu encontro no segundo que nossos lábios se encontram. É como se cada negado sentimento reprimido que eu segurei está de repente libertado e eu sou capaz de respirar pela primeira vez desde que o conheci.

Seus dedos continuam a vasculhar o meu cabelo, e meu abraço aperta contra a parte de trás de sua cabeça, puxando-o para mais perto. Ele permite que a minha língua deslize para dentro e encontre a sua. Ele é quente e macio, e as vibrações de seus gemidos começam a deixar a boca dele e fluem diretamente para a minha. Meus lábios suavemente se fecham sobre os dele, e então eu os separo, e fazemos tudo de novo, mas com menos hesitação e mais desespero. Suas mãos estão agora correndo pelas minhas costas, e minha mão está escorregando até a sua cintura, e minha língua está explorando a incrível maneira que a dele dança contra a minha em uma canção que apenas nossas bocas podem ouvir.

O desespero e a velocidade com que estamos escalando este beijo faz isso parecer como se ambos estivéssemos tentando ter o máximo de nós dois quanto podemos, antes do momento acabar.

Porque nós dois sabemos que tem que acabar.

Eu aperto sua cintura mais apertado enquanto meu coração começa a rasgar em dois, metade dele permanece onde sempre esteve, com Maggie, e a outra metade está sendo puxado para o garoto debaixo de mim.

Nada na minha vida jamais foi tão bom, mas ainda assim tão dolorosamente ruim. 

Eu tiro minha boca da dele, e ambos buscamos por ar enquanto o aperto desesperado que ele tem em mim continua me prendendo contra ele. Eu me recuso a permitir que nossas bocas se reconectem enquanto eu me esforço para descobrir qual metade do meu coração eu quero salvar.

Eu pressiono minha testa na dele e mantenho os olhos fechados, inspirando e expirando em rápida sucessão.

Ele não tenta me beijar de novo, mas eu posso sentir seu peito enquanto seus movimentos mudam de mendicância para respirar para lutar contra as lágrimas. Eu puxo para trás e abro os olhos, olhando para ele.

Seus olhos estão bem fechados, mas as lágrimas começam a cair. Ele vira o rosto e cobre sua boca com a mão enquanto ele tenta rolar para o lado, longe de mim. Eu levanto em minhas mãos e olho para baixo, para o que eu fiz com ele.

Eu fiz a única coisa que eu prometi a ele que eu nunca faria. Eu só tornei ele um Tori.

Eu estremeço e tiro minha testa para o lado de sua cabeça e pressiono os meus lábios contra seu ouvido. Eu encontro sua mão e pego a caneta ao nosso lado da mesa de cabeceira.

Eu viro sua mão e pressiono a ponta da caneta na palma da mão dele.

Eu sinto muito.

Eu beijo sua palma da mão, em seguida, saio para fora da cama e me afasto. Ele abre os olhos tempo suficiente para olhar para sua mão. Ele faz um punho fechado e puxa a mão ao peito, em seguida, começa a chorar em seu travesseiro. Eu levo meu violão, meu telefone, a minha vergonha ... e eu o deixo completamente sozinho.


Notas Finais


AEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE PORRA!
ATÉ QUE ENFIM O BEIJO SAIU!

Música do capítulo: http://www.maybesomedaysoundtrack.com/maybe-someday.php
Segunda opção: https://www.youtube.com/watch?v=-6aZWbzzIyo&feature=youtu.be

>GENTE VOTEM NO MAMA POR FAVOR T-T falta poucos dias pra acabar a votação e BTS tá perdendo feio em tudo :(
O boicote foi horrível, mas se todos se unir e votar conseguimos virar!!

~Até a próxima!! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...