História Maybe - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, Jinyoung, Mark, Youngjae, Yugyeom
Tags Bambam, Drama, Jackson, Jingyeom, Jinyoung, Longfic, Mark, Markson, Yaoi, Yugyeom
Visualizações 56
Palavras 1.960
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


EU SUMIR? KJKLH QUE CALUNIA.
Mentira desculpa eu queria ter postado assim que minha crise de inspiração veio, mas minha principal leitora\melhor amiga que recebe os caps antes para ler e alimentar a minha insegurança estava meio ocupada então eu enrolei. TE AMO XUXU.
Enfim espero que vocês gostem. <3

Capítulo 9 - Party II


Fanfic / Fanfiction Maybe - Capítulo 9 - Party II

Bambam estava pronto para sair correndo, mesmo que Yugyeom fosse um bom amigo e Jackson um flerte fácil, não valia aguentar um bêbado querendo lhe beijar a toda hora.

Primeiro ele achou estranho à aproximação repentina de Jinyoung, ele estava sentado do outro lado da mesa e num piscar de olhos estava ao seu lado. Mas quando ele passou o braço pelo seu ombro e começou a se inclinar na sua direção sorrindo Bambam percebeu o que estava acontecendo e teve que desviar do outro, não uma, não duas, mas 5 vezes até Jinyoung desistir. 

- Porque Bambam? - ele chamou, com um olhar triste, fazendo bico - eu não sou bonito?

Bambam se sentiu culpado por deixa-lo com aquele olhar, mas o que ele podia fazer naquela situação? Ele estava completamente bêbado e Jackson já havia avisado de seu péssimo hábito. Jinyoung continuava a olhar para ele com aquele olhar de cão abandonado.

- Jinyoung você é lindo, mas está bêbado e por isso que está assim.

- É porque não sou o Jackson? - Ele fala se aproximando novamente - Porque se fosse ele você não teria fugido certo? 

- Jinyoung chega okay? - ele fala tentando conter o outro com as mãos, mas falhando ao constatar que não era forte o suficiente, estava em um beco sem saída dessa vez. - Droga Jinyoung você quer mesmo que o Yugyeom veja isso? - seus lábios estavam a centímetros de se tocaram, mas assim que Bambam disse essas palavras Jinyoung travou olhando para o outro.

- O que você quer dizer? - ele perguntou, mas não ouve tempo para respostas porque Jackson veio na direção dos dois os separando.

- Eu não posso nem te deixar sozinho por alguns minutos que você já quer furar o meu olho? Pensei que fossemos amigos Jinyoung -  Dramatizou toda a cena no melhor estilo Jackson de produção tornando o clima mais leve.

Yugyeom que vinha mais atrás com as sacolas apenas observou tudo, a conversa anterior com Jackson ainda rondava sua cabeça e ele apenas sentou colocando a comida na mesa. E só voltou realmente a mesa quando ouviu o seu nome.

-... Yugyeom também quis trazer frango frito então coma e se recupere disso logo. - Jackson dizia  enquanto Jinyoung o abraçava. Ele riu aquele hábito ainda renderia vários problemas para o irmão postiço.

- Você fica rindo porque não é você que tem que aturar ele lhe abraçando e tentando te beijar todas as vezes que vocês saem juntos e bebem - Resmungou Jackson.

- Mas ele é assim desde sempre? - Bambam perguntou

- Que eu saiba sim, desde a primeira vez que bebemos juntos ele age assim. - sorriu com a lembrança - lembro que ele não queria beber naquela noite e nos meio que o obrigamos e depois eu que tive que pagar o pato dessa situação.

Yugyeom achou aquilo fofo, era uma dualidade do outro, que costumava ser muito sério e distante, quando ele bebia ele sorria por qualquer coisa e saia distribuindo carinho. Ficou o observando contar a Jackson sobre o episódio de Friends que ele havia visto e que era "a perfeição", ele sorria tanto que Yugyeom achou um desperdício aquilo acontecer apenas quando ele bebia, seu sorriso era lindo.

Ele notou então que Youngjae e Hyuna haviam voltado para a mesa e agora compartilhavam com Jackson a tarefa de ouvir as historias do Jinyoung sorridente.

- Fazia tempo que não o víamos assim – Youngjae comentou – algo deve ter acontecido.

Hyuna concordou e acrescentou – a ultima vez que ele bebeu não foi quando a ex veio atrás dele?

“Ex? Jinyoung tinha ex-namorada?” Yugyeom se questionou “mas ele nunca disse nada”, “ muito que ele conversa com você Yugyeom para dizer algo”

- Você parece surpreso?! – Hyuna falou sorrindo para ele – pelo que notei a relação de vocês me parece conturbada certo? – ela lhe perguntou e Yugyeom viu que era apenas uma curiosidade, ele havia gostado dos amigos de Jackson e eles pareciam ser próximos dos dois então achou melhor ser sincero.

- Já foi melhor – disse sorrindo amargo – digamos que fomos grandes amigos no passado, mas está difícil de acreditar que essa amizade ainda pode existir.

Hyuna sorriu, seu olhar dirigido a Yugyeom demonstrava que ela lhe achou um pouco ingênuo. Ele ainda tinha muito a aprender sobre o mundo, as pessoas e o amor.

- Não somos muito próximos eu e ele, estamos mais pra amigos  ligados pelo karma da nossa vida denominado Jackson Wang. – Jackson que estava ocupado com a tarefa de entreter o bêbado olhou para ela na hora como quem dizia “eu ouvi isso”, ela apenas lhe mandou um beijou soprado antes de continuar - Normalmente ele não sorri e Jackson disse que isso é algo natural dele. Eu já vi ele sorrir várias vezes induzido pelo álcool, mas a única vez que vi ele sorrir sem ter bebido nada foi quando ele falou sobre o amigo de infância, e foi um dos sorrisos mais sinceros e afetuosos que eu já vi. Sabe Yugyeom talvez essa amizade ainda não esteja perdida, vocês só precisam conversar.

 

                                                                                                                 ღ

 

     Naquele noite quando voltaram da boate depois de Jackson o ajudar a colocar um Jinyoung já dormindo na cama Yugyeom deitou na sua, mas com 0% de chances de dormir. Sua cabeça estava cheia. Havia uma conversa estranha com Jackson para interpretar mais considerar o que havia incomodado Jinyoung para que ele bebesse e ficasse daquele jeito sem contar a forma como ele lhe olhou, era tão intensa, tão diferente da forma como estava acostumado. Enquanto relembrava o olhar pensou “parecia transmitir sentimentos, se eu olhasse mais talvez pudesse me perder ali”, de repente estava a rir, como se Jinyoung fosse ter algum sentimento por ele, era a piada do ano. No momento o único sentimento que Jinyoung tinha por si era a culpa, e ele teve certeza disso quando levantou no dia seguinte sem ter dormido direito e se deparou com o outro na cozinha fazendo o que Yugyeom lembrou ser seu prato favorito quando era mais novo.

- Lembro que sua mãe fazia em todos os seus aniversários então pedi a receita para ela. – ele disse enquanto mexia nas panelas com uma aura palpável de alegria – e falando nela, nossos pais saíram, casamento de um amigo, algo assim, enfim sente-se estou quase terminando.

Yugyeom queria manter o silencio e devolver na mesma moeda para o outro, mas não pode, estava preocupado demais para isso. Como ele estava ali de pé parecendo tão feliz depois do estado que estava no dia anterior.

- Você não deveria estar de ressaca? Jogado na cama resmungando sobre dor de cabeça? – perguntou e viu Jinyoung sorrir. “Okay tem algo estranho aqui, ele ainda está bêbado?”

- Vocês devem ter passado um sufoco ontem hein, me desculpe – disse – estou cozinhando para te compensar então aproveite.

- É compensação só por ontem ou todo o resto está incluso também? – o olhar de Jinyoung se torna um pouco mais melancólico e o sorriso desapareceu.

- Para te compensar por tudo eu tenho que fazer muito mais.

Yugyeom não gostou daquele olhar, mesmo que ele fosse o culpado por ele estar ali, estava considerando colar duas fitas nos cantos da boca do mais velho para faze-lo sorrir mais, aquele olhar era o que ele tinha notado estar sempre presente afundo nos olhos do outro. Algo parecia ter acontecido assim como Youngjae havia dito, e agora ele precisava descobrir.

- Se vai ser por ontem então você deveria compensar mais o Bambam, afinal foi ele que você ficou tentando beijar.

A aparente tristeza de Jinyoung foi para o ralo quando ele ouviu aquilo e apenas o pânico sobrou.

- Você viu? – o desespero era palpável na voz dele e Yugyeom riu.

- Eu só vi você partindo pra cima dele e então Jackson os separou, não se preocupe que foi só isso.

Então Yugyeom havia visto, mas nem se importava, “quer dizer porque ele se importaria?” pensou e soltou um longo suspiro ao esbarrar em alguns talheres na bancada e derruba-los. – Droga – resmungou.

Yugyeom notou a repentina perda de interesse e a decepção “porque ele parece decepcionado?”, mas por quê? O que poderia tê-lo deixado daquela forma, se perguntou.

- Porque você está assim? – Yugyeom perguntou enquanto se abaixava para ajudar o outro com os talheres. Seus olhares se encontraram. Jinyoung queria poder dizer “por causa de você, porque você me deixa confuso, porque não entendo bem o que sinto por você, porque eu sei que talvez não devesse sentir isso”, mas ele apenas murmurou a primeira desculpa que veio em sua mente – o álcool de ontem – e Yugyeom queria poder responder “ eu sei que não é isso, por favor seja sincero, você pode confiar em mim, eu estou preocupado” porém ficou em silencio e se levantou indo por a mesa. E qualquer palavra que poderia ter sido dita naquele momento se perdeu assim como o apetite dos dois que apenas beliscaram a comida em silêncio. 

 

                                                                                                                       ღ

 

- É sério Jinyoung acredite em mim, eu reconheço quando alguém tem certo interesse amoroso, não estou dizendo que ele está apaixonado ou algo assim, mas interesse há eu tenho certeza. – Jackson afirmava pela décima vez aquilo para Jinyoung que continuava a negar com a cabeça a ideia maluca dele de que talvez Yugyeom sentisse algum interesse amoroso em si.

 - Jackson pela ultima vez, ele apenas me vê como o ex-amigo que virou um babaca e ponto. – Jackson apenas acenou com a cabeça e sorriu voltando sua atenção ao seu hambúrguer. Não conseguiria por aquilo na cabeça do amigo tão facilmente, mas daria um jeito de fazê-lo ver, mesmo que demorasse.

Jinyoung achava aquilo bobo, era um conto que Jackson havia criado em sua cabeça, ele sabia que não existia essa possibilidade, o outro sequer havia ficado incomodado com a ideia de ele beijar o seu amigo. Suspirou formando um bico no lábio.

- O que foi senhor ninguém gosta de mim? – Jackson perguntou vendo a cara de emburrado do amigo.

- Não é nada, mas que ideia foi aquela de me deixar sozinho com o Bambam quando você sabe como eu sou com álcool. – disse olhando feio para o amigo, não podia culpa-lo, sabia quem era o culpado, mas estava chateado.

- Estou apenas dizendo isso baseado no que vi, mas se está te chateando tanto vou parar, mas acho bom você notar isso antes que seja tarde, só um aviso de amigo – disse mostrando as mãos em sinal da paz e pegando seu celular para verificar suas mensagens.

Jinyoung suspirou novamente ele havia sido um completo babaca com outro nas primeiras semanas dele ali e estava tentando se redimir na ultima semana, costumava esperar o outro e lhe dar carona sempre que possível, perguntava sobre o seu dia e tentava ser o mais gentil possível para tentar faze-lo voltar a ser como era no inicio consigo, mas não estava sendo uma tarefa fácil e Yugyeom estava lhe fazendo provar do próprio veneno. Pelo menos ele ainda falava consigo mesmo que pouco, era melhor que o completo silêncio como ele havia feito com o mais novo. Mais uma vez o lembrando do quão doce era.

 - Não querendo ser repetitivo, mas a situação está ha meu favor, queria dizer que acho melhor você se ligar logo ou vai perder mesmo sua chance – Jackson fala sorrindo vitorioso e apontando para a porta da lanchonete onde Yugyeom entrava sorrindo com um garoto ruivo. Eles pararam procurando um lugar para sentar, e antes que Jinyoung pudesse raciocinar o que estava acontecendo Jackson já estava de pé chamando pelo mais novo e sua companhia.  

E novamente Jinyoung suspirou, a vida realmente não estava lhe dando folga.


Notas Finais


Gostaria de dizer que estou empolgada com alguns acontecimentos futuros, então quando chegar perto desses caps as coisas virão mais rápido. Eu espero hihi. Amo comentariozinhos e vocês são uns anjinhos.<3
Se cuidem bye.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...