1. Spirit Fanfics >
  2. Maybe a hundred stories, FOR BOYS >
  3. I Still Hate You, Steve Rogers

História Maybe a hundred stories, FOR BOYS - Capítulo 17


Escrita por: Death_uuh

Capítulo 17 - I Still Hate You, Steve Rogers


Resumo: O ódio pode percorrer um longo caminho entreResumo: O ódio pode percorrer um longo caminho entre duas pessoas, até o ponto de fazer sexo uma com a outra. Era uma vez, alguém disse que o sexo odioso é o melhor sexo. Ele estava certo.




"UGH, PORRA EU ODEIO ELE!"

Você invadiu o laboratório de Tony com a raiva estampada em suas feições enquanto se sentava em uma cadeira com um bufo alto. Tony e Bruce estavam trabalhando em armas e armaduras para a equipe quando pararam de olhar para você em questão.

"Quem você odeia, M/n?" Perguntou Bruce.

"Acho que a melhor pergunta a fazer a ele é o que o capicolé fez desta vez." Tony olhou para você e ergueu uma sobrancelha, esperando por uma resposta.

"Fury está enviando a mim e a Steve em uma missão juntos, porque ele insistiu que trabalhemos muito bem juntos." Você disse.

"E isso te incomoda?"

"Claro que me incomoda, Bruce! Não suporto ficar perto dele."

"Por que você odeia tanto o Cap?" Tony perguntou e você parou por um segundo ao ouvir essa pergunta.

Honestamente, você nem sabia a resposta para essa pergunta. Você acabou de achar que ele é muito chato, especialmente a maneira como ele age como se fosse o capitão perfeito desta equipe. Parece que o sentimento é mútuo, porque ele te odiava tanto e sempre olhava para você.

Então, sim, vocês se odiavam e não queriam ir nessa missão apenas com vocês dois.

Você simplesmente deu de ombros, "Porque ele é irritante." Você respondeu.

Você foi até o sofá do laboratório e se deitou, esticando as pernas e olhando para o teto. Os dois gênios do laboratório voltaram ao trabalho e conversaram sobre palavras que você nunca ouviu antes na vida.

Sua mente acabou pensando no que Fury lhe disse hoje. Por que Steve escolheria você de todas as pessoas para ir nessa missão? Ele poderia ter escolhido Natasha ou Sam ou qualquer outra pessoa para ir com ele, mas ele escolheu você, um cara que ele odiava, por quê?

Provavelmente foi por causa de seus poderes. A telecinese era um bom poder para se ter quando você estava em batalha, e você tinha boas habilidades de luta, então provavelmente era isso também.

E você poderia admitir que Steve era um lutador incrível e aquele uniforme justo dele fazia coisas maravilhosas para sua bunda

Rapidamente, você piscou e balançou a cabeça para se impedir de terminar esse pensamento. De onde diabos veio isso?

"Chefe, o Sr. Rogers está fora do laboratório e gostaria de entrar." Sexta-feira disse.

"Deixe-o entrar, Sex."

As portas do laboratório se abriram e Steve entrou rapidamente, vestindo seu traje do Capitão América e com o escudo nas mãos.

"O que você pensa que está fazendo?" Steve perguntou em um tom exigente, elevando-se sobre você enquanto esperava por uma resposta.

"Hum, deitando." Você olhou para ele enquanto os irmãos cientistas riam, mas acabou encobrindo com uma tosse pelo olhar que o capitão deu a eles.

"Temos uma missão a cumprir agora."

"Oh, Fury quis dizer hoje." Você franziu a testa e gemeu: "Agora, tenho que passar mais tempo com você do que o necessário."

"Cale a boca, M/n." Steve retrucou, olhando para você quando você se levantou e ergueu as mãos em sinal de rendição. Você podia ouvir o jato pousando acima de você.

Você se virou para olhar para Tony e Bruce: "Vejo vocês dois mais tarde." Você saiu do laboratório com o super soldado loiro seguindo você.

"Você precisa realmente prestar atenção durante as reuniões. É muito importante e-"

"Oh, por favor, poupe-me do sermão porque eu não quero ouvir."

Você entrou em seu quarto e Steve não sabia se deveria esperar do lado de fora ou entrar. Ele caminhou lentamente para dentro e congelou ao ver você sem camisa. Ele estava completamente boquiaberto com sua incrível parte superior do corpo e de repente pensou em você coberto de chupões que ele colocaria em seu pescoço.

Steve engoliu em seco, vendo como você estava prestes a tirar as calças, apenas para parar e se virar para ver que Steve estava em seu quarto. Você ficou chocado por ele estar vendo você se vestir.

"Que porra é essa? Você está mesmo me vendo trocar de roupa?"

"N-Não, eu só queria dizer a você para se apressar porque precisamos sair agora."

"Tanto faz, cara. Agora, saia."

Steve saiu da sala com um rubor pintado nas bochechas e, felizmente, ele conseguiu se salvar enquanto você colocava seu uniforme.

---

Você estava no chuveiro e a água quente e fumegante era incrível em sua pele. Você definitivamente precisava de um banho depois do longo dia que teve.

Você fechou os olhos e deixou a água quente escorrer pelas costas.

Depois de vinte minutos, você abriu os olhos e decidiu que havia terminado de tomar banho. Você estava pronto para dormir. Você estendeu a mão para a maçaneta do chuveiro, mas de repente foi puxado de volta para o peito de alguém, "O que-"

"Shh." Uma voz silenciou e seus olhos se arregalaram porque você conhecia aquela voz. Era a voz de Steve. Ele passou o braço em volta da sua cintura com força e enterrou o rosto em seu pescoço, chupando-o.

"Steve, o que diabos você está fazendo?" Você sussurrou alto, tentando se virar para encará-lo, mas ele o segurou contra seu corpo com firmeza.

"Você precisa de uma lição de desobediência, e eu serei o único a ensiná-lo." Ele disse, sua voz baixa enquanto ele se pressionava contra você e você sentia o comprimento duro do homem loiro contra uma de suas nádegas, "Você me quer, certo? Quer ser fodido por mim, não é? Quer meu pau dentro de você? Quer que eu lhe ensine uma lição?"

Você choramingou com as palavras faladas e engoliu em seco porque, embora o odiasse, você queria isso e estava sexualmente frustrado e ouvir Steve falar assim fez seu pau endurecer consideravelmente.

"Eu quero..."

"Você quer o quê, M/n? O que uma vagabunda como você quer? Diga-me exatamente o que você quer e você pode receber um tratamento especial."

Steve mordiscou sua orelha, sua língua se projetando para traçar sua casca externa. Ele deu um beijo na sua nuca, seu hálito quente fazendo cócegas em sua pele enquanto você fechava os olhos e suspirava.

"...Eu quero você..."

"Quer que eu faça o quê?" Steve perguntou enquanto alcançava seu peito, beliscando e brincando com um de seus mamilos antes de estender a mão e acariciar seu pênis lentamente. Você choramingou levemente e Steve sorriu de satisfação quando sentiu seu pau ficar mais duro.

"Quero sentir seus lábios nos meus. Quero seu pau enfiado na minha bunda. Quero ser fodido pelo Capitão América."

O super-soldado virou você e o empurrou contra a parede, os corpos pressionados um contra o outro. Você abriu a boca e a língua dele deslizou enquanto ele estendia uma mão para apertar sua bunda.

Você passou as mãos por todo o peito musculoso de Steve e seu abdômen divino, enquanto ele continuava dominando sua boca, deixando escapar um rosnado baixo.

"Porra." Steve rosnou. Ele nunca usaria palavras como essa, mas ele não podia se conter agora.

Você engasgou quando Steve girou em torno de você e esmagou seus pulsos com uma das mãos enquanto os dedos dele passavam por sua bunda. Seus dedos esticaram você e você estava ficando impaciente.

"Você vai me foder agora, Steve?"

Steve bate na sua bunda com força, causando um som de estalo que fez você estremecer ligeiramente de dor e prazer.

"Você não pode decidir quando vou te foder, eu vou decidir isso e esse traseiro pertence a mim. Talvez, eu deva deixá-lo aqui, todo desesperado e duro pelo seu capitão."

"Você não pode me deixar assim. Por favor..."

O super soldado loiro separou suas pernas e inseriu seu pau em seu buraco, começando em um ritmo lento e constante.

"Oh Deus, M/n." Steve gemeu em seu ouvido, empurrando em você com mais força desta vez, "Você se sente tão bem. Tomando meu pau tão bem, pequeno."

Steve envolve seus braços ao redor e você vira sua cabeça para o lado e o beija rudemente, enquanto ele continua empurrando em você com golpes poderosos.

"Quão bom isso está fazendo você se sentir? Diga ao seu capitão exatamente como é bom."

"...É uma sensação boa. Eu amo tanto isso..."

O homem de cabelos loiros começa a estimular sua próstata enquanto você gemia de prazer que corria por você.

"Oh, porra." Steve gemeu: "Você quer que eu goze na sua bunda, não é? Você é todo meu, não é? Diga-me que você é meu."

"Seu... Eu sou todo seu. Agora, goze na minha bunda." Você gemeu sem fôlego enquanto fechava os olhos ao senti-lo gozar dentro do seu buraco.

"Agora, você tem que gozar para mim." Steve lambeu uma listra do seu pescoço antes de encostar no ouvido: "Goze para mim. Isso é tudo que eu quero. Goze para o seu capitão."

"Eu vou gozar." Você engasgou quando jorros grossos de esperma fluíram de você.

Vocês dois estavam ofegantes quando se encostaram na parede do chuveiro, a água ainda caindo sobre vocês dois.

"Ótimo. Agora, eu tenho que tomar outro banho." Você murmurou baixinho, olhando para o cara que lhe deu uma quantidade imensa de prazer.

Steve riu, "Não se preocupe, vou ajudá-lo a se lavar." Ele afirmou e se levantou, pegando o sabonete e ajudando você a se lavar.

"Isso não muda nada sobre nós. Eu ainda te odeio, Steve."

"Não se preocupe, eu ainda te odeio, M/n."

Vocês dois sabiam que isso não era mais verdade e que este foi o melhor sexo que você já teve. Quem diria que sexo de ódio pode ser tão incrível.

Ambos, você e Steve sabiam que isso era apenas o começo e que vocês fariam sexo muito mais um com o outro. duas pessoas, até o ponto de fazer sexo uma com a outra. Era uma vez, alguém disse que o sexo odioso é o melhor sexo. Ele estava certo.



"UGH, PORRA EU ODEIO ELE!"

Você invadiu o laboratório de Tony com a raiva estampada em suas feições enquanto se sentava em uma cadeira com um bufo alto. Tony e Bruce estavam trabalhando em armas e armaduras para a equipe quando pararam de olhar para você em questão.

"Quem você odeia, M/n?" Perguntou Bruce.

"Acho que a melhor pergunta a fazer a ele é o que o capicolé fez desta vez." Tony olhou para você e ergueu uma sobrancelha, esperando por uma resposta.

"Fury está enviando a mim e a Steve em uma missão juntos, porque ele insistiu que trabalhemos muito bem juntos." Você disse.

"E isso te incomoda?"

"Claro que me incomoda, Bruce! Não suporto ficar perto dele."

"Por que você odeia tanto o Cap?" Tony perguntou e você parou por um segundo ao ouvir essa pergunta.

Honestamente, você nem sabia a resposta para essa pergunta. Você acabou de achar que ele é muito chato, especialmente a maneira como ele age como se fosse o capitão perfeito desta equipe. Parece que o sentimento é mútuo, porque ele te odiava tanto e sempre olhava para você.

Então, sim, vocês se odiavam e não queriam ir nessa missão apenas com vocês dois.

Você simplesmente deu de ombros, "Porque ele é irritante." Você respondeu.

Você foi até o sofá do laboratório e se deitou, esticando as pernas e olhando para o teto. Os dois gênios do laboratório voltaram ao trabalho e conversaram sobre palavras que você nunca ouviu antes na vida.

Sua mente acabou pensando no que Fury lhe disse hoje. Por que Steve escolheria você de todas as pessoas para ir nessa missão? Ele poderia ter escolhido Natasha ou Sam ou qualquer outra pessoa para ir com ele, mas ele escolheu você, um cara que ele odiava, por quê?

Provavelmente foi por causa de seus poderes. A telecinese era um bom poder para se ter quando você estava em batalha, e você tinha boas habilidades de luta, então provavelmente era isso também.

E você poderia admitir que Steve era um lutador incrível e aquele uniforme justo dele fazia coisas maravilhosas para sua bunda

Rapidamente, você piscou e balançou a cabeça para se impedir de terminar esse pensamento. De onde diabos veio isso?

"Chefe, o Sr. Rogers está fora do laboratório e gostaria de entrar." Sexta-feira disse.

"Deixe-o entrar, Sex."

As portas do laboratório se abriram e Steve entrou rapidamente, vestindo seu traje do Capitão América e com o escudo nas mãos.

"O que você pensa que está fazendo?" Steve perguntou em um tom exigente, elevando-se sobre você enquanto esperava por uma resposta.

"Hum, deitando." Você olhou para ele enquanto os irmãos cientistas riam, mas acabou encobrindo com uma tosse pelo olhar que o capitão deu a eles.

"Temos uma missão a cumprir agora."

"Oh, Fury quis dizer hoje." Você franziu a testa e gemeu: "Agora, tenho que passar mais tempo com você do que o necessário."

"Cale a boca, M/n." Steve retrucou, olhando para você quando você se levantou e ergueu as mãos em sinal de rendição. Você podia ouvir o jato pousando acima de você.

Você se virou para olhar para Tony e Bruce: "Vejo vocês dois mais tarde." Você saiu do laboratório com o super soldado loiro seguindo você.

"Você precisa realmente prestar atenção durante as reuniões. É muito importante e-"

"Oh, por favor, poupe-me do sermão porque eu não quero ouvir."

Você entrou em seu quarto e Steve não sabia se deveria esperar do lado de fora ou entrar. Ele caminhou lentamente para dentro e congelou ao ver você sem camisa. Ele estava completamente boquiaberto com sua incrível parte superior do corpo e de repente pensou em você coberto de chupões que ele colocaria em seu pescoço.

Steve engoliu em seco, vendo como você estava prestes a tirar as calças, apenas para parar e se virar para ver que Steve estava em seu quarto. Você ficou chocado por ele estar vendo você se vestir.

"Que porra é essa? Você está mesmo me vendo trocar de roupa?"

"N-Não, eu só queria dizer a você para se apressar porque precisamos sair agora."

"Tanto faz, cara. Agora, saia."

Steve saiu da sala com um rubor pintado nas bochechas e, felizmente, ele conseguiu se salvar enquanto você colocava seu uniforme.



---



Você estava no chuveiro e a água quente e fumegante era incrível em sua pele. Você definitivamente precisava de um banho depois do longo dia que teve.

Você fechou os olhos e deixou a água quente escorrer pelas costas.

Depois de vinte minutos, você abriu os olhos e decidiu que havia terminado de tomar banho. Você estava pronto para dormir. Você estendeu a mão para a maçaneta do chuveiro, mas de repente foi puxado de volta para o peito de alguém, "O que-"

"Shh." Uma voz silenciou e seus olhos se arregalaram porque você conhecia aquela voz. Era a voz de Steve. Ele passou o braço em volta da sua cintura com força e enterrou o rosto em seu pescoço, chupando-o.

"Steve, o que diabos você está fazendo?" Você sussurrou alto, tentando se virar para encará-lo, mas ele o segurou contra seu corpo com firmeza.

"Você precisa de uma lição de desobediência, e eu serei o único a ensiná-lo." Ele disse, sua voz baixa enquanto ele se pressionava contra você e você sentia o comprimento duro do homem loiro contra uma de suas nádegas, "Você me quer, certo? Quer ser fodido por mim, não é? Quer meu pau dentro de você? Quer que eu lhe ensine uma lição?"

Você choramingou com as palavras faladas e engoliu em seco porque, embora o odiasse, você queria isso e estava sexualmente frustrado e ouvir Steve falar assim fez seu pau endurecer consideravelmente.

"Eu quero..."

"Você quer o quê, M/n? O que uma vagabunda como você quer? Diga-me exatamente o que você quer e você pode receber um tratamento especial."

Steve mordiscou sua orelha, sua língua se projetando para traçar sua casca externa. Ele deu um beijo na sua nuca, seu hálito quente fazendo cócegas em sua pele enquanto você fechava os olhos e suspirava.

"...Eu quero você..."

"Quer que eu faça o quê?" Steve perguntou enquanto alcançava seu peito, beliscando e brincando com um de seus mamilos antes de estender a mão e acariciar seu pênis lentamente. Você choramingou levemente e Steve sorriu de satisfação quando sentiu seu pau ficar mais duro.

"Quero sentir seus lábios nos meus. Quero seu pau enfiado na minha bunda. Quero ser fodido pelo Capitão América."

O super-soldado virou você e o empurrou contra a parede, os corpos pressionados um contra o outro. Você abriu a boca e a língua dele deslizou enquanto ele estendia uma mão para apertar sua bunda.

Você passou as mãos por todo o peito musculoso de Steve e seu abdômen divino, enquanto ele continuava dominando sua boca, deixando escapar um rosnado baixo.

"Porra." Steve rosnou. Ele nunca usaria palavras como essa, mas ele não podia se conter agora.

Você engasgou quando Steve girou em torno de você e esmagou seus pulsos com uma das mãos enquanto os dedos dele passavam por sua bunda. Seus dedos esticaram você e você estava ficando impaciente.

"Você vai me foder agora, Steve?"

Steve bate na sua bunda com força, causando um som de estalo que fez você estremecer ligeiramente de dor e prazer.

"Você não pode decidir quando vou te foder, eu vou decidir isso e esse traseiro pertence a mim. Talvez, eu deva deixá-lo aqui, todo desesperado e duro pelo seu capitão."

"Você não pode me deixar assim. Por favor..."

O super soldado loiro separou suas pernas e inseriu seu pau em seu buraco, começando em um ritmo lento e constante.

"Oh Deus, M/n." Steve gemeu em seu ouvido, empurrando em você com mais força desta vez, "Você se sente tão bem. Tomando meu pau tão bem, pequeno."

Steve envolve seus braços ao redor e você vira sua cabeça para o lado e o beija rudemente, enquanto ele continua empurrando em você com golpes poderosos.

"Quão bom isso está fazendo você se sentir? Diga ao seu capitão exatamente como é bom."

"...É uma sensação boa. Eu amo tanto isso..."

O homem de cabelos loiros começa a estimular sua próstata enquanto você gemia de prazer que corria por você.

"Oh, porra." Steve gemeu: "Você quer que eu goze na sua bunda, não é? Você é todo meu, não é? Diga-me que você é meu."

"Seu... Eu sou todo seu. Agora, goze na minha bunda." Você gemeu sem fôlego enquanto fechava os olhos ao senti-lo gozar dentro do seu buraco.

"Agora, você tem que gozar para mim." Steve lambeu uma listra do seu pescoço antes de encostar no ouvido: "Goze para mim. Isso é tudo que eu quero. Goze para o seu capitão."

"Eu vou gozar." Você engasgou quando jorros grossos de esperma fluíram de você.

Vocês dois estavam ofegantes quando se encostaram na parede do chuveiro, a água ainda caindo sobre vocês dois.

"Ótimo. Agora, eu tenho que tomar outro banho." Você murmurou baixinho, olhando para o cara que lhe deu uma quantidade imensa de prazer.

Steve riu, "Não se preocupe, vou ajudá-lo a se lavar." Ele afirmou e se levantou, pegando o sabonete e ajudando você a se lavar.

"Isso não muda nada sobre nós. Eu ainda te odeio, Steve."

"Não se preocupe, eu ainda te odeio, M/n."

Vocês dois sabiam que isso não era mais verdade e que este foi o melhor sexo que você já teve. Quem diria que sexo de ódio pode ser tão incrível.

Ambos, você e Steve sabiam que isso era apenas o começo e que vocês fariam sexo muito mais um com o outro.



















Notas Finais


Créditos: chaoticgaysstuff

agora eu tô morrendo de vergonha...

Eu mudei baby boy por pequeno na tradução, eu realmente costumo trocar por pequeno, garotinho ou até mesmo babe, acredito que fica melhor do que baby boy, mas se vocês não gostarem eu posso deixar baby boy mesmo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...