História Maybe it was fate (Taekook - Vkook) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang, Black Pink, EXO, IKON, Monsta X, Seventeen, Stray Kids
Visualizações 32
Palavras 720
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Self Inserction, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá meus anjos
O cap ta bem bosta
Mas espero que gostem ^°^

Capítulo 2 - A possible assault?


Sai dali e subi as escadas correndo, não sabia onde estava a peste do Jungkook, mas provavelmente estava pegando alguém em algum canto da casa. Sai rapidamente dos meus pensamentos ao adentrar o quarto e perceber uma presença ali.. 

Era o Jungkook e.. 

PUTA QUE ME PARIU DE QUATRO EM UMA BANHEIRA. 

Ele tava sem camisa mano, sem camisa caralhooo. Não sabia que ele tinha um corpo tão definido, mas se eu já pirei só com as costas imagina a frente, viado

E aquela mula nem percebeu que eu entrei no quarto. 

― LICENÇA. - Fingi uma tosse e o ser olhou para mim. 

AAAAAAAAAAAAA

EU ACHO QUE EU JÁ TO COM EREÇÃO SÓ DE VER ESSA PERFEIÇÃO. Nana nina não, mantém o foco Taehyung, mantém o foco. Vc não viu nada, respira e aja naturalmente. 

Eu acho que ele não percebeu que eu tive um ataque por dentro, mas okay. 

― Humm Taehyung, o que faz aqui? Veio me espionar? - O maior perguntou com o aquele sorriso ladino e colocou a camisa. 

― Aish, garoto não enche! - Dei uma leve corada e peguei a pelúcia do Jae. 

― Vc gostou né? Eu sei, eu sei - Perguntou se gabando. 

― E se eu disser que gostei? - Crusei os braços, encarando o maior. 

Não sei porque caralhos eu disse aquilo. 

― Não seria novidade mesmo. - Fechou a camisa e sorriu. 

― Aff, tchau. - Sai do quarto e desci as escadas, 

É incrível como aquele garoto gosta tanto de me provocar, e o Baekhyun nem me avisou que aquela peste estaria lá. 

― Byun Baekhyun! - Sentei do lado do mesmo e entreguei o ursinho. ― Por que não disse que o Jungkook estava lá? 

― Migo, não sei se vc percebeu, mas estou tentando juntar meu otp, Okay? - Ele disse sorrindo malicioso. ― E ai vc viu o corpinho do Kookie? 

― Corpinho? Corpão né. Pqp que homem! - Disse escorando as minhas costas no sofá. 

― Hummm, eu shippo. - Riu da minha fala. 

― Cala a boca, Baek - ri dando uns tapinhas nele. 

― Ta na cara que vocês se gostam, véi. 

― Eu não gosto dele! Só falei que o corpo dele é bem cuidado. - Cruzei os braços. 

― Vou fingir que eu cai nessa, okay? - pegou o Jae e entrego seu ursinho.

― Aishh. É sério!

― Ta bom, ta bom. - riu da minha cara de bunda.

Jungkook apareceu na sala (tipo brotou do inferno mesmo.) e deu uma "piscadinha" para mim, logo saindo do local.

Baek me olhou com uma cara de malícia e eu não conti a risada e gargalhei junto, mas mudei minha expressão ficando sério, fazendo Baek rir mais ainda.

{ ℐungkook }

Depois que o Taehyung me viu, passei a provocar ele, dando sorrisos maliciosos e piscadinhas.

E eu acho que ele gostou muito do meu abdômen, por que eu escutei ele e o Baek falando sobre meu corpo. Enfim agora, estou bebendo um refrigerante qualquer, por que talvez o Baek tenha proibido as bebidas alcoólicas, só talvez mesmo.

― Amor, vamos cantar o parabéns? - Chany perguntou agarrando a cintura de Baek, que estava com o pequeno Jae no colo. Enquanto Taehyung apenas observava um garoto qualquer.

― Vamos sim - Baek respondeu e foi até a mesa do bolo, junto a Chany.

Taehyung tava tão preocupado em observar aquele mlk que nem percebeu que estávamos cantando parabéns pro Jae.

Não que isso estivesse me incomodando, mas.. Sla não gostei desse garoto.

Terminamos de comer o bolo e a festa ja havia acabado, só tinha alguns irmãos do Baek e aquele garoto esquisito que estava conversando com o Taehyung.

― Bom, Chany acho que ja vou indo. Tenho que passar na casa de um amigo. - Disse observando o mesmo sorrir.

― Hmm, vai transar com quem dessa vez? - Sorriu malicioso.

― Com ninguém, bobão. Tchau ja vou indo. - acenei para Baek, que sorriu.

Sai dela, logo subindo em minha moto e fazendo o percurso para minha casa. A rua estava meia deserta, e nublinada.

Assim que cheguei em casa, notei que a fechadura da minha porta estava arregaçada e parecia que alguém tinha entrado ali e revirado minhas coisas.

― QUEM FOI O FILHO DA PUTA QUE..

Antes mesmo de terminar minha frase, só consegui sentir uma dor forte em minha cabeça e logo tudo escureceu.


Notas Finais


O que será que aconteceu com o jancu gent?
Taetae tava babando em quem?

Espero que estejam gostando, nenezus💙💚


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...