História Maybe it's the right one - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Styles, Liam Payne, Lily Collins, Louis Tomlinson, Niall Horan, One Direction, Zayn Malik
Personagens Lily Collins, Louis Tomlinson, Zayn Malik
Visualizações 3
Palavras 1.470
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá, meus amores <3

Estou aqui novamente com outro capítulo e espero que esteja do agrado de vocês. Quero que saibam que estou me dedicando bastante a esta fanfic e estou dando o meu melhor, peço a vocês que acompanhem e sempre comentem, isso trás bastante confiança para continuar escrevendo.

Até as notas finaisssss

Capítulo 11 - Remembering you


Fanfic / Fanfiction Maybe it's the right one - Capítulo 11 - Remembering you

Me fez cair do céu
Você é minha kryptonita
Você continua me deixando fraco, yeah
Congelado e sem respirar
One Thing - One Direction

 

Me despedir de Zayn e vê-lo ir embora, foi algo que me aliviou. Sei que errei ao aceitar o beijo de Louis e, justamente por isso, não consigo estar perto dele sem me sentir horrível.

Eu gostaria de contar a Zayn o que havia acontecido, mas sei que ele não me perdoaria e eu não consigo me imaginar sem ele. Estávamos juntos há tantos anos e não tê-lo seria como perder o chão abaixo dos meus pés, não haveria forma para continuar de pé.

- E aí, como foi o jantar? O amigo deles era bonito? Quem era? - Assim que fechei a porta de casa, Natalia me atacou com várias perguntas cujas eu não tinha a menor vontade de responder.

- Foi ótimo, Nathy - Dei um sorriso forçado e ela bateu no espaço vago ao seu lado, onde eu me sentei

- Sim, muito bonito.

- Agora, me interessei - Cruzou as pernas e sorriu maliciosamente - Quem era?

- Louis - Eu disse e a boca dela se abriu, revelando sua surpresa.

- O quê? - Nathy disse e me segurou pelos ombros, aproximando seu rosto do meu - Pode começar a contar os detalhes, mocinha.

- Não tenho muito o que falar, Nathy - Eu me afastei um pouco e pensei em alguma desculpa plausível

- Acabei passando mal durante o jantar e não conversei muito com o pessoal.

Depois de me irritar um pouco e revirar os olhos algumas vezes, Nathy finalmente me deixou subir. Quando entrei em meu quarto, finalmente pude soltar um suspiro de alivio e me sentir confortável.

Joguei minha bolsa em minha cama de qualquer forma e andei até o meu closet, peguei um moletom que era de Zayn e uma calcinha. Coloquei a roupa que eu iria vestir em cima da cama e fui ao banheiro; me despi e entrei no box.

Não demorei muito no banho e, quando saí, sequei meu corpo e enrolei a toalha nele. Abri a portinha que havia no banheiro ao lado do box e joguei minhas roupas por ela, mandando-as para área de serviço da casa.

Voltei para o quarto e joguei a toalha na cama, me vesti e escutei o som de notificação do meu celular. Peguei-o dentro da bolsa e vi a mensagem que eu havia recebido, era de Zayn.

*MENSAGENS ON*

- Amor, posso ir dormir aí amanhã?

- Lógico que pode.

- Tudo bem, então. Beijo, te amo!

- Também te amo.

*MENSAGENS OFF*

Coloquei o celular para carregar ao lado da minha cama e peguei a toalha que estava em cima dela, voltando ao banheiro. Pendurei a toalha em seu devido lugar e aproveitei que estava no banheiro para escovar meus dentes.

Quando estava voltando para o quarto, resolvi passar no quarto da Nathy. Abri sua porta e ela estava sentada mexendo no celular, mas desviou seu olhar ao ouvir o barulho da porta.

- Zayn vem dormir aqui amanhã - Eu disse e ela assentiu - Você não quer chamar Niall para dormir com você, não? 

- Pode ser - Ela deu de ombros e voltou a olhar para o celular - Acho que vou chamar Liam e Harry também, assim podemos ficar todos juntos.

- Sério isso? - Eu sorri e balancei a cabeça em negação - Você não quer... sei lá... ficar sozinha com ele?

- O quê? - Ela voltou o olhar para mim e fez uma cara de desentendida - Por quê?

- Ah, não sei - Eu dei de ombros e ela arqueou a sobrancelha.

- Então, ok - Sua atenção voltou para o celular e eu dei um sorrisinho - O que você acha de chamarmos as meninas também?

- Pode ser - Eu disse e ela começou a digitar como uma doida no seu celular.

- Podemos comprar bebidas e fazer uma festinha - Ela me olhou sorrindo e eu apenas assenti - É isso, vamos fazer uma festinha.

- Tudo bem, então.

Estava quase fechando a porta do quarto dela, quando a ouvi chamar meu nome, então; abri a mesma novamente e fixei meu olhar nela.

- Harry perguntou se pode chamar Louis - Ela disse com um sorriso no rosto e eu gelei.

Não. Não podemos chamá-lo. Isso era o que eu queria dizer, mas eu não tinha uma desculpa para negar aquilo. 

- Lógico que pode - Eu disse e dei um sorriso forçado sem mostrar os dentes.

Fechei a porta do quarto dela e fui em direção ao meu, ainda sem conseguir raciocinar muito bem. Desliguei a luz do meu quarto e me joguei na cama.

Mandei uma brave mensagem para Zayn, avisando sobre a festa que Nathy estava planejando e ele respondeu com um simples "Ok". 

Quando fechei meus olhos, flashbacks de momentos meus com Louis vieram à minha mente.

*FLASHBACKS ON*

Entramos no carro e, logo ele deu partida. Ele ligou o rádio e nós continuamos em silêncio, seu olhar estava vidrado na estrada, enquanto eu mexia em minhas próprias unhas.

- Então... você já foi à muitos desses jantares? - Sua voz quebrou o silêncio e eu desviei meu olhar para ele.

- Sim, já fui em vários - Meus olhos foram para suas mãos no volante e lá ficaram.

- Ah, sim - Murmurou e me olhou rapidamente.

Depois desse breve diálogo, nos calamos novamente e permanecemos assim até chegarmos ao restaurante, o que não demorou tanto. 

*

- Você acertou em cheio - Ele disse e eu dei de ombros, sorrindo.

Passamos pouco mais de três horas analisando os desenhos dele e vendo o que poderíamos melhoras. Estar com Louis foi muito melhor do que imaginei, pois ele é bastante carismático. 

- Nos vemos amanhã, Anelise - Ele disse enquanto estava atrás de mim, me acompanhando até a porta - E muito obrigado.

Me virei de uma vez para ficarmos frente à frente e eu pudesse respondê-lo, mas não imaginei que ele estivesse tão próximo; então, bati contra o seu peito e nossos rostos ficaram bem próximos. Nossos olhos estavam fixos um no outro, nossos lábios estavam separados por poucos centímetros e eu conseguia sentir sua respiração.

Não conseguia entender o motivo de ficar tão nervosa quando ele estava por perto e agora, estava ainda pior. Meu coração estava quase saindo pela boca e eu não conseguia raciocinar direito. 

 *

- Está lindo, Louis - Eu disse sorrindo ao lembrar que o ajudei a fazer esse desenho - Nós fizemos um bom trabalho.

- Sim, nós fizemos - Ele disse com um sorriso em seus lábios - Muito obrigado.

- Pelo que? - Questionei e ele me olhou.

- Por ter me ajudado - Ele disse e se levantou, deixando nossos corpo separados por poucos centímetros - Eu não teria conseguido sem você.

- Não precisa me agradecer - Dei um passo para trás; mas, de algum jeito, tropecei.

Louis foi mais rápido e segurou minha cintura, o que nos deixou ainda mais próximos. Antes que eu pudesse fazer ou falar qualquer coisa, seus lábios se juntaram aos meus e nós começamos um beijo lento. Minhas mãos foram para nuca dele, trazendo-o para mais perto e suas mãos estavam firmes em minha cintura. O beijo dele é lento e delicado, um pouco diferente do de Zayn e... Ai meu Deus.

Separei nossos lábios e o empurrei, saí de perto dele o mais rápido possível, antes que ele me beijasse novamente ou algo do tipo. Senti meus olhos se enxerem de lágrimas ao lembrar de Zayn e não conseguia olhar para Louis.

*

- O que você está fazendo aqui? - Indaguei, cruzando os braços.

- Nós temos que conversar - Ele disse e ficou na minha frente.

- Não, Louis. Não temos nada o que conversar - Tentei desviar dele e voltar para nossa mesa, mas ele não me deixou passar.

- Então, é assim? - Ele se aproximou um pouco mais e eu dei um passo para trás - Você vai fingir que nada aconteceu e pronto?

- Nunca deveria ter acontecido nada, Louis - Eu olhei para o chão e senti meus olhos se enxerem de lágrimas - Eu estou noiva de Zayn e, por obra do destino, ele é seu amigo.

- Eu não sabia que você era noiva dele - Ele rebateu e tentou segurar o meu rosto em suas mãos, o que não permiti.

- Não importa, foi um erro - Levantei a cabeça e olhei em seus olhos - Não dificulte as coisas.

*FLASHBAKS OFF*

Eu não sei como ou por quê ele tem tanto efeito sobre mim, mas sei que eu não posso deixa-lo perceber isso. Então, adormeci com esses pensamentos.


Notas Finais


Então, por hoje é isso e eu espero que tenham gostado.
Como sempre, peço que deixem seus comentários, sejam eles elogios ou críticas!
Quero que saibam que agradeço bastante a quem está acompanhando e gostaria de dizer que o próximo capítulo vai ter bastante loucura, ou seja, vocês não perdem por esperar.
Um beijo e até sábado <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...