História Maybe Someday - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Gray Fullbuster, Juvia Lockser, Lisanna Strauss, Lucy Heartfilia, Minerva Orland, Natsu Dragneel, Zeref
Tags Gruvia, Nali, Nalu, Romance
Visualizações 303
Palavras 937
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Voltei, bom é só isso mesmo..

Capítulo 4 - Cap. 3


                   Natsu

 Puta merda. Ela é boa. Muito boa. Zeref vai amar isso. Sei que se ele concordar em usá-la, precisaremos que ela assine um contrato e teremos que pagar alguma coisa. Mas vale a pena, ainda mais se as outras letras forem tão boas quanto essa. 

 Mas a pergunta é: será que ela está disposta a ajudar? Está óbvio que ela não tem muita confiança no próprio talento, mas essa é a menor das minhas preocupações. A maior é como farei para conseguir convencê-la a me mandar mais letras? Ou como fazer para ela escrever junto comigo? Duvido que o namorado dela aceite. Ele era o maior babaca que eu já tinha visto na vida. Não consigo acreditar na coragem desse cara, principalmente depois de observá-lo na noite passada. Ele sai para a varanda e beija Lucy, aconchegando-se a ela na cadeira como se fosse o namorado mais atencioso do mundo. Então, assim que ela se vira, ele vai para a varanda com a outra garota. Lucy devia estar no banho, porque eles saíram como se um cronômetro tivesse sido acionado, e a menina envolveu a cintura dele com as pernas e as bocas dos dois se encontraram mais depressa que um piscar de olhos. Sendo que não foi a primeira vez. Eu já tinha visto aquilo tantas vezes que perdi a conta.

  Não cabe a mim contar a Lucy que o namorado dela está transando com sua amiga. Muito menos por uma mensagem de texto. Mas se Lissana estivesse me traindo, eu concerteza ia querer saber. Só não conheço Lucy bem o suficiente para contar uma coisa dessas. Em geral, a pessoa que conta algo desse tipo costuma levar a culpa. Principalmente se quem está sendo traído não quiser acreditar. Eu poderia mandar um bilhete anônimo para ela, mas o idiota do namorado ia acabar convencendo-a de que não era nada daquilo.  

 Por enquanto, não vou fazer nada a respeito disso. Não cabe a mim. E, até conhecê-la melhor, não serei digno de confiança. Meu telefone vibra no bolso e eu pego, na esperança de que Lucy tenha decidido me mandar mais letras, porém é uma mensagem de Lissana.

  Lissana: Quase chegando. Vejo você em duas semanas. 

 Eu: Não pedi para você me avisar quando estivesse quase chegando, e sim depois de chegar. Agora pare de digitar enquanto dirige.  

 Lissana: OK. 

 Eu: Pare.  

 Lissana: OK! 

 Jogo o celular na cama e me recuso a responder. Não quero lhe dar nenhum motivo para continuar digitando antes de chegar em casa. Vou até a cozinha pegar uma cerveja, depois me sento ao lado de Gray adormecido no sofá. Pego o controle remoto para clicar em mais informações do que ele está assistindo. 

 Pornô.  

 Era de se imaginar. Esse cara não consegue assistir a nada que não tenha nudez. Começo a mudar de canal, mas ele arranca o controle da minha mão.

  Hoje é minha vez

 Não sei se foi Gray ou Juvia que decidiu que deveríamos compartilhar a TV, mas essa foi a pior ideia do mundo. Ainda mais porque nunca sei ao certo qual é a minha noite, mesmo que tecnicamente o apartamento seja meu. Tenho sorte quando eles pagam a parte deles do aluguel uma vez a cada três meses. Aguento isso porque Gray é meu melhor amigo desde o ensino médio, e Juvia é...bem, ela é desprezível demais para eu sequer começar uma conversa com ela. Eu a evito desde que Zeref permitiu que ela se mudasse para cá seis meses atrás. Realmente não preciso me preocupar com o dinheiro no momento, graças ao meu trabalho e a porcentagem que Zeref me dá, então não me estresso com isso. Ainda não sei como Zeref conheceu Juvia ou que tipo de relacionamento eles têm, mas mesmo que não seja sexual, ele obviamente gosta dela. Não faço a menor ideia de como nem por que, pois ela não tem nenhuma outra qualidade notável a não ser sua aparência com o seu uniforme do Hooters. 

 E é claro que no instante em que penso nisso, me lembro das palavras de Lissana quando ficou sabendo que Juvia iria morar com a gente.  

 Não ligo se ela se mudar. A pior coisa que poderia acontecer é você me trair. Então eu teria que terminar tudo entre nós, seu coração ficaria despedaçado, e nós dois sofreríamos muito. Você ficaria tão deprimido que nunca conseguiria se recuperar. Então, se for mesmo me trair, certifique-se que seja para ter o melhor sexo de todos, porque vai ser a última vez que você vai transar na vida.  

 Ela não precisava se preocupar com isso, mas o cenário que ela descreveu bastou para garantir que eu nem olhe para Juvia quando ela está de uniforme.  

 Como é que consegui viajar tanto nos pensamentos? 

 É por isso que estou com bloqueio criativo; parece que não tenho conseguido me concentrar em nada importante. Volto para meu quarto com o intuito de passar a letra da Lucy para o papel e começo a trabalhar em como juntá-la com a música. Quero enviar uma mensagem para Lucy e dizer o que achei, mas não faço isso. Acho que devo deixá-la esperando mais um pouco. Sei como é tenso mandar um trabalho seu e ter que aguardar para ouvir a opinião da pessoa. Se eu deixá-la esperando por bastante tempo, talvez ela fique tentada a enviar as outras letras quando eu disser como a acho brilhante.

  Isso pode soar um pouco cruel, mas essa garota não faz ideia de como necessito dela. Agora que tenho certeza de que encontrei minha musa, preciso me esforçar para que não escape de mim.   


Notas Finais


Espero que tenham gostado e desculpem qualquer erro ortográfico.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...