História Maze Runner: E se fosse eu na caixa? - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias The Maze Runner
Personagens Alby, Aris, Ava Paige, Ben, Brenda, Caçarola (Frypan), Chuck, Gally, Harriet, Minho, Newt, Personagens Originais, Sonya, Teresa, Thomas, Winston
Tags Amor, Aventura, Newt, Romance, The Maze Runner, Thomas Sangster
Visualizações 639
Palavras 1.353
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Fluffy, Luta, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Essa é minha primeira fic, estou muito feliz por poder compartilhar ela com você! Espero que goste e se emocione da mesma forma que eu me emocionei enquanto escrevia! 😊❤

Mais um capítulo!! Aproveitem!

Capítulo 3 - Meu Novo Amigo!


Fanfic / Fanfiction Maze Runner: E se fosse eu na caixa? - Capítulo 3 - Meu Novo Amigo!

A multidão começou a se desfazer aos poucos, olhei para todas as direções em busca de Alby mas não consegui encontrar nenhum sinal dele. Além disso eu tinha perdido Newt de vista, ele provavelmente tinha desistido de mim... Comecei a me sentir um pouco arrependida por te-lo tratado daquela forma, mas o que ele esperava? Eu estava curiosa demais para ficar aguardando por respostas.

Demorou um tempo mas eu finalmente encontrei o líder dos Clareanos, este conversava com um dos garotos mais novos que eu havia visto até agora, ele devia ter cerca de 12 anos, era um pouco gordinho e tinha um sorriso contagiante em seu rosto. Ao me ver, Alby diz com a maior naturalidade.

- Ei novata, desculpe ter te deixado no quarto daquele jeito. Tinham assuntos que eu precisava tratar. - Ele fala como se o tal "assunto" não tivesse me ameaçado de morte a alguns minutos atrás.

- Esse é Chuck. - O garoto fofinho que estava conversando com Alby abre um sorriso de orelha a orelha, tornando impossível para mim não sorrir de volta.

- Como Newt já foi dispensado por você, Chuck vai te acompanhar para o almoço. - Alby fala e logo em seguida, se vira para entrar em uma das pequenas casas de madeira, a qual eu temia ser a que Ben se encontrava.

- Espera um minuto! - Eu falei determinada colocando as mãos na cintura. - Eu não dispensei Newt. Eu simplesmente preciso de alguém que possa responder minhas perguntas, e até onde eu sei, você é esse alguém!

Alby me olhou de cima a baixo e falou de forma firme.

- Eu entendo sua frustração, mas aprenda a esperar garota. Você vai ter suas respostas mais tarde. Por enquanto você pode ficar com Chuck, tenho certeza que ele vai ser uma boa compania para você. - Falou se virando, entrando pela porta e a fechando em seguida.

Não fiquei nem um pouco contente com isso, mas me recusava a segui-lo para dentro da casa, afinal eu ainda tinha muito para aprender sobre a Clareira e ficar atrás de quem não me quer por perto nem sempre é a melhor forma de conseguir as coisas, e claro, no fundo eu não estava muito interessada em encontrar Ben novamente tão cedo... Não tem como ganhar todas não é mesmo? (E não, eu não estou com medo... Só me precavendo de qualquer... Desentendimento, vamos assim dizer.)

- Prazer novata! Não liga para o Alby ele é assim mesmo, com o tempo você vai ver que ele só quer nos manter seguros, ele foi um dos primeiros a chegar aqui e é muito respeitado por todos. - Chuck falou sem tirar seu sorriso do rosto por nem mesmo um segundo, o que fez eu me sentir bem melhor.

- Prazer Chuck, eu entendo... Mas minha cabeça está cheio de perguntas, quanto mais eu tento entender mais dúvida se formam e isso está me deixando louca!! - Eu falei colocando minhas mãos na cabeça.

Sem tirar o sorriso do rosto, Chuck coloca uma mão em meu ombro e diz.

- Por que nós não vamos almoçar? Eu prometo tentar tirar algumas de suas dúvidas no caminho! Eu sei que não sou tão bom em explicações como Alby e Newt mas vou dar meu máximo para você entender um pouco de como nós, Clareanos, vivemos nosso dia a dia.

Não pude deixar de estampar um sorriso em meu rosto. Finalmente alguém que me entende nesse lugar!

Eu e Chuck conversávamos como se fôssemos amigos a anos, ele me contou sobre as profissões na Clareira, sobre eu ser a primeira menina a subir pela caixa e que a cada mês, um novato é mandado junto com todos os suprimentos necessários para sobreviver.

Quando eu estava servindo o almoço, fui surpeendida por Newt, que se encontrava na fila bem atrás de mim. Coincidência? Acho que nunca saberei de fato.

- Alby me pediu para te mostrar a Clareira depois do almoço. - ele falou sem deixar transparecer se ele estava ou não bravo pelas coisas que eu havia lhe dito mais cedo. - Tudo bem para você? - Ele me perguntou sério.

- Sim, tudo bem... eh, eu... Me desculpe por mais cedo. - Eu falei super sem graça.

Abrindo um pequeno sorrido e me olhando pelo canto de seus olhos, ele responde.

- Ah, não tem problema. Eu já passei por isso, eu estava tão perdido quanto você, mas não se preocupe, eu vou te explicar tudo que puder enquanto te mostro a Clareira.- Ele falou e saiu andando tranquilamente em direção a uma mesa cheia de outros garotos.

Como ele conseguia não sentir nenhum remorso mesmo depois de eu te-lo tratado tão mal? Bom eu não tenho ideia, mas fiquei muito feliz por ainda poder contar com ele.

Eu e Chuck nos sentamos lado a lado, conversando e apreciando a comida, o almoço estava bom, mas algo dentro de mim dizia que com mais sal e alguns temperos ficaria delicioso, talvez eu pudesse me arriscar na cozinha para ajudar os garotos mas no momento que pensei em contar minha ideia para Chuck, eu tive meus pensamentos interrompidos por Newt e Caçarola, um dos garotos que estava ajudando a carregar Ben mais cedo.

Ambos sentaram na nossa frente com sorrisos bobos no rosto.

- Esse, novata, é Caçarola, nosso guardião dos cozinheiro. - Explica Newt.

- Muito prazer! - Caçarola falou sem esconder a animação.

- O prazer é meu! - Respondi com um sorriso, já achando o garoto super alegre e simpático.

- O que achou da comida? - Ele perguntou esperançoso.

Eu não queria mentir para ele e falar que ela estava perfeita, mas também não queria ser grossa e dizer que eu era capaz de fazer muito melhor (o que era a mais pura verdade). Para que não soasse arrogante, eu decidi educadamente dar uma sugestão.

- Sabe, o arroz e os outros grãos estão ótimos. (era verdade, estavam realmente deliciosos) Porém a carne poderia ter sido um pouco mais temperada para ressaltar o seu sabor. Eu colocaria algum molho também para poder deixar o prato mais saboroso e marcante...

Percebi que os três garotos me olhavam espantados, foi ai que eu parei de falar. Eles devem me achar completamente louca, eu acabei de chegar e já estou dando um sermão desses no chefe de cozinha deles! Onde eu estava com a cabeça? Ele provavelmente me odeia agora.

Antes que eu pudesse me desculpar, Caçarola abre um sorriso e fala em meio a aplausos.

- Uau!! Parece que temos uma chefe entre nós!! Por que você não me ajuda a fazer o jantar hoje? - Ele falou animado.

No começo a idéia me soou um pouco estranha mas a mesma também me aliviou. Ainda bem que ele não me achou esnobe, muito pelo contrário, ele parecia ter ficado super feliz com a idéia de uma nova ajudante na cozinha.

- É o primeiro dia dela Caçarola! Não precisamos colocar a novata para trabalhar tão cedo. - Newt fala, como sempre, tentando me defender.

- Ahh!! Por favor! - Implora Chuck. - Você não viu como ela falou com convicção? Eu aposto que vai ser o melhor jantar de nossas vidas!!!

Chuck e Caçarola olham esperançosos em minha direção, por um momento parecia que até mesmo Newt esperava por uma resposta positiva. Eu não tinha como negar o pedido, além disso, eu queria me sentir prestativa também.

- Está bem, está bem! Vocês venceram, mas não esperem tanta coisa assim, lembrem que o chefe é Caçarola, eu vou só ser sua assistente.

Newt abriu um pequeno sorriso, enquanto Chuck dizia quase que aos gritos.

- VOCÊ É A MELHOR, NOVATA!

Parece que eu não demorei muito para me acostumar com eles, a vida na Clareira não parecia ser tão ruim assim, mas a curiosidade de encontrar uma saída e descobrir como é o mundo lá fora era tentadora e não tinha como ser deixada de lado.

No momento eu preciso apenas me concentrar em lembrar meu nome, porque cá entre nós, não é muito legal ficar sendo chamada de "novata" o tempo todo, também tenho que aprender mais sobre a vida na Clareira, e claro, fazer um delicioso jantar para os meus mais novos amigos, que conseguiram fazer eu me sentir acolhida em tão pouco tempo.


Notas Finais


Uau!! A nova Clareana dando uma aula de culinária para os rapazes!! Vê se pode? 😅😁

Como será que vai ser esse passeio pela Clareira com o Newt? 😏

O Chuck é muito amorzinho né?? 😊❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...