1. Spirit Fanfics >
  2. MBF - A Escola de Magia >
  3. Capítulo 03

História MBF - A Escola de Magia - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Capítulo novo galera!

Este, é focado em Zachary Davis, personagem original meu. Ross Lynch como o jovem feiticeiro.

Antes de irmos para o capítulo, quero dar um breve aviso: Lembram que no prólogo eu mencionei as Encantadas, vulgo Macy, Mel e Maggie como fundadoras da MBF? Então, as três vão fazer uma participação, mas não vão ser personagens recorrentes - a série delas (Charmed: Nova Geração) ainda está em andandamento, por esse motivo e outros não vou adicioná-las.

Boa leitura...

Capítulo 4 - Capítulo 03


Fanfic / Fanfiction MBF - A Escola de Magia - Capítulo 4 - Capítulo 03

Hora do almoço. Todos os alunos estavam reunidos no refeitório... todos tagarelando como sempre. Evie, Uma e Maria estavam sentadas juntas. Zachary, Riley e Benny estavam sentados do outro lado daquela sala, também juntos.


ㅡ Cadê o cara que esbarrou com você? Ele está aqui? ㅡ perguntou a filha da Rainha Má olhando atentamente ao redor.


ㅡ Esquece isso ㅡ pediu a mulher de cabelos morenos, com os braços cruzados e a expressão séria.


ㅡ Você foi contar sobre o tal Michael pra ela, agora ela não vai descansar até unir você e o seu príncipe encantado ㅡ discorreu Uma entre risos de deboche.


ㅡ É, mas o problema é que já tem uma colega minha de olho nele, e eu não acredito em príncipes ㅡ discorreu Maria voltando a mexer na sua refeição.


ㅡ Pois acredite... eles existem. ㅡ Evie Grimhilde voltou-se para a mais velha, com um sorriso no rosto, depois ficou séria. ㅡ A Mal é casada com o filho da Bela e da Fera, o Ben, e é Rainha de Auradon. Minha mãe, a Rainha Má, também queria que eu casasse com um príncipe para termos luxo e status real novamente, mas eu acabei encontrando o meu amor verdadeiro que para a infelicidade dela não é um príncipe. ㅡ Evie riu fraco, aquele assunto sobre sua mãe era um pouco delicado para ela, assim como para todos os filhos de vilões que não se regenararam... era difícil falar dos seus pais e lembrar do passado na Ilha dos Perdidos.


ㅡ Parece que eu não sou a única que possuo um passado interessante por aqui ㅡ retrucou Maria, sorrindo sugestiva, tentando amenizar o clima que estava se instaurado ao redor daquela mesa.


ㅡ E não é mesmo ㅡ concordou a filha da Úrsula sorrindo superior.


Um pouco distante da mesa onde permaneciam as três mulheres, na outra, encontravam-se Riley Paladino, Zachary Davis e Benny Weir. O loiro olhava ao redor, sério e atento, enquanto uma energia negra percorria por entre os seus dedos.


ㅡ Nem pense em lançar isso em alguémㅡ retrucou Riley olhando para a tal energia negra.


ㅡ Eu só quero me divertir ㅡ respondeu o outro com um sorriso malicioso no rosto.


ㅡ Você sabe que é contra as regras usar os poderes fora da sala de aula sem permissão ㅡ enfatizou a outra.


ㅡ E você acredita mesmo que ninguém daqui usa a sua magia no dia-a-dia? ㅡ questionou, na tentativa de sair por cima naquela discussão. Benny ouvia tudo enquanto olhava para os dois, pensando no que poderia dizer para acabar com aquilo.


ㅡ Tudo bem. Usa ㅡ ordenou a loira agora demonstrando desinteresse ㅡ, e quando você pegar uma advertência eu vou comemorar muito. ㅡ Ela disse com um sorriso de deboche no rosto. Zachary revirou os olhos e a energia negra desapareceu dos seus dedos, é... Riley tinha vencido.


ㅡ Então... de onde vocês dois vieram? ㅡ perguntou Benny Weir com a voz arrastada, tentando puxar conversa. ㅡ Vocês são bem parecidos sabia... tem certeza que só são amigos? ㅡ Riley e Zachary lançaram um olhar de reprovação para o jovem, que ficou desconcertado com aquilo.


ㅡ Nós viemos de Nova York. Eu morava com o meu pai e minha mãe e o Zachary era meu vizinho, morava com os tios, nos conhecemos desde crianças e por coincidência, nós dois somos feiticeiros ㅡ respondeu a garota loira calmamente, abrindo um sorriso repentino. ㅡ E sim, nós temos certeza que somos só amigos.


ㅡ Ah tá, desculpem por ser indelicado. ㅡ Ele riu e voltou a comer, repreendendo a si mesmo mentalmente.


Zachary mais uma vez olhou ao redor como se estivesse procurando algo ou alguém, até que seus olhos focaram em Evie Grimhilde, do outro lado do refeitório.


ㅡ Ah não... Já vem! ㅡ comentou Riley percebendo o olhar do seu amigo. Zachary sorriu largo e virou-se para a loira.


ㅡ Você descobriu quem é a bonitinha ali? ㅡ perguntou indicando a filha da Rainha Má com a cabeça.


ㅡ Sim ㅡ assentiu com voz de tédio. A Paladino cruzou os braços e revirou os olhos. ㅡ O nome dela é Evie Grimhilde, filha da Rainha Má, do Conto de Fadas da Branca de Neve ㅡ falou as últimas palavras em tom de deboche.


ㅡ Como você descobriu? ㅡ perguntou Benny Weir.


ㅡ Tiveram aula com a Mal ontem. Eu também estava lá ontem e consegui essas informações.


ㅡ Legal. Eu vou lá falar com ela. ㅡ Zachary Davis levantou da cadeira rapidamente e caminhou rumo à Evie, Maria e Uma.


Zachary estaria apaixonado pela filha da Rainha Má, vulgo Evie Grimhilde? Na verdade não se sabe, mas na maioria das vezes, ele apenas gostava de se divertir com o coração das jovens. Zachary fazia o estilo bad boy mas sabia ser galã quando queria. Porém o que ele não sabia, era que Evie já era comprometida e também sabia brincar com o coração dos outros. Bom, ela fazia isso no passado.

Fireflies, a million little pieces

Feeds the dying light, and brings me back to life

In your eyes, I see something to believe in

Your hands are like a flame

Your palms the sweetest pain

Let the darkness lead us into the light

Let our dreams get lost, feel the temperature rise

Baby, tell me one more beautiful lie

One touch and I ignite

Like a starship speeding into the night

You and I get lost in the infinite lights

Baby, tell me one more beautiful lie

One touch and I ignite

One touch and I ignite

One touch and I ignite


ㅡ Olá meninas ㅡ cumprimentou ele quando aproximou-se das três. Puxou uma cadeira atrás de si e sentou entre Evie e Maria - Uma estava do outro lado da mesa. ㅡ Você é filha da Rainha Má, não é?


ㅡ Sim... por que? ㅡ perguntou a jovem-mulher de cabelos azuis com os olhos cerrados, olhando para Maria e Uma rapidamente, que riram com aquilo.


ㅡ Nada, eu só acho isso muito legal e gostaria de te conhecer melhor ㅡ respondeu ele colocando as mãos para cima em sinal de redenção. ㅡ E quem são as suas amigas? ㅡ olhou para as outras duas.


ㅡ Essa é Maria e Uma, irmã do João e filha da Úrsula ㅡ apresentou educadamente.


ㅡ Uau! Essa escola está infestada de personagens clássicos mesmo.


ㅡ É sim... você tem algum problema com isso? ㅡ questionou Uma encarando o loiro com os olhos cerrados. Maria o olhava com o mesmo olhar enquanto mantinha os braços cruzados e sentada em uma postura nada formal.


ㅡ Nada, não tenho nada contra mesmo... até gosto das historinhas. ㅡ Ele virou o olhar para Evie Grimhilde que riu balançando a cabeça em negação.


Do outro lado do refeitório, Riley e Benny observavam os quatro rindo. A loira analisava tudo enquanto Benny Weir estava com uma expressão surpresa no rosto.


ㅡ Eu preciso de umas aulas com esse cara ㅡ retrucou o garoto virando-se para Riley. ㅡ Ele sabe mesmo falar com as gatas!


ㅡ Ele vai acabar se dando mal... isso sim ㅡ comentou a Paladino olhando de canto de olho para o seu amigo.

     (...)


ㅡ Foi bom o papo meninas, depois continuamos. ㅡ Zachary piscou o olho para a Grimhilde que franziu as sobrancelhas. Logo após saiu andando em passos lentos.

ㅡ Parece que você ganhou mais um admirador ㅡ falou Uma para Evie, sorrindo zombeteira.


ㅡ Claro que não, ele é apenas mais um dos meus novos amigos ㅡ respondeu a filha da Rainha Má não mostrando interesse.


Zachary Davis estava voltando distraído para a mesa onde permaneciam os seus dois amigos, quando acabou se esbarrando com alguém. A bandeija que o outro carregava caiu em cima do loiro, sujando toda a sua roupa.


O garoto que se esbarrou com Zachary chamava-se Arthur Velez, um garoto de pele clara, tamanho médio, olhos azuis, cabelos pretos e usava óculos.


ㅡ Olha o que você fez, seu... seu nerd ㅡ falou o loiro olhando para a sua roupa, agora toda suja.


ㅡ Ah não, isso vai acabar mal... muito mal ㅡ comentou Riley Paladino levantando-se da cadeira, vendo os olhares de todos ali virarem para os dois em pé no meio do refeitório.


Arthur ficou sem reação enquanto nas duas mãos de Zachary surgiam uma energia negra, que logo foi direcionada para o outro, jogando ele contra a parede.


ㅡ Zach, seu imbecil ㅡ xingou a loira em um sussurro, cerrando os punhos.


Zachary iria para cima do garoto e usar mais um pouco da sua magia em Arthur. Ele estava com a expressão brava, enquanto Arthur Velez tentava se levantar rapidamente, mesmo cheio de dores. Maria, Uma e Evie levantaram rapidamente e correram até os dois garotos. Zachary levantou a mão para jogar uma rajada de energia negra no outro, porém Evie interveio.


ㅡ ZACHARY... NÃO FAZ ISSO! ㅡ gritou Evie Grimhilde segurando a mão do loiro e o encarando.


ㅡ Ei garoto, você tá bem? ㅡ perguntou Maria ajudando o Velez se levantar.


ㅡ Eu estou sim, obrigado ㅡ agradeceu, assustado.


ㅡ Eu acho que esse Zachary tá muito esquentadinho ㅡ comentou Uma olhando para o outro que finalmente baixou a mão e respirou fundo, se acalmando.


ㅡ O que está acontecendo aqui?! ㅡ perguntou Emma Alonso, a secretária da MBF, interrompendo a gritaria dos alunos que se instaurou ali. Ela vinha acompanhada de Maddie Van Pelt, sua "aminimiga".


ㅡ Não é nada ㅡ respondeu Zachary Davis respirando profundamente.


ㅡ Não adianta dizer que não é nada, garoto, pois nós chegamos a tempo de ver tudo e a Emma só perguntou isso para dizer uma frase de efeito ㅡ disse Maddie dirigindo-se para o loiro. ㅡ Como professora da MBF e meu aluno, você vai ficar uma semana sem aula prática e ter atividade extra em dobro... e isso vale pra qualquer um que gritar de novo. ㅡ Ela virou-para os outros com os olhos arregalados, apenas para intimidá-los. Zachary bufou com aquela punição.


ㅡ Você está bem? ㅡ Emma perguntou aproximando-se do garoto de olhos azuis. ㅡ Acho melhor irmos até a enfermaria e verificarmos se não causou nenhuma lesão.


Enquanto as duas professoras falavam com Arthur Velez, Zachary revirava os olhos vendo aquilo... ele achava injusto só ele levar um castigo, sendo que o outro tinha derramado toda a comida da bandeija em si, bom, isso não era motivo para jogar o garoto para longe com a sua magia, mas enfim... Ele pegou o seu celular do bolso para ver algo.


ㅡ Ah, e isso vai ficar comigo também. ㅡ Maddie puxou o celular das mãos de Zachary, deixando o loiro surpreso.


ㅡ Pra que isso? Pra que confiscar o meu celular? ㅡ perguntou ele, já cansando de tudo aquilo.


ㅡ Não importa. ㅡ A loira saiu andando ao lado de Emma Alonso. Arthur ia na frente com Maria, Uma e Evie ao seu lado, esta última, olhou para trás e lançou um olhar de reprovação para Zachary que sorriu amarelo. ㅡ Aiii! Minha primeira bronca! É tão bom punir esses delinquentes! ㅡ exclamou eufórica lançando um olhar ameaçador para os outros apenas por diversão. Emma olhou para ela e balançou a cabeça em negação.


Quando as duas saíram, Riley Paladino aproximou-se do seu amigo com a expressão brava, nesse momento vários alunos já tinham terminado o almoço e estavam deixando o refeitório.


ㅡ Está feliz, Zach, com tudo o que você causou? ㅡ questionou.


ㅡ Ei, eu apenas me defendi ㅡ tentou se defender, mesmo vendo que usar os seus poderes em um colega de escola não foi a melhor opção.


ㅡ Espero que não tenha nada de importante no seu celular que possa nos entregar ㅡ discorreu a jovem-mulher com a expressão de tédio. ㅡ Não tem nada de importante lá, né? E está protegido com magia, né? ㅡ deu ênfase à palavra "né".


ㅡ Sim e não ㅡ retrucou o outro agora percebendo a gravidade daquilo. ㅡ Ai, temos que recuperar aquele aparelho.


ㅡ Idiota ㅡ xingou a loira mais uma vez revirando os olhos. ㅡ A sua sorte é que você tem a mim para limpar todas as suas bagunças, pode deixar que eu pego a droga do seu celular.


ㅡ Como você vai fazer isso? Só vai nos entregar mais, se te pegarem.


ㅡ Eu vou usar alguém para o serviço pesado. ㅡ Riley virou o seu olhar para Benny Weir enquanto sorria maliciosa, assim como Zachary Davis. O outro sorria inocentemente e acenava para os dois amigos.

So alive, your touch is like the daylight

Burning on my skin, it turns me on again

You and I, survivors of the same kind

And we're the only ones

Dancing on the sun

Let the darkness lead us into the light

Let our dreams get lost, feel the temperature rise

Baby, tell me one more beautiful lie

One touch and I ignite

Like a starship speeding into the night

You and I get lost in the infinite nights

Baby, tell me one more beautiful lie

One touch and I ignite

One touch and I ignite

One touch and I ignite

Diamonds are forever, but all we need is just tonight

We're monumental tremors that can freeze the speed of life

Just like particles that's falling from heaven all over the stars

Hear you calling for me

Hear you calling me on from afar

Let the darkness lead us into the light

Let our dreams get lost, feel the temperature rise

Baby, tell me one more beautiful lie

One touch and I ignite

I feel the heat as we collide

Like a fever that feels so right

So baby, tell me one more beautiful lie

One touch and I ignite

One touch and I ignite

One touch and I ignite

One touch and I ignite

One touch and I ignite

One touch and I ignite


Notas Finais


Zachary... bad boy explosivo ou bobo apaixonado??? Hihihi!

O que acharam deste capítulo? O que estão achando do trio Evie, Uma e Maria? E do outro trio Benny, Riley e Zachary?

Riley e Zachary com um segredo? Hummmm...

Música do capítulo: Ignite de K-391 e Alan Walker (este último, um DJ que eu gosto muito, todas as músicas dele são boas).

Link: https://youtu.be/A3tAFP2fnSY

Espero que tenham gostado... favoritem, comentem, deixem a sua opinião, sugestões - que eu anoto tudo - e até logo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...