História MC PH - Capítulo 51


Escrita por:

Postado
Categorias MC Livinho
Personagens Personagens Originais
Tags curtição, Dramas, Revelaçoes, Romance
Visualizações 372
Palavras 1.152
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Famí­lia, Fantasia, Festa, Luta, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpem a demora

Capítulo 51 - BOMBA


Fanfic / Fanfiction MC PH - Capítulo 51 - BOMBA

Pedro:- Vamos almoçar to com fome.

S/N:- Vou Preparar algo para nós.

P O V ( S/P )

Tinha chegado o dia de eu encontrar o Carlos para tratar sobre o assunto da menina que judiou da minha filha.

Peguei a chave do carro minha esposa tinha ido no salão então aproveitei e fui pro Bar encontrar o Carlos.

Tratei de mandar mensagem avisando ele que estava chegando.

Chegando no bar vi o carro dele estacionado lá, estacionei atras do dele e desci.Entrei no bar e sentei com ele na ultima mesa.

S/P:- Eae camarada!

Carlos:- Eae Chefia.

S/P:- Ta com os negocios ai?

Carlos:- Aham, Ta no carro vamos lá.

Fomos ate o carro dele, ele abriu a porta traseira e me deu uns papeis.

S/P:- Voce Não tem foto dela?
Carlos:- Não, mas c voce quiser ir ve-la hoje, tem como por que eu que fico de plantão hoje!!!

S/P:- Então vamos.Mas vamos no seu carro não quero dar pistas a ninguem, vou deixar meu carro aqui.

Entramos no carro dele e fomos para o presidio das mulheres.

Chegando lá ele conversou com uns guardas que me revistaram e deixaram nós entrar juntos.

Passamos por varias celas e ele me deixou na sala de espera para aguardar porque ele tinha ido chamar a tal Barbara.

A porta se abriu eu continuei sentado com a cabeça baixa.

Carlos:- Ai chefe, vou deixar voces sozinhos qualquer coisa to aqui fora.

Barbara:- VOCE????

Eu olhei pra cima e me assustei, levantei da cadeira não tava acreditando no que estava vendo.

S/P:- Joana?

Barbara:- O QUE VOCE ESTA FAZENDO AQUI....?

S/P:- C o seu nome é Joana, eu vim atras de uma barbara por que ele te trouxe aqui?

Barbara:- Eu sou a Barbara!!!

Me choquei ela tinha mentido pra mim esse tempo todo.

S/P:´- EU EXIJO EXPLICAÇÕES!!!

Barbara:- Calma senta ai vamos conversar com calma.

Sentamos na cadeira, um de frente a o outro.

S/P:- Já pode começar...

Barbara:- Bom, eu menti para voce sobre meu nome por que estava sendo procurada pela  policia, e isso era questão de identidade, meu nome verdadeiro é Barbara Pereira Lima e não Joana Silva Santos.Mas por que voce venho aqui, logo atras de mim?

S/P:- Bom, eu não vim atras de voce, alias eu nem sabia que voce era a Barbara...

Barbara:- Mas por que me explica o que voce quer?

S/P:- Eu quero saber o por que voce esta presa!

Ela ficou me olhando assustada e ficou calada.

S/P:- Me diz?

Barbara:- Bom, eu aprontei com uma de menor.

S/P:- Aprontou como assim?

Barbara:- A deixei em carcere por 2 messes, sabe aqueles messes que nós ficamos sem nós ver por que voce foi viajar!

S/P:- Por que voce fez isso com essa menina?
Barbara:- Por que...por causa de um MULEQUE QUE TENHO ODIO DELE ATE HOJE!!!

Ela disse batendo na mesa se alterando.

Carlos:- Opa tudo bem ai chefe?

S/P:- Sim.

Carlos disse abrindo a porta, e depois fechou.

Barbara:- Mais eu to aprendendo a superar, a melhor vingança é aquela que vem com o tempo.

S/P:- Por acaso esse muleque era o Pedro?

Ela arregalou os olhos.

Barbara:- VOCE O CONHECE?

S/P:- infelizmente...Agora, voce sabe quem era a menina?

Barbara:- Não.

S/P:- A menina era minha filha!

Ela arregalou os olhos colocou a mão na barriga e se jogou pra tras...

Barbara:- NÃO PODE SER...

S/P:- Sim ela é minha filha, voce sabe qual é minha vontade?! a minha vontade é de pular no seu pescoço agora, mas como eu to com raiva dela eu vou te respeitar...Então quer dizer que tudo isso foi por causa do Pedro?

Barbara:- É...olha me desculpa eu não sabia que era sua filha!

SP:- Não quero suas desculpas, eu quero sua ajuda.

Barbara:- Ajuda? como assim?

S/P:- A separar minha filha daquele marginalzinho (Pedro)...

Ela deu um sorriso malefico.

Barbara:- Vai ser um prazer, mas como vou fazer isso? se estou presa?

S/P:- Fica quietinha eu sei o que eu vou fazer, fique tranquila não pense nisso pense em que voce vai fazer para separa-los.

Barbara:- Não sei como te agradecer e ao mesmo tempo sinto vergonha de ter feito isso com sua filha.

S/P:- Voce não tem que me agradecer em nada...Mas tudo isso tem um porém!!!

Barbara:- Qual?

S/P:- C voce fizer algum mal a minha filha, eu te mato, e eu não to brincando não.

Eu disse pegando no pescoço dela.

Depois soltei..Ela tossiu.

Barbara:- Mas voce mesmo ja ta fazendo o mal dela, querendo separar o que ela tem de melhor que é o Pedro.

S/P:- Não interessa, eu sou pai dela e voce não é porra nenhuma.

Barbara:- Depois podemos conversar sobre nós?

Ela colocou a mão na barriga dela que estava grande.

S/P:- Num lugar mais apropriado.

Ele abriu a porta.

Carlos:- Sim.

S/P:- Pode leva-la.

Saimos da sala e ele a levou pra cela.

Fiquei pensativo, como as coisas são tão em comum tudo parece que gira em torno de mim.A pessoa que eu menos esperava é a que quase matou minha filha, e esse nenem ? sera que é meu minha mulher não pode sonhar sobre o que acontecia sobre mim e a Joana ops..Barbara. E nem minha filha, ja pensou ela ter um irmãozinho da mulher que quase a matou e ainda ja teve relaçoes com o Pedro e minha mulher como fica nessa historia?! To na merda.

Carlos:- Vamos vou te levar.

Fomos para o carro.

Carlos:- Desculpa te perguntar mas essa mulher não é aquela que voce disse que estava tendo um caso?

S/P:- Carlinhos, prefiro não falar sobre isso.

Ele  balançou a cabeça.

Carlos:- Pronto chefe ta entregue.

Desci do carro em frente ao bar.

S/P:- Obrigada Amigo.

Ele balançou a cabeça e foi embora. Entrei no meu carro e fui pra casa.

Quando entrei em casa minha esposa tava sentada no sofá.

S/m:- Aonde voce?

S/P:- Fui no bar.

S/m:- Ata passei e vi o carro, mas não pensei que era o seu. Voce tava com quem?

S/P:- Com uns colegas.

Subi e fui tomar um banho.

P O V (SEU NOME)

Eu tava tão feliz por ter se ajeitado com Pedro.

Depois do almoço fomos para a  cama.

Ele ainda tava dormindo, levantei abri as cortinas, ele tava tão fofinho dormindo, resolvi tirar uma foto.

Tirei uma foto dele,pulei em cima dele e o acordei.

S/N:-Acorda beh.

Pedro:- To acordado.

Ele levantou se espriguiçou e deu um sorriso.

Pedro:- Nossa ja ta de tarde.

S/N:-São seis horas agora.

Pedro:- Nossa dormimos pra porra então né?!

S/N:- Digamos que sim né..

Fomos para a arinha, coloquei jorge e matheus na tv e peguei uma catuaba que era a unica coisa que eu bebia e adorava.

Pedro:- Ja pega meu copo.

Peguei dois copos e fui la pra area sentar com ele.

Ficamos bebendo curtindo um somzinho suave de fundo e conversando sobre nossa relação.

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...