História Me agrada o seu desagrado - imagine Min Yoongi (Suga) - Capítulo 30


Escrita por: e Haysahppx

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Suga
Tags Drama, Drogas, Jungkook, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Rap Monster, Romance, Suga
Visualizações 595
Palavras 1.078
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Ficção, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie gente linda!!!

Passando pra avisar também que agora em diante eu postarei capítulos com mais rapidez...

Perdoe os erros, e espero realmente que gostem!

Boa Leitura 📖

Capítulo 30 - Capítulo 29


Fanfic / Fanfiction Me agrada o seu desagrado - imagine Min Yoongi (Suga) - Capítulo 30 - Capítulo 29

    Eu encaro S/N, que estava prendendo os lábios forçando para não começar a rir ali mesmo, com os olhos arregalados ela encara o chão dando um leve suspiro forçado
  
    Vendo ela nesse estado, eu automaticamente acabo rindo. É impossível não ter soltado nenhuma risada, diante daquilo
    
    -Eu- você não tinha percebido isso até agora?  
    
      Eu tento segurar o riso, colocando a mão sobre a minha boca 
      
       Fazendo esse movimento, ele acaba vendo a minha aliança de noivado  
       
       -Pai- e você está noivo também? Nossa eu mal acabei de conhecer o meu filho, e já descubro que irei ser avô e que ele irá se casar, é muitas emoções para um velhinho apenas! 
       
        Ele sorri sem graça, eu acabei de descubrir algo novo sobre o meu pai... ele é um vovôzinho muito fofo, S/N percebe isso e olha para mim aproximando a sua cabeça do meu ouvido, sussurrando:
        
        -S/N- ele é mesmo o seu pai, Yoongi... 
        
        Ela afirma divertida, apertando levemente a minha bochecha  
        
        -Mãe- bom pelo o que eu acabei de ver, nós dois iremos que ter uma longa conversa a respeito das recentes novidades
        
        Eu capto a sua indireta, para mim e S/N nos retirar dali para que assim ela podesse conversar a sós com ele. Eu me levanto do sofá
        
        -Eu- eu e a S/N já vamos sair da sala
        
        -S/N- não, não precisa eu já vou indo embora 
        
         Eu seguro o seu braço e falo baixinho rente ao seu ouvido:
         
         -Eu- tem certeza? Sabe eu não quero ficar aqui sozinho... estou com saudades de você pequena  
         
         Ela abre um leve sorriso afastando delicadamente a minha mão do seu braço 
         
         -S/N- talvez mais tarde... agora eu não posso mais 
         
          Por que ela faz isso? Se ela tentou tirar todas as minhas expectativas de passar o dia todo dormindo abraçado a ela, ela conseguiu 
          
          -Eu- okay, então eu te levo pra sua casa 
          
           Ela assente, se despedindo deles. Já lá fora ela comenta:
           
           -S/N- hoje realmente não dá para ficar aqui contigo... eu preciso sair ainda hoje 
           
           -Eu- e para onde você vai?
           
           -S/N- no hospital... - eu a interrompo
           
           -Eu- tudo bem, eu vou com você, não quero ficar sozinho
            
            -S/N- hoje não dá porque eu vou no hospital resolver algumas coisas e depois irei passar na casa de um amigo
            
            Nós andamos até o meu carro, entrando no mesmo eu digo:
            
            -Eu- e desde quando o seu "amiguinho" é melhor do que a minha companhia? 
            
             Eu a encaro sério, ela começa a rir cruzando os braços
             
             -S/N- e desde quando você ficou tão meloso assim Yoongi? Credo eu só não posso ficar com você hoje! Apenas isso! 
             
             -Eu- esse não é o problema, o problema é que eu não conheço esse seu "amigo" 
             
             -S/N- Min Yoongi, isso é ciúmes? 
             
             -Eu- não... - ela me interrompe 
             
             -S/N- isso é o'que então? 
             
             Ela diz deboxada, porém eu a ignoro ligando o carro
             
             -Eu- preocupação, só isso 
             
             -S/N- hmm... intendi e nada além disso né? 
             
             Ela diz em um tom duvidoso, me fazendo dar um longo suspiro arrastado
             
             -Eu- nada além...
             
             -S/N- Okay então Yoon... - ela não concluí a sua fala 
             
             Então eu desvio o meu olhar para ela, ela estava com as duas mãos na barriga comprimindo o rosto, ela aparentava estar com muita dor 
             
             -Eu- o'que aconteceu pequena? 
             
              A preocupação era evidente em minhas palavras 
              
              -S/N- nada só... uma contração 
              
             Rapidamente eu solto o cinto de segurança dela, na intenção de não "espremê-la" 
             
             -Eu- está muito forte? 
             
             -S/N- um pouco... 
             
             A cada segundo que se passava, ela se comprimia mais e mais no banco. S/N é muito resistente a dor, não importa o grau da dor que ela está passando, ela sempre irá falar: "não é nada" ou "é passageiro" 
             
             -Eu- tem certeza? 
             
             -S/N- eu tenho
             
             As suas palavras não estavam me convencendo, então eu retorno o caminho indo em direção do Hospital 
             
             S/N estava sentindo tanta dor que ela nem percebeu que eu mudei a rota do caminho
             
             Alguns instantes se passaram, e ela segura o meu braço me assustando 
             
             -S/N- Yoongi vai pro Hospital... eu acho que a bolsa estourou 
             
             As minhas suspeitas se confirmaram naquela hora. Assim que a escuto eu acabo acelerando muito, quem estava passando mal era ela, mas eu estava tão preocupado e agitado que as minhas mãos começam a tremer involuntariamente. S/N vê isso e fala:
             
             -S/N- calma, vai ficar tudo bem 
             
             Uma mulher prestes a dar á luz estava tentando me acalmar, só você mesmo Yoongi pra fazer essa proeza!
             
              Eu tento respirar fundo, e continuar dirigindo. Eu nunca estive tão nervoso em toda a minha vida 
              
              
              *P.O.V - Sra. Min* 
              
              Nós estamos aqui conversando desde que o meu filho saiu com a S/N
              
              O velho Arthur *seu ex-marido e pai de Suga* continua sendo o mesmo de sempre! É uma nostalgia muito boa relembrar dos momentos bons que eu tive ao lado dele
              
              Como quando eu e ele quase fomos presos por responder a um policial, ou quando nós furtamos alguns chocolates de um estabelecimento. Todas essas lembranças são de quando nós éramos imaturos, eu o conheço desde quando eu era uma criança, vivemos por muitos anos juntos desfrutando de aventuras que eu jamais pude passar com alguém em toda a minha vida
              
              Arthur de alguma forma marcou a minha vida, e não vou mentir. Eu ainda sinto algo por ele, porém eu não desejo me juntar a ele novamente
              
              Não percebemos o momento que o meu marido entra na sala, assim que ele vê Arthur, ele paralisa olhando fixamente para ele
              
              -O'que você está fazendo aqui? 
              
              ele fala com desprezo/nojo em seu olhar
              
              -Arthur- nada que seja da sua conta 
              
              - que bonito não é mesmo? Depois de tudo do que você fez com ela e com o Suga, ainda restou audácia para você vir até aqui, como se absolutamente nada tivesse acontecido?  
              
              -Arthur- você também não tem moral alguma para me julgar, se eu errei você também errou, e sinceramente você cometeu atos  até piores do que os meus
              
              Os dois começam a discutir, exaltados. Eu literalmente não tenho paz na minha vida
              
              O telefone toca, e eu fui atendê-lo em meio daquele barulho causado pela discussão dos dois
              
              -Eu- alô? 
              
              - Por favor a Sra.Min se encontra? 
              

              -Eu- sim você está falando com ela 
              
              - eu falo do hospital e tenho uma notícia ruim relacionado ao seu filho e a sua namorada
              
              -Eu- o'que houve? 
              
              - um carro colidiu com o deles 

 


          Continua...
              
             
              
              
              
              
             
     
        
             
         
            
            
           
 
         
    
        
   
    
        
   
       
        


Notas Finais


Foi isso, espero que eu tenha agradado a todos!
Bjs e até a próxima!!! ❤❤

Bye-Bye 😙😙😙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...