1. Spirit Fanfics >
  2. "Me ajuda Kookie-ah, me molhei" - Jikook >
  3. Single - "Eu molhei Kooki-ah!"

História "Me ajuda Kookie-ah, me molhei" - Jikook - Capítulo 1



Notas do Autor


Oi lovers!
Designer by: @Flowmich
É tendo a idéia e jogando😊.

Boa leitura!( ◜‿◝ )♡

Capítulo 1 - Single - "Eu molhei Kooki-ah!"


Fanfic / Fanfiction "Me ajuda Kookie-ah, me molhei" - Jikook - Capítulo 1 - Single - "Eu molhei Kooki-ah!"


— Bebê, calma, eu já estou chegando, sim? — falava Jungkook enquanto dirigia a caminho do shopping em que seu ômega estava. — Tente respirar fundo meu anjo. — falou com sua voz rouca e mansa sem imaginar que seu ômega rolava os olhos sentindo seus hormônios a flor da pele enquanto xingava seu alfa de todos os nomes possíveis.


A voz do alfa não ajudava em nada o moreninho de bochechas rubras e biquinho choroso; será que o Jeon era tão lerdo assim?


— Junggukie, por favor, tá doendo, pisa o pé neste acelerador! — mandou manhando sentindo seu baixo ventre se corroer. — Jeon Jungkook!


— Calma meu amor, eu já estou chegando ok? Já estou na rua ao lado. — disse suspirando por já estar próximo de onde o outro estava.


— Comprou as coisas amor? eu não vim preparado. 


 Meu manhosinho — pensou o moreno de mechas ruivas.


— Amor, aí é um shopping, acho impossível que não tenha o que a gente precisa. — falou irritando ainda mais seu baixinho, que aguardava impaciente na outra linha. — Não acha melhor simplesmente vir e entrar no carro para irmos para nossa casa bebê? — perguntou manso ainda sem se dar conta da situação do mais novo.


— Jeon Jungkook, seu filho de uma boa mãe, você acha que eu vou esperar para me sentir confortável só em casa caralho?!


"Eita, se estressou" pensou se repreendendo mentalmente por cutucar seu bebê com vara curta, sabia muito bem que naquela época Jimin ficava extremamente arisco e sem paciência para as lerdezas do noivo.


Mas quem não ficaria irritado, com aquela dor dos infernos que fazia seu ventre virar uma balbúrdia a cada minuto que se passava? Poxa, o baixinho só queria ter a ajuda de seu alfa.


— Já cheguei amor, já cheguei ok? — falou Jungkook aliviado estacionando seu carro.


— Vem logo para o banheiro Jungkookie. 


— Pera… banheiro? — falou coçando a nuca enquanto se retirava do carro.


— Achou que eu estaria aonde nesse estado Jungkook?! Sentado em uma das poltronas do cinema?!


— Com esse escândalo acho que não, já teria sido expulso. — disse risonho para tentar descontrair o moreno, enquanto corria para a ala de vestimentas e objetos íntimos para ômegas. 


— Quando chegar aqui eu irei te encher de tapas, Jeon. — disse indignado fechando os olhos impaciente logo se virando de costas para a bancada do banheiro ao ver um ômega adentrando o olhando estranho, mas logo que reparou o "problema" sorriu gentil para o outro antes de ir lavar as mãos para ir embora.


— Quer ajuda em algo moço? — perguntou o ômega que aparentava ter sua idade.


— N-não, não meu alfa já está vindo. — sorriu agradecido vendo o outro concordar se retirando. — Anda Jungkook! — voltou á ligação.


— Estou na lojinha do shopping comprando coisinhas para você usar amor; de qual você…


— Qualquer um Jungkook, qualquer um, ok?! 'Tá achando que eu vou reparar nessas coisas agora? — bufou.


Seu noivo era inacreditável.


— Ok, já chego aí. 


— Jungkook? Jungkook?! Você desligou alfa estúpido? Era só o que me faltava. — fez bico antes de escutar seu telefone novamente tocar. — Cadê você?!


— Calma, você quer que eu leve mais alguma coisa?


— Não, só venha logo. — dito e feito, em pouco tempo, um alfa todo suado abria a porta do banheiro procurando ver o rosto de seu moreninho. — Amor! — disse sorrindo ao ver o alfa que logo estendeu os braços para o abraçar, mas Jimin apenas pegou a sacola de sua mão e saiu às pressas para uma das cabines sem antes escutar o alfa murmurar risonho um "calma bebê, também senti saudades".


[...]


— Demorei muito? — perguntou o alfa enquanto escutava o barulho da porta da cabine onde seu ômega estava.


— 'Pra quem estava no centro, você foi bem rapidinho amor. — sorriu indo lavar suas mãos. — Desculpa por ter lhe tirado do trabalho.


— Amor, eu sou seu alfa, hum? — disse baixinho se aconchegante atrás do menor, o abraçando sugando o cheirinho de seu pescoço.


— Aish, odeio quando isso acontece em público. — resmungou sendo virado de frente para o mais velho. 


— Amor, não se preocupe, hum? É uma coisa normal, muitos ômegas já passaram por isso, sim?


— Eu molhei Kooki-ah. Sujou minha calça. — fez bico. — Ela era novinha Kooki-ah. — pronto, e lá estava seu ômega deixando lágrimas cair.


Hormônios dos infernos.


— Oh meu bebê, o Kookie compra outra, ok?


— Está dizendo que não posso me bancar sozinho, alfa? 


"Oxi, mas não estava chorando?".


— Não bebê, eu não disse nada disso. — vendo o outro abrir a boca para retrucar, logo interfiriu — E não, eu não não acho que você não saiba interpretar o que digo. — sorriu vendo o outro olhar para si bufando antes de sorrir.


Ah, os hormônios.


— Não queria menstruar. 


— Isso é um pedido mudo para nosso primeiro filhote? — sorriu ao sentir um tapinha ser deixado em si.


— 'Tô com dor amor. — disse escondendo seu rosto no pescoço do outro.


— Não gosto de ver meu bebê com dor. — disse pegando o outro no colo afagando os cabelos negros antes de pegar e ajeitar a sacola de absorventes, peças íntimas (caso o absorvente não pudesse se encalhar em alguma das peças que trouxera) e o comprimido de seu babe.


Saiu do banheiro dos ômegas machos sem se importar muito com os olhos de repreensão que o miraram na porta do banheiro. Não tinha porque se incomodar, afinal estava ali somente para ajudar seu ômega.


Certo que já havia entrado ali com o mesmo baixinho outrora com intenções (e práticas) um tanto que "duvidosas" mas no momento, não tinha relevância levar sua mente para tais memórias.


[...]


Já dentro do quarto, Jimin sequer se desgrudava do noivo. Quis porque quis permanecer no colo do moreno. 

E assim foi feito…


Nem era mimado.


— Oh meu bebê, você está tão dengosinho, hum. — murmurou cheirando os cabelinhos preto do outro. — Seu alfa vai cuidar muito bem de você, hum? Vou te acariciar tanto que nem irá perceber tanto essa dorzinha aí.





— Espero mesmo alfa, espero mesmo. — falou escutando uma risadinha do mais velho, este que logo dava partida no carro.















De uma coisa Jimin sabia muito bem. 

Seu alfa sempre sabia como aliviar aquela sua dorsinha incômoda.




Notas Finais


Que boiolagem, hum?
Gostei de escrever, estava com um bloqueiozinho para entrar no docs, mas do nada me veio isso na mente e eu não pude deixar escapar kkk.

Gostaram?????
Favoritem?????
Comentem?????
Me sigam?????

Beijos👉💋👈 da Day

— @Dayse_IaraJikooka


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...